História So Cute, So Crazy... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Kim Taehyung, Kpop, Taehyung
Visualizações 21
Palavras 911
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello! Tudo bem? Ó eu aqui dnv ksksk
Não aguentei, tô inspirada, isso é bastante raro haha, por isso to postando outro capítulo hoje...
Desculpe se tiver algum erro.
(A imagem do capítulo ta meio bosta pq eu cometi um pequeno errinho, então vai essa mesmo, só ignorem ksks)

Boa Leitura! :)

Capítulo 2 - Um novo começo...


Fanfic / Fanfiction So Cute, So Crazy... - Capítulo 2 - Um novo começo...

(07:25 AM)

Já era de manhã e o despertador toca.  Me espreguiço rapidamente e me levanto da cama, indo para o banheiro do meu quarto. Era o meu primeiro dia de aula na escola Coreana, e não fazia idéia de como seria lá. Então me apresso para terminar de me arrumar pra ir para a escola, faço minhas higiênes matinais e saio do banheiro em direção ao meu guarda-roupa para procurar o uniforme da escola.

Logo que acho o uniforme em meio a bagunça que meu guarda-roupa estava, me visto rapidamente e arrumo o meu cabelo, fazendo apenas um coque simples.

O uniforme da escola era ate que bem bonitinho, era uma saia preta, não muito curta mas também não muito comprida, e uma blusa branca com o emblema da escola na parte superior esquerda da blusa, onde fica o coração, eu acho... Eu até que me sentia bem confortável vestindo o uniforme, embora seja bem difícil eu me sentir confortavel em uma roupa a não ser as roupas que uso em casa (que são roupas mais leves e simples, sem toda aquelas estampas e cores que as meninas da minha idade costumam gostar...), na verdade, eu nem sei porque o pessoal da escola não gosta de usar uniforme, ele até que é bem legal...

(07:55 AM)

Logo que estava terminando de me arrumar, ouço uma batida na porta do quarto, seguida de uma voz doce e calma, era minha mãe me chamando para tomar café.

-Hyu, já acordou? Vem tomar café! 

-Pode entrar mãe, estou pronta.

Ela entra no quarto e para logo ao meu lado me encarando com um sorriso doce nos lábios.

 -Está linda! O uniforme fica ótimo em você!

 -Obrigada mãe, mas acho que não é pra tanto.

Sorrio e ela retribui. Minha mãe olha em direção ao meu guarda-roupa bagunçado que estava aberto expondo a bagunça enorme dentro dele, e volta a olhar para mim com uma expressão séria.

-Hyu, quantas vezes terei que pedir para que você arrume seu guarda-roupa? E não só seu guarda-roupa, seu quarto, suas atitudes, nem parece uma menina de 18 anos!

-Mãe, se está querendo chegar no assundo sobre eu não sair de casa e socializar com as pessoas, pode parando aí! Eu não quero falar sobre isso. Não agora...

Minha mãe sempre, quase toda vez que convesamos, arruma algum meio de chegar no mesmo assunto: O motivo de eu não gostar de sair, nem socializar muito com as pessoas, e também tentar me convencer a sair e tals. Ela não sabe o motivo de eu ser uma pessoa de poucos amigos, e eu também não quero contar, ela já é cheia de problemas e coisas para cuidar, não queria preocupar ela com isso.

 -Tudo bem, desculpe... Agora vem, vamos tomar café antes que você se atrase!

Sua expressão passou de preocupada para um sorriso lindo e meigo, aqueles que só as mães tem.

(08:10 AM)

Descemos para a cozinha para tomar o café da manhã. Assim que terminamos, saimos de casa, minha mãe iria me largar na escola de carro, já que trabalhava como professora lá, seria mais fácil de me largar na escola e se certificar de que eu não iria simplesmente matar aula, já que eu gostava de fazer isso para poder ir para o parque pensar na vida e brincar com os passarinhos e borboletas que sempre estavam lá...

(09:00 AM)

Fomos o caminho todo conversando sobre a Coréia e o idioma do pais, minha mãe estava realmente focada em me fazer aprender a Língua Coreana.

-Chegamos! Está animada?

Ela diz empolgada já tirando o sinto de segurança.

-Na verdade, não muito. Não sei nem como falar com as pessoas...

 -Não se preocupe, vou estar lá quando precisar de ajuda.

Sorrio e tiro o sinto de segurança. Descemos do carro e entramos juntas na escola, aparentemente todas as pessoas estavam dentro do saguão da escola, exceto um menino que estava sentado nas escadas da entrada da escola com fones de ouvidos mechendo no celular, acho que ele está ouvindo música, legal, eu poderia estar fazendo isso agora, mas concerteza minha mãe iria brigar: "ESCOLA NÃO É LUGAR DE OUVIR MÚSICA HYU!", ela sempre diz isso...

Percebo o menino alí mas continuo andando, porém, percebi que o menino me olhava. Ele até que era bem bonitinho, parecia bem simpático também. -Porque estava me olhando?- Me pergunto entrando na escola ao lado de minha mãe.

(09:05 AM)

Chegamos no saguão principal da escola, era grande e tinha bastante pessoas, aff só queria estar em casa conversando com o Fluffy (Fluffy é o nome do meu ursinho de pelúcia que eu gosto de conversar, ele é fofo ^^). 

Estava perdida em meus pensamentos até que ouço minha mãe falar:

-Hyu, vou ter que ir para a sala dos professores arrumar algumas coisas importantes, você sabe se virar sozinha né?

 Ah ótimo, já não sei falar quase nada de Coreano e minha mãe resolve ir trabalhar! Ainshi! Tudo bem, eu entendo ela, é importante...

-Sim mãe, vai tranquila, eu me acho...

Então ela segue seu caminho em direção a sala dos professores.

(09:10 AM)

Fico alguns minutos andando por a escola, perdida, as aulas iriam começar as nove e meia e ainda eram nove e dez, então eu teria tempo para conhecer bem o lugar.

Estava andando por a escola tentando encontrar pelo menos a minha sala, até que sinto uma mão em meu ombro, seguido de uma voz muito bonita, tão bonita que chegou a me dar arrepios.

???: -Annyeonghaseyo!
{...}


Notas Finais


Gostaram? Eu sei que não é lá essas coisas, mas eu gosto de escrever ele :D
Me desculpem se teve algum erro, e obrigada por ler!
Bjs e boa noite :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...