História Skytten - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Chiyo, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Guren, Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Mikoto Uchiha, Nagato, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Drogas, Narusasu, Sasunaru
Visualizações 171
Palavras 1.638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente ;-;
Desculpa ;-;

Aposto que nem lembram de mim skajdiajskjsksjwks

Ó, DESSA VEZ EU TAVA SEM INTERNET PQ TÔ DE MUDANÇA! E AINDA NÃO TEM INTERNET. Estou gastando meu 4G para postar Capítulo pra vocês, valorizem!

Eu aproveitei pra refazer o capítulo, mas ainda assim... Não sei akanskamsks
TENTAREI TRAZER DUAS ATUALIZAÇÕES NA PRÓXIMA, OKAY? Não prometo nada u.u

Eu amo vocês tá? Não se esqueçam disso ♡

Perdoem erros 🌈❤🌝

Capítulo 10 - Kapitel ten - Êxtase | Namorado


Fanfic / Fanfiction Skytten - Capítulo 10 - Kapitel ten - Êxtase | Namorado

As pernas curtas estavam para cima, balançando desanimada e mexendo as pontas dos dedos vermelhos dos pés gelado.

Estava com a cabeça deitada no colo de Naruto, sentindo os dedos dentro de seus fios, fazendo o leve carinho. Depois de um longo tempo de conversa, a garrafa de vinho tinha acabado... E a lareira estava quase apagando, as frestas abertas de cada janela, deixava o vento frio entrar, causando arrepios desagradáveis.

Mas só sentia o calor dele...

Levantou os olhos pretos, encontrando os azuis destraidos, centrado na lareira que aos poucos se esvaia, fazendo estalos maiores. Sentou-se no sofá e rapidamente passou para o colo quente do loiro, não perdendo tempo para deitar a cabeça em seu ombro.

– Você parece um gato chiclete. – Naruto riu, passando os braços na cintura estreita. Inclinou o rosto para sentir do cheiro que tanto impregnava suas roupas à alguns dias.

– Eu não sei, mas... – pensou novamente no que ia falar, mas acabou por suspirar e se ajeitar no colo alheio para encarar a face avermelhada. – Sinto saudades de você.

As sombrancelhas loiras se juntaram e Sasuke sorriu, sorriu sem mostrar seus dentinhos de criança. Os dedos finos e branquelos deslizavam sobre seu tórax, algo não tão anormal.

– Como... Como assim? – ele mordeu o lábio inferior, enquanto encarava seu próprio dedo indicador descendo até a barra da camisa alheia.

– Dos seus toques. – confessou sorrindo – Saudades de quando suas mãos deslizavam sobre o meu corpo sem a menor preocupação...

Ouviu o suspiro curto escapar dos lábios finos, ao enfiar suas mãos geladas dentro da roupa, subindo o necessário para tirá-la de modo fácil.

– Saudades dos poucos instantes que podemos ficar sozinho e... fazer algumas coisas. – riu.

Não é como se nunca tivesse tocado Naruto de forma íntima e não é como se um dos dois tivessem vergonha disso no momento. E bom... Naruto tinha atitude o bastante para começar a mexer suas mãos.

Quando finalmente encostou os lábios nos dele, sentiu o alívio por finalmente beijar ele depois de tanto tempo... Um dia perturbado. Era como se cada nó de estresse, irritação e preocupação de seu corpo se desmanchasse ao receber um beijo dele. Um grande... alívio.

Deixou a língua quente explorar cada canto de sua boca, deixando o Uchiha imensamente feliz por ter o gosto daquele beijo. Beijo que queria ter. Que tinha gosto de saudades.

– Naruto... – não fazia a mínima ideia de como iriam fazer aquilo. Nem sabia como tinha chegado a concordar com aquilo. – Acho que-...

– Que lindo... – ele comentou rindo e se sentando com certo esforço, fazendo o Uchiha suspirar pesadamente – Temos um Sasuke inexperiente.

– Não é inexperiência, idiota. – falhou no tom, sentindo Naruto encostar em pontos de seu corpo que nunca havia sentindo antes. Sentia cócegas ao ter ele se mexendo e consequentemente encostando em sua próstata. Se assim já estava bom... Imaginar que poderia ficar melhor, lhe fazia sentir espasmos. – Você está sendo ótimo parado... – gemeu.

– Eu sei. – sussurrou, segurando a cintura esguia. Riu fraco encostando na cabeceira da cama, segurando os vários suspiros que seu corpo insistiam querer deixar. Seu coração batia freneticamente, que chegava a doer... Não estava sendo nada especial, todavia não estava prezando essa questão no momento. Só queria que fosse bom... e estava sendo melhor que isso.

– Se controlando pra quê?! – o Uchiha falou entre um riso ofensivo. Estava pronto para dar sua melhor resposta, mas tudo que saiu de sua boca foi o maldito gemido seguido de um suspiro que tanto segurava. – Não quer começar...?

Se via cada vez mais duro diante da situação. Ver ele ali... descendo e subindo de uma forma malditamente erótica, era como estar num sonho, porque nunca em sua vida imaginária Sasuke tão... mal sabia decifrar seus pensamentos.

– Você é bom nisso... – as cavalgadas eram lentas, mas de um jeito impulsivo. Sentia-se engolido cada vez que ele voltava, cada vez mais apertado e quente. Era muito quente... A sensação de que estava indo cada vez mais fundo, era perdidamente insana por estar querendo mais. Como se estivesse sedento por ele, chegava a ser ridículo esse sentimento.

– Eu acho que-...

– Espera. – pediu rapidamente, fazendo o moreno descer devagar. Escorregando deliciosamente bem. Se sentia mais completo assim.

A respiração do Uchiha era descompensada. Ele estava claramente cansado. Mas também estava inquieto...

– Naruto... – chamou arrastado. Ia continuar a contestar e encher o saco dele, se não fosse pelo barulho alto da cama e por estar agora deitado. Foi rápido de mais para pensar e isso era frustrante. – O que está fazendo? – murmurou, quando suas pernas foram abertas sem nenhuma delicadeza e vergonha por parte de Naruto.

– Vamos ver até onde aguenta. – riu

As mãos firmes seguravam a cabeceira da cama, enquanto a investidas vinham com força. Se sentia sufocado, mas só conseguia revirar os olhos de prazer ao ter ele acabando com seu corpo cada vez mais.

O que importa é os momentos de agora, não é?

Suas pernas doíam por estarem na mesma posição a um bom tempo. A cada volta de Naruto, seu corpo gritava de dor. Mas o prazer conseguia ser maior. Seus gemidos que eram quase berros, estavam sendo abafados pelo pedaço de pano e os sons que fazia, parecia que estava sendo torturado.

Nas poucas vezes que conseguiu olhar a cena dele em cima de si, fora um delírio maior. Os olhos azuis fechados e a boca vermelha entreaberta, soltando gemidos e palavras indecifráveis.

Parecia querer vomitar o próprio coração.

Já tinha perdido as contas de quantas camisinhas estavam jogadas pelo quarto. Se perguntava se era possível alguém morrer de prazer. Mas nem era por isso... É que, imaginar que é Naruto que está ali, apossando de seu corpo, lhe dava o sentimento indecifrável. Provavelmente a obsessão ou até mesmo outra coisa, que no momento era incapaz de pensar. Só estava sentindo seu êxtase e o prazer de ter ele novamente.

– Não desmaia... – o loiro disse assim que desabou na cama ao seu lado. Sorriu mais fraco do que nunca, não tinha forças nem pra isso. As costas de sua mão tirou a franja de seus olhos que já se mantinham fechados. Agora, a única coisa que se ouvia no quarto, era suas respirações descontroladas. – Sasuke.

O moreno virou os olhos para tentar ver o loiro, pois não estava disposto a se esforçar para virar. Parecia que seu corpo acomodava pesos mais do que o normal. Se sentia uma enorme bola de chumbo.

– Não parece bem. – Naruto riu, olhando o estrado do corpo grogue e a cara de avoado do Uchiha.

– Não sei como consegue falar. – não saiu menos que um fio de voz e só com aquilo, sentiu que ia se desmanchar.

Resmungou ao ser puxado pelo braço e ser deitado em cima do Uzumaki. Não reclamou depois que se sentiu confortável.

Seus olhos negros estavam minimamente abertos, mas ainda mantinha o brilho incomum de prazer. Descansou seus lábios nos do menor, que fez questão de lhe dar mais selinhos curtos e preguiçosos.

Riu novamente pelo estado claramente engraçado de um Sasuke dopado, colocou uma mecha do cabelo escuro atrás da orelha, para depois acariciar a bochecha quente e rubra.

– Você é o melhor namorado do mundo, bolinho.

Acordou com o barulho do vento forte batendo nas janelas. Não sentia mais a presença do outro na cama e também, estava com frio. Encolheu mais o corpo, tentado inutilmente se esquentar, mas ao se mexer sentiu cada músculo de seu corpo doer. Cada um, sem excessão. E por causa disso, quase chorou por imaginar ter que levantar e fazer várias coisas chatas, tipo viver.

Depois de quase horas na cama, decidindo se ia se levantar ou não, acabou por ir. Era melhor tentar se esquentar com Naruto, do que com cobertores.

Colocou uma das calças de moletom do loiro, pegando uma grande camisa e depois um grande moletom, para que não passasse frio. Depois disso, foi ao banheiro, sofrer mais uma vez para pegar a escova no alto.

Naruto tinha que diminuir a altura daquilo.

Como uma pessoa normal, que acabara de levantar da cama, foi rodar pela casa a procura de seu namorado.

Seu namorado.

Namorado.

Era estranho pensar nessa palavra e não achar que era Gaara. Mas tinha que se acostumar com Naruto, Naruto era seu namorado e era namorado de Naruto, ninguém mais tinha haver com a relação.

Encontrou o loiro na cozinha, sentado em uma das cadeiras da mesa, mexendo no celular destraidamente. Estranhou por ele estar de touca, ainda de lã, o que lhe fez duvidar se era mesmo Naruto.

Nesse meio tempo que ficou em dúvida se era Naruto ou não, o loiro já estava lhe observando com um sorriso meigo, o que fez o Uchiha se derreter e ir para seu colo.

– Bom dia. – o Uzumaki murmurou ao receber o beijo. As mãozinhas quentes apertavam levemente seu rosto, enquanto tinha seus lábios encaixados nos dele.

– Bom dia... – sussurrou de volta.

– Eu sei o que você quer. – riu se afastando do moreno – Mas nós dois vamos ter que sair.

– Por que? – falou triste quando o Uzumaki lhe tirou de seu colo para levantar e ir para quarto, lhe puxando pelo pulso.

– Eu acho que Yukimaro sofreu algum tipo de acidente, preciso ir vê-lo. – fez careta não sabendo explicar melhor. Depois que falou, Sasuke chegou a parar de andar, olhou com o cenho franzido para o Uchiha que ainda lhe olhava... assustado.

– Acidente?

– Ele deve ter caído de skate. – para Sasuke, esse era dos menores problemas de ir ver o filho de Naruto, provavelmente iria ver a mãe dele também e... Ter que lidar com situação. Apenas de imaginar, estava com vontade de correr. – Sasuke...? – sentiu a mão gélida encostar sua bochecha.

– Hum? – levantou levemente a cabeça, claramente confuso. Quando Naruto tinha chegado tão perto? Uma mecha de seu cabelo foi colocada atrás e sentiu os lábios alheios encostarem em sua bochecha direita.

– Vai ficar tudo bem – sorriu para os olhos ônix que pareciam desconfiados e inseguros. – Caso perguntem, sou seu namorado, hum? 


Notas Finais


“Sure, sua vaca” akanskamsks
Tá pequeno, eu sei. Mas foi o máximo que eu consegui fazer! Eu acho que tô perdendo o jeito que nunca tive...

Quando vocês não encontrarem nenhuma fanfic minha é pq excluí, então perdoem caso aconteça akanskamsks

Comentários me fazem feliz 🌝♡♡♡

Estou com saudades de atualizar frequentemente, mas acho que isso não vai acontecer tão facilmente agora ;-;

Espero que não desistam de mim kkkkkkkkkk (são lágrimas).

Amo vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...