História Smile - Capítulo 7


Escrita por: ~

Exibições 11
Palavras 1.423
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Ecchi, Fantasia, Luta, Magia, Orange, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Super Power, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


oieee eu to de bom humor hoje
não estranhe o capitulo
tem varios tipos de sofrimento
e o que eu mais gosto e tensão sexual
hsuhfeushfuhesuheuhseufhseuhfeuh
vlw amore
fui mas voltarei em breve

Capítulo 7 - O que eu fiz pra merecer isso ?


Fanfic / Fanfiction Smile - Capítulo 7 - O que eu fiz pra merecer isso ?

sinto alguma coisa pesada sobre meu corpo, sinto uma brisa quente soprar contra meu pescoço, me arrepio e abro os olhos de leve, fecho os mesmos de novo por conta da claridade, levo uma mão ate meus olhos e coço os mesmos, o peso sobre mim se remexe e me aperta, solto um suspiro e abro os olhos 

- iris....hm...vc e pesada sabia...- sussurro com a voz rouca e carregada de sono 

- hmm...mamãe...quero sorvete...- ela sussurrou com a voz embreagada. senti uma coisa gelada e molhada tocar minha garganta - sorvete....hmm....sorvete...- arregalei os olhos levantando de vez e jogando a garota loira pro lado 

- mais que merda....- sussurro levando a mão ate o pescoço, viro o rosto na direção da iris e fito a garota abraçar o lençol e falar coisas sem sentindo - isso e fofo...? - fitando ela com uma sobrancelha arqueada 

- você nem imagina o quanto - diz uma voz masculina, levanto o olhar e vejo o doutor marco, encaro ele - eh...ahn...bom dia sofi ! como se sente ? - perguntou ele sem graça e sem jeito 

- bem....eu acho...- fitando ele com as sobrancelhas franzidas, ele sorriu nervosos e riu sem graça 

- eh...vocês estão se dando muito bem em !!! hehehe...- ele estava pagando um micão...

- nossa querido...você não tem graça mesmo - disse a leila entrando no quarto com uma prancheta na mão 

- vocês não deveriam estar trabalhando ? - pergunto cruzando os braços 

- estamos de folga - disse sorrindo o marco 

- que ??? como....pq estão aqui ??? - deixo os braços soltos olhando pra eles desacreditada 

- vamos te levar pra comprar roupas e fazer seus documentos !! já disse mocinha !! - disse a leila se aproximando de mim, ela começou a checar minha pressão temperatura o soro que recebia durante a noite e os meus ferimentos - vem vou te ajudar a se banhar - ela sorriu e me ajudou a levantar, meus pés estavam mais doloridos que ontem a noite. fui ate o banheiro com ela, o marco saiu do quarto dizendo que assinaria minha alta, entrei no banheiro e comecei a tirar as roupas que me deram pra vestir ontem a noite, que era só uma camisola e calcinha, ela tirou as ataduras e percebeu que as mesmas tinham vestigios de sangue, ela olhou os ferimentos que estavam se abrindo de novo 

- o que...- ela fitou meus olhos e soltei ar encolhendo os ombros 

- sua filhinha - ela riu e balançou a cabeça. 

- ela não tem desconfiômetro das coisas não - diz rindo, soltei ar 

- ela quase me fez desmaiar de tanta dor...- disse passando a mão em volta dos pontos 

- temos que limpar isso...tem pedacinhos de sangue saindo - disse passando o dedo por cima, gemi de dor tremendo os ombros 

- não faz isso ! ta sensivel !! - reclamei e ela fez uma cara safada

- achei que a dor fosse uma coisa sem importância pra ti - disse ela com um sorriso safado no rosto 

- seria sem importância se sua filha não fica se me abraçando e esmagando meus orgãos por toda a noite - resmunguei e tirei as ataduras da coxa e pulsos, ela me botou dentro do box dando risadinha do meu sofrimento. ela começou a lavar meu cabelo e eu tentava inutilmente lavar os pontos, mas a dor e a ardencia fazia minhas mãos tremer 

- hmm....- resmunguei fechando os olhos, ela soltou um suspiro e me virou pra ela 

- eu pretendia não me molhar mais, fazer o que né ? - ela começou a lavar os pontos, segurei em seus braços com o rosto ficando palido por conta da dor, ela me olhou e começou a rir 

- sua...sua....você...sadica....hmm...- sussurrei enquanto ela lavava os pontos sem alguma dó de mim 

- eu não. só estou fazendo o que qualquer um faria - ela disse debochando de mim 

- sadica....- resmunguei apertando seus braços, ela riu mais da minha cara e terminou de lavar os pontos, relaxei o corpo sentindo a dor diminuir 

- se enxugue, eu vou pega ataduras novas, e vista as roupas que eu botei em cima da cama - disse ela autoritaria, acenei com a cabeça e ela saiu do banheiro, comecei a me secar e a pentear meu cabelo

- sofia...leila me mandou tomar banho....você não se importa de eu tomar banho agora né...? - ouvi a voz da iris, seu timbre afirmava que ela havia acabado de acorda, sorri fraco olhando pra ela coçando os olhos e bocejando na minha frente, ela me olhou e ficou encarando a toalha 

- sem problema iris. eu ja estava terminando mesmo - disse  me virando e terminando de pentear o cabelo, fui ate a pia e peguei uma calcinha que leila tinha me dado, vesti a mesma e tirei a tolha, me virei pra iris e ela estava tirando a roupa lentamente quase dormindo em pé. quase ri com isso, ela me olhou e ficou fitando os pontos 

- eu machuquei...você....- o merda...ela vai me abraçar...socorro !!! vi os olhos dela marejar, tremi os olhos e franzi o nariz mexendo a boca 

- n...não...que nada....você não machucou...- machucou sim !! ela me olhou com aqueles olhinhos azuis avermelhados, tive vontade de beijar seus olhos, ela se encolheu e continuou chorando 

- machuquei sim !!! - relaxei os ombros e soltei ar 

- isso e tpm ? - ela fiocu vermelha e escondeu o rosto, eu não me aguentei e ri - você fica muito fofa nervosa sabia !? - apalpei sua cabeça e ela me olhou fazendo um bico fofo. 

- seus cabelos são realmente grandes...- ela apalpou minha franja com os olhos brilhando, fitei ela com uma sobrancelha arqueada - ahn...eu vou ir tomar banho - ela esfregou os olhos e continuou a tirar a roupa, suspirei aliviada por ela não ter me abraçado ou surtado 

- nossa...ate tomando banho juntas já estão...me pergunto se já rolou algum beijo...dona sofia você vai se responsabilizar por minha loirinha ? - disse leila entrando no banheiro, senti meu rosto ferve, e me virei bruscamente de costas pra ruiva

- o-o-o-o q-q-que ??? ma-ma-ma-mãe !!!! - reclamou a iris virando um tomate, vi a leila da uma risadinha debochada 

- ai como ela e timida - disse a ruiva em meu ouvido, me arrepiei e dei um pulo pra frente 

- o-o-o-oq-q-q-que es-es-esta fazendo ??? - gaguejo me virando pra ela, ela sorrio pra mim e levantou meus braços começando a botar as ataduras em minha barriga 

- nada de mais querida - disse ela terminando de botar as ataduras sobre os pontos, ela fez o mesmo com minha coxa e pulsos, e depositou um beijo em minha testa 

- vamos logo, se arrumem logo garotas ! - disse saindo do banheiro - dona sofia não tire a inocência da minha criança !!! - gritou do quarto e eu só faltei rumar um tipo de copo de acrilico e vidro, que fica as escovas, na porta 

- DO QUE ESTA FALANDO SUA LOUCA ??? - gritei respirando forte e ouvi sua risada, passei as mãos no cabelo jogando minha enorme franja pra trás, peguei o cabelo que estava caindo sobre meus ombros e tampando meus seios e iam ate minha cintura, amarrei em um coque frouxo e comecei a escovar os dentes vendo a iris tomar banho pelo espelho da pia, comecei a corar observando ela, balancei a cabeça e terminei de escovar os dentes, sai do banheiro e peguei a calça que estava sobre a cama, vesti a mesma, peguei o sutiã e botei as alças 

- sofia, você já tem alta pra sair - ouvi a voz do marco, arregalei os olhos sentindo meu rosto queimar como nunca, olhei pra porta e vi ele parado de boca aberta me olhando, tranquei os dentes e franzi o cenho 

- SAI DAQUI !!! SEU PERVERTIDO !!! - segurei meus seios e joguei um travesseiro na cara dele, ele saiu da sala as pressas, pude ouvir a risada da leila do lado de fora da sala contagiar o quarto, respirei fundo botando uma mão na testa - o que eu fiz....pra merecer isso....

- o que aconteceu sofi ?? tudo bem ??? - me virei e vi uma iris pelada secando o cabelo na porta do banheiro com uma cara preocupada 

- morri....- sentei na cama olhando pra cima sentindo o mundo girar - eu não mereço isso....não mereço !!! 


Notas Finais


>>>> IGNORE OS ERROS <<<<
>>>>> COMENTEM <<<<<
>>>> FAVORITEM <<<<
>>>> SE GOSTARAM CLARO <<<<<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...