História Smells Like Teen Spirit - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time, One Tree Hill
Personagens Albert Spencer (Rei George), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Archie Hopper (Jiminy Cricket), Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Príncipe James, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Will Scarlet, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Basquete, Esporte, Irmãos, Once, One Tree Hill, Ouat, Outlaw Queen, Outlawqueen, Regina Mills, Robin Hood, Robin Of Locksley, Romance, Snowing
Visualizações 28
Palavras 3.471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello, my babies! 😊💋

Boa leitura!

Capítulo 2 - O desafio


Robin combina de sair com o time, depois do jogo, para se divertir, mas antes passa na casa de Mary, sua namorada.

Chegando vai até o quarto dela, e a vê em frente ao Webcam, desenhando e escutando música.

"E aí? Tá perdendo o seu tempo com que?" - pergunta o loiro entrando no quarto dela e indo em direção a ela

"Eu não te ouvi entrar"

"Eu não tenho dúvidas, ninguém ouve essa porcaria" - desliga o rádio, sem permissão, fazendo a morena revirar os olhos impaciente.

"Eu estava te esperando" - Se vira para ele e levanta.

"A galera queria bater um papo"

"E você nem para me avisar?" - cruzo os braços e me encosto na parede

"Foi por isso que vim, quer vir?"

"Com a galera?" - Arqueia a sobrancelha

"E eu!"

"E a galera!" - respira fundo impaciente e vira o rosto

"Aí quer saber? To cansado disso! Eu vim aqui ficar com você" - aponto para ela

"É.. comigo e com a metade do time" - aponta com a cabeça em direção a porta

"Idaí? Você quer ser chata? Tudo bem fica aqui no quarto ouvindo essas músicas chatas e eu te vejo amanhã" - digo gritando

"Que tal a gente não se ver amanhã?" - Fala secamente, mas sem alterar a voz

"Ótimo" - Se vira para sair - "droga" - respira fundo e volta - "Mary, olha.. me desculpas tá! O dia hoje foi difícil, teve o jogo... - me aproximo dela - "Eu queria ficar com você, eu quero que você venha" - coloco as mãos nos braços dela e da um selinho na mesma

Na quadra do Rio...

O jogo já tinha terminado, já estavam todos indo embora, e como prometido David leva Regina até sua casa.

"Você é muito bom, Dave!" - diz Regina caminhando ao lado de seu amigo - "devia entrar no time da escola" - olha para ele e sorri, mas ao notar a expressão seria dele se arrepende - "Ah me desculpas.."

"Não, tudo bem!" - Olha para ela e da um sorriso de canto

"Não, não está!" - A morena vai para frente dele e como o loiro não tinha parado de andar, a mesma começou a andar de costas - "Olha, você não pode deixar de fazer o que gosta por que seu pa... quero dizer o George também jogava no time da escola e eu sei que tem o Robin e que não deve ser fácil, mas é sua chance!"

"Regina, lá não é meu lugar, eu prefiro jogar aqui junto com os meus amigos, vamos mudar de assunto, tá bem?"

"Tudo bem!" - Respira fundo e solta o ar fortemente

Os dois caminham até a casa da morena em silêncio, até chegarem em frente à grande casa branca.

"Hum.. obrigada por me trazer, até amanhã Dave!" - A morena de lindos olhos castanhos abraça o amigo fortemente

"Até amanhã, Ré! Boa noite" - retribui o abraço e lhe dá um beijo na testa

O loiro fica ali parado até que a sua amiga entre em casa, assim então segue até a sua.

Dia seguinte...

O dia amanhece em Storybrooke, o céu estava azul, grandes nuvens no céu e um lindo sol.

Regina Pov on

Acordo com os raios solares batendo no meu rosto, então levo a mão até o rosto até me acostumar com a claridade, olho para o criado mudo e vejo que já estava quase na hora de eu ir ajudar a Karen a abrir o café, com muita relutância me levanto e ando até o banheiro, começo tomar o meu banho e faço minha higiene matinal. Terminando vou até o closet enrolada na toalha e pego uma calça jeans azul e uma blusa na cor vermelha e um all star, penteio meus cabelos, que iam quase até a metade das costas, deixando os soltos e pego meu material e desço.

"Hey, bom dia!" - digo assim que então na cozinha e vejo minha mãe

"Querida!! Bom dia!"

"O que está fazendo?" - caminho até ela e lhe dou um beijo na bochecha - "Cadê o papai?"

"Foi no mercado, já deve está chegando e eu estou preparando omelete, quer?"

"Aceito, mas não posso demorar preciso ir para o café" - me sento e minha mãe coloca um prato na minha frente e coloca o omelete - "Onde está Rebecca?" - Pergunto de boca cheia

Rebecca é minha irmã do meio, ela tem 22 anos, embora não nos vermos tanto porque ela trabalha e faz faculdade, somos bem apegadas. Temos uma irmã mais velha de 27 anos, Deena. Mas essa mora em Nova York e já é casada.

"Minha filha, não fala de boca cheia tenho certeza que Karen não irá se importar se chegar um pouco atrasada. E a sua irmã saiu mais cedo, disse que tinha que ir até o banco"

"Hum.." - término de comer e dou o último gole no suco e me levanto - "Tá bom, depois falo com ela, preciso ir mãe!" - me levanto e dou um beijo em sua testa e saio em direção ao Café da Karen. Ajudo ela com o café até o horário da escola, como sempre e vou para escola com o David, mas o mesmo vai para a biblioteca e como sou tutora, ajudo alguns alunos com dificuldades, vou até a sala ajudar uma aluna com dificuldade em literatura.

Regina pov off

David vai até a biblioteca e entrando dá de cara logo com quem não queria. Robin Nolan. Respira fundo e vai até as prateleiras pegando um livro de literatura da aula de Inglês e se senta e fica em silêncio lendo. Até que sua leitura é interrompida pela a voz do treinador, Liroy.

"Nolan!!" - chama o treinador, recebendo a atenção dos dois irmãos, Robin e David Nolan. - "Não você" - Diz olhando para Robin - "Você!" - aponta para David - "Venha até aqui, quero bater um papo com você!"

"Aah... tá legal.." - Se levanta e vai até o treinador, recebendo um olhar de raiva do irmão.

"Venha comigo" - Diz Liroy

O treinador caminha em direção ao ginásio, sem dizer alguma palavra, ao lado de David e entram no ginásio vazio quando chegam.

"Bonito, né?" - Coloca a mão no bolso e caminha até o meio do ginásio - "Muitos preferem o ginásio barulhento eu prefiro assim, silencioso e limpo, parece até uma igreja. Se bem que tem gente que reza aqui" - Caminha até a pequenas prateleiras do carrinho de metal, onde estavam as bolas de basquete, e pega uma. - "Você jogava no primário, porque parou?"

"Eu não parei" - diz David tranquilo, com as mãos no bolso

"Garotos jogando no parque? Aquilo não é exatamente basquete"

"E o que acha que a gente faz lá?"

"Não sei, talvez planejam assaltar um banco" - diz com humor - "Olha estou com uma vaga no meu time, Titular. É uma chance única" - Joga a bola para o menino em sua frente - "O que me diz?"

"Que as pessoas que rezam aqui estão perdendo tempo, Deus não liga para esporte" - Solta a bola e sai do ginásio e vai para suas aulas.



"DAVE!" - grita Regina indo ao encontro do loiro - "Você não sabe!"

"Hum, se não me dizer não vou saber mesmo" - diz o amigo rindo - "Me diz o que te deixou tão sorridente assim?"

"Sabe, quando você faz algo bom e traz resultado positivo, faz isso com você" - sorri - "A garota que eu ensino literatura, tirou A na prova. O que poderia me deixar mais feliz?" - Diz a morena bem empolgada e mais agitada que o normal.


As horas vão passando, as aulas acabam e David segue para a River Court, a quadra no parque perto ao Rio, encontrar com seus amigos.

"Não ia contar?" - pergunta Killian, seu amigo enquanto jogam basquete juntos

"Ah não é nada!" - da de ombros

"Liroy querer que você faça parte do time, não é nada?"

"Não é nada, porque eu não vou jogar, não com eles"

"David eu jogava com você toda noite, desde que tínhamos 12 anos e quantas vezes eu ganhei? Sei lá, acho que pode ser uma grande chance"

"Nunca pensaram que nosso lugar é aqui?"

"Não, David! É o nosso, mas nunca foi o seu"

"Valeu, Killian. Vou continuar treinando as cestas" - Joga a bola na cesta

"Aí" - Diz Killian pegando a bola quando o objeto colide no chão e se aproxima do amigo - "Você é um dos meus melhores amigos e nada vai conseguir mudar isso, mas dá um tempo né? A gente não treina as sextas, estamos sendo a sua desculpa e eu não quero continuar sendo"

David respira fundo, e vê seu amigo se afastando e vai para casa também e encontra na varanda uma envolve de papel pardo escrito "David Nolan" pega o envelope e entra. Abre e encontra uma blusa do time com o número "3" e escrito "Nolan". Veste e se olha no espelho, e vê a figura de sua mãe atrás dele.

"deixaram na varanda"

"Tira isso" - diz olhando para o seu filho.

David respira fundo e tira a blusa e joga em sua cama e veste outra blusa e vai atrás de sua mãe, e a encontra sentada no sofá da varando com um álbum na mão.

"Mãe? Está tudo bem?" - Senta ao lado dela

"Tudo" - responde sem tirar os olhos do álbum - "Sabe quem deixou na varanda?"

"O treinador, talvez. Ele me chamo para o time"

"Pode ser bom" - olha para o menino e sorri

"Você falou com o Killian, eles se recusaram a jogar comigo hoje, ele disse que não quer ser minha desculpa"

"E como se sente com isso"

"De verdade? Eu fiquei irritado, pensei que fossem meus amigos!"

"Eles são. Hum.. lembra disso?" - Mostra a foto que estava vendo no álbum, onde tia o David com mais ou menos 5 anos segurando uma bola de basquete.

"Minha primeira bola de basquete, nesse ano o pai do Killian disse que não existia papai Noel" - gargalham

"É e eu tentei desmentir ele!" - continuam rindo - Aí você me disse uma coisa que eu nunca esqueci, que tinha pena das crianças que não acreditavam nele, porque quando crescessem e tivesse filhos não teriam presentes na manhã de natal." - Sorri para seu filho - "você é um bom menino, David, mas as vezes sinto que está perdendo a vida por minha causa, o meu passado não é o seu futuro" - leva a mão até o rosto do loiro - "Está bem?"



Robin estava na academia de sua casa, deitado na máquina enquanto levantava peso.

"Quantos quilos?" - Pergunta George entrando na academia e indo até o seu filho

"75!" - fala com dificuldade por conta do peso

"Me dá isso aqui!" - Pega o a barra de peso e coloca no apoio e pega mais uns pesos menores e coloca - "Sua mãe ligou, ela só chega na semana que vem. Já sabe que o treinador convidou o..." -

" seu filho para o time? É já sei" - diz interropendo-o

"Não fala assim"

"Ele tem nosso sobrenome" - Volta a levantar a barra de peso

"É eu sei que nunca falamos sobre isso, mas o fato dele ter o nosso sobrenome foi a história da mãe dele, éramos jovens, amor de verão e cometemos um erro" - Diz tirando os pesos novamente

"Você cometeu um erro." - O pai do menino coloca mais peso na barra - "Agora é tarde demais, as pessoas comentam" - tenta pegar a barra, mas não consegue

"sai daí!" - Se deita no lugar dele e começa a levantar o peso - "Quero que procura o garoto e o convença de não jogar"

"Porque? Eu não tenho medo dele"

"Pois devia ter, demos muito duro para agora alguém chegar entrar no ataque e ficar com o mérito, tem mais isso tem mais haver comigo e com o Liroy do que com você"

"Porque diz isso?" - cruza os braços

"Longa história, depois eu te conto" - Se levanta e fica de frente para seu filho - "Quero que procure o garoto e fale com ele, e quero que acredite quando eu digo que só há um lugar nesse pódio, o seu! Não tem lugar para ele"

O mais velho sai e deixa Robin sozinho ali na academia.


As horas vão passando, até que escurece, e ainda na casa de Robin Nolan...

"Então seu pai falou do bastardo?" - pergunta Will, amigo de Robin - "Dizem que ele joga bem, a gente podia usa-lo"

"Posso colocar a gente no campeonato estadual, com três cegos e um aleijado não precisamos dele" - Diz caminhando até a saída de sua casa, sendo acompanhado do seu amigo

"Aonde vamos?" - pergunta Will

"Até o parque"

Os dois entram no carro, e Robin dirige até a quadra, no parque e encontra quem desejava encontrar lá, seu irmãozinho. Sai do carro e caminha até David, que estava treinando cestas e pega a bola quando entra na cesta e colide com o chão

"Muito bom!" - diz se aproximando e com a bola em baixo do braço - "Consegue lidar com um time forte? Perdendo? O ginásio inteiro gritando dizendo que você é ruim? E se duas pessoas apenas gritasse?" - Confronta, Robin.

"O que você quer?"

"O que eu quero? O que você quer? Além da minha namorada e o meu lugar no time, né? A gente não te quer no time, eu não te quero no time, a equipe não quer você e a minha namorada, com certeza não quer você. Vamos fazer um trato, eu e você um contra o outro, escolha a hora e o lugar, se me vencer eu saio do time, mas se eu vencer, você vai rastejar para o seu buraco e se por no seu lugar" - joga a bola de volta para ele e volta para o carro com o Will.


No dia seguinte...


"Dave, ele desafiou você?" - pergunta Regina, caminhando ao lado do seu amigo - "Você irá topar?"

"Não sei, eu não tenho que provar nada"

"É eu sei, mas não tem, sei lá... não tem vontade de mostrar para ele?"

"Bem que eu queria mostrar para ele o erro que ele cometeu"

"Tá, estamos falando do Robin ainda?" - pergunta meio perdida

"Também"

"Hum... George! Quer mostrar a ele que é bom?

"É, mas pela minha mãe e um pouco por mim também"



Já mais tarde, David vai até o ginásio da escola, onde encontraria Robin, e ao entrar vê seu irmão treinando cestas.

"00:00, na quadra do Rio, mas se eu vencer eu vou querer mais"


Casa do Robin às 23:10...


"Robin?" - Chama George assim que vê seu filho saindo do banheiro - "Acha mesmo que deve ir? Podemos arrumar outro jeito"

"Não pai, eu faço tudo por você, praticamente tudo, mas irei fazer isso por mim" - dá as costas e vai para o seu quarto

"Oi Sr. Nolan" - Diz Mary saindo do banheiro enrolada na toalha e indo para o quarto de Robin


No café da Karen...


O café estava fechado, mas Karen, Robert e Regina ainda estavam lá. Karen estava organizando algumas coisas com Robert enquanto Regina estava nos fundos do café.

"Você deveria ir ver o jogo, Karen o David irá se sair bem" - Diz Robert

"Eu sei, sabe me dizer aonde chegamos a esse ponto?"

"Morando no fundo do café? Lamentando o passado? Ou a Regina disfarçando e ouvindo" - fala um pouco mais alto

"Eu não estou ouvindo nada" - grita - "Tá, eu estava.. eu tô" - diz aparecendo no campo de visão deles e saindo novamente

"Sei.." - Olha para a jovem e rir

Regina vai até o terraço encontrar com o melhor amigo, acende as luzes e caminha até o David.

"Nossa!" - expressa David assim que as luzes se ascende e olha ao redor, vendo tudo decorado.

"Gostou?"

"Isso aqui ficou incrível, Rê!"

"Eu coloquei as luzes hoje, também gostei bastante de como ficou, agora nosso lugar preferido está com mais utilidades como, por exemplo, temos golf agora" - aponta para o mini-golf no chão.

"Acho que não foi uma boa idéia afrontar o Robin" - Fala como se não tivesse ouvido uma palavra se quer do que Regina disse

"Você acha?" - cruza os braços

"Um pouco, se eu tivesse recusado minha mãe não estaria preocupada"

"Olha eu não acostumo dizer isso porque eu acho muito estranho" - brinca e ri - "Mas você é muito legal e é muito legal sermos tão amigos, mas você se preocupa demais" - fala olhando para ele

"É.. talvez"

"Mas agora você precisa se arrumar, tem um desafio para ganhar! E eu vou" - se anima logo e desce - "Não se atrase Dave!!"

Dito isso, David desce e vai para casa entra em seu quarto e troca de roupa, coloca uma calça e um casaco moletom e o tênis, pega sua bola de basquete e sai de casa, encontrando com Regina e indo junto a ela até a quadra do Rio, no parque.

"Boa noite, pessoal. Bem vindos a uma noite histórica do basquete, eu sou Billy McFadden e esse é meu parceiro Archie Hopper"- Anuncia Billy como o locutor novamente - "Eai Archie é uma noite de festa né?

"E quem não gosta de festa?" - Responde Archie

David já estava treinando enquanto esperava Robin.

"Você vai vencer Dave, acredito em você!"

"Obrigada Regina" - Sorri e abraça a mais nova dando-lhe um beijo na bochecha da mesma

Regina segue para a arquibancada E se senta.

"Oi, novamente..." - diz James

"Ah olá, meninos!" - cumprimenta


Robin estava saindo de casa com Mary e Will Scarlet.

"Robin espera, então se não é pelo o seu pai porque vai fazer isso?" - pergunta Mary entrando no carro com os meninos

"Você não irá entender" - liga o carro e dirige 

"É, mas se ele jogar bem mesmo? Não se sente ameaçado?"

"Qual é, de jeito nenhum! eu sou melhor e irei provar isso hoje!"

"Tá, mas se ele vencer o que ele ganha?"

"Você" - Desvia o olhar da estrada para olhar sua namorada, que estava séria e chocada com o que acabará de ouvir.


"Faltam poucos minutos para meia à noite e nem um sinal de Robin Nolan, será que ele desistiu" - diz o locutor, Billy

"O público já está impaciente, Billy a julgar as pessoas que cercam a nossa cabine" - responde Archie

"Vocês não têm cabine, superem!" - diz James

Regina começa a rir.

"Olha parece que Robin Nolan acaba de chegar aqui na nossa quadra"

Assim que Robin chega, muitas pessoas ali presentes começaram a gritar seu nome. O mesmo tira o casaco jogando para que Mary segure e vai para o centro da quadra, pegando a bola, fazendo manobras e joga na cesta.

"Está a fim mesmo?" - pergunta se aproximando de David

"Porque não?"

"É a sua vez!" - entrega a bola para ele

"É eu sei!" - pega a bola e arremessa de onde está mesmo, fazendo uma cesta de três pontos.

O jogo começa a rolar, ora Robin faz pontos, ora David faz e sempre um confrontando o outro.

Um driblando o outro, Robin acidentalmente da um cotovelada no rosto de David

"Aí!" - expressa Regina baixo - "Isso Foi Falta!" - grita, mas pelo o barulho seria impossível algum dos dois ouvirem - "Foi falta né?" - pergunta a James

"Foi sim!" - ri e volta a prestar atenção no jogo.

David cospe sangue no chão e logo volta para a quadra.

"Sem faltas, só cestas" - Diz o loiro após limpar o rosto

"Agora é só cestas, está 14 à 12, e Robin está na frente" - Informa Billy

E o jogo continua, e quando Robin vai tentar fazer outra cesta a bola é desviada pela a mão de David que pega e faz cesta.

"Falta um ponto" - informa David para Robin

"Vai enfrente"

David pega a bola e joga na cesta, empatando o jogo.

"Ele nunca falou de você" - Diz Robin para ele - "Nesses anos todos"

"Pela a minha mãe..." - joga a bola na cesta e faz ponto, ganhando o jogo.

"AAAAEEEEH" - Regina grita junto com muitos e bate palmas.


David olha para Robin indo embora e vai até a Mary.

"Parabéns, apostou o que?" - Pergunta a garota

"Se eu ganhasse ficasse no time"

"MARY!" - Chama Robin

"A gente se vê, Mary!" - vira e vai até seus amigos e abraça a Regina.

"Foi demais, Dave!"

"Tinha dúvidas que eu iria ganhar?"

"Não, nenhuma!" - ri

Todos voltam para suas casas por esta ficando muito tarde, no dia seguinte David vai para escola junto a Regina, mas depois das aulas segue até o ginásio. Entra e vê todo o time o encarando, e ignora a todos e olha para o treinador que estava sorrindo como uma forma de boas vindas.

"Seja bem-vindo ao time, David!" - diz o treinador


Notas Finais


Bem, esse jogo é importante porque a partir dele que as coisas começaram a se complicar mais entre Robin e David.
E logo logo teremos Regina e Robin! 😍❤💕

Se tiverem alguma dúvida por favor, falem comigo! 😉😉

Espero que tenham gostado, o 3 sai logo logo, decidi não colocar dia para postar! 😂
Beijos my babies! 👋😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...