História Slaves - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Vampire Diaries
Personagens Allison Argent, Bonnie Bennett, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Lydia Martin, Malachai "Kai" Parker, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall
Visualizações 15
Palavras 1.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Boa garota?!


O dia amanheceu com rajadas de Sol,que iluminava a a capital,lufadas de um vento frio e cortante eram jogadas contra as janelas da grande mansão Parker.As meninas foram acordadas com o barulho de salto batendo contra o piso de mármore do corredor,a porta do quarto foi destrancada e em seguida aberta.Todas as meninas,em exceção de Malia,suspiraram aliviadas.Era uma mulher de cabelos castanhos que estavam em um corte muito bonito,era bem nova e tinha em torno de 27 anos,usava roupas finas e um salto agulha extremamente fino.

-Bom dia,meninas.-Malia estranhou a educação e o sorriso amigável dela.-Você deve ser Malia,a nova menina,certo?

Malia encolheu seus ombros mais assentiu com a cabeça.

-Sou Dahara Tomlison,Pode me chamar de Dara!Relaxa,eu não sou como Bulzolock,aquela mulher é uma chata!-disse revirando os olhos.

Malia ainda não sentia se poderia confiar nela ou não,era apenas mais uma estranha que entrava em sua vida em 24 horas.Elena se sentou ao lado da mais nova amiga e acariciou os cabelos dela.

-Está tudo bem!Ela é do nosso lado,só não pode nos libertar por causa do seu filho,Luis.

Malia olhou para a mulher,que agora tinha um semblante triste.Talvez fosse apenas mais uma vítima de tudo isso,como elas.

-Por favor,me siga.-Disse,voltando a ter um grande sorriso em seu rosto.

Malia assentiu,e foi se levantando da cama e iria começar a andar se não fosse pelas correntes,Dara sorriu e bateu com a mão em sua própria testa.

-Sempre me esqueço desse detalhe crucial.-disse caminhando até a barra de ferro,onde as correntes ficavam presas.

Depois que Dara pegou a corrente de Malia,começou a caminhar com ela com muito cuidado para não machuca-la.O corredor tinha diversas portas,uma das portas.Era um quarto vermelho e preto,tinha pouca luz mais dava para enxergar bem.Tinha estantes de madeiras que tinha algumas algemas de ferro e algumas com distanciador,de diversas formas.Num cabideiro havia alguns chicotes de couros e algumas chibatas.Ao lado tinha algumas fantasias bizarras e ao lado tinha acessórios como coleiras de cachorro.

No lado esquerdo do quarto,havia uma mesa de madeira talhada com alguns perfumes,óleos e lubrificantes em cima.No meio do quarto havia uma grande cama arredondada e no teto,acima da mesma,havia um grande espelho que a cercava.Era uma cama preta e tinha lençol vermelho e alguns travesseiros,na frente da cama havia algo que tinha algumas algemas para prender alguém.

-Pode explorar,querida.-Disse Dara,observando a expressão em choque da garota.

A garota piscou algumas vezes,tamanha era sua curiosidade para saber oque diabos aquele quarto significava e por que merda estava ali?Num ambiente para garotas que não eram do tipo dela e muito intimidador.Com certo receio e vagarosamente,começou a caminhar pelo quarto,observando cada detalhe com uma inocência de matar.

Parou em frente a um guarda roupa,também de madeira talhada.Parecia até um quarto medieval erotizado.Olhou para Dara,esperando confirmação,ela assentiu.Malia voltou a encarar o guarda roupa que lhe intimidava,e com as mãos trêmulas abriu o mesmo,que logo revelou seu conteúdo:Haviam mordaças,uma caixa que dizia ser um balanço erótico,diversos tipos de palmatória embutidos na madeira,havia uma caixa pequena que dizia ser um estimulador para seios (tinha a forma de prendedores.),assustada com todo aqueles itens,nem notou a caixa em baixo do guarda roupa e logo o fechou.

-Preciso que se deite aqui.-Dara estava em pé,ao lado da cama.

Malia,hesitante caminhou até lá.E naquele momento percebeu as correntes que eram embutidas aos lados e no meio da cama.

-Se deite,bem no meio.

Malia engoliu em seco,mais obedeceu a ordem.Com o corpo exposto,estava bem no meio da cama,Dara lhe deu um olhar confortante e começou a lhe prender,primeiro os pulsos e tornozelos,depois sua cintura,arrepiou-se inteira ao sentir o contato do metal frio em sua pele quente.

-Olhe para mim,querida.-Disse Dara,seus olhos agora,eram carregados de luxúria.-Vamos falar sobre BDSM.

-Oque é...BDSM?-Perguntou,quase num sussurro.

-Primeiro,você só vai falar se seu dominador permitir,no momento eu sou o dominador.-disse pegando um açoite pequeno que estava ao lado da cama.

Ela o passou por cada parte do corpo de Malia,aquilo fez o corpo de Malia ficar tenso.O barulho do chicote contra a coxa de Malia ecoou-se pelo quarto,e ela gemeu de dor.

-Caso contrário,haverá punições futuramente.-disse colocando os braços para trás.-BDSM é a sigla para Bondage,Disciplina,Dominação,Submissão,Sadismo e Masoquismo.Onde pode trazer dor e prazer no ato de relação sexual.Voc~e foi vendida como uma submissa e é o meu papel a te ensinar a ser uma boa garota para seu dominador,ou você será chicoteada caso for uma menina má.-Aquelas palavras ecoaram na mente de Malia,fazendo-a estremecer com a ideia de um estranho lhe tocando.-A primeira regra de quem pratica BDSM é:Existem regras,mas não existe limites para explorar sua sexualidade e nem a do seu parceiro.

O chicote passeou novamente pelo corpo da morena,que ouvia tudo aquilo com um misto de curiosidade e medo em seus olhos.Dara foi até ela e lhe retirou o sutiã fazendo-a ficar constrangida.

-Seu dominador vai te adorar.-disse rindo,logo rodeou os seios da menina que tentava ao máximo se encolher.-Quieta.

Ordenou,dando-lhe uma chicoteada em seu mamilo direito,fazendo-a gemer de dor e ao mesmo tempo,sentiu uma leve fornicação em seu ventre como se a dor lhe proporcionasse o prazer.

Dara se ajoelhou e abriu uma gaveta que era embutida na cama,pelo espelho,Malia pode ver alguns tipos de Canes que não eram nada a mais e nada menos que varas de madeiras com um pequeno suporte embaixo.

-Quanto maior a humilhação,maior será o prazer.Não existe nenhum limite quando se trata de BDSM.-Ela segurava uma Canes pequena,passou pela pele exposta da coxa de Malia,elevou a Canes para cima,pegando impulso e logo se chocou ali.A dor subiu imediatamente pelas entranhas de Malia,ela gemeu,de dor e de prazer.-Se lembrando,você deve chamar seu parceiro/Dominador de mestre,sempre que ele lhe der a autorização de falar.

-Claro,que seu parceiro não irá lhe bater mais do que aguente,quando não sentir prazer,não irá sofrer mais.Claro que nem todos irão parar,mais com sorte pegará alguém que tem coração.

Dara caminhou até o guarda roupas e se abaixou,retirando a caixa preta e grande que estava no local.Voltou até a cama e retirou a tampa,revelando diveros brinquedos eróticos como plugs,vibradores e diversos tipos de brinquedos eróticos.Mais ela retirou apenas um vibrador que tinha a forma de um pênis e era roxo.

-Você é virgem,certo?

-Sim,mestra.

Dara riu ao ouvi-la pronunciar a palavra Mestra.A calcinha preta de renda também foi tirada e jogada no chão,a ponta do vibrador massageou a vagina úmida de Malia,que soltou um suspiro ao sentir o contato lá.Dara girou a ponta do vibrador algumas vezes antes de acionar sua função vibratória e o levar sob o clitóris inchado de Malia,fazendo-a soltar um gemido alto,sendo seguido de um suspiro.Passou o vibrador por toda extensão de Malia,antes de retornar para cima de seu clitóris,Malia sentiu alguns espasmos,antes de chegar no seu primeiro ápice de sua vida.

Estava tímida e levemente ofegante,sem dúvidas aquela tinha sido uma experiência muito boa para ela.Dara deu por encerrado a ''Aula'' e liberou Malia das algemas.A mesma se vestiu rapidamente com as peças intimas,Dara a acorrentou em suas correntes outra vez e a puxou para fora do quarto,levando-a para sua comodiade,nenhuma das meninas estavam lá e antes de Dara sair do comôdo,se virou para Malia e disse:

-Se lembre,não sou sua inimiga,sim sua amiga!

Malia assentiu,e quando Dara saiu se jogou na cama e ficou pensando em tudo que virá e ouvirá naquela manhã.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...