História So Complicated - Camren - - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Caminah, Camren, Normila, Norminah
Exibições 381
Palavras 2.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie migos e migas Mais capitulo pra vocês....

ESPERO NAO FAZER VOCÊS CHORAREM OK???

QUERO APROVEITAR PRA AGRADECER CADA FAVORITO QUE SÒ VEM CRESCENDO A CADA CAPITULO; ENTÂO MUITO OBRIGADA VOCÊS SÃO DEMAIS...

vou deixar um link nas notas finais que foi a musica que ouvi pra escreve o capitulo talvez vocês queiram ouvi-la enquanto leem..

Boa Leitura

E desculpe qualquer erro.

Capítulo 12 - Unstoppable


 Por LAUREN:

 

Está um pouco difícil de assimilar que Camila me traiu por falta de confiança em mim, justo isso, confiança, a coisa que mais demonstrei no nosso relacionamento. Camila estraçalhou meu coração por causa de um grande e imbecil mal entendido. Camila acabou com o amor que tínhamos, com a história, com nosso mundo perfeito por causa de um mal entendido.

Agora os estilhaços que um tinha foi coração está ainda mais espedaçado, como se fosse possível, mais sim, está sendo possível, minha cabeça girava em uma velocidade demasiadamente grande. Segui para meu quarto, trombando em tudo e em todos, o que me fazia pedir desculpas, ou um simplesmente vá à merda todos vocês que estão na minha frente.

Assim que cheguei à porta do quarto tive uma grande dificuldade em abri-lo, não conseguia controlar minha respiração o que acarretava a falta dela em muita das vezes. Entrei e fui logo para a parte dos remédios da Mani, sei o que estão pensando, Lauren vai se matar! Não sou louca a esse estado, adoro minha vida, apesar desse momento ela está uma merda. Tomei um desses para dor de cabeça e me deitei, tentei dormir, juro tentei, pra tentar esquecer o que estava acontecendo mais uma crise gigantesca de choro chegou antes.

Chorei, chorei pela minha cabeça está doendo, chorei pela conversa com Camila, chorei pela droga do motivo fútil pela qual ela terminou comigo e me deixou sofrendo por um mês. Chorei por não consegui perdoá-la, chorei porque a amo e ela me machucou. Quando dei por mim estava quebrando tudo, tudo que era meu, tudo que era do colégio, Dinah e Mani que me perdoem mais tudo que era delas estavam também sendo quebrados. Gritava de raiva, gritava de decepção gritava por gritar enquanto tudo que via pela frente estava sendo quebrado.

Não hesitei olhei o espelho e sentia raiva de mim mesma, num movimento rápido fechei o punho e o soquei machucando a mão na mesma hora, eu continuava a me machucar, estava gostando da sensação que me passavam, mais senti um braço me puxar com força, me debatia sem ver quem era, quando fui abraçada por trás percebi que se tratava de Laura que estava desesperada.

- Lauren, pare! Ela pedia mais eu me debatia em seus braços; - Loh se acalme, não sei o que aconteceu mais você vai acabar se matando assim! Ela gritava em meu ouvido; - Por favor, irmã, acalme-se! Ela disse com voz de choro e aos poucos fui me acalmando.

De relance consegui ver DJ abraçada a Mani que estava assustada. Deixei meu corpo cai e Lil também, virei-me para a mesma que me abraçou forte. Não sei dizer o que aconteceu, só sei que tudo ficou preto, havia desmaiado...

 

Por LAURA:

 

Sabia que algo estava acontecendo, claro, Camila e Lauren no mesmo lugar conversando sobre coisas que não tiveram a oportunidade de conversar é no mínimo pedir pra ficar assustada. Quando a aula de música acabou, Dinah, Mani e eu fomos até o quarto delas, pois, Mani havia esquecido sei lá o que. Estávamos conversando animadas quando do lado de fora do quarto escutamos barulhos estranhos do lado de dentre, nós nos entreolhamos e resolvemos entrar, talvez fosse Lauren que deixou algo cair, mais daí notamos que o barulho não parava e quando abri a porta me deparei com Lauren quebrando tudo que via em sua frente, suas coisas, coisas da DJ da Mani tudo mesmo. A princípio fiquei sem reação, nunca em 16 anos vi Lauren tão descontrolada mais quando vi sua mão sangrando foi de impulso, corri até ela e a segurei pela cintura, ela começou a se debater, queria continuar à por o quarto a baixo. Pedia a ela a todo instante para se acalmar, nada. Acho que ela só começou a tentar se acalmar quando ouviu minha voz de choro pedindo desesperada para ela parar. Não sei o que aconteceu, mais quando Lauren finalmente parou de quebrar as coisas ela desmaiou e agora estamos aqui na enfermaria do colégio com Lauren ainda desacordada e eu comendo todas as unhas, o que não me restavam muitas.

- Lil; Dinah chamou-me receosa; - Acalme-as tá ok, Lauren vai ficar bem! Ela tentava passar confiança mais senti que a mesma está tão preocupada quanto.

- Você não está tão convencida disso Dinah! Não sei o que acontecia comigo quando o assunto era a saúde de Lauren, eu me transformava, ficava preocupada e conseqüentemente muito ignorante. Dito isso me arrependi no mesmo instante por ter sido tão grosseira com DJ; - Desculpa é que vê a Loh daquele jeito tá sendo difícil de assimilar sabe? A encarei e ela sorriu de canto.

- Claro que eu sei, nossa, fiquei tão desesperada quanto você acredite! Passei a mão pelo rosto respirando fundo; - Não sei se fiz certo mais liguei para a tia Patricia.

- Não fez errado, mais não acredito que a Patricia sairá do seu trabalho pra saber o que aconteceu com a filha! Falei indiferente e agradeci quando Mani trouxe-me água.

- Lil, a tia Patricia não é assim nesse ponto! Dei de ombros jogando a cabeça para trás. Estava começando a ficar aflita por falta de noticia, quando resolvi levantar pra ir atrás de informação vi Lauren sair pela porta acompanhada pelo medico.

- Graças a Deus! Fui de encontro a ela puxando-a para um abraço; - Lauren, Graças a Deus! A apertava forte.

- Lil, eu estou bem, mais se continuar me apertando assim com certeza irei desmaiar! A soltei...

 

Por LAUREN:

 

Estava morrendo de vergonha, vergonha de encarar minha irmã que só fez me abraçar.

- Lauren está ótima! O Doutor falou quebrando aquele silêncio constrangedor. – Foi apenas uma crise de choro. Ele disse apertando meu ombro sorrindo fechado.

- Como assim crise de choro? Lauren nunca teve isso! Laura disse encarando o doutor que pedia calma.

- A crise de choro acontece por causa de emoções negativas, geralmente quando estão acumuladas, causando certo sufoco e quando transborda o choro é incessante! O medico explicou e na mesma hora Laura, Dinah e Mani me encararam sérias; - O desmaio eu aconselho que procurem o medico dela! Ele explicava à Laura que ouvia tudo atentamente. Eu, a cada palavra dita pelo medico queria cavar um buraco e enviar minha cara lá de tanta vergonha; - Sobre o corte na mão; Laura encarou minha mão que estava enfaixada; - Cuidamos bem para que não se torne algo maior, peguem esse remédio com a enfermeira, talvez o lugar ferido doa então eles vão aliviar a dor. Agradeci pegando a folha de papel que ele me entregava contento o nome do remédio. – Se Cuida Jauregui! Ele disse despedindo-se de nós. Laura novamente agradeceu e abraçou minha cintura e começamos a andar.

- O que Lauren aprontou que me fez sair do trabalho? Paramos na mesma hora quando nossa mãe apareceu na nossa frente.

- Você deveria perguntar à sua filha se ela está bem Patricia não acusa - lá! Dei um beliscão na cintura de a Laura que não se incomodou.

- A gente tá indo nessa amiga! Mani cochichou para mim e Laura que sorriu. – Bom te ver tia Patricia! Minha mãe sorriu abertamente quando por ela DJ e Mani passaram.

- Podemos conversar no meu quarto? Pedi e minha mãe assentiu com a cabeça.

Já no meu quarto, Laura se jogou em minha cama depois de ter tirando alguns cacos enquanto minha mãe estava parada na minha frente observando o estado em que o quarto ficou.

- Acho que se Dinah não tivesse me ligado você não faria Laura! Ela cruzou os braços e Laura sentou-se na cama, lá vem briga. – Olha o estado desse quarto! Ela encarou-me e abaixei a cabeça.

- Como você realmente se importasse mãe. Ela sorriu cínica ia intervir mais elas me mandaram calar; - Você só se importa com a droga desse seu trabalho!

- Olha como fala comigo menina eu ainda sou sua mãe! Mamãe disse começando a demonstrar irritação; - E esse trabalho é que paga esse colégio, suas mordomias!

- Você só lembra que é mãe quando lhe convém não é mesmo Patricia? Sabe o que é ficar no meio do fogo cruzado entre sua mãe e sua irmã? Pois é, é um tanto que complicado.

- Laura Caroline Jauregui... Mamãe fora interrompida por Lil.

- O QUE É? Lil passou as mãos pelo cabelo, já irritadíssima; - Você veio por causa da Lauren, se quer mesmo mostrar que sabe ser mãe preocupe-se com ela! Bateu a porta com toda a força quando pela mesma saiu.

- Eu não sei mais o que faço com sua irmã! Confessou-me e contive o sorriso.

- Mãe ela só está preocupada comigo. Falei sentando-me na cama de Mani.

- Eu também estou filha! Franzi a testa; - Vocês são minhas filhas, é claro que eu me preocupo. Ela sentou-se de frente para mim.

- É que você não vem demonstrado tanto assim! Fui sincera e ela respirou fundo.

- Se isso não está acontecendo filha é por que...

- Você e o papai são ocupados, já sei isso de tanto ouvi-los falar. Ela segurou minha mão machucado com cuidado; - Mais é que estamos na fase difícil, segundo pesquisa; rimos; - Lil tem 17anos, têm dois anos que perdeu o Ian pra um câncer, ela se revoltou com sua atitude, mãe eu me revoltaria, e você sabe como ela é; ela concordou com a cabeça; - Eu tenho 16 acabei de ter uma estúpida crise de choro o que deixou Lil preocupada, estou... Acho que quase falei demais.

- Está o que minha filha? Porém mamãe percebeu.

- Nada mãe! Menti mais aquela coisa que dizem que as mães conhecem seus filhos eles não estavam mentindo.

- Lauren, eu te carreguei por nove meses, e venho cuidando de você desde então, sei que não ando presente mais lhe conheço melhor do que você mesma!

- Não é nada demais mãe, não se preocupe.

- Ei, princesa... Ela sorriu.

- Mãe, princesa não né! Fiz bico.

- Princesa sim, o que está acontecendo com você pequena, está apaixonada por um garoto? Nem em sonhos, pensei comigo.

- Não é bem assim, mais é por ai! Ela sorriu por está conseguindo conversar depois de um tempo.

- Ownt que lindo minha filha apaixonada! Rolei os olhos, senhorita Patricia gostava de ser melosa quando cismava. – O que aconteceu?

- El... Ele me traiu! Falei frustrada lembrando Camila.

- Quem é o garoto idiota que teve a coragem de trair minha preciosa?  Ah se a senhora soubesse que no caso é garota.

- Esqueci mãe não quero falar disso ok? Ela relutou mais acabou aceitando; - Acho que deveria ir conversar com a Lil. Ela concordou com a cabeça; - Ela saiu bem puta com a senhora.

- Olha a boca garota! Advertiu-me e acabei rindo por isso; - Você tem razão, minha relação com a Laura está pesada a cada dia, eu sei que tenho trabalhado demais, tanto eu quanto seu pai, mas, é pra dar tudo que não tivemos pra vocês. Sorri e a abracei, ela pareceu se assustar mais retribuiu o abraço ainda mais forte. – Eu amo vocês minha filha, vocês são tudo pra mim.

- Vai lá e diz isso pra Lil, ela vai gostar de ouvir. Falei quando nos afastamos.

- Quando foi que você cresceu tanto assim Lauren? Pediu e seguei uma lagrima que caiu do seu rosto.

- Ah um bom tempo! Brinquei e ela se despediu.

Como a ordem do médico era ficar de repouso eu irei seguir a risca, a final, curti uma quarta feira sem ter que ir estudar já tá valendo muito...

 

 

Break down, only alone I will cry out now
You'll never see what's hiding out
Hiding out deep down, yeah, yeah
I know, I've heard that to let your feelings show
Is the only way to make friendships grow
But I'm too afraid now, yeah, yeah

I put my armor on, show you how strong I am
I put my armor on, I'll show you that I am

I'm unstoppable.....


Notas Finais


E então o que acharam?

Link da musica: https://www.youtube.com/watch?v=SNWRL0S0IYQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...