História Sixteen - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Manuel Neuer, Marco Reus, Mario Götze, Mats Hummels, Robert Lewandowski, Thiago Alcântara, Thomas Müller
Personagens Manuel Neuer, Marco Reus, Mario Götze, Mats Hummels, Personagens Originais, Robert Lewandowski, Thiago Alcântara, Thomas Müller
Tags Alemanha, Amor, Bayern, Carlo Ancelotti, Esporte, Munique, Romance
Exibições 149
Palavras 847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, pessoas!

Capítulo 5 - Preocupado


Fanfic / Fanfiction Sixteen - Capítulo 5 - Preocupado

O estridente som da voz de Carlo, fora como um verdadeiro balde de água fria sobre o casal, fazendo com que caíssem na real e finalmente se dessem conta da situação constrangedora ali formada. Quase que de imediato, Verona tratou de sair de cima de Manuel, que logo após levantou se da grama. Sendo assim, ambos ficaram de pé, receosos, esperando pelo sermão que viria a ser aplicado por Carlo. 

- Desculpe, Manuel. - Verona disse no intuito de evitar um escândalo por parte do pai. A verdade era que não conseguia lamentar nada a respeito do ocorrido agora pouco. Havia gostado de estar tão perto de Manuel. Ver o sorriso dele, contemplar aqueles olhos tão azuis que lhe transmitiam uma sensação tão boa, quase de paz. Poder tocá lo mesmo que tão limitadamente, sem dúvidas fora o melhor momento vivido desde a mudança para a Alemanha. 

- Tudo bem. - Manuel retrucou, possuíndo a mesma linha de pensamento da moça. - Me desculpe, também. - finalizou e Carlo lançou um olhar zangado e desconfiado em direção ao goleiro, enquanto o mesmo se afastava retomando as atividades outrora interrompidas. Em seguida, Carlo passou a encarar Verona da mesma maneira, mas a garota apenas revirou os olhos, já estava mais do que acostumada com a típica cara de poucos amigos do pai. Sem mais acontecimentos incomuns, o treino daquele dia ocorreu de maneira tranquila. Vez ou outra, Verona e Manuel arriscavam uma troca de olhares, e inevitalmente acabavam sorrindo um para o outro. No horário de costume, o treinamento fora encerrado. Verona e Carlo acomodaram se dentro do carro no intuito de voltarem para casa. Carlo dirigia tranquilamente pelas ruas de uma nublada Munique, enquanto Verona perdia se em seus milhares de pensamentos a respeito de Manuel. Não deixou de estranhar o fato do pai ainda não ter lhe dado uma bronca épica, porém não iria cobrar as reclamações por parte dele, aceitaria de bom grado aquele comportamento no mínimo incomum. 

Ao chegarem em casa, Verona adentrou o imóvel mais rápida do que uma bala, antes mesmo de Carlo chegar, a moça já tinha subido as escadas rumo a seu quarto, provavelmente disposta a fugir do pai, pois sabia que a qualquer momento, ele poderia surgir com alguma forma de implicância. 

- Brigaram outra vez? - Mariann perguntou, confusa em razão da pressa demonstrada pela filha. 

- Não. - Carlo retrucou simplesmente, enquanto sentava se ao lado da esposa, sobre o espaçoso sofá bege. Apesar de não ter gostado nada da cena protagonizada pela filha e por Manuel, Carlo confiava na ética do goleiro, afinal ele tinha trinta anos! Catorze a mais do que a menina, e além de tudo estava em um relacionamento estável com uma moça há cerca de dois anos. Diante de todos estes fatos, Carlo permitiu se ficar tranquilo, e deixar de ser tão paranóico, pois do seu ponto de vista era inimaginável um envolvimento amoroso entre os dois. Verona era uma garota teimosa, mas Carlo sabia bem dos valores ensinados a ela, o quão madura e inteligente era sua filha. Poderia possuir mil defeitos, mas traídora não entrava na lista.

***

Naquela tarde, após o treino, como de costume, Manuel chegou em casa e lá estava ela. Nina, sua namorada. O relacionamento entre os dois havia começado há cerca de dois anos. Na época, tanto a imprensa quanto seus fãs estranharam o namoro relâmpago e muitos cogitavam a hipótese do goleiro ter até mesmo traído sua ex, Kathrin. Bom, quando conheceu Nina, o relacionamento com Kath, apelido carinhoso dado a morena, estava passando por um turbulento momento, conhecer a jovem loira apenas adiantou o inevitável. Nina costumava frequentar a casa de Manuel, ele gostava da companhia, mas bem sabia os motivos por trás de tantas visitas duradouras, a moça estava doida para dar um passo a mais no relacionamento. E assim, partirem logo para o momento em que começariam a morar juntos, Manuel vinha pensando com carinho na possibilidade, porém, antes que pudesse tomar alguma decisão a respeito, conheceu Verona. Sim! Uma garota de apenas dezesseis anos havia conseguido mexer com a mente e o coração do goleiro. Se realmente amava Nina, como isso fora acontecer? Será que amava mesmo? Não sabia mais o que responder. Precisava apegar se a esperança de que sentia apenas uma atração pela filha do técnico. Porém, estaria mentindo se dissesse que nunca havia pensado em como deveria ser poder amá la. Tocá la, beijá la, tê la somente para si. 

- Amor! - Nina veio em direção ao namorado, aproveitando para ajudá lo a carregar algumas compras que tinha feito no mercado próximo ao prédio onde morava. 

- Oi. - Manuel disse com menos ânimo do que gostaria. Deixando a namorada preocupada. 

- Você está bem? - ela perguntou e Manuel assentiu, enquanto dava um beijo na testa da namorada. Em seguida, subiu as escadas rumo ao seu quarto. Adentrou o cômodo e apenas jogou se contra a cama, bufou frustrado. 

- Droga, Verona. - sussurrou para si mesmo, preocupado, com o sentimento que vinha crescendo dentro de si.


Notas Finais


Bjokas. Eu escrevi o nome da ex do Manu certo? Kkkkk. Quando a Verona descobrir da Nina... Muhahaha :3
Oi - https://spiritfanfics.com/historia/burn-with-me-7145956


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...