História Skool Luv Affair - BTS IMAGINE (INTERATIVA) - Capítulo 32


Escrita por: ~ e ~Sasaanimey

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Colegial, Romance
Visualizações 13
Palavras 2.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Truth or Dare (PART 2)


Fanfic / Fanfiction Skool Luv Affair - BTS IMAGINE (INTERATIVA) - Capítulo 32 - Truth or Dare (PART 2)

Todos estavam em completa concentração, ninguém nem nada soltava qualquer som, chegava a ser um silencio irritante. E acredito não ser a única a pensar isso.

 

- AISH! Vamos, falem, discutam o conteúdo, não fiquem calados, por favor! - quase que como um grito, escuto a voz de HoSeok vinda do outro lado da sala.

 

Por impulso, todos caem nas gargalhadas e todo aquele clima de terror se foi.

 

- Vamos fazer uma pausa, okay? Querem comer o quê? - pergunta o anfitrião.

- PIZZA! - todos respondem em unisom, sem deixar brechas para questionamentos.

 

Enquanto uns guardavam os livros, outros pegavam os copos e pratos, SeokYeon e TaeHyung escolhiam um filme que agradasse a todos, uma missão cautelosa e difícil, enquanto eu estava ali, tentando fazer o pedido ao lado de Jeon JeongGuk.

 

- Uma pizza de calabresa, e outra metade italiana e metade de bulgogi. - assim que termino, entrego o celular do mais novo e me sento próxima do pé do sofá.

- Posso me sentar aqui? - uma voz calma e fria fala para mim, respondendo sem olhar para quem quer que seja, assinto e percebo que o mesmo senta no sofá, bem atrás de mim, me fazendo ficar entre suas pernas. Encosto minhas costas na parte baixa do assento e viro minha cabeça para trás, tentando ver quem estava ali.

 

Era Min YoonGi, obviamente seria ele, qual outro garoto teria intimidade suficiente comigo para me deixar entre suas canelas? Nenhum.

Eu o observara, todavia ele não parecia notar. Seu rosto é milimetricamente perfeito, até mesmo visto de baixo, sua pele clara acompanha todo o seu maxilar fino e seu pescoço magro.

 

- Tudo está pronto, sentem antes que eu coloque o filme de vez... - me acordando dos típicos devaneios, ali estava  a voz de TaeHyung, que pula ao lado de seu hyung.

- Seja mais discreta. - escuto Seok cochichar para mim, sentando da mesma forma que eu, entre as pernas de Kim.

- Com...?

- Nada não, só cuidado com a baba, ela vai escorrer. - rindo sutilmente, ela pega o controle e dá início.

 

Depois de devorar as duas pizzas como se fossem um pedaço de pão, todos estávamos cheios, cansados e com preguiça de voltar aos afazeres.

 

- Eu não quero estudar, mas não quero ir para casa. - solta HoSeok passando a mão sobre sua barriga, satisfeito.

- Acho que todos estamos no mesmo barco, Seok. - revirando os olhos, o digo.

- Poderíamos, talvez... - fazendo sua melhor pior feição maligna, ou melhor, careta*, Hyung se aproxima de todos sussurrando. - Truth or Dare. - com seu inglês extremamente quebrado, ele nos sugere "brincar" de Verdade ou Desafio.

- Como ser a pessoa mais infantil do mundo com Kim TaeHyung. - falando com cinismo, NamJoon se nega.

- A verdadeira versão não é nada infantil. - SunHe cochicha.

- Mas nós mesmo somos. - ri JiMin e todos concordam.

- Vamos lá, só para passar o tempo. - choramingando, o garoto de cabelos de tigela (adoro falar assim, meu Deus!) nos puxa para o hall e nos faz sentar no chão como se casa fosse sua.

- Girem meu chinelo. - acertando a cabeça de Yoon, Jeon joga sua sandália para que possamos jogar.

- Seu pirralho maluco. - esfregando a cabeça em sinal de dor, o mais velho ali reclama.

 

Depois de vários desafios bobos, verdades meio contadas, as coisas começaram a acontecer.

 

- Kim TaeHyung! Sua vez, pergunte ao YoonGi. - e mais uma vez, a cara da maldade surge no quase maknae do grupo.

- Se tivesse que ficar com uma das meninas da escola, quem seria? - arqueando uma sobrancelha para o menor, todavia mais velho, todos o observavam esperando a resposta.

- Mas... Mas que... - parecendo confuso, logo aumenta o tom de voz, tremula e nervosa. - Mas que pergunta de merda é essa, saeng? Fumou bosta, foi? Eu me recuso a responder.

- Recusa e sai ou responde. - eu e HoSeok soltamos.

- Querem saber mesmo? Okay, é uma garota bem bonita, meio estressadinha e insuportável, não sei se conhecem bem ela, mas eu acredito que eu sim, ela tem cabelos castanhos e olhos grandes e ninguém ouse insinuar quem quer que ache ser. - fitando a todos com o olhar, se fecha por completo após responder.

- Continuemos então, né JADE? - pronunciando meu nome mais alto e fazendo todos rirem, eu me finjo de desentendida e ignoro toda a situação.

- Sou eu. - e por mais engraçado que possa parecer, o chinelo aponta para V. - Vingança, verdade ou desafio?

- Desafio, obviamente.

- Desafio a fazer uma declaração a alguém da nossa escolha agora, você tem 2 minutos.

- Escolhemos SeokYeon! - todos gritam alto e rápido, o fazendo corar como um tomate, e ela também.

 

Era óbvia a quimica que eles tem, e seus sentimentos também, mas acredito que são um dos "casais" do grupo mais reservados.

 

- SeokYeon, me desculpe pelos meus amigos idiotas. - se levantando em sua direção, ele estende a mão para que ela também fique de pé.

- Valendo.

- Eu não queria que minha forma de declarar tudo que eu sinto fosse essa, mas já que estamos aqui, posso aproveitar como uma oportunidade de esclarecer tudo. Sabe aquelas crises temperamentais do nada? Eram ciúmes, sabe aquelas vezes que eu fui extremamente infantil? Foram para chamar a sua atenção apenas para mim... - agarrando as mãos da menina e fazendo seu melhor sorriso, morde o lábio inferior e volta com sua voz rouca e maravilhosa cantarolando. - Eu tenho escondido isso, vou te contar uma coisa/Apenas para deixar enterrado/Agora eu não posso mais suportar isso/Por que eu não podia dizer, então?/Tenho estado ferido, de qualquer maneira/Realmente, eu não posso suportar isso*. - chegando mais perto de seu ouvido, não sabia quem estava mais apreensiva, ela ou todas as garotas ali presentes. - Saranghae (eu te amo). - cochicha, fazendo todas nós suspirarmos.

 

Agora era óbvio o porquê de TaeHyung ser o face do B7, ele tinha um charme escondido para as melhores ocasiões, e conseguiu transformar uma brincadeira constrangedora em uma das mais perfeitas declarações que já vi. Batemos palmas enquanto os outros o olhavam feio.

 

- Kim-saeng tem um talento... Um charme que poucos tem. - comenta Akemi suspirando assim como as outras.

- Podem sentar já, tá? Eu em, talento, pfff... - solta irritado Jeon, agora sabemos quem está com ciúmes.

 

Enquanto faziam os outros desafios e perguntas, observo SeokYeon, ela era tão divertida e aberta, mas tinha momentos que era tão tímida e fofa, como agora. Suas bochechas continuaram vermelhas, mesmo depois de tudo ter passado, entretanto eu a entendo, quem me dera o garoto que eu gosto fazer uma declaração tão repentina.

Neste momento eu paro e percebo que, de forma indireta, acontecera comigo também e minha reação não fora uma das melhores.

 

Espera, quer dizer que eu admiti gostar de Min?

Não não, foi apenas modo errado de pensar e...

 

- Acorda, Jade! Ei, voltou a Terra? - assinto enquanto escuto os outros me chamando.

- Sua vez, verdade ou desafio?

- Acho que irei ser modinha, vamos de desafio. 

- Wow, não deveria ter feito isso, hoje JungKook não está o menino bonzinho de sempre. - ri JiMin.

- Tenho um vizinho... - sendo interrompido

- Muito gato por sinal. - solta Akemi, ela parece já ter ido ali algumas vezes.

- Pare. - outra vez enciumado, ele volta a falar. - Ele está solteiro e tem uns 19 anos, então... Vamos fazer a velha história do açúcar. - imitando Kim, Kook pega uma xícara, o celular e antes que ligue para o vizinho e avise, alguém protesta.

- Isso é realmente necessário? - pergunta Suga.

- Sim, ué, a menos que queira ir no lugar dela.

- Eu posso fazer isso sem problemas. - ele logo responde, sem me deixar contestar.

- E beijá-lo.

- Epa, eu não sabia disso não. - me meto.

- Besteira, ele é pegável para vocês garotas.

- E tem cara de quem beija bem. - agora começo a pensar que Kemi faz isso propositalmente.

- Eu acho isso meio errado e não é como se o garoto me visse e fosse querer me beijar.

- Eu tenho meus truques. - liga para o tal e começa a chamada. - JaeGwan? Sou eu, minha amiga está indo aí pegar açúcar e aviso logo, ela é gata e gostou de ti. - todos prendemos a risada, quer dizer, menos eu e Yoon, que pareciamos apreensivos.

- Eu vou acompanhá-la. - o mais velho diz me puxando pelo braço.

 

Saímos da casa e antes que chegássemos na outra, aquele que ainda agarrava meu pulso me puxa para uma das paredes mais próximas.

 

- Mas o que...? - antes que eu terminasse a frase, ele fala.

- Quer beijar um desconhecido? - nego. - Então fique quieta, fique aqui e eu vou pegar e conversar com o cara, eu o conheço. - outra vez, sem ouvir minha opinião, ele sai rumo ao vizinho.

 

Espero por alguns poucos minutos, talvez um ou dois, eu estava com medo dos nossos colegas estarem vendo e ficarem com raiva, mas eu não via ninguém, então senti um alívio.

 

- Aqui, agora vamos. - diz me entregando a xícara.

- Ei, espere. - travo meus pés na grama. - O que disse ao tal JaeGwan?

- Nada demais, eu disse que arrumaria um encontro com a menina mais bonita do colégio para ele e pagaria 500.000 wons para ele se não contasse. - ele fala como se não fosse nada. - Claro que eu vou arrumar qualquer uma daquelas meninas bonitas que querem sair com caras como ele e pronto.

- Entendo. - e um silencio pairou. 

- Será que podemos ir agora? - levemente irritado, ele pergunta.

- Por que disse aquelas coisas na biblioteca? - dizendo sem medir minhas palavras, tampo a boca quando tomo noção.

- O que perguntou?

- N-nada. - sinto que ele se aproxima e acabo encostada na parede que divide as casas no lado de fora.

- Eu escutei e se não quer repetir, mesmo assim respondo lhe fazendo outra pergunta, porque um garoto quer ficar próximo de uma garota? Ou melhor, por que acha que o discurso de V foi tão convincente?

- Porque ele gosta de verdade da Seok. - cochicho, mas não baixo o suficiente para que ele não me ouça.

- Exatamente, agora entendeu ou quer que eu desenhe?

- Não, quero que me perdoe. - eu parecia estranha, me importando com os sentimentos de alguém, eu não era a garota vida louca desaforada, eu estava sendo cuidadosa e meiga.

- Por...?

- Por parecer que neguei seu amor e seu coração, eu não fiz isso, apenas não tive outra forma de reagir. - rindo de meu jeito encolhido e tímido de falar.

- O que houve com a Jade que me chama de Suga? Que me xinga e me ignora?

- Me perdoe por isso também, é meu jeito e... - antes de continuar, sinto algo tocar meus lábios de modo brusco.

Eram os rosados e macios lábios de Min YoonGi. Estávamos em meio a um beijo inocente, um selinho igual dos mais populares doramas. A surpresa tomou conta de mim e sinto todo meu corpo ficar leve, ou melhor, dormente.

 

- Min Yoon... - o afastando, sou interrompida.

- Só não fala agora, tá? - ele segura meu pequeno rosto entre suas mãos e me encosta na parede outra vez, me beijando de verdade esta vez.

 

Sinto algo molhado adentrando minha boca, como deve ser óbvio, era a lingua de Min implorando por passagem e assim a cedo, entrando na brincadeira que a dele e a minha estavam fazendo.

Eu não podia conter a alegria que estava quase transbordando em mim, então sorrio entre o beijo e sinto-o puxar forte minha cintura, este era o seu sinal.

Entrelaço meus braços em seu pescoço e assim meus dedos em seu cabelo, acariciando sua nuca. Nos separamos, mas ainda estavamos ali, colados no meio da rua.

 

- Até que enfim, em Naja? - cínico, ele me abraça de forma acolhedora, enquanto passo os braços por sua fina cintura. Me afastando e beijando carinhosamente minha testa, ele dá o seu mais doce sorriso, como o aquele da biblioteca, todavia depois disso não haveria mais correria ou idiotices feitas por mim, decido assumir tudo que sinto para mim, para ele e para todos.

- Sejamos crescidinhos, Suga. - retruco.

- Agora sim podemos voltar. - segurando minha mão com a sua, seus dedos grossos fazem questão de apertar os meus como se dissessem "Estão vendo? Ela me pertence e nada a tirará de mim".

 

Voltamos ainda de mãos dadas e a principio ninguém nota.

 

- Por que demoraram tanto? - perguntam e depois de nos examinar, conversam entre si.

- O que essas mãos significam? - abrindo o mais largo e quadrado sorriso que vi em seu rosto, TaeHyung avança para o lado de Suga, o agarrando pelo pescoço, meio que em um abraço. - Até que enfim minha criança teve ação! Ebaaaa! - ele parecia tão feliz como se ele mesmo estivesse namorando.

 

JiMin e SunHe, assim como HoSeok e EunAh e NamJoon e Yasu, pareciam desconfortáveis, por algum motivo desconhecido.

 

- Olha, acabamos de nos resolver e finalmente consegui convencer esta criatura que sou um bom partido. - piscando rápido, empurrando o mais novo e me apertando pelos ombros, Yoon faz todos rirem.

- Vamos, entrem, já estou emocionado demais por hoje. - brinca outra vez aquele que abraçava Min a pouco.

- Ei, mas uma coisa, onde está a minha xícara? - perguntando isso, faz eu e Suga nos entreolharmos e pensar, provavelmente caiu da minha mão em um certo momento.

 

Me desculpe, Jeon JeongGuk, mas aquele instante importou mais do que sua xícara com açúcar.

 

Continua...


Notas Finais


Careta V BTS - https://pbs.twimg.com/media/C02VmruWgAAvvCK.jpg
V declaração - 00:00 a 00:49 - Stigma- https://www.youtube.com/watch?v=jMH4UAwpY0A

Oie, xuxubinhas, me perdoem a demora, aconteceu que meu sobrinho ficou bem doente e tive que cuidar do mesmo, então quero lhes pedir perdão e dizer que não farei isto outra vez...

Saranghae s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...