História Sinal Dos Tempos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lírico, Termino
Visualizações 21
Palavras 501
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Lírica
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá!
Capítulo único!
Título do capítulo: Nós nunca aprendemos, estivemos aqui antes
É um pouco inspirado em Sign of the times do Harry Styles.

Capítulo 1 - We never learn, we been here before


Ela esteve deitada ali o tempo inteiro. Depois da briga na noite anterior, jurou que ela iria embora durante a noite. Mas ela não foi. Ficou acordada a noite toda. Esperando pela hora que a mulher da sua vida se levantaria, ainda nua, vestiria suas roupas e apenas iria embora. Mas ela permaneceu ali. Deitada em seu peito, respirando calmamente.

Olhando para o teto. Eram 4 horas da manhã.

— Não vai trabalhar? — A voz sonolenta se fez presente.

Ah, sim! Ela tinha que levantar cedo para ir para o centro da cidade.

— Eu não sei…

Havia algo. Muito longe no pensamento de Sook, que parecia com uma casa. Tendo sua namorada ali em seus braços, parecia um quadro. Um momento registrado em uma linda forma de arte. Mas naquela casa não havia mais espaço nas paredes. Cheias de momentos, bons e ruins. Parecia fácil. Construir outro cômodo. Mas casas de vidros não passavam por reformas tão facilmente. E o jardim queimado dizia muito coisa para Sook.

Deixar uma casa inteira para trás. Cheia de lembranças e não levar nem um quadro. Mas ela não tinha sido a primeira a partir, era o que pensava.

Quando respirou profundamente, se perguntou de onde havia tirado tal comparação com seu curto relacionamento de apenas um ano.

Um ano… Tudo havia sido tão corrido.

Eram 4 horas e exatos 10 minutos. Isso que o relógio na parede a sua frente denunciava. O interfone ecoou pelo apartamento. Sua colega de trabalho estava lhe chamado para o trabalho. Um, dois e três toques. O celular até mesmo chegou a tocar, mas Sook se recusou a atender.

10, 20, 30, 40, 50… Até que finalmente se marcou 5 horas em seu relógio.

— Está na hora de ir trabalhar, Taeyang…

As duas se levantaram, mas daquela vez não se pôde ouvir murmúrios manhosos e sonolentos, nem beijos e nenhum "Bom dia" com vozes sedutoras e apaixonadas.

Na cozinha, Sook segurava sua xícara de café. Sempre odiou chá, até o cheiro a incomodava, mas passou a gostar. Pelo simples fato de amar quem amava uma boa xícara de chá. Mas agora sentia ânsias de vômito, por causa do cheiro forte e tão próximo. Talvez não fosse apenas o chá que a causava aquilo…

Não houve cerimônia. Apenas foram algumas poucas palavras.

— Eu acho que isso não está mais dando certo.

Quando Taeyang saiu pela porta para ir trabalhar, Sook teve certeza que após o expediente, não era naquele pequeno apartamento de três cômodos que ela iria pedir refúgio com voz cansada e dizer que apenas queria aproveitar um tempo com seu amor.

Parecia o fim do mundo. Sook se permitiu chorar um pouco e então perceber que era o fim dos tempos. Pareceu que bilhões de anos haviam se reduzido a pó. No chão do seu banheiro, enquanto segurava o cabelo entre os dedos, as lágrimas pareciam não se controlar. Mas Sook queria chorar. Queria sentir. Caso contrário, sentia que seria o seu fim.

Saindo da casa de Sook, Taeyang sorriu. Entre lágrimas. Tentando fingir que era apenas um sinal de novos tempos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...