História Sister of Bangtan. - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 105
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 40 - I would love to


Taehyung pov.

Caminho pelo corredor enquanto cumprimento rapidamente alhumas pessoas que passam por mim. Respiro fundo, tentado manter a calma e sigo até a sala de ensaios do Kard.

Olho pela porta entreaberta vendo apenas Soomin e o Manager ali. Não posso ouvir o que eles dizem, mas pela expressão em que ela tem em seu rosto, o assunto não parece agrada-lá.

As palavras de Maya veem em minha mente rapidamente. Eu anulei isso tempo demais. 

Abro a porta fazendo com que ambos me olhem um pouco assustados.

- Soomin, Posso falar com você? - Minha mão aperta a maçaneta e me seguro o máximo que posso para não falar poucas e boas para aquele cara.

- Ela está ocupada, Taehyung. 

- É importante.  - Insisto.

Ele bufa, se afastando de perto de dela e é preciso que eu me controle o máximo para não voar nele. Soomin se aproxima, passando por mim e fecho a porta o deixando lá no dentro. Faço um sinal com a cabeça, indicando que ela me seguisse e procuro por uma sala vazia. Abro a porta da B4 e deixo que ela entre primeiro. Empurro a porta com o pé e suspiro a olhando.

- Maya me contou... - Falo baixo.

Ela me olha parecendo um pouco surpresa.

- Contou... O quê? - Sua cabeça tomba um pouco para o lado e seu rosto toma uma expressão assustada.

- O que o manager faz. - Me aproximo.

Ela se encosta na parede e por um momento achei que ela fosse chorar, mas tudo o que ouvi foi um suspiro.

- Não conte a ninguém, por favor. - Sua voz soa tão baixa que mal posso ouvir.

- Soomin, se não contarmos isso vai continuar e pode acontecer coisa pior.

Ela desliza até o chão se sentando e eu me abaixo a sua frente, noto seus olhos marejados e suspiro.

- A quanto tempo isso acontece?

- Praticamente desde que ele entrou. - Sussurra. - Ele sempre foi um pouco machista com Maya e eu, sempre cobrou demais da gente, falava coisas desnecessárias, só que com um templ isso foi piorando, pelo menos para mim, ele me obrigava a ficar um pouco mais com os outros e as vezes insinuava coisas...

- Ele fez alguma coisa com você?

- Não... - ela passa a mão pelo rosto e soluça baixo - Taehyung-Oppa... Eu não sei se aguento mais tudo isso.

Minha primeira reação ao ve-lá chorar foi a puxar para um abraço, sua cabeça ficou em meu peito enquanto uma de minhas mãos passava por suas costas e a outra acariciava seu cabelo. Ficamos em silêncio até que ela se acalmasse.

- Vamos resolver isso, ok? Eu prometo. - Sussurro.

Seguro seu rosto por entre minhas mãos e ela assente devagar.

Por um momento me pego a observando, suas bochechas estavam rosadas e seu nariz avermelhado, mas isso a deixava tão fofa.

Soomin era linda, isso ninguém podia negar. E o fato de que ela mexia um pouco comigo estava estampado em meu rosto.

- Obrigada, Oppa.

Balanço a cabeça de leve e coro, percebendo que a olhava tempo demais. Sorrio fraco e coloco as mãos nos bolsos.

- Eu vou conversar com PDNim, tudo bem? Aguente só por hoje. 

(...)

- Sim, claro... Entendo. Tudo bem, obrigado. - Jin me olha sorrindo e mordo mais uma vez o pedaço de bolo.

- O que foi?

- Adivinha quem acaba de confirmar presença no aniversário da May?

- É aquele tal presente de aniversário que você está falando a dias?

- Esse mesmo.

- Quem é?

- BigBang.

Arregalo os olhos e deixo o bolo de lado.

- BigBang? Maya vai surtar, você sabe o quanto ela ama essa banda.

- Eu sou incrível, pode falar. - Sorri.

- Aish, Hyung. - Reviro os olhos. - Maos alguém já confirmou presença?

- A maioria já.  Tanto amigos nossos quanto dela.

- Eu ainda tenho que pensar em um presente... - Me encosto.

- Você tem tempo ainda, faltam quase um mês.  - Dá de ombros.

- Quando ela saí de lá?

- Na próxima semana.

- Ela deve estar enlouquecendo lá. 

- Com certeza, ainda mais que ela odeio hospitais.

- Você está mais ansioso que ela para o aniversário.  - Rio.

- Você acha? É que já está tudo planejado, mas tem tanta coisa para resolver ainda.

- Ainda tem tempo, Hyung. Acalme- se, não é o fim do mundo.

- Eu tento, Tae, eu tento. Mas é tanta coisa. - Se senta.

- Soube que PDNim vai trocar eles de colégio?

- Jura? Depois de tudo isso também não é pra menos, aquele diretor é louco.

- Namjoon quase matou ele. - Rio. - Queria ter visto.

- Não perde uma, uh?!

- Nunca. - dou de ombros.

(...)

"Tae-Oppa? "

Franzo o cenho tentando reconhecer o número.

"Quem é?"

"Soomin, Oppa."

"Ah, Oi! "

"Oi hahah. Só queria agradecer por hoje, PDNim está em reunião com ele agora e parece que não está nada bem. "

" Isso significa que você está livre no momento? "

Espero pela resposta enquanto encaro ansiosamente o celular em minha mão.

O pior que eu receberia seria um não.

"Bom... Acho que sim."

Ok, Taehyung, é sua chance.

"Quer comer alguma coisa? "

Vamos.

Vamos.

Vamos.

Por que demora tanto?

Basta digitar um sim.

Só três letras.

Por favor. 

"Eu adoraria."

Meu coração parece saltar para fora de mim e um sorrioso surge em meu rosto quase o rasgando.

"Certo, uh... Podemos nos encontrar no café na rua debaixo da BigHit? "

Enquanto espero pela resposta, vou até meu guarda roupas procurando rapidamente por uma roupa. Ouço o celular vibrar na cama e corro até lá enquanto fecho a calça.

"Tudo bem, estarei lá. "

Olho as horas em meu relógio.

15:13.

Ótimo! Teríamos tempo o suficiente para conversamos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...