História Skyway - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Tags Bts, Got7, Mark
Exibições 26
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oie gente, voltei com mais um capítulo! Vamos ler??? encontro vocês nas notas finais!

Capítulo 2 - O que tanto olha em mim?


Fanfic / Fanfiction Skyway - Capítulo 2 - O que tanto olha em mim?

-Não te interessa - faço a pior cara que consigo e fico o encarando só quero provocar um pouco, mas vejo um brilho em seus olhos que me remetem tristeza.

-Nossa- ele parece estar decepcionado- como você é brava, brava não...grossa! deixa só queria conversar, mas pelo visto não vou. - se vira me deixando olhando pro nada, bem feito pra mim, quem mandou ser grossa. Geralmente não é do meu fetiche ser assim.

-Desculpe- ele se vira automaticamente e observa meu rosto com atenção- mas não ache que é porque estamos conversando que vamos ser amigos- digo rindo tentando aliviar o clima e ele me acompanha sorrindo de canto.

-Qual seu nome então?- agora terei que responder já que fiz questão de ser legal.

-Jade Enerzog porque ?

-Porque te disse meu nome, seria injusto não saber o seu- dá uma piscadinha, o porque dele fazer isso eu não sei e nem quero saber ele parece toda hora estar querendo algo comigo e eu sou a pior pessoa pra se apaixonar.

-Você é de onde?- enfim pergunto e quebro o silêncio que tinha se instalado.

-Sou americano, mas meus pais são Taiwan e daí que vem esses olhos puxados- sorrio e ele abre os olhos dando enfase aos seus traços orientais.

-Sou americana também, sou de Chicago e você? - arqueio a sobrancelha.

-Sou de Los Angeles mas só estava passando as férias aqui, moro na Coreia agora com meus pais e também tenho que receber uma intercâmbista em casa - fala como se não fosse relevante

-Nossa!- exclamo- sou intercâmbista e só vou conhecer minha família quando chegar na Coreia - minha felicidade transparece.

-Tadinhos- ele debocha da minha cara, mas me faço de que nem ligo.

-Sorte sua que estou cansada demias para descutir com você - mando língua - ah vou assistir um filme, não me pertube.

-Tá bom, tá bom- levanta as mãos como se etivesse se rendendo, que exagerado. Pego meus fonos de ouvido que estavam no bolso e conecto no painel que fica atrás de todas as cedeiras, na verdade são com mini tv´s. Seleciono um filme que na verdade é meu preferido: os Intocáveis, já o vi incontáveis vezes e irei repetir a dose. O filme começa e ganha toda minha atenção, mas em certos momentos pego Mark me observando mas deixo pra lá apenas o observo  de canto de olho e volto minha atenção para o filme. Não demora muito e sinto meus olhos pesarem, não luto contra o sono, estou cansada. Encosto minha cabeça na cadeira  adormeço.

Desperto do meu sono e sinto uma mão encostando na minha cabeça é Mark, estou muito perto de seu ombro, percebo e levanto minha cabeça rapidamente, me sinto corar fortemente. 

-Que horas são?- tira de seu bolso um telefone e percebo que está segurando o riso, realmente minha reação foi engraçada mas não era pra ele ficar rindo.

-Três horas, você dorme muito.

-Pois é, estava realmente  cansada - bocejo alto, que vergonha de novo ! realmente só passo vergonha na vida, agora Mark realmente ri da minha reação.

-Tive que te acordar, eles vão servir uns lanches e você já perdeu o almoço.

-Tudo bem já durmi muito

-Verdade e ainda dorme encima de mim- ele fica com um sorriso de vitória, agora fiquei com raiva, quem ele acha que é pra ficar toda hora rindo de mim, garoto abusado- é brincadeira, não tem problema- acho que ele percebeu minha raiva, mas ainda sim abro a boca pra responder porém a aeromoça chega nos oferecendo o lanche e sou tomada pela fome, ela nos estende um pacote de biscoito juntamente com um copo de suco de laranja e passa para a próxima fileira. Abro meu pacote de biscoito e o como rapidamente, olha pra Mark e a primeira coisa que penso é como alguém tão bonito pode ser também tão implicante, ele percebe meu olhar e sorri com superioridade, tento disfarçar mas não dá certo, fui pega no flagra.

-O que tanto olha em mim?- pronto, o que responder?

_N-Nada só estava pensando na vida mesmo- sério Jade? esse é seu melhor? pensar na vida?

-Conta outra Jade- fala entre risos

-Só estou preocupada coma viagem mesmo- minto descaradamente .

-Ata- muda de assunto repentinamente, parece arrependido do interrogatório - gosta de Gotham?

-Gosto sim,é uma das minhas séries preferidas- sorrio, quase ninguém que eu conheço gosta muito de Gotham.

- Quer assistir? Mas vou avisar já vi todas as temporadas 

-Já vi tudo também, mas quero assistir. Vamos assistir do primeiro episódio- Digo já pegando meu fone e plugando na televisão de Mark. Chego perto dele para ficar confortável, o fone está pequeno, o que nos obriga a chegar mais perto um do outro.

Já estou praticamente encostando a cabeça no ombro de Mark quando o episodio acaba. Me ajeito pra perto dele e sinto o mesmo me puxar para mais perto dele que coloca seu braço pelo meu pescoço, acabo me aninhando e deitando minha cabeça em seu ombro e sinto sua respiração perto da minha. Ficamos assim durante quase dois episódios, pra falar a verdade não estou prestando atenção nos episódios.

 

 

 


Notas Finais


Obrigada galera que está lendo,gostaria que me falassem oque acham da fic, se gostam ou não, oque pode melhorar, o que acham dos personagens...essas coisas! Até o próximo capítulo, beijos de luz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...