História Só eu que sou zoado nesse mundo?! - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jikook, Namjin, Suga, Vhope
Exibições 85
Palavras 3.240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá novamente!
Eu acho que esse capítulo ficou fofinho. Vejam por vocês e se quiserem me falem para eu rever meu conceito de fofo.
De qualquer forma desfrutem do capítulo!
Beijinhos de Luz! '3'

Capítulo 10 - Uma torta a menos, duas a mais!


Fanfic / Fanfiction Só eu que sou zoado nesse mundo?! - Capítulo 10 - Uma torta a menos, duas a mais!

 

Jin

Eram quatro da manhã quando eu acordei com Namjoon me cutucando. Eu tentei fingir que dormia, mas ele era insistente.

- O que você quer?! – perguntei em um sussurro.

- Me segue. – ele levantou e eu fui atrás dele. Fomos até a cozinha e nos sentamos na bancada, bem ao canto.

- O que foi que aconteceu pra você me acordar as quatro da manhã criatura?!

- Você gosta do Yoongi? – eu o olhei curioso. Que pergunta era aquela? Ele não me olhou nos olhos, permaneceu com a cabeça baixa, encarando os pés.

- Por que você quer saber?

- Por nada. É só que parece. Queria tirar essa dúvida. – ele me olhou rapidamente e fixou o olhar em outro lugar, ao lado da porta.

­- Entendi. – eu suspirei e sorri. Agora entendo porque ele ficou tão irritado. Ele deve gostar do Yoongi. Para ficar zangado e enciumado daquele jeito, tanto na escola quanto na sala. – Sinto muito por te atrapalhar.

- O-O que? Como assim?

- Você e o Yoongi. Eu... – ouvimos um barulho na sala e parei de falar. Será que estávamos falando tão alto assim? Um vulto começou a se mover em direção à cozinha. Quando ele entrou vimos que era Jungkook. Ele tinha os olhos fechados. Namjoon riu da cena.

- Ele é meio que sonambulo. Não acontece sempre, mas é engraçado de ver. Olha. – ele apontou para o outro que abria a geladeira lentamente e tirava de lá... A MINHA TORTA!

- Não. Ele não pode comer tudo aquilo, vai ficar com dor de barriga!

- Shiu. Deixa ele. Ele come e come, mas nunca o vi passando mal.

- Aquilo ali é açúcar puro! Ele vai ficar com diabetes.

- Não, não vai. Relaxa hyung. Ou devo dizer omma?

- Cala a boca Namjoon. De qualquer modo, não posso deixa-lo comer tudo. E os outros? – eu saí da bancada e fui em direção à Kook. Com certo esforço tirei a travessa de suas mãos sob os risos de Namjoon. Peguei um prato e uma faca e cortei um pedaço para Jungkook, que pegou o prato como se estivesse me esperando e sentou-se à bancada. – Depois disso sem mais pedaços.

- Ele não te ouve hyung. Ele vai terminar e voltar para o lugar onde estava pra dormir. É engraçado e preocupante. Nunca o vi fazendo nada ruim, mas não se pode descartar essa possibilidade.

- O que mais ele já fez?

- Uma vez ele tinha um trabalho de artes pra fazer, só que não teve tempo de terminar. No meio da noite ele se levantou, pegou um papel e lápis e começou a desenhar. E o mais irritante é que o desenho ficou bom! Ele tirou a melhor nota do ano dele e nem soube como o desenho havia parado lá. Simplesmente entregou achando que era o incompleto.

- Nossa. Queria ser assim às vezes.

- Hyung... – ouvi Jungkook chamando da bancada.

- Ah, ele também fala de vez em quando. – Namjoon acrescentou e eu apenas assenti.

- O que foi Kook?

- Mais torta...

- Chega de torta, está bem?

- Tudo bem... – ele levantou, deixou o prato na pia, bebeu um copo de água e foi em direção à sala. Eu e Namjoon seguimos Kook, que como se nem tivesse se mexido, voltou para o lado de Jimin.

- Você não disse que ele não me ouve?

- Eu também nunca entendi, mas parece que ele só ouve se ele se dirigir a você e então você responder.

- Como assim?

- E eu sei lá?! O dia que eu conseguir algum deles por completo posso ganhar o prêmio de gênio e pegar o lugar do Einstein para mim. – ele apontou para Jimin, Jungkook e Yoongi.

- Digo o mesmo em relação à Hoseok e Taehyung. Um dia nem se olham, agora dormem abraçados como se fossem siameses. – ri observando a cena. Eu nunca vou dizer, mas concordo com Namjoon, eu me sinto como uma mãe. E nesse momento estava orgulhoso deles finalmente terem se acertado. Hoseok estava tão triste que eu nunca imaginaria que conseguisse olhar de novo na cara de Tae da mesma forma. Ele estava inconsolável. Mas parece que me enganei. – Vou dormir.

- Você não terminou sua fala hyung.

- Ah. – eu sabia o que precisava dizer, mas não queria prolongar a conversa, queria dormir. – Nem lembro mais.

- Mas...

- Deita e dorme Namjoon.

- Tá bom... Omma.

- Cala a boca Namjoon. – ri fraco tentando fingir raiva, mas como sempre, não consegui.

***

Fui acordado por Hoseok e Taehyung pulando em mim e Namjoon. As pessoas estão com a tendência de me acordar, mas dessa vez acordei mais disposto já que eram nove da manhã.

- Hyung! Acorda!

- Já estou acordado Taehyung, para de gritar!

- Você é muito chato de manhã, já te disseram isso?

- E você sempre é muito pesado, já te disseram isso? – ele fez uma cara de bunda e eu continuei. – SAI DE CIMA DE MIM!

- Tá bom, tá bom, já saí. – ele levantou e Hoseok continuou em cima de Namjoon que o olhava de um jeito desinteressado. Parecia que voltaria a dormir a qualquer momento.

- O que foi Hoseok? – Namjoon perguntou calmamente.

- Você é muito bonito de manhã sabia Namjoon? – Hoseok perguntou e Namjoon apenas revirou os olhos. – Que foi?

- Só sai de cima de mim Hoseok.

- Nossa, hoje em dia os mais velhos nem recebem mais o devido respeito. Estão vendo no que a sociedade está se tornando? – Hoseok levantou emburrado indo em direção à cozinha.

- Desculpe hyung! – Namjoon gritou.

Eu olhei a sala e percebi que a única pessoa que ainda estava dormindo era Yoongi. Provavelmente ninguém tivera a coragem de acordá-lo. Eu me ofereci para fazê-lo. Namjoon quase me impediu, mas percebeu que se eu não fizesse isso ninguém mais faria.

- Yoongi? Está na hora de acordar. – cheguei perto dele me ajoelhando perto de seu rosto. Ele apenas murmurou, mas nem se mexeu. – Yoongi?

- Só mais cinco minutinhos omma.

- Não Yoongi você precisa levan... – Yoongi agarrou meu pescoço e me puxou para baixo deixando nossos rostos muitos próximos. Engoli em seco e tentei me mover, mas ele me segurava como se dependesse disso.

- Bom dia hyung... – ele falou meio grogue e beijou minha testa delicadamente. Eu senti meu rosto ficar vermelho e vi que ele sorria amigavelmente com os olhos ainda fechados. Senti uma mão puxando meu braço com força me fazendo ficar em pé.

- Já deu, né? – Namjoon me colocou na poltrona e puxou Yoongi não só com força, mas com nenhuma delicadeza. – Levanta.

- Ei! Quem você pensa que é seu idiota?! Você acha que pode ir puxando as pessoas assim como bem quiser, ainda mais a essa hora da manhã?! E além disso eu sou seu hyung e exijo respeito. Não pense que eu vou aturar seus ciúmes, porque eu não sou obrigado!

- Namjoon, trate seus hyungs com mais respeito. Você acordou com o pé esquerdo? – Hoseok chegou na sala secando as mãos como o pano da cozinha. – O que houve?

- O que houve é que o Namjoon é um verdadeiro arromb... – Yoongi começou, mas o impedi de terminar.

- O Namjoon só teve uma noite de sono ruim e tenho certeza que um café da manhã reforçado vai melhorar o humor dele. Esqueçam isso e vamos para a cozinha. Tudo bem?

- Claro hyung. – disseram e começaram a se encaminhar para a cozinha. Eu os segui e visualizei uma mesa de café da manhã pronta. Taehyung estava terminando de fazer café e todos estavam sentados à bancada. Não sei de onde surgiram tantas cadeiras, mas lá estavam elas.

- Bom dia Jin-hyung. – Jimin falou e eu retribui. – Dormiu bem?

- Sim. Tirando que fui acordado por um louco que adora esmagar corpos alheios, foi tudo maravilhoso.

- Você me disse que não queria ser acordado aos berros e esse foi o jeito mais efetivo que eu achei, porque você é uma daquelas pessoas que não acorda por nada. –disse Taehyung se sentando.

- Para de mentir Tae. Eu é que sempre acordo você e o Hoseok. E quando eu falei “Não grite mais para me acordar ou eu te mato”, não quis dizer que pulando em cima de mim seria melhor.

- Ok, pode até ser verdade. Mas nós finalmente achamos o remédio pra fazer você dormir quietinho hyung. – Hoseok falou com um sorriso.

- E o que seria esse “remédio”? – perguntei tomando um copo de suco.

- O Namjoon! – gritaram ao mesmo tempo. Eu engasguei e eles riram mais, principalmente quando Namjoon começou a me ajudar dando leves batidinhas nas minhas costas, me fazendo ficar mais vermelho do que já estava.

- Você está bem hyung? – Yoongi me perguntou preocupado.

- Uhum. Só com dor de tanto tossir, mas tudo bem.

Nós acabamos de tomar café e íamos arrumar a cozinha. Jimin, Jungkook e Taehyung foram para sala e Hoseok os seguiu. Eu nem me importei porque queria ver Hoseok e Tae conversando sem problemas. O telefone tocou e Namjoon foi atender me deixando com Yoongi.

Enquanto ele lavava eu fui guardando o que tinha sobrado. Quando abri a geladeira quase morri do coração. Eu a fechei rapidamente e fui escorregando até o chão. Apoiei minha cabeça nos joelhos e senti a mão de Yoongi no meu ombro. Eu sabia que era ele porque a mão era gelada e após o pequeno... Ocorrido de manhã, eu lembrei.

- Jin? O que aconteceu?

- M-Minha... Torta...

- O quê? – ele me estendeu a mão e eu levantei, permitindo que ele abrisse a porta. Ele arregalou os olhos, pegou a travessa e a abraçou de leve. – A sua torta... Nããããããoooooo!

- Yoongi...

- Deixa comigo hyung! – ele correu pra sala com a travessa e eu o segui. – Quem foi o responsável por isso?!

- O que aconteceu...? Não! – Jimin pulou do sofá em nossa direção sendo seguido pelos outros. Ele arrancou a travessa das mãos de Yoongi e ajoelhou no chão murmurando. – Por quê? Quem poderia ter feito isso com uma pobre torta? E sem dividir?!

Nesse momento Namjoon chegou à sala. Estávamos todos ajoelhados e abraçados em circulo ao redor da falecida torta.

- Gente, o que aconteceu? Alguém morreu e eu não estou sabendo? – ele perguntou colocando-se ao meu lado em um espaço vago.

- Não hyung, é bem pior. – Tae comentou e levantou e a travessa. – Comeram a torta do Jin-hyung. Sem dividir!

- O quê?! – ele abaixou a cabeça. – Quem fez isso?

- É o que estamos tentando descobrir. – Hoseok falou.

- Peraí... – uma luz se ascendeu em minha mente. – Eu acho que sei quem pode ter sido...

- Quem?! – gritaram desesperados e se aproximaram.

- Fechem os olhos. Eu vou colocar uma fruta na frente de cada um. Quem tiver a laranja é inocente, mas quem tiver a maçã é quem eu acho culpado. – corri até a cozinha e peguei cinco laranjas e uma maçã. – Estão com os olhos fechados?

- Sim!

Eu coloquei uma fruta na frente de cada um e me sentei.

- Podem abrir.

- O quê?! M-Mas eu não fiz nada hyung! – Jungkook falou se levantando com olhar incrédulo.

- Tem sentido. – Namjoon concordou e começou a recolher as frutas.

- C-Como assim?

- Na madrugada Kook. Você “acordou” e andou até a cozinha.

- E o que você fazia lá hyung?

- E-Eu estava conversando com o Namjoon que acordou após eu ir pegar água. Eu devo ter me movimentado muito. Mas isso não vem ao caso!

- Claro. E o que te faz pensar que fui eu hyung?

- Namjoon me disse que você dá uma de “sonambulo” às vezes. E você brotou na cozinha, abriu a geladeira e pegou a torta. Eu tive que arrancar a travessa de você e cortar um pedaço menor. Você pode ter levantado depois que a gente voltou a dormir e comeu tudo.

- Ah é. O Kook é sonambulo, tinha esquecido. – Yoongi comentou com uma cara de “Agora tudo faz sentido”.

- Eu... Foi mal hyung...

- Tudo bem Kook. Eu faço outra. – sorri e afaguei sua cabeça. Ele me olhou com desejo me fazendo dar passos hesitantes para trás.

- Sério?! – ele me agarrou e eu acabei sentando no braço do sofá com o impacto.

- É... Mas não hoje. – sorri sem jeito.

- Ah. Ok.

- Bom passado é passado! Vamos esquecer essa torta e voltar para o mundo real e amargo que... – Jimin foi desanimando ao longo da frase.

- Ai gente, pra que tudo isso? Vocês vão ter outra oportunidade de comer a torta do Jin-hyung. – Tae falou sorridente e todos o encararam.

- Você fala isso porque já comeu a torta um monte de vezes! – Jimin falou perplexo.

- Claro que sim!

- Oras!

- Tá bom gente eu faço outra torta! – gritei desesperado. – Eu só preciso ir ao mercado, e ter um auxílio na cozinha já que vou fazer duas.

- Eu te ajudo! – Yoongi gritou de prontidão.

- Eu também posso. – Namjoon falou brotando ao meu lado.

- Não Namjoon. Nós não queremos acidentes na cozinha. Lembra a última vez que você cozinhou?

- Eu lembro... – Jimin passou a mão no braço. – Eu achava que os pelos não iam crescer mais no meu braço.

- O Namjoon tacou fogo em você?! – perguntei.

- Por aí. Sim.

- Sinto muito Namjoon. Mas eu não quero que a cozinha pegue fogo comigo junto.

- Tudo bem. – ele disse decepcionado. – Então acho melhor vocês irem comprar as coisas para alimentar cinco bocas famintas.

- Vocês são folgados. – Yoongi comentou.

- Então cinco folgados!

- Vamos logo Jin-hyung. Daqui a pouco vão pedir para fazermos um banquete. – ele puxou minha mão em direção à porta.

- Tragam refrigerantes!

- E salgadinhos!

- E donuts!

 - O que eu disse? – Yoongi falou fechando a porta e eu ri.

***

Estávamos andando em silêncio lado a lado. Eu sabia que Yoongi era quieto por natureza, pelo menos quando não estava com Namjoon, Jimin e Jungkook, então eu fiquei na minha também.

Chegamos ao mercado e eu me encaminhei ao corredor com a maioria dos ingredientes. Eu fui pegando aos poucos e quando começou a ficar pesado segurei a cesta com as duas mãos (já que sou burro e não peguei um carrinho), o único problema é que dificultava um pouco pra pegar as outras coisas.

- Deixa que eu carregue pra você hyung.

- Não precisa Yoongi. Está pesada, deixa que eu leve.

- Exato. Está pesada. Eu carrego e você pega os ingredientes. Não estou fazendo nada mesmo. – ele pegou a cesta delicadamente das minhas mãos.

- Tudo bem. Obrigado.

- Por nada.

Fomos ao caixa quando terminamos e vi que Yoongi estava um pouco vermelho. A cesta estava cheia, consequentemente pesada.

- Ufa. – exclamou apoiando-a na esteira e eu ri. – Que foi?

- Nada. É que você tá vermelho. Parece até um tomatinho. – falei pegando o cartão para pagar as coisas. – Só isso.

- Hum. Você não quer que eu pague?

- Que isso. Não precisa.

Yoongi me deu as duas sacolas mais leves e pegou a mais pesada. Saindo do mercado, pra não ficar chamando atenção, o fiz pegar uma das sacolas mais leves e peguei uma alça da mais pesada, deixando o outro lado pra ele.

- Assim vai demorar mais hyung.

- Eu não ligo. Não vai acabar com as suas costas. Já está ótimo!

- Vai acabar com as nossas costas.

- Melhor com as nossas do que apenas com as suas. Assim eu me sinto menos culpado. – sorri e ele riu.

Demoramos uns quinze minutos, ocasionado por pausas pra descanso, tropeções, risadas e muita reclamação. Quase morremos na porta enquanto esperávamos algum ser iluminado vir nos atender. Ouvi Jimin gritando um ‘Já vai’ empolgado e quando abriu a porta fez uma cara surpresa.

- Nossa, já chegaram? Achei que só os veria amanhã.

- Haha. Muito engraçado Park Jimin. Agora sai da frente que tá pesado! – Yoongi gritou naquele jeito delicado que só ele possui.

- Mal humorado. Só estava brincando.

Fomos o mais rápido possível para a cozinha largando tudo na bancada caindo no chão e logo depois rindo.

- Foi uma aventura, né Yoongi?

- Foi. Nunca me diverti tanto indo a um mercado. – demos um high-five e levantamos para lavar a mão e começar a trabalhar.

- Eu estava pensando. Não precisávamos ter expulsado o Namjoon. A torta não vai ao fogo. Ele pode ajudar e...

- Não. Ele vai ficar reclamando que não consegue fazer nada e vai acabar dando na mesma em não tê-lo aqui. Além disso, não é apenas com fogo que ele tem problemas, é com tudo. Ele quebra tudo hyung. Não quero que ele acabe quebrando você também em uma tentativa falha de ajuda.

- Isso é um pouco de exagero...

- Ele já quebrou meu braço enquanto jogávamos basquete.

- O-O quê? Como?

- Ele me empurrou com força para roubar a bola, me derrubou, tropeçou no meu pé, caiu em cima de mim e o peso dele somado ao impacto com o chão fez meu braço quebrar.

- Tá bom. É melhor ele ficar na sala.

- Sim. – ele sorriu de canto e começou a me ajudar com a receita.

Assim que acabamos o recheio começamos a massa. Tá bom que devíamos ter provavelmente começado pela massa, mas eu me distraí com o Yoongi falando mal do Namjoon e nem notei.

- Eu errei por sua culpa Yoongi. – falei enquanto pegava uma colher de recheio.

- Mas o que...? – assim que ele virou eu passei o chocolate de cima a baixo de seu rosto. Ele fez uma cara de bunda e me olhou mortalmente, eu apenas ri e ele me seguiu. – Por que fez isso?

- Porque você me fez errar. Devíamos ter começado pela massa, não pelo recheio. Pode dar tudo errado por sua culpa.

- Com um gosto bom desse não vai ficar ruim por nada. – disse após pegar um pouco do que tinha em seu queixo e provar. – Me empresta a colher?

- Pra quê?

- Pra isso! – fui pego desprevenido por chocolate voando em minha direção. Acertando minha cara.

- Yoongi!

- Agora fazemos parte da torta! – ele me abraçou e eu retribuí. Até perceber que ele começou a limpar o rosto em minha blusa atrapalhadamente.

- Ei! É minha blusa de cozinha preferida!

- Ninguém mandou passar chocolate na minha cara!

Eu peguei um pano molhado e comecei a limpar seu rosto enquanto ele reclamava que estava o machucando. Em parte era o objetivo. Precisava vingar minha blusa do Mario. Depois limpei o meu e voltamos ao trabalho. Meia hora depois dessa pequena pausa as duas tortas estavam na geladeira.

- Bom trabalho Yoongi!

- Digo o mesmo Jin-hyung! Vamos pra sala que eles já devem pensar que morremos.

- Finalmente saíram de lá. Vocês não paravam de rir. Fizeram a torta mesmo? – Tae perguntou e eu torci o nariz.

- Claro que fizemos. O que mais faríamos? – questionei.

- Não sei. Coisas. Talvez. – sorriu malicioso. – Se é que vocês me entendem.

- Cala a boca Taehyung! – eu e Yoongi gritamos.

- A sincronia é resultado dessas “coisas” que eu falo. – riu enquanto todos o acompanhavam, menos eu, Yoongi e Namjoon que simplesmente bufamos sentados no sofá.

 

 


Notas Finais


Disputa YoongiXNamjoon. Quem vocês acham que ganha?
Espero fazer capítulos melhores em um futuro próximo. Mais criativos principalmente.
Me perdoem por erros de português, por favor.
Amo todos vocês que acompanham!
Beijinhos de Luz! '3'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...