História So close together, so far apart - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Angustia, Camila Cabello, Camren, Drama, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Romance, Sexo
Exibições 123
Palavras 1.713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Orange, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - 7 27 (parte 2)


Lauren POV.

De volta ao estúdio, começamos com as faixas mais dançantes. Amei cantar Work From Home e Write On Me, principalmente porque os refrães me pertenciam. Era maravilhoso ter tanta importância nas músicas. Geralmente, as melhores partes ficavam com Camila.

Flex, time to impress... Come and climb in my bed... – Dinah cantarolou, mesmo depois de já termos gravado All In My Head.

- Gostou dessa, né? Safada – Normani comentou, maliciosa.

- Claro! E amei Voicemail também. You have reached a phone number that is no longer in service for you, so don't wait for me to call you back, 'cause I ain't doing too bad, not thinking 'bout you – Cantou e jogou os cabelos na cara da outra, fazendo com que todas rissem.

Todas menos Camila, que permanecia examinando a sequência de faixas.

- Ok, próxima música! – um dos operadores de som anunciou.

(I Lied)

Lauren:

It's crazy how that four letter word gets tossed (É louco como aquela palavra de quatro letras é cuspida)

And I'm guilty, said it so many times before (E me sinto culpada, eu a disse tantas vezes antes)

But I can't front no more (Mas não consigo mais encarar)

You're the only one that's showing me the real (Você é a única me mostrando o que é real)

You're the only one that's giving me these chills (Você é a única me dando esses arrepios)

No ex in the past could open up my eyes (Nenhuma ex no passado conseguiu abrir meus olhos)

Thought I found the one every time (Pensei ter achado o certo todas as vezes)

Camila:

I've said "I love you", but I lied (Eu disse "eu te amo", mas eu menti)

'Cause love never got me this high (Porque o amor nunca me deixou assim)

I've said "I love you", but I lied (Eu disse "eu te amo", mas eu menti)

'Cause everything's different this time (Porque tudo está diferente desta vez)

As batidas frenéticas invadiram o estúdio, fazendo com que Dinah e Normani improvisassem uma coreografia. Camila repetiu o refrão antes de continuar.

It'd be foolish if they thought they could get me back (Seria tolice delas, achar que poderiam me ter de volta)

See, the truth is you can't lose what you never had (Veja, a verdade é que você não pode perder o que nunca teve)

And you got me so bad (E você me tem de verdade)

Repeti alguns versos, sendo a base de Camila. Nossas vozes se entrelaçaram em meio ao ritmo, completamente familiarizadas com a sincronia.

- Eu amei essa! – Ally comentou assim que o operador nos lançou um sinal positivo.

- Eu ainda não estou sabendo lidar com essa nota alta da Mani – Dinah debochou.

- Cale a boca, Dinah. Ou vou fazer no seu ouvido – Normani ameaçou.

- Sai dessa! Mas e aí, estão prontas para a música mais sensual do álbum?

(Big Bad Wolf)

Ainda na introdução, cantada por Ally e Normani, pude sentir o clima no estúdio mudar. Aquela era uma música sexy demais, e eu sabia muito bem o que aconteceria no refrão.

Camila (2x):

'Cause if you wanna talk, baby, use your hands (Porque se você quer conversar, baby, use suas mãos)

If you wanna go make a move, you can (Se quer tomar a iniciativa, você pode)

If you want a shot, baby, cock and pull (Se quiser uma chance, baby, prepare e atire)

If you're gonna bite, be a big bad wolf (Se você vai morder, seja um grande lobo mau)

Eu definitivamente não tinha estruturas para os uivos que Camila estava dando.

Whisper your secrets and mine will take over (Sussurre seus segredos e os meus irão aparecer)

Swing like your chariot and let me ride (Rebole como sua carruagem e me deixe montar)

Drunk off my body, you'll never be sober (Embebede-se com meu corpo, você nunca ficará sóbria)

I'll be your poison tonight (Eu serei seu veneno esta noite)

"Porra!"

Senti uma pressão desgraçada surgir no meio das minhas pernas. O duplo sentido daquelas frases, o jeito gemido que ela estava cantando, a tensão entre nós... Com certeza eu estava molhada.

Mas eu não queria ser a única excitada ali. Camila deveria sentir o mesmo.

Quando chegou a minha vez de cantar, me permiti pensar em tudo que queria fazer com a latina, carregando minha voz com o máximo de luxúria. Fechei os olhos e me soltei, usando o mesmo tom que ela tanto conhecia.

Lauren:

Don't hold back, baby (Não se segure, baby)

Give me that, baby (Me dê aquilo, baby)

Come do anything you want (Venha fazer o que quiser)

La, la, la

Don't hold back, baby (Não se segure, baby)

Give me that, baby (Me dê aquilo, baby)

I'll do anything you want (Farei tudo que você quiser)

Quando acabei, pude ver Camila na outra cabine, através do vidro. Seus lábios estavam entreabertos, os olhos vidrados em mim.

- Camila, querida, era sua vez! Vamos voltar um pouco para que você se prepare, ok? – um dos operadores alertou.

Abri um largo sorriso ao ver a morena tão desconcertada. Ela piscou algumas vezes, segurou os headphones e se concentrou, atingindo perfeitamente as notas do último refrão.

Ela nunca desafinava.

(1000 Hands)

Respirei fundo. Aquela seria a música mais difícil de cantar, sem dúvidas. Não pelas notas ou algo parecido, mas por sua carga emocional. Diferente da anterior, não tinha conotação sexual.

Quer dizer... Até tinha, mas do jeito mais romântico possível. Eu poderia me considerar com sorte se conseguisse chegar ao fim sem ter lágrimas nos olhos.

Camila:

It'll be 'til the end (E será até o fim)

Give me nothing I've ever tried (Nunca me deu nada que eu já havia experimentado)

It'll be the perfect sin (Será o pecado perfeito)

Something like the truest lie (Algo como a mentira mais verdadeira)

Normani:

Everywhere somehow (Em todos os lugares, de alguma forma)

The only place I'll ever be (Será o único lugar que eu sempre estarei)

As long as you hold me down (Contanto que você me segure)

Oh, such a liberty (Oh, que liberdade)

Dinah:

Warm me with your touch (Aqueça-me com seu toque)

Pressure from your fingertips (Com a pressão dos seus dedos)

Never be enough I'll do nothing but submit (Nunca será o suficiente, não farei nada além de me render)

Lauren:

I just wanna feel (Eu só quero sentir)

A thousand hands from you (Mil mão suas)

Only you (Só suas)

Can you make me feel (Você pode me fazer sentir)

A thousand hands from you (Mil mão suas)

Only you? (Só suas?)

Normani:

Grab a hold of my soul (Pegue um pouco da minha alma)

And make me feel complete within (E faça eu me sentir completa por dentro)

You'll be the one to show (Você será o único a me dar)

These goosebumps on my skin (Esses arrepios em minha pele)

Ally:

I'll wear my heart on my sleeve (Vou mostrar meus sentimentos)

I need you to feel the pain (Preciso que você sinta a dor)

Would you take a bullet for me? (Você levaria um tiro por mim?)

'Cause you know I'll do the same (Porque você sabe que eu sim)

Dinah:

Warm me with your touch (Aqueça-me com seu toque)

Pressure from your fingertips (Com a pressão dos seus dedos)

Never be enough I'll do nothing but submit (Nunca será o suficiente, não farei nada além de me render)

Camila:

I just wanna feel (Eu só quero sentir)

A thousand hands from you (Mil mão suas)

Only you (Só suas)

Can you make me feel (Você pode me fazer sentir)

A thousand hands from you (Mil mão suas)

Only you? (Só suas?)

O final da canção seria todo dela. Talvez fosse imaginação ou simplesmente ego, mas eu podia jurar que sentia verdade naqueles versos. Como se ela implorasse por mil mãos minhas.

Camila:

I just want to feel a thousand, from you (Eu só quero sentir mil mão suas)

A thousand hands from (Mil mãos)

Just wanna feel a thousand (Só quero sentir mil)

A thousand hands from you (Mil mãos suas)

Feel a thousand hands from you (Sentir mil mãos suas)

***

Saí atordoada daquele lugar. Tinha me sentido extremamente excitada ao som de Big Bad Wolf, mas ouvir 1000 Hands fez com que eu baixasse toda a minha guarda.

Involuntariamente, me imaginei beijando Camila.

Queria dizer a ela que eu nunca tinha me sentido tão apaixonada, como em I Lied.

Que nunca conheci alguém tão incrível, como em Dope.

Que as coisas iam ficar bem, como em Gonna Get Better.

Que eu queria os braços dela ao meu redor, como em Squeeze.

Que eu faria qualquer coisa que ela quisesse, como em Big Bad Wolf.

Que eu queria sentir mil mãos somente dela, como em 1000 Hands.

Que devíamos ficar juntas, como em No Way.

Que no fim, ela seria minha, como em Write On Me...

- Lauren?

Eu estava tão distraída em meus próprios pensamentos que nem percebi minha namorada chegando.

- Oi, Lucy – cumprimentei, ainda tentando voltar ao mundo real.

- Você está bem? Tive que chamar seu nome quatro vezes.

- Sim, eu só... Estava pensando no álbum.

- Ah, claro. Como foram as gravações? – perguntou, subitamente animada.

Antes que eu respondesse, pude vislumbrar uma pequena agitação se formar perto de onde estávamos. Alguns fãs surgiram no estacionamento, carregando balões e cartazes.

- Minha nossa, Laucy é real mesmo! – um garoto gordinho gritou e logo em seguida tapou a boca com a mão – Não acredito que é o fim de Camren...

Em meio ao burburinho, Camila nos observava. Toda a "simpatia" que havia demonstrado comigo momentos antes havia desaparecido.

"Droga!"

Eu sabia que aquela interação com Lucy, somada às reações exageradas dos harmonizers, tinha afastado qualquer intenção dela de se reaproximar de mim.

- Vai, amor. Dê atenção aos fãs. Vou esperar no carro, ok? – Lucy falou e me deu um selinho, fazendo com que os adolescentes explodissem em gritaria.

- Ok, eu não vou demorar.

Ela também havia notado a presença de Camila. Mas, para minha surpresa, em vez de disfarçar e continuar andando até o carro, como eu faria para evitar maiores desconfortos, Lucy acenou e piscou para a pequena.

Eu estava perplexa.

E Camila, despedaçada.


Notas Finais


Galera, desculpa a demora e não desiste de mim.
@eujucelia @ceticia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...