História Sistema de proteção à Yui - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Visualizações 18
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieeee!
Olha eu aqui de novo so!
Aqui vai mais um capítulo.

Capítulo 15 - Visitando a família Kaneko


Fanfic / Fanfiction Sistema de proteção à Yui - Capítulo 15 - Visitando a família Kaneko

Ruki on

******: Espero que você não repita isso na frente das minhas irmãs, pois elas não teram piedade de você.

Ouvimos uma voz vinda da porta do escritório, todos viramos para ver quem era e no deparamos com uma garota linda por sinal que lembrava a rainha, porém a cor dos cabelos eram de um rosa mais claro e os olhos eram de um azul mais vivo que os da rainha. Estava vestida com uma camisa social branca, sobre ela usava um blazer preto em um braço dele tinha o brasão que estava nos portões e no outro braço tinha um desenho de duas coroas com uma espada atravessada entre elas, e na parte de baixo vestia um calção curto com uma bota rasteira, e um fone em uma das orelhas.

Heike: Essa é a minha primeira filha Yasu Kaneko. Como está você minha filha?

Yasu: Estou bem mamãe.

Yasu respondeu com um sorriso que me pareceu um tanto irônico, o que foi bem estranho.

Akira: O que você está fazendo aqui minha filha? Não lembro de terem chamado você ainda.

Heike: Eu pedi para ela vir buscar os meninos e a senhorita Kamori, para levar- los até as outras meninas pois elas iram explicar como trabalharão para proteger-la. Assim poderemos ter uma reunião para tratarmos de outros assuntos. 

Yasu: Vamos! O resto está no jardim.

Saimos da sala e seguimos Yasu pelos corredores. Chegamos em uma porta de vidro que nos levava para um corredor que era coberto de trapadeiras(autora: reparem na imagem do capítulo passado, que vocês entenderam do que estou falando) do lado de fora da casa. Percoremos pelo corredor até pararmos em frente a um jardim cheio de flores das mais variadas cores,mais afastado das flores tinha um canteiro de verduras e legumes, olhei para atrás e pude notar dois vampiros (Subaro e Yuma) que contemplavam tudo isso adimirados. Ao meio desse jardim tinha o que aparentava ser uma estufa de vidro, não dava para ver direito pois os vidros estavam embasados mas tinha pessoas dentro dela. Meus pensamentos foram enterrompidos pela voz da Yasu.

Yasu: Antes de entrarmos queria lhes pedir para não fazerem nenhum comentário de mau gosto, e que também não pensem coisas assim.

Ela falou nos olhando com uma expressão séria no rosto.

Laitor: Olha eu posso prometer não falar, porém não pensar é meio difícil.

Kou: Até porque ninguém vai saber o que pensamos, só nós mesmos.

Yasu: Mas algumas delas saberam e não ficaram nada contentes.

Agora foi a minha vez de me manifestar.

Ruki:  Como assim? 

Yasu: Vocês saberão quando encontrarem elas.

Falou com um ar sombrio.

Ayato: O que foi ficou com medo Ruki? Medo de umas menininhas que no máximo vão jogar panelinhas de brinquedo em você, de tão fraquinhas que elas...

Ela foi interrompido por um vulto vermelho que lhe deu um baita soco que o arremessou a quase duzentos metros do lugar onde ele se encontrava.

Yasu: Eu avisei, mas não quis ouvir agora arque com as consequências de auas atitudes.

******: Nós não somos fraquinhas! Mas vocês em compensação já não posso dizer.

Falou uma garota com longos cabelos vermelhos.

Laitor: Ei cachorrinha, não bata no meu irmão! 

Laitor foi correndo em alta velocidde até eles, mais foi empedido por uma garota de longos cabelos loiros.

*****: Nem mais um passo garotinho.

Disse uma menina de cabelos roxos que estava parada um pouco atrás da outra garota.

****: Pelo Pai! Quantos vampirinhos fracaçados nós temos aqui? Hahahahaha.

Falou uma garota de cabelos rosa- escuro que estava sentada em um banquinho que tinha ali perto de nós, do lado dela tinha outra de cabelo pretos e olhos azuis escuro que estava lixando as unhas.

Subaro:  Olha eu não iria falar nada por vocês baterem no Ayato, porém agora você me tirou do sério.Ninguém me chama de fraco!

E com essa fala o Cavalo Sakimaki corre em direção as meninas. Porém é segurado pelo que parece ser sombras, sigo as sobras com o olhar e vejo que a sobra é da Yasu, ela esta manipulando as sombras.

Yasu: Olha garoto, não gosto que mechão com minhas irmãs. Então fica ai quietinho na sua!!!

Subaro: Olha sua....

*****: Olha o que você vai falar para a minha irmã mais velha.

Falou um garoto de cabelos pretos e olhos azuis que estava de pé perto de um canteiro de margaridas, e ao seu lado tinha uma menina muito parecida com a outra que estava sentada no banco lixando as unhas. 

*****: Qual é o motivo dessa bagunça toda?

**** Isso é simples imouto- chan! O rapaz que está apanhando da Emy nos chamou de fraquinhas, e que brincamos de cazinha!

Disse a morena que lixava as unhas.

****: Sinceramente meninas, brigar por uma coisa dessas? Quanta infantilidade!

Fala o garoto.

****: Por qual motivo ele levou a nos chamar de fraca? E por que deveríamos provar que não somos frageis?

Reiji: O Ayato não sabe o que fala. Porém precisamos de ajuda para proteg.....

Yuma.: Na verdade ele acha que vo"ê são fracas pois são mulheres, eque não tem capacidada para cuidarem, da Yui.

****: Isso é facíl de resolverem.

Falou uma menina com cabelos rosas, e com um ursinho (com metade do rosto preto e a outra branca),com uma voz infantiu.

Yasu: Como assim Yoko?

Yoko: Desse jeito!

Derepente o ursinho dela vira um tipo de arma, e ela mirou no coração da Yui, assim a matando. Nesse momento todos nós( vampiros piramos e começamos a lutar contra elas.

Derepente a terra começou a tremer. Todos nós ficamos assustado quando escutamos uma voz doce vinda da entrada do jardim.

****:  Por favor parém de brigar!!!

Falou uma menina loira de cabelos curtos que estava com as mãos no chão, isso me leva a crer que era ela que estava provocando o terremoto. Mas nesse pequeno momento de distração provocado por ela, o Laitor se recuperou da joelhada e avançou na direção do Ayato (que estava levando muitos socos na cara e não conseguia reaguir de tão rapido que a ruiva se movimentava), porém a loira de cabelos longos se mete na frente dele, mas em um movimento rapido ele soca a cara dela.

*****: One- chan!!!!!

Grita a loira de cabelos curtos, quando do nada a terra volta a tremer, e abrir clateras, algumas pedra até levitam.

******: Eu vou matar todos!!!

As pedras que levitavam começaram a cair, todos os vapiros se asustaram, eu fechei meus olhos e pensei.

" Esse é o meu fim"

*

*

*

*

**** Pelo pai eles são muito medrosos! Hahahaha

Quando eu abro os meus olhos eu vejo que todos nos estamos caidos no chão do corredo em frente do escritório da rainha, juntamente do Tougo que está sentado em uma cadeira, os principes consorte, e todas as mininas do jardim e o menino e uma garota linda e albina. Parecia que nada tinha acontecido a alguns segundos atrás.

Dessa vez meu pensamento foi

" Caralho que merda foi essa que aconteceu"






Notas Finais


Perdão pela demora. Vou tentar postar mais dois capitulo.
Beijão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...