História Six Loves - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Daddy Kink, Jihope, Jikook, Jimin Bottom, Jimin Centric, Jinmin, Kookmin, Minjoon, Namjin, Namkook, Nammin, Vhope, Vkookmin, Vmin, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 94
Palavras 509
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


>.<

Capítulo 3 - Jin


Fanfic / Fanfiction Six Loves - Capítulo 3 - Jin

-ei, Minnie!-ouvi do andar de baixo e rapidamente corri até lá, avistando Namjoon em frente a porta, sorridente. Me joguei em cima de si, o abraçando apertado.

-eu estava com tantas saudades, Monnie.-eu disse manhoso e ele correspondeu, me apertando na mesma intensidade em que eu o apertava.

-que exagero, foi apenas uma semana.-disse calmo e aos poucos nos separamos.

-de qualquer jeito, vou te proibir de viajar de agora em diante!-eu disse levemente irritado, batendo meus pés pequenos no chão.

-você é uma gracinha irritado, Minnie.-apertou minhas bochechas, as deixando levemente doloridas.-ei, você pode me ajudar com algo?-perguntou, ficando um pouco sério.

-sim, sim!-eu disse animado. Eu, definitivamente, faria qualquer coisa que o Namjoon me pedisse. Menos algo que prejudicasse alguém que eu gosto, mas fora isso, nenhuma exceção.

-hoje teremos um jantar maior já que temos convidados e o cozinheiro está enrolado, poderia dar uma mãozinha nele?-disse com um sorriso meigo, eu amo suas covinhas!

-claro!-concordei sorridente.

-pode ir, nos vemos na janta. Até, meu Minnie!-beijou minha testa.

-até, Monnie!-beijei sua bochecha. Eu nunca me interessei muito por comida, apesar de ser algo que eu gosto. Eu já estou nesse orfanato a um tempo considerável, mas ainda não conheci o cozinheiro. Bom, essa é a chance. Caminhei saltitante até a cozinha, ao entrar, avistei um homem loiro de ombros largos, de costas para mim enquanto cortava algo.

-err...-eu disse envergonhado.-moço?-o chamei, mas ele parecia concentrado demais para me ouvir.-ei!-disse mais alto e encostei suavemente em seu braço.

-aí!-ele se assustou e acabou cortando o próprio dedo.

-de-desculpa...-eu disse preocupado e ele finalmente me olhou.

-ah?-disse confuso.-tudo bem, é só um pequeno corte.-sorriu gentilmente.

-eu juro que não queria te assustar, muito menos te fazer se machucar.-eu disse cabisbaixo.

-ei, querido, eu já disse que está tudo bem.-com o dedo que não estava machucado, levantou meu queixo delicadamente, me fazendo o encarar. Seus cabelo claro tinha alguns fios caídos nos olhos, olhos esses que eram grandes e escuros, seu nariz era fino, seus lábios carnudos e avermelhados, sua pele é branquinha e me parece tão macia, seu rosto parece tão delicado. Não resistindo, toquei seu rosto com a mão, sentindo a pele quente e macia.

-macia, sua pele é tão macia...-sussurrei corado.

-huh, obrigado?-perguntou em tom de pergunta e riu, sua risada é engraçada, eu realmente quero o ver rir mais vezes.-oi, acho que não nos conhecemos ainda, certo?-acho que sua voz gentil de tom calmo poderia me acalmar nos piores casos.-meu nome é Kim Seokjin e o seu?-perguntou amigável.

-P-Park Jimin. Posso te chamar de Jinnie?-perguntei curioso.

-claro, Jiminnie.-sorriu.

-ah, seu dedo...-tirei um band-aid do bolso da minha bermuda, segurando delicadamente sua mão, colocando o band-aid com atenção.-pronto!-exclamei contente, ao terminar.

-obrigado! Agora meu dedinho está bem!-mexeu seu dedo de um lado para o outro de um jeito engraçado e eu ri.

-ah! Faltou o beijinho!-eu disse alto. Como eu pude esquecer da parte mais importante de um curativo?-aqui.-novamente peguei em sua mão deixando um beijo suave em cima do machucado, com cuidado para não fazer pressão e o machucar.

-seu beijinho é a melhor parte do curativo.-ele disse com um pequeno sorriso e eu retribui corado. Beijinhos curam tudo.


Notas Finais


Espero que gostem♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...