História Small prince. (hunhan) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Lu Han
Personagens Lu Han, Sehun
Tags Exo Luhan Sehun Hunhan
Visualizações 85
Palavras 1.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Escolar, Fluffy, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


demorei uma semana pra postar mas é que eu estive ocupada esses dias, viajei no final de semana, fiquei cansada pra escrever e sem uma gota de ânimo pra atualizar, perdoem :(
capitulo narrado pelo Luhan, como vocês já devem estar acostumados, aproveitem!

Capítulo 10 - A great hacker.


— Sehun, o que vamos fazer? — Pergunto curioso ao vê-lo discar um numero no celular.

— Nós nada, mas um amigo meu pode nos ajudar, torça para que ele atenda — Responde colocando o celular próximo a orelha e morde os lábios instintivamente.

Certo, está tudo bem. Sehun vai dar um jeito nisso e Minseok não saberá do meu paradeiro, respiro fundo e olho aflito para o celular.

— Olá, Huang Zitao, com quem eu falo? — A voz masculina soa do outro lado da linha.

— Tao! Que bom que atendeu — Sehun suspira aliviado — Preciso de um favor.

— Que tipo de favor, Sehunnie? — O garoto do outro lado da linha pergunta com a voz arrastada, um tanto presunçosa.

— Mas tem que ser agora, é questão de vida ou morte — Sehun alerta escorando o corpo no balcão de madeira.

— O quão perigoso isso é? — Sehun murmura apenas um "muito" — Interessante, o que exatamente meus trabalhos de hacker podem te ajudar?

— Preciso que desative todas as redes sem fio do departamento de policia dessa cidade, de preferência também desligue os rastreadores dos computadores por algumas horas — Sehun sussurra para que não haja perigo de ouvirem a conversa.

— E o que eu ganho com isso? — Zitao pergunta risonho.

— Diversão, adrenalina, você gosta disso não é? Me parece uma boa forma de expandir seus conhecimentos — Sehun responde com um sorriso persuasivo.

— Bingo! Você me conhece tão bem! — O menino exclama animado — Deve ser muito excitante ter a adrenalina de invadir um sistema do estado dessa forma.

— E então, posso contar com você? — Sehun balança as pernas, aparentemente inseguro da resposta que estava prestes a receber.

— É claro, eu vou aproveitar pra modificar alguns códigos de ética desse lugar, eu sou um cara bonzinho quando quero.

— Faça isso rápido, me mande uma mensagem quando terminar seu serviço, sim? — Sehun desliga a ligação após dar as coordenadas.

— Quem é Huang Zitao? — Pergunto curioso enquanto arqueio as sobrancelhas.

— Eu acho que alienígena é a melhor maneira de descrevê-lo. Ele também é muito bom no que faz. Mas não sei exatamente o que ele faz, pra falar a verdade, ouvi dizer que ele é o melhor hacker da Ásia — Sehun responde com descrição enquanto checa seu celular.

— Como conhece esse cara? Você está metido com coisa de hacker também ou é um rebelde que se sente bem infligindo as leis? — Dou uma risada em seguida ao imaginar Sehun como uma pessoa perigosa.

— Ya! Ele é amigo de Yifan, que é meu amigo. Não temos nenhum tipo de amizade, somos só conhecidos e ele me ajuda por isso — Sehun explica coçando a nuca.

— De qualquer forma, tenho certeza que o QI dele é extremamente elevado, me pergunto o que leva um cara tão inteligente a hackear um sistema de policiamento — Coloco a mão no queixo, pensativo.

Sehun me dá um estralo de leve na testa e solta uma gargalhada fraca.

— Você sabe por que as regras existem, Luhan? — Nego com a cabeça, estranhando a pergunta — Para serem seguidas, mas como existiriam regras se ninguém fizesse nada errado? É por isso que Zitao gosta tanto de fazer coisas "erradas", ele as testa para que elas possam funcionar algum dia.

— É um bom motivo, apesar de não deixar de ser estranho — Sento no balcão cruzando os braços.

— "Esse sistema é tão fácil de invadir, tsc. Da próxima vez me peça algo mais empolgante, esse aqui me deu tédio" — Sehun lê a mensagem no celular e dá um sorriso ao terminar de ler.

— Ele conseguiu? — Pergunto curioso.

— É o que vamos descobrir — Sehun me coloca novamente no bolso e segue em direção a Minseok.

— E então, podemos começar o plano? — Minseok pergunta animado e Sehun murmura um "sim" fingindo entusiasmo.

— It's showtime! — Minseok pisca e empurra Sehun pelos ombros.

— Licença, pode me tirar uma duvida? — Sehun toca no ombro da policial, que se vira com um sorriso.

— Em que posso lhe ser útil? — Coloca os braços sobre a bancada, apoiando as mãos no rosto.

— Sei que posso estar sendo um pouco indelicado mas você está em algum relacionamento? — Sehun pergunta descaradamente e lança uma piscadela para a mulher, que cora em seguida.

— Eu não tenho tempo para isso — Ela suspira desanimada.

— Como não? Uma mulher bonita como você não deveria dizer algo assim, tenho certeza que está solteira por opção, certo? — Sehun continua a flertar descaradamente com a policial.

— Eu realmente não tenho tempo pra isso, você deve ser universitário, provavelmente, certo? — A mulher pergunta animada e Sehun assente, obviamente mentindo.

— Faço medicina, você parece cansada, aceita uma massagem? Dizem que tenho habilidades com as mãos — Sehun mostra suas grandes mãos e a mulher, extremamente corada, concorda.

Sehun afasta os cabelos da mulher e começa a simular uma massagem, enquanto observa Minseok frustrado olhando para o computador.

— Você é muito bom com as mãos, tinha razão quando disse que tinha tais habilidades — A mulher suspira de olhos fechados, complemente entregue e extasiada com a massagem.

Sehun dá um sorriso discreto e desce uma das mãos para o bolso da calça que a mulher usava, retirando com cuidado sua identidade falsa e a escondendo no bolso de sua calça.

— Está gostando? — Sehun pergunta retoricamente e ouve um grunhindo manhoso como resposta.

— Obrigada Kim, me sinto completamente renovada — A policial se levanta minutos depois com um sorriso de orelha a orelha.

— Vejo que decorou meu sobrenome, posso saber o seu? — Sehun esbanja um sorriso galanteador.

— Façamos assim, eu te passo meu celular e você me liga na minha folga para combinarmos algo — A mulher entrega um papel para Sehun e sai da vista do mesmo.

— Tsc, precisava ser tão atirado? — Bufo ao ouvir a risada de Sehun.

— Eu só estava fazendo meu trabalho — Ele anda até o computador — Conseguiu achar algo Minseok?

— Não, por algum motivo o sistema desse computador velho parece estar cheio de bugs e virus — Minseok suspira frustrado.

— Bom, eu distrai o máximo que eu podia a policial, precisamos ir agora antes que desconfiem — Sehun dá os ombros e Minseok concorda, deslogando do computador.

— Você fez um bom trabalho Sehun, obrigada pelo esforço — Minseok faz um joinha com as mãos.

— Você não me deu muitas escolhas.. — Sehun responde e deixa a delegacia em seguida.

— Minha familia sabe que fui preso? — Minseok pergunta depois de algum tempo de silêncio.

— Ela não faz ideia, a diretora Kagura pediu o número de seus pais e eu resolvi isso — Sehun dá os ombros tentando encerrar o assunto.

— Por que me ajudou? Nem somos tão próximos — Minseok olha desconfiado.

— Acho que fiz sem pensar, a adrenalina de saber que um colega de classe foi preso me deixou energético — Repete o discurso que Zitao fez alguns minutos atrás.

— Fico te devendo essa, pode deixar que se eu descobrir algo sobre Luhan eu te direi como agradecimento — Minseok sorri largo e percebo o corpo de Sehun esquentar.

— Ya! Eu e Luhan não temos mais nada em comuns, eu não fiz isso por ele — Responde corado e me esforço para não rir.

— Tudo bem, de qualquer forma, já estou indo, tome cuidado — Minseok se despede e entra em outra rua logo em seguida.

— Me lembre de agradecer ao Zitao por ter salvado minha pele — Digo ao perceber que estamos sozinhos na rua.

— Foi divertido apesar de perigoso, deveríamos fazer isso mais vezes — Sehun diz em tom de brincadeira.

— Nunca mais eu quero passar por isso, você está assim porque conseguiu o número daquela polifacil —  Reviro os olhos lembrando do "flerte" que presenciei.

— Tsc, isso tudo é ciúmes? Não se preocupe que vou continuar cuidando de você — Responde rindo da situação.


Notas Finais


atualizando isso aqui quase três da manhã mas o que vale é a intenção né? djakjd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...