História Slow ( Michaeng ) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags 2yeon, Dahmo, Michaeng, Satzu
Visualizações 99
Palavras 2.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Orange, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Será?


P.O.V. CHAEYOUNG

~ Acordei congelando e sentindo calafrios pelo meu corpo todo, por instante achei que estivesse sonhando, senti como se estivesse embaixo de um chuveiro demasiadamente forte. Assim consegui despertar totalmente e levantar para fechar a janela do meu quarto. ~

Droga!!! - Exclamei com fúria, minhas roupas estavam encharcadas, caia uma chuva torrencial nessa madrugada. Acabei esquecendo de fechar a droga da janela. Troquei minhas roupas e depois muito tentar consegui virarda  o colchão do outro lado pra poder deitar novamente, peguei o máximo de cobertores pra me aquecer, minhas pele estava gélida por conta do banho de chuva inesperado. Depois de muita tremedeira consegui dormir... Ouço batidas na porta do meu quarto, mas não consigo responder, minha garganta dói demais e então Jeongyeon entra no meu quarto. ~

JY: Ei, desce logo o café já está pron... Chae, o que houve? Tá sentindo mal?

~ Jeongyeon pergunta toda preocupada e se aproxima de mim, sentando na minha cama. ~

CY: Eu não tô muito bem, acabei deixando a janela do quarto aberta e tomei um bom banho de chuva durante a madrugada - digo em tom de voz bem mais baixo que o comum, por conta do incômodo que se fazia presente em minha garganta.

JY: Chaeyoung, por que não me chamou?

CY: Não queria incomodar você. Bem eu acho melhor não ir hoje para escola, tô sentindo meu corpo pesado e dolorido.

JY: Não vai pra escola mesmo, vai direito pro hospital, você está ardendo em febre.

~ Jeongyeon me ajuda a levantar, e me leva em seu carro para o hospital, ela estava inquieta e me olhava com tanta preocupação, parecia até que eu tinha levado um tiro no coração e estava morrendo. Jeong me carregou pra dentro do hospital e não demorou para sermos atendidas, a médica me deu um medicamento para baixar a febre e aliviar os sintomas do resfriado, minha garganta foi melhorando aos poucos com o auxílio dos remédios. Dormi quase a manhã toda no hospital e acordei já quase na hora do almoço. Jeongyeon estava no quarto comigo. ~

JY: Está melhor, irmãzinha?

CY: Bem melhor que quando acordei, mas ainda me sinto um pouco fraca.

JY: Ah isso é normal, daqui a pouquinho já vamos pra casa. Queria  não ter que ir trabalhar hoje, mas infelizmente eu acabei de entrar no emprego e não posso faltar. 

CY: Tudo bem, Jeong, eu não vou morrer, sei me virar. 

JY: Mesmo assim, desculpa não poder ficar com você.

~ Jeong estava se sentindo tão frustrada em ter que me deixar sozinha, ela sempre foi uma ótima irmã/mãe sempre cuidou de tudo pra mim~

CY: Fica calma, liga pra Dahyun passar a tarde comigo. Ela vai me ajudar.

JY: Já liguei, ela e Tzuyu vão cuidar de você.

CY: Espero estar viva até você voltar

~ saímos do hospital e fomos para casa, Jeongyeon fez meu almoço e arrumou o sofá cama e encheu de travesseiros e cobertores pra eu passar a tarde. Fiquei assistindo alguns doramas e peguei no sono. ~


P.O.V  DAHYUN

~ Recebi uma ligação da Jeongyeon me comunicando que Chaeyoung estava doente, e perguntando se eu poderia passar a tarde com ela enquanto ela iria trabalhar. Prontamente aceitei e avisei aos professores o porquê de sua ausência.

 TZ: Conseguiu falar com  a Chae?

DH: Não, ela não atende o celular, mas a Jeong disse que ela já está um pouco melhor.

TZ: Que bom, então assim que sairmos daqui a gente vai pra casa dela.

DH: Sim, só preciso avisar a Jihyo.

~ as aulas foram passando e saímos para procurar a Jihyo e pedir uma carona. Avisto seu carro prestes a sair do estacionamento e saio correndo em sua direção. Consigo alcançar antes dela fazer a curva no estacionamento e bato na janela, Tzuyu consegue me alcançar. ~

JH: Que isso, Dahyun quer me matar? 

DH: A gente precisa de uma carona.

JH: Pra onde?

DH: Pra casa da Chaeyoung, ela ficou doente e a Jeong pediu para passarmos a tarde com ela.

MN : O que ela tem???

~ só então percebo que o carro de Jihyo tinha a maior concentração de japonesas por metro quadrado de toda a Coréia. ~

TZ: Ela tá com febre e pegou um resfriado.

MN: Eu posso ir com vocês fazer uma visita?

DH: Acho que sim.

~ Tzuyu abre a porta de trás  e vejo Sana e Momo nos dois bancos traseiros. Tzuyu entra no carro e eu sento em seu colo. não Momo bate com suas mãos em suas pernas indicando  que eu sentasse ali. Essa garota não perde a oportunidade de perseguir minha vida, apenas dou de ombros e sigo olhando pra frente durante o caminho, sabia que Momo estava me olhando, aquilo já estava me dando nos nervos. Grazadeus chegamos na casa de Chaeyoung, Mina e Tzuyu aguardavam na porta enquanto eu pegava a chave reserva que estava escondida . Abri a porta e vemos Chaeyoung dormindo no sofá abraçada com seu tigrinho de pelúcia. ~


P.O.V  MINA

~ Dahyun me contou que Chae estava doente fiquei tão preocupada que nem pensei duas vezes e então fui com ela e Tzuyu até a casa de Chae. Chegando lá nos deparamos com aquele anjinho dormindo agarrada em sua pelúcia de tigre. Não aguentei tanta fofura e tirei uma foto com o meu celular. Tzuyu sentou perto de Chae e Dahyun ficou em pé bem na sua frente. Eu fiquei mais afastada encostada em uma poltrona. Chaeyoung abriu os olhos por conta da movimentação que fazíamos. ~

CY: Ainda bem que vieram para serem minhas servas.

~ Chaeyoung falou bocejando e voltou a encostar sua cabeça na pelúcia. Eu já estava morrendo de amores por tanta fofura. ~

TZ: Ownnnn quem é a coisa mais lindinha dessa casa?

DH: Esse filhote de tigre aqui, esse que está sendo abraçado, porque esse outro que está abraçando é uma pestinha... - Dahyun segura uma das orelhas de Chae e começa a dar broncas nela que acabou de acordar e não estava entendo nada do que acontecia. - uma pestinha que não avisa que está doente e não atendeu nenhuma das 1532 ligações que eu fiz.

CY: Ai ai, Tofu, minha orelha. Para de gritar minha cabeça tá doendo.

TZ: Saia tofu, senta aqui.

~ Tzuyu faz Dahyun sentar do outro lado de Chae. E eu fico só me divertindo com a cena. ~

DH: Você já está melhor?

CY: Estava muito bem antes de alguém tentar arrancar minha orelha.

MN: Oi, Chae. Vim ver como você está, o que aconteceu?

~ Chaeyoung me olha com uma cara assustada e olha pro seu bichinho de pelúcia tentando se desfazer do abraçou apertado que estava dando nele. ~

MN: Chae, não precisa ficar com vergonha, eu achei muito bonitinho vocês dois juntos.

CY: Oi, mina... Eu não sabia que você estava aqui, desculpa não ter falado logo com você.

~ Sentei próxima das garotas e coloquei minha mão na testa de Chae, ela ficou toda vermelha com a minha ação e eu só pude achar ela mais fofa ainda toda vermelhinha ~

MN: Acho que você não está mais com febre, mas é bom manter os cuidados pra você ficar melhor.

CY: Vou tentar cuidar melhor de mim.

MN: Eu posso cuidar, quer dizer nós três podemos cuidar de você, Chaechae.

DH: Sim, o que você quer fazer, Chae?

CY: Não sei, eu tava vendo um dorama. Vocês querem assistir comigo? Ou preferem ver um filme?

TZ: Quero ver algum filme de comédia.

DH: Não sei pra que, tu nem ri.

~ Vejo Chae rir da pequena discussão entre Dahyun e Tzuyu com isso, Dahyun  se levanta pra procurar um filme de comédia e eu me ajeito do lado da Chae, encostando minhas costas no sofá, as meninas escolhem o filme e colocam e se sentam do outro lado de Chaeyoung. Assistimos o primeiro filme e nós quatro estávamos rindo igual loucas, até mesmo Tzuyu. Depois Dahyun colocou um dorama. A noite foi chegando e o foi esfriando, Chae me ofereceu uma parte de sua coberta e jogou outra para Dahyun e Tzuyu. Me aconcheguei mais perto dela e nossas mãos se tocaram, Chae parece ter se assustado, e eu pedi desculpas, mas depois segurou minha mão e colocou nossas mãos em apoiadas em sua perna pó conta da proximidade em que estávamos, para ficarmos de mãos dadas ou teríamos que apoiar nossas mãos em sua perna ou na minha. Sinto a ponta de meus dedos encostarem em sua pele, ela estava quentinha e involuntariamente comecei a fazer carinho, pois minha mão estava por cima da dela, sentia ela me olhando durante o filme e eu sorria sempre que percebia ela me fitando, me fazia bem cuidar de chae. Passamos uns 40 minutos assim desse jeito até Dahyun declamar sobre sua fome. ~

DH: Chae, tem alguma coisa pra comer ? Tô com fome.

CY: Deve ter o que a Jeong fez pro almoço, esqueci de avisar que ela fez pra vocês.

TZ: Traidora, como você pode deixar de oferecer a comida da Jeong pra gente?

DH: Isso que é amizade.

CY: Parem com o drama, pelo menos eu lembrei. Vão esquentar.

MN: Eu posso esquentar se vocês quiserem, sou a unnie aqui mesmo. 

DH: Aceito de bom grado.

CY: Não, Mina. Deixa elas se virarem.

TZ: O que você tem contra a gente, Chae? Só tá maltratando nossos corações.

~ Tzuyu disse encenando secar algumas lágrimas ~

MN: Não tem problema, Chae. Eu que me ofereci, deixa eu cuidar de vocês, eu sempre fui a maknae entre minhas amigas.

TZ: Pode entrar pro nosso grupo, Mina. Sem problemas.

~ sorri com aquela aceitação de Tzuyu, ela é a mais fechada das meninas, fiquei feliz por ela gostar de mim ~

CY: Huuuum... Não acostuma elas assim não. Precisa de ajuda?

MN: Não, pode deixar qualquer coisa eu chamo vocês.

~ Fui em direção a cozinha, esquentei a comida e servi nos pratos, chamei Tzuyu pra me ajudar a levar os pratos até a sala. Todas me agradeceram e eu retribuí seus sorrisos. ~

TZ: Nossa, a Jeong cozinha melhor que a minha mãe.

DH: Se eu fosse a Chaeyoung já estaria rolando de tão gorda.

MN: Realmente a comida está ótima. 

TZ: Sorte de quem casar com a Jeong, se ela me oferecesse comida eu aceitaria.

DH: Coitado de quem casar com a Chae, vai comer comida queimada todo dia.

TZ: Lembra daquela vez que ela queimou o miojo?

DH: E da vez que ela queimou o ovo cozido?

~ As meninas riam enlouquecidamente das histórias que contavam, apesar de ser ver Chae vermelha igual um pimentão, não pude evitar de rir. ~

CY: Parem com isso, vocês estão me envergonhando.

TZ: Queimar ovo é fácil, essa daí já queimou até o chuveiro.

DH: Ai, Tzuyu, para minha barriga  já está doendo de tanto rir. Como que você consegue fazer essas coisas? Tem que ter um dom, não é possível.

CY: Ei, não é tão ruim assim.

TZ: Claro que não, é só você não ter paladar.

~ Resolvo intervir percebendo que Chae não conseguia se defender e já estava ficando trsite. ~

MN: Ei, vamos parar com a zoação com a Chae, ela tá doente. Sejam mais amorosas com a amiga de vocês.

~ Resolvo ir logo lavar a louça~

MN: Se comportem enquanto estou lavando a louça.

~ Pego os pratos, dou um beijo na cabeça de Chae e me dirijo para a cozinha. ~



P.O.V TZUYU

~ Fiquei observando aquela interação entre mina e Chaeyoung, parece que Mina está gostando da Chae, bem eu não vou intervir se ela tentar algo, elas realmente parecem estar se gostando. Mina foi lavar a louça e Dahyun começou a sussurrar~

DH: É impressão minhas ou a Mina tá caidinha pela nossa Chae?

CY: O que? De onde você tirou isso?

 ~ Chaeyoung começou a ter uma tosse e eu fui acudir, essa tofu pergunta essas coisas na cara dura, quase mata a pobre da Chae. ~

DH: Ela tá um amorzinho com você, ficou toda preocupada quando eu disse que você tava doente .

CY: Então vocês também estão afim de mim por que se preocuparam em vir aqui?

~ Chae disse revirando os olhos ~

TZ: A gente não, mas somos duas amigas a séculos, tô notando o comportamento dela muito estranho pra quem é só amiga.

CY: É impressão de vocês, por que a mina ficaria afim de mim?

DH: Ué, eu que sei? Cada louco com a sua loucura. 

CY: Obrigada pela ajuda, Tofu.

TZ: Ah Chae, não acho que seja tão difícil assim se apaixonar por você, você tem suas qualidades e a Mina não é cega ou burra.

DH: Iiih entra na fila, Yoda, que esse coração da Chae só tem espaço pra Mina.

TZ: Não se faça de idiota, Dahyun. A Chae é minha amiga e eu sei reconhecer a ótima pessoa que ela é.

DH: Você nunca notou nenhum comportamento estranho vindo dela?

CY: Bem, ela tem sido carinhosa comigo e ainda pouco...

~ Chae estava corada ~

CY: Ainda pouco, ela ficou fazendo carinho na minha perna enquanto estávamos embaixo do cobertor.

DH: Aí que abusada, parece aquela amiga dela.

TZ: Que amiga? 

~ Dahyun logo desconversa ~

DH: Nada não... Mas então acho que ela pode estar afim de você.

CY: Será mesmo, meninas? Será que a mina gosta de mim?

DH: Vamos descobrir isso, vai ser nossa próxima super missão.

TZ: Adoro uma missãozininha básica, vamos começar agora.

~ Vejo Mina entrar na sala enxugando suas mãos, chamo Dahyun pra perto e falo bem baixo no seu ouvido: Vamos inventar uma desculpa pra ir embora e deixar as duas sozinhas, se a mina tiver afim não vai perder essa oportunidade e depois perguntamos pra Chae se aconteceu alguma coisa. Dahyun confirma freneticamente com a cabeça que sim e resolve dizer para a mina que as nossas mães ligaram e pediram pra irmos antes que ficasse muito tarde. Mina concordou e disse que ficaria lá até Jeongyeon chegar, para não deixar a chae sozinha. Chaeyoung nos olhava com uma expressão de constrangimento e pânico ao mesmo tempo. Cheguei perto de Chae para me despedir e falei em seu ouvido : Será?... Ouvi ela engolir em seco e eu e Dahyun saímos de sua casa aos risos. ~















Notas Finais


E aí, o que vocês acham que vai acontecer?


Tô aceitando sugestões, para os capítulos que virão mais a frente. Vou anotar e futuramente pode se encaixar na fic.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...