História Snakebite - Imagine Jin - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~WendyPark

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin
Exibições 49
Palavras 662
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiiii amores! Pra quem não me conhece, sou a WendyPark. A Hyojung não vai poder postar os caps dessa fic pois está temporariamente sem mexer. E pra fic não ficar abandonada, eu decidi terminar por ela. Boa leitura amores :3 <3

Capítulo 2 - Dois


Fanfic / Fanfiction Snakebite - Imagine Jin - Capítulo 2 - Dois

Fiquei umas 2 horas esperando alguma notícia de _____. E se ela morrer? O que vai ser de mim? Acho que não vou ter forças pra recomeçar.

Rapidamente me levantei quando vi a Suni saindo do quarto da _____.

- Suni! Como ela está?

- Melhor você vir comigo.

Quando entrei no quarto, meu coração se apertou quando vi _____ daquele jeito: pálida, com a respiração ofegante e o pior era seu ombro totalmente inchado por conta da picada.

- Jin, ela está com o pulso fraco... - não deixei Suni terminar

- Mas ela corre o risco de morrer? - perguntei enquanto me sentava ba cadeira que estava ao lado da cama da _____.. Suni não respondeu. - Suni! Me responda.

- Infelizmente sim. Ela está sendo tratada com outros remédios mas estamos vendo se ainda há soro antiofídico neste hospital. Vou deixar você sozinho com ela. - não olhei pra trás. Só ouvi a porta ser fechada

- Por que tinha que ser com você? Por que não comigo? Eu que deveria estar nessa cama. - senti mais uma lágrima escorrer pelo meu rosto. - Você é tão linda, com tantos planos... _____, eu não sei se vou aguentar se você partir. Por favor, acorde. - segurei em sua mão e a beijei

 

Suni POV

40 minutos depois

 

- Alguma coisa nessa gaveta? - perguntei pro Wookjun, que é o melhor amigo de Jin

- Nada. - ele respondeu bufando. - Não é possível que em um hospital como esse não tenha sequer um soro antiofídico.

- Ou nós que não estamos procurando direito. - falei olhando em volta da sala de remédios. - Olha quantas gavetas e prateleiras temos que olhar ainda.

- E o Jin? Como ele está depois do que aconteceu com a ex dele?

- Mal. Mas tenho certeza de que essa _____ é um estorvo na vida dele. 

- Para com isso Suni! - Wookjun me bronqueou

- É a verdade. Parece que ela faz tudo isso pra ver o sofrimento dele.

- Mas você já ouviu sobre o que Jin fez com a _____? Ele a traiu com duas prostitutas e você ainda diz que a coitada da garota é a culpada? 

- Sim. Aposto que ela não foi uma boa namorada. Além disso, eu seria melhor pra ele e não essa vadia.

- Suni, vamos ser sinceros. Jin teria que ter muito mal gosto pra querer namorar contigo. - Wookjun começou a gargalhar de mim, o que me deixou com um ódio que nem eu mesma conseguia definir

- Quer saber? Procure essa merda sozinho! Essa _____ que morra! - fiquei parada e cruzei os braços

- disbocada. - ele falou enquanto voltava a procurar o antiofídico

- CONSEGUI! - Wookjun gritou alegre. Ele já estava indo a caminho da porta

Não! Não posso deixar ele levar esse remédio!

- Vem aqui. - o segurei pelo braço com toda força que eu tinha. - Não vou deixar você levar isso. Não quero que essa garota fique viva. Jin é meu.

- Suni! Você enlouqueceu? Me solta. -  ficamos mais de dois minutos brigando. Mas Wookjun me empurrou tão forte que me jogou no chão. Ele saiu da sala de remédios apressado

- MALDITO! - Gritei tão forte que minha garganta chegou a doer

Agora odeio duas pessoas: _____ e Wookjun.

 

 

Jin POV

 

- Quanto tempo a mais a Suni vai demorar com esse antiofídico? - pensei alto

De repente, _____ começa a respirar alto e rápido como se tivesse sufocando. Os batimentos cardíacos estavam cada vez mais rápidos.

- Não não não! - eu repetia várias vezes com  os olhos cheios de lágrimas. - ALGUÉM AJUDE AQUI POR FAVOR! - gritei tão alto que até os pacientes do outro andar poderiam ouvir. - Meu amor, aguente firme. Não morra agora. Eu preciso de você.

Logo a respiração de _____ parou de vez e os batimentos também.

- Amor?... 

 

Ela sofreu uma parada cardíaca.


Notas Finais


Para os leitores de A Killer Love, vou postar o cap amanhã OK? Boa noite! Beijos *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...