História Sing For You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae
Exibições 64
Palavras 897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong, espero que gostem da história e que chorem ao decorrer dela.
Recomendação de cap: Sing For You (EXO) e Let Me (GOT7)

Capítulo 1 - Sing For You


“Só os fracos se entregam” ...

Esse foi meu pensamento durante anos, mas bem... olhe onde estou agora! Se for assim acho que me tornei fraco, pois eu me entreguei de corpo e alma ao amor que sentia por Im Jaebum. Nunca achei que seria fácil amar alguém, mas eu tentei.

Lembro de uma frase de minha mãe: “Youngjae, quando se está em uma relação, se um não quer os dois não vão amar”, esse pequeno pensamento que me ajudou a perceber que eu estava apenas me iludindo, o que Im sentia por mim não era amor... Era só o calor do momento, e que eu seria o único a sair machucado após aquilo tudo que estava acontecendo conosco, aquele grande e confuso turbilhão de sentimentos.

Eu me tornei fraco, pois eu nunca fui desses que foge dos problemas, mas dessa vez fui embora sem nem dizer um rápido adeus a ele. Será que ele sente minha falta? Posso ter sido um amor passageiro de noite quente de verão, mas.... Foi simples, rápido e quente como a luz do sol, tarde demais o conheci, e então, cedo e de maneira muito rápida, sem o conhecer, o amei.

Olhando agora pelo janelado meu assento no trem e admirando esse infinito mar de estrelas, que nunca me cansarei de olhar, sinto meu rosto ficando molhado pelas lagrimas que insistem em aparecer não importando o quanto eu as limpe, eu contarei a história do meu primeiro amor... a minha história e de Jaebum.

*­~Flashback~*

(Um mês antes)

Qual seria a reação normal de uma pessoa a receber a notícia de ter ganho um intercambio? Seria ficar emocionado e aceitar, não é? ...

Isso é um dos motivos que me leva a crer que eu não sou um ser normal, só pelo fato de eu ter dito pensar no assunto e ter saído de um jeito que todos se convenceriam que eu não quero, o que é verdade.

Eu tenho algum tipo de praga por acaso? Pois eu acabo de perceber que só nesses cinco minutos que estou andando sem prestar atenção ao meu redor eu bati em Jinyoung, o estudante mais bipolar que eu conheço.

– Está maluco Youngjae? – Ele me encarou quase sem expressão, quase, podia ver alguns traços de raiva se formando em seu rosto.

– Menos, bem menos Junior... – Falei um com a voz um pouco mais fria que o normal enquanto me abaixava para pegar o copo de suco caído – É só suco de laranja, e até uma pessoa como você sabe como tirar uma mancha de suco. 

Sorri lascivo ao velo trincar o maxilar, entendam... não sou uma pessoa grossa por estar falando assim com ele, eu só sempre retribuo o que me dão, se me tratar bem serei o mesmo com você, se não paciência. 

Soltei um pequeno gemido de dor ao sentir minhas costas baterem contra a parede fria da cantina e o direito braço de Junior ao lado da minha cabeça impedindo minha saída, e o esquerdo segurando a gola de minha camisa.

– O que quer dizer com “até uma pessoa com você” Choi Youngjae?

Mesmo ele sendo mais alto que eu não deixei de encarrar as orbes negras de Junior nenhum momento, afinal, cão que late não morde.

– Você sabe a resposta.... Não se faça de bobo, Junior.

Quando finalmente ele entendeu sobre o que eu falava, abriu a boca para responder, porem nada saiu além de uma grande rajada de ar ao ouvir as palavras de algum professor que veio separar nossa “briga”.

Após o pequeno sermão do professor sobre o que ele achava sobre brigas, fui para o “meu” quarto descansar um pouco antes da melhor aula do dia, Física.



 Não sei nem como e nem por quanto tempo eu dormi, tudo que sei é que acordei com Im Jaebum de toalha no meio do quarto escolhendo uma roupa apropriada para sair.

Jaebum é meu colega de quarto dessa faculdade, não conversamos muito e nem somos próximos, mas nos damos bem na maior parte do tempo, tirando o fato de ser mulherengo e me pedir para ficar fora pelo menos três vezes na semana ele é um cara legal.

– Youngjae eu sei que sou gostoso, mas pare de me encarar que vou ficar sem jeito. – Ele virou o rosto em minha direção e seu sorriso só aumentou mais quando joguei uma almofada nele. – Você nunca desmente, não é?

– Onde você está indo? – Perguntei fugindo de sua outra pergunta, pois já cansei de discutir o mesmo assunto com Jae, mas se quer saber...

Eu acho Im Jaebum um puta cara gostoso, e não me acho mais “viado”, sou bem hetero, juro, e menos homem por falar isso para mim mesmo ou admitir para alguém.

– Jantar com uma amiga do terceiro ano de dança. – Ele disse passando uns três litros de perfume.

— E a ideia é o que? Fazer ela espirrar até o cérebro sair pelo nariz? – Disse colocando meu nariz dentro da camiseta.

– Você é muito exagerado Youngjae – Ele segurava um riso rouco enquanto abotoava a camisa.

– E no fim a sobremesa será o que? Ela? – Ele parou de abotoar camisa para me encarar rindo baixo.

– É muito amor que você tem por mim mesmo.

– Quem disse? – Olhei para ele tentando disfarçar a diversão enquanto passava a língua para umedecer os lábios, mas o maldito sabe que eu gosto da companhia dele. 

– Você não presta, Youngjae.

– Eu nunca disse que prestava ou que te amava, Jaebum.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...