História N. Evolution - (Interativa) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, Block B, EXO, F(x), Girls' Generation, NCT 127, NCT Dream, NCT U, Red Velvet, Seventeen, Sistar, Super Junior, TWICE, Wassup
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, Kpop, Snset
Exibições 175
Palavras 825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


mais uma fic ;-; não desistam de jimin.
o Winwin do NCT não está disponível para par.
a idol Mimi (OMG) não está disponível.
idades ocidentais entre 18 á 25.
como o concept é um pouco puxado pro 'deep' e o 'cute', qualquer tipo de idol será aceita, porém, tem que encaixar no perfil e idade de sua ficha.
Queen.E - garotas sexy's sendo fofas.
Snow.E - garotas fofas sendo sexys.
palavra-chave: Batatinha como nasce, vira uma evolução.
~Não tem quase diferença nenhuma, mas antes explicado do que não~


a hye-ji é representada pela sung seo kyung. ela tem 34 anos.
a hara é representada pela lee chae eun. ela tem 29 anos.

Capítulo 1 - I - The Prettiest Managers


Fanfic / Fanfiction N. Evolution - (Interativa) - Capítulo 1 - I - The Prettiest Managers

 "Eu rezo para que continue assim até morrer
E então...
Vá (vá) para o inferno (vá embora)
Oh baby você!
Você não merecia ter nascido
O que eu faço, que eu faço
Estou perdendo minha mente, não posso lhe ver"
— L.I.E, EXID

 

Hye-Ji não queria demostrar que estava chateada com alguma coisa, não eu seu trabalho. Mas, era quase impossível com aquelas olheiras gigantes, as unhas roídas, o cabelo bagunçado e os olhos vermelhos.

Então, definitivamente, ela estava mais que chateada. Em sua testa parecia estar escrito 'não perturbe', além da sua pose ameaçadora em frente á sua longa mesa. Quando perguntaram como ela estava, apenas respondeu que seu trabalho estava consumindo seu tempo e também, ser modelo nas horas vagas não era fácil -, o que não era de todo, um mentira.

Ah, mentira... Essa palavra já a deixou com tanta dor de cabeça e era o real motivo das suas noites em claro. Bem, isso e o seu ex-namorado idiota e muito persistente.

Quando se conheceram, havia sido algo lindo; flores e chocolates junto com milhares de cartões bonitinhos e noites longa á frente da bonita lareira da casa de inverno. Os beijos eram doces, os olhares apaixonados... Essas coisas bregas que por mais que nós tentamos negar, queremos que aconteça.

Só que nesse ponto tudo acabou, por mentiras.

Hye-Ji grunhiu alto, passando a mão pelos cabelos negros e se concentrando na pasta que estava em sua frente, tentando ler pelo menos alguma das frases escritas. Estava em seu escritório -, no caso, uma sala empoeirada com cheiro de talco, livros velhos e frieza, juntamente com uma mesa de madeira, milhares de papéis e uma cadeira simples.

— Senhora Park Hye-Ji? — Um homem baixo se aproximou da porta, chamando com uma das mãos. A mesma o olhou friamente, de forma tão ameaçadora que o mesmo se encolheu e abaixou a cabeça. — O senhor Kim Shi-Dae quer vê-la... Imediatamente. — A mulher arregalou os olhos e concordou rapidamente, vendo o outro se retirar.

Em menos de quinze minutos, já estava apavorada e apressada. Pegou seu estojinho de maquiagem - apenas para emergências -, escondeu as enormes crateras escuras em seus olhos, passou um batom nos lábios secos e com a mão mesmo ajeito o cabelo para que ficasse aceitável. Tirou o moletom de seu corpo, ficando apenas com a blusa branca fina de malha - possuía uma mania irritante de usar duas blusas, o tempo todo -, e deu sutis batidas no seu jeans. Saiu da sala com um sorriso tão falso que quase se comparou com uma boneca.

Seguiu pelo longo corredor iluminado parando em frente á tão aterrorizante porta do diretor da tão réquisitada empresa. Revirou os olhos para tentar abrir a porta pesada de madeira e quase chorou de felicidade quando conseguiu abrir. 

O homem sério estava sentando na cadeira em uma pose muito intimidante. Á seu lado havia uma mulher, aparentemente continha a mesma idade de Hye-Ji, era alta, morena e muito, muito bonita. Não demorou muito para que ela reconhecesse a tal garota; Sung Hara. Já havia posado junto com a mesma para uma revista masculina - nada muito obceno -, e também já foi capa de revista com a mesma. Se curvou, saudando educamente e se negou olhar para garota que tinha um sorrisinho tímido nos lábios.

— Annyeonghaseyo! O senhor estava em minha procura? — Foi curta, sem intimidade, se posicionando em frente da mesa de seu chefe.

— Primeiro, não me chame de senhor, eu me sinto velho. — Respondeu rindo e isso provocou risada nas duas mulheres presentes.  Isso deu um certo alívio para Hye-Ji. — Sente-se minha querida... — Pediu e assim a mesma fez, olhando para os dois de forma curiosa e descontraída. — Como você já deve saber, a empresa está sendo um alvo de críticas... Bem, nosso único girlgroup de sucesso simplesmente está passando seus piores momentos... — O homem sorriu, sem jeito, enquanto remexia nos papéis de sua mesa.

— Sim... Bem, no escritório só se fala nisso. Nisso e no tal rumor da nova girlband com as units. Minhas meninas estão tão animadas com esse boato que me sinto um monstro em acabar com as esperanças delas... — E Hye-Ji se calou, pensando nas garotas que tanto cuida e protege, lacrimejando.

— Bem, é isso que vamos discutir... Isso não é mais um boato, querida Hyejinnie, é um projeto. E escolhi você, como manager e também confiei cegamente para que você decida quem irá debutar. — O homem falou e a garota ao seu lado sorriu. Hye-Ji levou a mão até boca soltando um grito mudo, sentindo algumas lágrimas descendo e pequenos soluços saindo de seus lábios.

— E e-eu irei te ajudar unnie! — Hara se pronunciou. Era a primeira vez que Hye-Ji ouvia de verdade a voz da garota; era rouca, doce e melodiosa. Não combinava com a garota em questão que parecia sair de um anime hentai. Para não ser mau-educada, retrucou com um sorriso.

Definitivamente, seria uma longa e feliz tarde.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...