História Sing to me sleep - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias My Chemical Romance, Twenty One Pilots
Personagens Frank Iero, Gerard Way, Josh Dun, Personagens Originais, Tyler Joseph
Tags Drama, Frank, Frank Iero, Gerard, Gerard Way, Josh, Josh Dun, Joshler, My Chemical Romance, Romance, Twenty One Pilots, Tyler, Tyler Josph
Visualizações 17
Palavras 963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoal!
Mais um capítulo aqui, e não tem muito o que falar sobre ele.
Ah, gostaria que vocês dessem uma olhada nas notas finais por favorzinho ok? <3
Boa leitura! C':

Capítulo 3 - III


Me despedi do Patrick e sai da sala, e logo, na sala de TV encontrava-se Tyler, que agora estava com uma mochila e seu ukulele em mãos, sentado no fofo sofá revestido de couro.

 

Porém, havia um garoto de cabelos agora em tons azulados, que poderia falar que já estavam desbotados o suficiente para serem tingidos novamente. Ele também segurava algo que parecia um pote, era cúbico e de cor arroxeada, era definitivamente de plástico. mesmo estava conversando animadamente com Tyler, mas não era possível ouvir.

 

Reconheci imediatamente Josh. Josh era meu amigo e do Ty a mais ou menos dois anos. Eu conheci Josh uma vez, quando estava voltando da escola e resolvi passar na loja de música, e enquanto eu olhava algum CD para ouvir, eu o vi olhando um Cd do Green Day, e como eu era fã deles, eu comecei a falar com Josh sobre. E depois eu apresentei Josh para Tyler também, e cá estávamos nós, agora éramos melhores amigos inseparáveis.

 

-Tyler! Josh! - Falei alto olharam na mesma hora para mim, já se levantando e vindo.

 

-Pequena, já estava com saudades de novo, eaí, tudo bem contigo? - Tyler disse me dando um breve abraço.

 

-Ah, Kath, que saudades, desculpa mesmo não poder ter vindo antes. Só consegui voltar da viagem ontem. - Josh me abraçando forte, quase me levantando do chão.

 

-Hey, tudo bem Josh, não tem problema. Mas também estava morrendo de saudades. Alias, vai ter que pintar esse cabelo de novo. - disse enquanto nós já andávamos para o meu quarto.

 

-É, eu sei. Vocês deveriam escolher a cor porque eu simplesmente não sei qual escolher.

 

-Eu acho roxo legal, ou rosa. - abri a porta do quarto e entramos, deixando a porta encostada novamente.

 

-Faz roxo primeiro, depois o rosa.

 

-Ok, as duas cores ficariam legais mesmo! Ah, hey, fiz esse cookies antes de vir pra cá, são pra ti. - disse Josh entregando o pote roxo.

 

-Hm, parece tão bons, obrigada Joshie. - dei um breve abraço no mesmo, e peguei um dos biscoitos, dando uma mordida e estendo o pote em direção aos dois garotos que pegaram um cada. - E estão mesmo deliciosos!

 

-Obrigada. - Josh sorriu. - Ah! Hey, adivinha o que eu ganhei do meu pai?

 

-Hm, não sei… o que?

 

-Uma bateria nova! Agora posso voltar a tentar fazer músicas com vocês!

 

A bateria do Josh tinha estragado, bem, eu nao entendo muito de bateria então não faço ideia do que aconteceu com ela, mas ele não podia tocar, então ele teve que esperar o pai dele dar uma nova.

 

-Eu acho que vocês deveriam fazer um cover de mad song e gravar, eu amo quando vocês dois tocam aquela música!

 

-É uma ótima ideia, podemos fazer isso quando tivermos mais tempo.

 

Agora todos nós estávamos sentado na cama, eu no centro perto da cabeceira, e Ty e Josh cada um em uma ponta no final da cama. O pote com alguns cookies restantes estavam no meio de nós junto ao ukulele do Tyler. Aquilo até mesmo parecia uma roda de uma seita para algo tenebroso, algo tenebroso que misturava cookies e ukulele, isso deve ter sido uma das coisas mais bizarras que já tinha pensado.

 

-Hm, Tyler, toca alguma coisa, por favor?

 

-Claro, qual música você quer?

 

-Qualquer uma.

 

Tyler pareceu pensativo por um tempo e logo depois pegou seu ukulele, tocando linha por linha para confirmar se estava afinado, começando a cantar alguma música que eu conhecia mas não lembrava o nome.No mesmo momento deitei de lado colocando minha cabeça sobre as pernas do josh, que começou a fazer cafuné em mim, e passei a olhar para o canto vazio do quarto.  

 

Enquanto eu ouvia Tyler cantando e os acordes do ukulele, senti meus olho pesando, e assim fechando, até que tudo o que eu pudesse ver fosse escuro.


 

POV Josh

 

-Ela dormiu… - disse baixo e cauteloso enquanto a olhava.

 

-Josh… - Tyler disse e eu o olhei - e… se aquilo que ouvi falar for verdade?

 

-Nós não temos certeza Ty, não se preocupe com isso agora.

 

-Eu só tenho medo, Kath é tão pura, tão jovem, nada de mal deveria acontecer com ela.

 

-Eu sei, eu também penso o mesmo. - suspirei, colocando Kath deitada corretamente                    na cama, tirando seus óculos e colocando na mesinha ao lado, e ela imediatamente se aconchega nos travesseiros.

 

Olhei para Tyler novamente, que tentava esconder as lágrimas que estavam em seu rosto. Cheguei perto dele e o abracei, e ele retribuiu o ato. Eu também estava com medo, afinal, Kath realmente tinha piorado de uns meses pra cá.

 

-Mas eu também estou preocupado com você. Tyler, você sabe que pode contar…

 

-Com você pra qualquer coisa, eu sei Josh, mas você não pode cuidar de todo mundo, precisa cuidar de você primeiro.

 

-Eu ando bem, Tyler, de verdade, faz pelo menos sete meses que nada acontece.

 

-Eu fico muito feliz com isso, mesmo, mas não acho que você possa me ajudar agora, eu acho que vou indo… - ele disse separando do abraço e olhando em meus olhos.

 

-Tudo bem… mas tome cuidado, e qualquer coisa você pode ligar. Eu vou ficar mais um pouco com a Kath aqui.

 

Ele assentiu, pegou seu ukulele que estava ao seu lado na cama e se despediu, saindo pela porta branca.

 

Respirei fundo, fechando meus olhos. Senti dedos delicados encostando em minha mão e pequenos olhos cinzentos me observando. apertei sua mão, depositando um beijo em seus cabelos.

 

-Vai ficar tudo bem, Joshie. Eu prometo, tudo vai ficar bem. - disse a garota, com um leve sorriso e uma voz sonolenta.

 

-Eu acredito em você, Kath. - sorri de volta, mexendo em seus cabelos até que ela dormisse novamente.

 


Notas Finais


Gente, tenho uma pequena observação à fazer. Bom, eu sei que pode ser meio chato pedir isso, mas eu peço por favor para que vocês comentem e avaliem, aponte os pontos que deveria melhorar. Um comentário, além de incentivar quem escreve, também ajuda a tornar o trabalho dele melhor para você, leitor. :'D
Ah, também comentem se vocês querem que eu coloque o link no próximo capítulo da playlist que eu escuto para escrever os capítulos, na minha visão, uma trilha sonora torna a experiência muito mais imersiva e deixa tudo mais ambientado.
É isso então, até o próximo capítulo!
XoXo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...