História Snowbarry - Uma história de amor. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arrow, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Cisco Ramon, Detetive Joe West, Dra. Caitlin Snow, Felicity Smoak, Iris West, John Diggle, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Wally West (Kid Flash)
Tags Olicity, Snowbarry
Visualizações 141
Palavras 1.320
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então gente ...

Primeiramente gostaria de pedir mil perdões por ter um tempão sem atualizar essa história.
Junte a rotina doida de final de semestre + falta de criatividade e KABUM!
Mas estamos de volta! E eu tentarei postar mais de um cap. esse mês \ô
Espero que aproveitem.

Capítulo 9 - Um dia incomum


- NÃO! Você não pode ficar com ela Patrick, o Jessie a conheceu primeiro. - Uma Felicity levemente irritada gritava com a TV. - Francamente, o que há de errado com vocês homem?

- Eu não sei com os outros homens, mas você poderia começar me dizendo o que há de errado comigo, Felicity. - Oliver estava encostado no balção de granito da cozinha, aparentemente se divertindo com a lógica que a loira utilizava para julgar quem deveria sair com quem.

 - COMO VOCÊ ENTROU AQUI ? - Disse irritada, levantando-se do sofá. - Melhor, O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI?

Oliver descruzou os braços inspirando profundamente no auge de sua paciência, até agora não conseguia entender o comportamento egoísta, diga-se de passagem, e incomum da sua loira do T.I. Em um dia, estavam reunidos na Cave atrás de um esquema de tráfico de pessoas, e no outro Felicity havia "desaparecido" para Central City.

- Aparentemente tentando resolver as coisas.

- Não há nada para se resolver aqui, Oliver.  Você já deixou bem claro que eu sou apenas  a menina dos computadores. - Retrucou exasperada, exalando fortemente. No fundo, uma parte de Felicity queria achar bonito o gesto de  Oliver em não deixá-la servir de "isca" mas outra estava extremamente mordida pela recusa do seu parceiro. Sabia que havia sido infantil em deixar a cidade por conta dele, mas precisava de um tempo para pensar, os seus sentimentos pelo seu chefe estava afetando o seu julgamento, e estava se sentindo péssima por isso.

- Me diz o que eu tenho que fazer, Felicity. Qualquer coisa para que volte comigo á Star City. - Oliver disse, segurando o seu ombro e fazendo-a encará-lo. 

E suas barreiras haviam caído. Felicity odiava admitir isso para si, se orgulhava de ser uma mulher forte e decidida mas Oliver conseguia facilmente persuadi-la. E ela nem sequer havia tido a chance de saber como. Talvez fossem os olhos, aquelas piscinas cristalinas, ás vezes tão límpidas, ás vezes tão escuras, ou o arquear sutil de um dos cantos de sua boca, a voz tão decidida, talvez até mesmo as suas partes quebradas, a que ele não gostava de demostrar a ninguém. Quando se deu conta, já estava apaixonada por ele. É claro que tentara se desvencilhar deste sentimento. Saiu com outros rapaz, até mesmo havia beijado Barry mas nada a fazia esquecer Oliver Queen. Merda

- Felicity? Você está aí? - Oliver perguntou balançando as mãos na frente de seu rosto, chamando a sua atenção. 

- Estou. - Ela disse soltando o ar. 

- E então? 

Eu aposto que ele usa a beleza dele para convencer as outras pessoas, pensou consigo mesma. Para sua surpresa, o arqueiro levantou a sobrancelha em confusão. 

- Eu disse isso alto não foi?. - E a expressão de Oliver suavizou, ali estava a sua companheira, e a mulher que tanto admirava. - Tudo bem, eu quero folga por mais um dia e dois meses de Big Belly Burguer de graça. É pegar ou largar. 

- Tudo bem. Voltamos para Star depois de amanhã então.  É sempre um prazer fazer negócio com você Srta. Smoak. - Disse, o vigilante em tom brincalhão. 

- Não me faça mudar de ideia. - Retrucou Felicity mostrando a língua. 

_______________________________________________________________________________________________

- E então? Estamos aqui. - Disse Barry, colocando Caitlin no chão. Olhando para Cisco. - O que houve?

- Vocês precisam ver isso. - Disse o latino, pedindo que o acompanhassem.  Parou de frente a uma sala espelhada onde do lado de dentro identificou a meta que tentava apreender a semanas. 

- Ok, alguém me explica o que está acontecendo, por favor? - Dra. Snow, foi a primeira a se pronunciar. 

- Ela não é gata? - Disse Cisco com o jeito Cisco de ser. Recebendo um olhar de reprovação de Barry e Caitlin. - Bom, o fato é que ela veio em paz, e aparentemente em sua busca Cait. 

Sua boca havia aberto em um perfeito "O".  Não fazia ideia do porquê uma meta ir procurá-la mas estava na hora de descobrir.

- Bom, não vamos deixá-la esperando, né?! - Tentou soar leve, escondendo seu nervosismo. 

- Cait. - Barry a chamou.- Tome cuidado, estarei aqui fora a um segundo de você. 

Cisco olhava tudo com um sorrisinho de canto de boca. E nasce assim, os rumores de Snowbarry, pensou o moreno. 

- Você deve ser a Srta. DeVitto. Sou a doutora Caitlin Snow. - Disse Cait ao entrar na sala. 

- Eu sei quem você é, dra. Snow, e sinceramente é por isso que estou aqui. - Disse Angeline, caminhando até a doutora e acenando com a cabeça. 

Caitlin ouviu tudo calada, em partes porque sentia suas pernas fraquejarem com a lembrança do beijo que outrora havia trocado com Barry e em partes porque a teoria da meta parecia ser infundada e perigosa, além de temer caso não obtivesse sucesso no que tinha que fazer.

- Então, deixe-me ver se eu entendi. Você quer que eu a cure? - Angeline concordou com a cabeça, então decidiu prosseguir. - Sinceramente, srta. DeVitto, eu estaria mentindo se dissesse que me julgo capaz de tal coisa. Eu costumo ajudar a prender os meta humanos, não curá-los. Eu nem mesmo sei se uma cura seria possível. 

- Caitlin, eu li suas pesquisas.  Todas elas, inclusive a que você estava desenvolvendo um pouco antes do acelerador de partículas explodir, a de mutagenes com aracnídeos. 

- Essa era uma pesquisa que desenvolvi por diversão e acabei não concluindo por falta de tempo, mas o material também era escasso, então eu não sei se obteremos algum sucesso. 

- Olha. - Disse a meta humana.- Eu não quero ferir as pessoas, eu tenho um irmão sabia? E eu tenho medo de ficar perto dele pois não sei do que sou capaz. Eu só quero a minha vida de volta. Por favor, me ajude. - Disse para médica com olhos suplicantes.

 - Tudo bem. - Disse Snow, vencida. - Podemos tentar. Você pode começar me falando sobre os seus poderes assim posso ter por onde começar. 

 

___________________________________________________________________________________________________

 

- Caitlin, você acha uma boa ideia? - Cisco perguntou preocupado. - Quer dizer, a capitã mente, é uma gata mas e se você não conseguir a cura? Eu não sei você mas não tô afim de ter pesadelos de todos os meta nos perseguindo. 

- Olha Cisco, eu realmente não sei. Mas você e o Barry viram que eu não a dei a ela  nenhuma esperança e quem sabe se tentando a curar eu acabei ajudando mais do que ajudando a prender eles. - Disse a doutora dando de ombros. - Por falar em Barry, cadê ele?

- Ele falou que tinha algo para resolver na delegacia e saiu. - Disse Cisco. - Acho que já encerramos por aqui, já estou indo você vem?

- Vamos. 

 

- E você beijou a Caitlin? Cara, você se meteu numa fria. Você só tem duas opções magoar a Íris e consequentemente magoar o Joe ou magoar a Caitlin e deixar o Cisco uma fera. - Disse Oliver analisando as opções do velocista. Depois de finalmente conseguir fazer as pazes com Felicity, e ir comprar um lanche para ela do Big Belly, recebeu uma mensagem de Barry pedindo que o encontra-se no telhado do Star Labs.

- E você acha que eu não sei? Eu amo a Íris mas não tenho certeza se é do jeito que eu achava que amava, entende? E a Cait, eu sei lá. Ela é linda, mesmo brava, e a forma como ela sempre sorri aliviada quando eu volto de alguma missão, faz meu estomago retorcer. Isso faz algum sentindo?. - Disse o de olhos verdes passando a mão nervosamente pelos cabelos.

- Só comprova que você tá muito ferrado. - Oliver pôs a mão no ombro do amigo em sinal de solidariedade. - Acho que você precisa beber algo, vamos, eu pago. 

 

 

 

 


Notas Finais


Bom, isso é tudo por hoje.

Estou resolvendo as coisas que deixei pendente, tipo essa meta, e o lance com o Oliver e a Felicity. Vamos vê no que da.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...