História Skool Luv Affair - BTS IMAGINE (INTERATIVA) - Capítulo 27


Escrita por: ~ e ~Sasaanimey

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Colegial, Romance
Visualizações 25
Palavras 1.469
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - When everything starts to work ... (PART 1)


Fanfic / Fanfiction Skool Luv Affair - BTS IMAGINE (INTERATIVA) - Capítulo 27 - When everything starts to work ... (PART 1)

POV EUN AH ON

 

Passava de 4h da matina, as pessoas estavam indo embora e, como um bom irmão, Tae me mandou ir para casa, ele me levaria, todavia havia prometido levar SeokYeon. Esses dois...

 

- Vamos? - sinto alguém me cutuca, era HoSeok. Assinto e entro em seu carro.

 

Eu estava exausta, minha fantasia estava suada e meus pés cansados do salto, eu queria ir para casa dormir e acordar daqui 95 anos.

 

- Chegamos. - pronunciando isso, procuro minha chave e percebo que não estou com a mesma.

- Droga. - murmuro.

- O que houve, saeng? - ele pergunta.

- Esqueci a chave com o Hyung. - reviro os olhos e antes que eu reaja, vejo o maior dando ré e mudando a direção. - Para onde estamos indo? - questiono curiosa.

- Para minha casa, oras, ou quer esperar seu irmão? Acho que ele vai demorar. - rindo travesso, concordo com ele e me aconchego no banco onde estava.

 

Mais uma vez, a viagem foi curta e logo chegamos a mansão dos Jung's.

 

- Vamos, não durma agora. - saindo e abrindo a porta para mim, ele estende a mão, mas não movo um músculo, eu estava sem coragem nenhuma, por mim, dormiria ali onde estava. - Não seja boba, kaga! (vamos!). - e dizendo isso, me pega no colo com facilidade, indo até sua porta, a abrindo e entrando. 

Me colocando no sofá, começo a despertar e perceber que fui carregada por metros por Jung HoSeok, meu Deus.

 

- P-perdoe-me. - solto, me levantando. 

- Vamos, eu te guio até o quarto. - dizendo isso, sobe as escadas e faço o mesmo. - Aqui, entre. - e assim que adentro o lugar, percebo que se trata de seu quarto. - Eu durmo no quarto de hospedes, aqui é mais confortável para ti, além do mais, tem um banheiro para que tome banho sem incomodo. - sorrindo fraco, ele me entrega uma toalha. 

- O-okay. - e assim vou me zelar. 

 

Durante o banho, eu penso um pouco... Essa festa fora importante para todos, provavelmente SunHe não me vira, todavia eu vi sua cena apaixonada com o Park, eles fazem um belo casal e, graças a mim, um casal ainda não assumido para todos.

 

FLASHBACK ON

 

Eu precisava de ar fresco, se eu ficasse mais tempo ao lado de Hope, acabaria me declarando para ele ali mesmo, ele estava tão... Lindo. Mas provavelmente seus sentimentos por mim mudaram desde nossa última conversa séria sobre todos os nossos sentimentos.

Aish, eu fora tão dura com ele, tinha que ter sido EunAh.

 

Andando sem perceber, acabo me deparando com uma cena peculiar. Era os Park's, Sun e Min. O que estão conversando? Eu não deveria escutar, mas...

 

- Choayo, Park SunHe (gosto de você, Park SunHe).

- Na do. (eu também.) - eles cochicham para si, todavia não tão baixo quanto o esperado.

 

Uau, que... Fofos! Ai, tomara que eles não tenham me visto, não quero estragar esse momento deles, vou me retirar antes que seja tarde.

Dando alguns passos para trás, acabo trombando em SaJoon, nossa querida fofoqueira e "jornalista" da escola.

 

- O que vistes para ficar tão desatenta, EunAh-shi? - com seu tom esnobe e persuasivo, ela pergunta.

- Nada, querida, eu apenas sou distraída, lembra? - a respondendo já estressada, lembro do casal atrás de mim e a direção para onde a fofoqueira está indo. - Mas venha, tome um drink com a gente, parece que HoSeok tem algo para falar. 

 

Por Deus, Hobi, me ajude! 

 

FLASHBACK OFF

 

Saindo do banho rindo, percebo que não havia trazido nenhuma roupa para mim, afinal vinha de uma festa importante a fantasia.

Será que o oppa se importará se eu pegar uma de suas camisas? Acho que não. 

 

E assim o faço, sem bagunça, procuro alguma camisa de botões larga e grande para mim.

 

A típica branca salvadora da pátria! 

A pego e visto, me olhando no espelho, me parece bem, além de ser confortável e estar com a fragrância do dono. 

 

- Jung-Oppa? - o chamo das escadas e escuto sua resposta vindo da sala. - Espero que não se incomode... - dizendo isso, cruzo os braços para trás e me balanço um pouco, tímida.

- Aish, não seja boba... - sorrindo mais bobo que eu, ele me puxa para que eu sente no sofá. - Pode me tirar uma dúvida? - se virando para mim.

- Diga. 

- Por que pediu para eu inventar algo para SaJoon? Coitada se encheu de esperanças.

- Eu quis enche-la de Hope. - com o meu trocadilho, o menino ri e balança a cabeça em negação.  - Mas sério, não foi por isso, foi que... - será que devo contar para ele? Aish isso é algo tão intimo daqueles dois... Mas JiMin e HoSeok são tão amigos que aposto que ele contará para ele de qualquer forma. - Eu estava tentando esconder algo, meio que eu vi o casal selvagem junto e... - sou interrompida.

- MENTIRA! SÉRIO?! CONTA TUDO, ELES SE DECLARARAM, TEVE BEIJO? - como uma garota atrás de fuxico, Jung segura minha mão e sorri largo.

- Menos, por favor. - estrago seu prazer, mesmo que isso o faça rir. - Bom, sim e não sei, continuando, e a "senhorita fofoca" mais conhecida como "garota que ama trouxamente o Mister HoSeok" estava indo para onde eles estavam... Aposto que eles não iam querer seus nomes na primeira página do jornal, ia ser... Difícil.

- Sim, sim, fizestes bem, SunHe sofreria muito se do nada soubessem que um B7 namora uma novata. - assinto. - Mas sabe o que eu acho cômico? - ele se aproxima.

- Hm? - com cara de dúvida, não me pronuncio.

- Que um casal tão novo já tenha avançado mais que a gente. - me encarando no fundo dos olhos, eu queria desviar dos mesmos, todavia algo me prendia ao seu olhar e me deixava completamente vermelha. Tentando esconder minha vergonha, pego uma almofada e coloco em meu colo, onde eu a aperto tentando estabilizar minhas emoções. - Não é estranhamente engraçado? Eles nem se davam bem no início... Enquanto nós sempre fomos apaixonados um pelo outro, mas... Tem uma enorme diferença entre os casais. - se aproximando quase que instantaneamente, coloca uma mão ao redor de meu pescoço e outra apoiada no sofá. - Eles tiveram atitude, atitude que só tivemos quando sabíamos que seríamos rejeitados. - ele fala sobre quando eu disse para continuarmos amigos apenas. - Mas parece que alguém começou a confiar nos próprios sentimentos, não? - me fazendo encostar a cabeça na parte traseira do assento.

- Eu... Eu sempre gostei de ti, HoSeok, mas são tantas coisas que nos impedem.

- Cite-as. - sussurra.

- Sério? As empresas rivais de nossos familiares...

- Na verdade, a nossa união seria um modo de unificar os mais poderosos empresários da Coreia. - diz arrumando uma solução.

- A rixa que enfrentaríamos na escola.

- Estamos falando de um membro do B7 e da irmã de outro... Acha mesmo que alguém se meteria conosco? - antes que eu abrisse a boca para falar mais algum problema entre nós, ele coloca o dedo em minha boca como pedido de silêncio e prossegue. - Não temos problemas além da falta de confiança um no outro, EunAh. 

- Eu confio em ti mais que tudo, Jung HoSeok! - quase me sinto ofendida.

- Verdade? Então prove. - com uma fala calma e indiferente, mantém a proximidade.

- Beije-me. - ordenando que o outro faça, percebo que mesmo estando confiante, ele se surpreende com o que foi dito.

- Bela forma de provar.

- Eu não estou fazendo isso para provar nada, estou apenas lhe mostrando o que sinto. - assim que termino, ele arqueia uma de suas sobrancelhas.

Ele se curva mais sobre mim, eu tentava me sentar de forma que me aproximasse o máximo possível dele.

Ele tem um cheiro tão bom... 

Eu senti a ponta do seu nariz descer pelas minhas têmporas e seu hálito acariciar minhas bochechas, logo chegando em minha boca. Eu não aguentava mais, e pelo jeito, nem ele, afinal senti seus lábios nos meus indo em direção a um beijo calmo, entretanto o mais apaixonado que pudemos. 

O beijo se intensificou e ele me puxou mais para perto, uma de suas mãos desceu para minha cintura e ali ficou. O ar me faltou e decido afastá-lo, assim que o fiz, percebi que o outro sorria.

 

- Parece que, finalmente, os casais daquele grupo estão se acertando. - e com isso, dou um tapa de leve em seu braço, o fazendo me dar um rápido selinho e sair de cima de mim.

 

O que eu estou tentando fazer da minha vida? Talvez... Ser feliz?

 

Continua...


Notas Finais


Annyeong cats!

Bom, espero que gostem e comentem, please~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...