História Só Amigos? - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Piece
Personagens Donquixote Doflamingo, Donquixote Rosinante "Corazón", Eustass "Captain" Kid, Franky, Killer, Monkey D. Dragon, Monkey D. Garp, Monkey D. Luffy, Nico Robin, Portgas D. Ace, Roronoa Zoro, Sabo, Sanji, Smoker, Tony Tony Chopper, Trafalgar D. Water Law, Usopp
Tags Law&monet, Lawlu, Luffy&kid, One Piece, Zosan
Exibições 68
Palavras 1.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, não me matem eu estou com muita dificuldade de escrever a história sem celular (eu escrevo por celular) estou tendo que usa da minha mãe que é somente na hora da novela somada a faculdade dificulta muito, vou tentar melhorar

Capítulo 23 - Sentimentos Presos


Eu sabia que não teria sua atenção num final de semana, então fui ao bar no começo de semana mesmo, vesti minhas roupas casuais que consistiam em uma calça preta uma blusa vermelha de botões, nada social bem mais pro estilo de couro e rock, que ficaria aberta exibindo meus anos de artes marciais, usaria um brinco de caveira no lado esquerdo e colares gigantes até o meio do tórax com símbolos tribais, fui até o bar que se encontrava praticamente vazio, contudo pro meu azar dei de cara com shankes, quando ia pra salas dos funcionários
- Kid o que faz aqui
- Vim beber
- Primeiro você não tem idade segundo então porque ia pro local dos funcionários
- Eu
- Shankes deixe o passa - disse killer
- Killer já conversamos sobre isso
- Eu sei, contudo sou um adulto e posso levar na minha sala quem eu quiser, vem Kid
Segui o loiro pra dentro, subimos uma escada até o segundo andar onde ficava somente as salas dos dois, ficamos na sala compartilhada então shankes estava de saída
- Kid mande uma mensagem quando vier
- Não sou obrigado avisar
- E claro que é se minha esposa estivesse aqui
- Eu adoraria - disse com um sorriso malicioso
- Como assim moleque isso acabaria com minha vida
- Ela uma dia saberá da verdade
- Kid- disse enquanto vinha se aproximando de mim, até eu estar prensado na parede - Saiba que ela numa saberá da verdade
- Então o que somos killer
- Nada apenas com hora marcada
- Porque mente pra sí mesmo vejo em seu olhar que me ama e não sente nada por aquela megera
- Rsrs és muito inocente Kid, acha que o amor é tudo nessa vida, que por ele vou morar embaixo da ponto está enganado
- Sabe muito bem que esse bar te pertence, teria uma vida boa, não cheia de luxo igual agora, mas teria felicidade
- Kid - passou a mão do meu rosto - estou cansado de não ter poder ou viver mais o menos, você é um filho da mamãe, não sabe como a vida é difícil e como o dinheiro e importante, jamais escolherei o amor, saiba disso
- Você já amou e sofreu pra ter certeza que o amor não é importante?
- Você diz como tivesse vivido mais que eu
- Em questão amorosa pelo jeito sim, killer a escolha é sua, mas não espere
Minha compreensão quando eu tiver com outro
- Não vamos ficar mais
- Claro que não killer, só estou deixando avisado que em algum momento irei em frente, e nesse dia não quero seu choro
- Convencido
- Estamos combinado
- Sexo casual até o dia que você tiver outro
Beijei ele, não era certo ele era casado eu o amava, quase como amei ele, sabia que o dia que seguisse em frente com alguém eu sentiria, mas ia aproveitar até quando fosse possível, pelo menos a noite seria uma delícia.

A criança descia correndo a escada, era um ser de cinco anos de idade loiro de olhos azuis e sombrancelha estranha, ele percebia que a sua família era diferente das outras, ele era o quarto filho, e bem percebia que seus irmãos não eram como os outros, era tudo estranho
- Sente Sanji
- Sim papai
Sentei na mesa, a nossa casa era igual a maioria, contudo morávamos afastados
- Faz dois dias que você completou seus cinco de idade, sabe o que isso significa
- Não papai
- Está na hora de você treinar
- Como sim treinar
- Não você me prometeu que os mais novos não iriam sofrer disso
- Se não prometesse não me daria mais herdeiros,
- Meus filhos não iram sofrer essa tortura
- Quem disse que você manda em algo
- Não - Disse enquanto segurava o menor em seus braços como se o protegesse, enquanto isso meu pai puxou pelo cabelo e jogou com tudo na parede
- Pai não faz isso - Eu já chorava, eles sempre discutiam e as vezes mamãe parecia machucada, mas papai dizia ser porque ela era desastrada
- RARARA, como um pivete tivesse poder
O suor cobria minha testa, odiava os sonhos do passado
"Jamais confie em alguém"
"Um dia seu pai foi um bom homem, um dia eu amei ele"
Meu passado era um inferno que eu queria bem enterrado, contudo sonhos não se realizam com tanta facilidade eu sube disso quanto vi yonji na minha janela, meu passado voltou pra me assombrar

Luffy foi pra escola, obrigado diga se de passagem sabo o acordou o jogou no banheiro, sem dar chance nenhuma e pior parte que água estava gelada ele sabia que o pequeno amava água quente, e esperou ele descer pra irem pra escola, pelo menos era de carro
- Oi luffy ou mor - disse enquanto beijava o namorado
- Oi koala - respondeu o moreno
Seguiram o resto da viagem em absoluto silêncio
- Sabo te encontro depois, vem pra luffy - disse enquanto segurava o menor
- Seus irmãos não sabem ?
- Não
- Como se tá?
- Muito mal, nem sei como vou reagir quando ver os dois juntos
- Vamos sair, tá na hora de você fazer ciúmes pro Law
- koala ele ama a monet
- Então faça isso como um distração que tal esse final de semana a gente sair, tenho um ótimo encontro pra você
- Quem
- Se gosta dele foi seu segundo beijo
- Smoker
- Só seria melhor se fosse Luche ne
- Koala - disse enquanto ficava vermelho
- Não imaginava que você ainda pudesse corar luffy
- Affs mereço, se encaminhou até a sala é sentou bem no fundo, queria distância do torão e agradecia a Monet ser de outra salá
- Veio hoje luffy
- Sim eu vim
- Você ainda tá magoado por causa do acampamento, mas quando conversamos você aceitou de boa
Minha raiva e dor fervilhava dentro de mim, então não pude segurar tudo que estava preso dentro de mim, não houve pensamento decisão nada só fui impulsivo e disse tudo que penasava
- Estou cansado de tudo, você sempre vai preferir ela
- Luffy
- Eu não quero você mais na minha vida
Naquele momento eu não me importei que a sala inteira via isso, e meus amigos estavam incluídos
- Luffy espera, como pode dizer isso somos melhores amigos
- Não somos mais
Comecei a andar pra fora da sala, que kaidu me expulsasse da escola, mas eu não assitita aula hoje
- Porque luffy, o que eu fiz ao ponto de você não querer minha amizade
- Nunca percebeu que eu te amei mais que um amigo- disse a frase virado pra ele juntos com as lágrimas que caiam pelo meu rosto e corri pra fora eu só queria um tempo de paz, e duro amar alguém por tantos anos e jamais ser correspondido e essa pessoa nem notar seu sentimento


Notas Finais


O que acharam, tava na hora de Law descobri e luffy parar de levar por esse sentimento e passado do Sanji, alguém anda acompanhado o mangá???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...