História Sleeping In The Flames - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ruby Rose
Personagens Personagens Originais, Ruby Rose
Tags Anorexia, Fic Lesbica, Lésbica, Modelo, Models, Orange Is The New Black, Ruby Rose
Exibições 22
Palavras 1.459
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


TODAS AS QUARTAS CAPÍTULO NOVO!
Acho que talvez seria boa uma apresentação? Hm, eu sou ''conhecida'' como Fanatic, tenho 18 anos e comecei a escrever algumas fics - ridiculas - com 15 anos de idade. E, eu decidi escrever uma fic com a Ruby Rose que é a minha ~deusa musa inspiradora ~ e pra quem não sabe, a Ruby Rose é real (dá um google) mas, os outros personagens são originais. Fic lésbica, então se você for homofóbico ba bye. Espero que curtam a história, ah, todas as quartas-feiras vai ter cap novo, posso postar até 3x na semana, porém toda quarta terá. Enfim, boa história and xoxo (to meio travada rs)

Capítulo 1 - Sleeping In The F l a m e s


Fanfic / Fanfiction Sleeping In The Flames - Capítulo 1 - Sleeping In The F l a m e s

             Sleeping in the f l a m e s

 

                                  Uma  história  errada.                   

                                     Ruby Rose, 2016, 20 November.         

Abri os meus olhos contra a minha vontade com o despertador tocando aquela música repetitiva de todos os dispositivos do universo, neste mesmo horário milhares de pessoas estão abrindo os olhos e tendo o mesmo sentimento de tristeza que estou sentindo agora.
Senti um calor fora do normal e cheiro de queimado vir da cozinha, me levantei imediatamente e corri para a cozinha ver de onde estava vindo aquele cheiro.

Claro.

Uma panela pegando fogo e Charllie dormindo sentada na mesa.

- Charllie! – Gritei enquanto pegava panos para tentar amenizar o fogo.
- Desculpa! Eu acabei pegando no sono... Droga! – Ela se levantou rapidamente e desligou o fogo e pegou mais alguns panos e jogou sobre a minha mão.

O fogo parou e nos entreolhamos.

Começamos a rir de alivio.

- Você não merecia ter acordado assim... – ela disse abrindo um sorriso e se aproximando para me dar um beijo. – Eu queria ter feito uma surpresa...
- Você sabe que é péssima com surpresas, não é? – Fitei a mesma por alguns segundos antes de devolver o sorriso que ela merecia.
- Feliz aniversário amor, juro que vou compensar essa bagunça com um jantar incrível. – Ela dizia colocando meu cabelo atrás da orelha.
- Compensa com outras coisas... Talvez depois do jantar. – Dei um selinho em Charllie. – Agora eu preciso ir pra agencia, se não a terrível vai me matar. – Dei outro selinho antes de me virar e voltar pro quarto.
- Tudo bem, eu ficarei aqui – ela dizia gritando da cozinha – arrumando essa bagunça... E te esperando!

Voltei ao quarto e analisava o meu guarda-roupa, novembro? Frio.
Analisei meus moletons e definitivamente a combinação de preto era a minha favorita, sempre de preto. Coloquei um moletom com capuz preto, uma calça preta com um rasgo no joelho, tênis pretos da Nike e por cima uma jaqueta de couro. Corri ao banheiro e fiz tudo que eu precisava fazer ali, voltei para a cozinha e encontrei Charllie dormindo novamente – mas dessa vez no chão, com panos de prato na mão. –

Abri um sorriso de canto antes de acordar-la.

- Ei amor. – eu disse me ajoelhando diante dela.
- Droga... – ela dizia se levantando.
- Eu sei que disse pra você continuar todos os dias, mas eu acho que é melhor você descansar... – eu disse com a voz calma e suave para não assustar a minha pequena com a conversa séria que eu teria com ela.
- Eu sei amor. – Ela disse abaixando a cabeça. – Vai trabalhar, quando você voltar à gente conversa sobre isso, eu juro que estarei acordada e a cozinha estará limpa.
- Daqui algumas horas Tereza chega você não precisa limpar nada, vá dormir e depois eu quero ter uma conversinha com você.
- No jantar. – Ela dizia me encarando.
- No jantar. – Confirmei. Sorri. E dei um selinho de despedida em Charllie.

Caminhei até a porta e assim que fechei a mesma atrás de mim ingeri um comprimido. Eu sempre bom ter disposição com aquelas modelos chatas, coisa que eu quase nunca tinha. Assim que pus os pés na rua já conseguia ver de longe um paparazzi idiota me fotografando as ‘’escondidas’’, babaca. Mostrei-lhe o dedo do meio e como abelhas, apareceram vários outros idiotas me fotografando sem nenhum pudor, mostrei o dedo do meio antes de pegar o taxi que já me esperava na porta do prédio. Eu acordo de mal humor.

- Bom dia Gomez – eu disse sorrindo e me sentando no banco de trás.
- O dia já amanheceu inconveniente não é mesmo senhorita Rose?
- Eu dormi nas chamas Gomez... – eu dizia abrindo um pequeno sorriso e pegando o café que o mesmo havia deixado para mim no porta cafés como de costume.
 

Desci do carro assim que chegamos à agencia, a terrível já me esperava na porta com um casaco enorme de pelos – sei – lá – do – quê.
A terrível era a dona da maior agencia do mundo, empresária de família rica que estava passando uma temporada aqui em Londres. Louvoré, 54 anos. (Com muitas plásticas)

- Ruby Rose, eu estava te esperando! – Ela já dizia com o tom de voz alterado. – Aquelas garotas não me respeitam, não respeitam a minha presença. – Ela dizia me entregando pranchetas e papéis.
- Bom dia Louvoré – eu dizia revirando os olhos e atravessando a porta giratória de vidro ouvindo as outras novas reclamações novas da terrível.
- Elas não me respeitam. Elas não me obedecem, eu só quero ajudá-las, elas não fazem nada direito, eu quero mandar todas aquelas ridículas gordas e porcas pro olho da rua o mais rápido possível, elas não têm a menor destreza, não sabem modelar... – ela continuou as reclamações enquanto eu analisava a papelada só por cima.
- Louvoré. – Eu disse me virando para a mesma – Irei resolver. – Dei um sorriso amarelo e me virei de costas indo em direção a sala de produção.

Assim que atravessei a porta da sala da bagunça – digo, produção – já observei uma grande confusão como era de costume. Modelos novas nervosas, garotas com garrafas de água, roupas e maquiagens espalhadas por todos os lugares, garotas conversando e gravando snaps e a bagunça de sempre.

- Meninas, eu já disse que vocês não podem gravar snaps com as roupas da nova coleção. Existe concorrência atrás de modelos não precavidas. – Pisquei para as duas.
 

Dei alguns passos e joguei algumas peças de roupas para outro canto, olhei para uma garota sentada no canto, sozinha e com os olhos cheios d’agua.

- Ei. – Eu disse me aproximando da mesma e me ajoelhando diante dela. – O que foi, linda?
- Na-nada. – Ela dizia virando o rosto na direção oposta a minha.

Era uma garota com o cabelo platinado cortado na altura dos ombros, branca como a neve e com olhos castanhos claro, boca rosada.

- Olha pra mim – eu disse sussurrando e segurando o rosto da mesma – Não chora.
- Ta tudo bem. – Ela dizia com a boca meio presa porque eu estava segurando o rosto dela.
- Não precisa ficar nervosa, é só um teste, você é linda... – eu sorri para ela e fiz uma caricia em seu rosto.

Ela deu um sorriso de canto e eu soltei o rosto dela.

- Eu tenho medo de não conseguir, é o meu sonho. – ela dizia franzindo a testa.
- Eu sei que você vai conseguir. – Eu pisquei para a mesma e me levantei.

- Ruby Rose! – Ouvi o grito da terrível me chamando de algum lugar que eu não conseguia ver – quem sabe das trevas! –

‘’Ela está brava’’ ‘’Ruby vai se ferrar’’ – as modelos sussurravam com as outras.

- Calem as boca, suas asquerosas – Eu disse rindo e todas vieram pra cima de mim e começaram a bagunçar o meu cabelo e fazer cócegas em mim. – Para! – Eu gritava e ria.

- RUBY ROSE! – Gritou à trevosa observando da porta.

- Oi! – Eu disse indo na direção da mesma.

Todas as modelos voltaram a se arrumar com calma e um silêncio ensurdecedor.

Caminhei até a sala de desfile com a terrível e um cachorro que surgiu de algum lugar.

Ela fechou a porta assim que eu entrei.

- Você acha realmente certo misturar modelos novatas com as velhas?
- Sim... Elas conversam entre si, dão dicas... – fui interrompida pela terrível.
- Elas não podem se ajudar. – Ela soltou o cachorro no chão. – Elas precisam competir SEMPRE! – Ela gritou.
- Pra quê? – Eu disse com som de ironia.
- Pra serem sempre as melhores, se não tiverem com quem competir imagino que ficariam acomodadas... Ruby, eu quero que entenda uma coisa... Não foi apenas por essa carinha de bebê e esse jeito de moleque que chegou tão longe, você é inteligente. Não jogue isso fora.

Ela disse caminhando pra trás da bancada e me fitando.

Caminhei com ela e me sentei ao seu lado.

- Ok, vou instigar a competição entre as modelos... – eu disse em tom de ironia.
- Você sabe o que faz, Ruby, você conhece essas garotas, mas eu lhe digo uma coisa: Eu confio em você e não quero decepções.

 - Ma.. – Fui interrompida pela terrível.

- Podem entrar! – Ela gritou.

Começou uma música alta a tocar.

A primeira garota que adentrou a sala foi a mesma que estava chorando minutos antes na sala da bagunça. Ela estava com os olhos inchados e sorridente – provavelmente o sorriso era falso – ela fez uma cara de espanto ao me ver atrás da bancada. Sorridente, ela começou o desfile sobre a passarela, um passo na frente do outro com um biquíni da marca, virou de costa para nós e ela deu uma última olhada para mim antes de cair do palco.

 


 

 


Notas Finais


Revisei o texto - mas acredito que tenham erros ortográficos - espero que vocês me perdoem por esses erros e comentem sobre a história se quiserem. Enfim, espero que tenham gostado. Se quiserem falar comigo meu twitter é: @pvrismoking <3 xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...