História Six Months - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucy Hale, Zayn Malik
Personagens Zayn Malik
Tags Criminal, Drama, Liam Payne, Lucy Hale, Romance, Violencia, Zayn Malik
Visualizações 146
Palavras 1.314
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, xus! ♥

Capítulo 23 - Capítulo 22


Fanfic / Fanfiction Six Months - Capítulo 23 - Capítulo 22


"It's a brand new start
A dream come true
In Malibu..."

 

Lauren P.O.V 

Quando aquele avião pousou, eu finalmente respirei tranquila. Era fim de tarde quando Zayn pegou um daqueles carros conversíveis que se andam em praia e dirigiu até sua casa na praia(1). Quando coloquei os pés lá dentro, me deparei com um luxo e um conforto indescritível e a sala tinha inúmeras janelas de vidro deixando claro a vista para as ondas do mar. 

- Zayn -berrei encostando minhas mãos naqueles vidros e hipnotizada com a vista- Isso é lindo! 

- Eu acho que precisa de uma limpeza -ele disse passando o dedo pelo raque empoeirado

- Por que você nunca me disse que tinha uma casa na praia ? 

- Porque você nunca me perguntou -ele foi até mim e me abraçou por trás- Eu nem me lembrava mais como era essa vista. 

O sol estava se pondo e o céu estava rosado, aquela era uma imagem que eu nunca havia presenciado na minha vida toda e sem duvidas era uma das melhores. 

- Quando iremos a praia ? 

- Você pode ir quando quiser -ele riu da minha empolgação- Olha, é como se eu tivesse a praia no meu quintal. 

- Eu nem acredito que você me trouxe aqui -me virei de frente para ele e pousei minhas mãos sobre seus ombros- Obrigada, Zayn! 

Ele sorriu satisfeito e subiu para o andar de cima com as malas enquanto eu continuava hipnotizado com a beleza daquele lugar. O clima era totalmente diferente do londrino, casacos grandes e quentes deram lugar a roupas leves e curtas. O ar parecia mais puro e o barulho de pássaros e folhas de coqueiros voando eram constates. 

Me sentei naquela poltrona confortável e repousei meu corpo sobre ela. 

- Psiu -Zayn apareceu na sala com alguns baldes em mãos- Precisamos limpar isso. 

- Agora ? -perguntei fazendo manha 

- Vai ser divertido, vem -me estendeu a mão 

Prendi meu cabelo em um coque e peguei um pano úmido, comecei a passar pelo raque sentindo aquela poeira inundar meu nariz. Zayn passava pano pelos vidros, dando enfim, a verdadeira clareza a casa. 

Era engraçado ver ele fazendo trabalhos domésticos, ele não se importava nenhum pouco e tinha maior capricho na limpeza. O segundo andar da casa conseguia ser mais luxuoso que o primeiro, as paredes claras davam um ar calmo e as janelas de vidro dando vista para o mar também enfeitavam a suíte. 

Depois de tanta poeira e tanto esforço finalmente a casa estava brilhando novamente e nós estávamos exaustos. 

- Cansou ? -ele perguntou se jogando em um pufe que tinha ali 

- E como -respirei fundo- a meses eu não fazia uma faxina assim. 

- Precisamos ir comprar comida, não tem nada aqui. 

- Eu preciso de um banho -senti o suor escorrer pelo meu rosto 

- O banheiro fica ali -apontou para uma porta branca de maçaneta dourada- Se apronte para irmos ao mercado. 

Soltei meus cabelos e senti a água fria percorrer pelo meu corpo me refrescando. O banheiro conseguia ser maior que a sala da casa em que eu morava com minha família, eu olhava aquela enorme banheira ao canto e só conseguia pensar em como Zayn e eu ficaríamos lindos transando ali. Tenho essa fantasia de transar em algum lugar com água e aquela banheira parecia o lugar ideal. 

Lavei meus cabelos e enquanto ensaboava o corpo ainda me recordava daquele acontecimento: A morte de Taylor. Muitas perguntas daquele dia não haviam sido respondidas, será que Zayn ajudou a matar o pai ? 

Eu não queria estragar nossa viagem de forma alguma, mas naqueles cinco dias eu iria saber sobre o passado de Zayn. 

Zayn P.O.V

Terminei meu banho antes de Lauren e vesti uma roupa comum de ficar em casa. O bom de viagens a praia é que não precisa ser nada muito arrumado, desde as roupas até a cama que provavelmente ficaria bagunçada os cinco dias que continuássemos ali. 

Ao mesmo tempo que era bom ficar sozinho com Lauren em uma casa, era também perigoso, mesmo sabendo que ninguém saberia da nossa presença ali eu ainda tinha receio de que algo pudesse acontecer, assim como aconteceu com meu pai. Liam me recomendou que eu trouxesse alguns capangas juntos apenas por prevenção mas aquela viagem era só nossa, era como se fosse uma lua de mel antes do casamento e lua de mel não inclui seguranças. 

Lauren logo apareceu na cozinha de chinelos e cabelo molhado, exalando um cheiro maravilhoso. 

Entramos no meu conversível e fomos até o mercado mais próximo. 

- O que tanto precisamos comprar ? -ela perguntou fechando a porta do carro 

- Tudo, desde sabonetes até produtos alimentares. 

- Ah, tudo bem. Será como fazer as compras do mês 

- Sim -sorri e entrelacei nossos dedos entrando no mercado 

Peguei um carrinho grande que comportasse tudo o que precisaríamos comprar, ela ia na frente analisando as prateleiras. 

- Que tal isso ? -ela perguntou apontando para uma caixa de cereal 

- Cereal ? -perguntei rindo- Isso é coisa de adolescente comer 

- Eu ainda tenho dezessete anos, Malik -ela disse revirando os olhos 

As vezes eu me esquecia que ela ainda era uma adolescente e estava aí uma coisa sobre ela que eu não sabia: o dia de seu aniversário de dezoito 

Era estranho para mim fazer compras em mercado, na mansão em que vivo sempre foram os funcionários que faziam tudo, faziam longos meses que eu não pisava em um mercado, havia até me esquecido como se dirigia aqueles carrinhos.

Pegamos tudo que possivelmente precisaríamos nos próximos cinco dias, Lauren encheu o carrinho de chocolate igual uma criança e naquele momento fazendo compras imaginei como será quando nos casarmos. Admito que já penso nessa ideia. 

- Pegamos tudo ? -ela perguntou analisando aquele carrinho lotado de coisas 

- Falta o principal -me agachei próximo a uma prateleira de camisinhas 

- Zayn -ela disse alto e ficou vermelha 

- Qual o problema ? -perguntei rindo analisando aqueles pacotinhos de alumínio- Precisamos nos proteger, amor 

- Fala baixo -ela riu- o corredor está cheio de gente 

Olhei pelos lados e percebi que ali haviam várias pessoas, desde crianças até idosos. Parece que todos resolveram parar ali enquanto eu escolhia uma camisinha. 

- Até parece que eles não transam -eu disse me divertindo com a vergonha que ela sentia 

Sempre transei protegido com Lauren, eu era limpo de doenças e sabia que ela também não tinha nada mas era melhor usar dinheiro comprando camisinhas do que um berço. Filho estava fora de cogitação naquele momento.

...

Guardamos toda a despesa nos armários e percebemos que a noite já reinava lá fora. O céu estrelado e aquela enorme lua iluminavam as ondas do mar. 

- Zayn -Lauren disse olhando pela janela de vidro- Eu quero ver o mar.

- Dizem que a água é mais quente a noite, vamos. 

Descemos a escada descalços e pisamos na areia, como era boa a sensação. Lauren estava hipnotizava com tudo, seus olhos brilhavam e a água batia em seus pés à fazendo dar sorrisos espontâneos. 

Nos sentamos na areia observando aquela infinita água azul. 

- Nunca pensei que estaria aqui com você -ela disse fazendo carinhos em meus dedos- Eu te amo, Zayn -me olhou nos olhos 

- Eu também -sorri selando nossos lábios 

Um silêncio reinou, o único barulho ouvido eram das ondas se quebrando nas pedras e dos coqueiros balançando. Era uma paz estar naquele lugar com ela. 

- Eu posso te perguntar uma coisa ? 

- Claro -respondi 

- Você promete me dizer a verdade ? 

- Sim, o que foi ? -eu já imaginava o que viria a seguir 

- Taylor disse que você é culpado pela morte do seu pai. É verdade ? -seus olhos inocentes pediam uma resposta sincera, eu precisava dizer a verdade.

Continua...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...