História Só existe asas - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Lionel Ferro, Ruggero Pasquarelli
Tags Gastina, Jico, Lutteo, Pelfi, Simbar, Sou Luna, Soy Luna, Yamiro
Visualizações 111
Palavras 1.962
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoa tudo bem ? Eu demorei pra postar, eu sei me desculpa, eu constantemente não consigo passar o que ta na minha imaginação pra fic, então demoro pra postar, ainda mais que fiquei doentinha na Quinta e que minhas aulas voltaram. E ai ansiosos pra segunda parte de Sou Luna 2 ? Já é amanhã e eu não to acreditando, vai ter beijo Lutteo, a competição, ai Deus eu não to bem. Desculpa pela demora mais uma vez e desculpa se tiver algum erro, eu conferi, mas posso ter deixado passar algo, então me desculpe. Então boa leitura.

Capítulo 49 - Exame


Pov Luna 

 

Acordo ou não acordo, pois do jeito que eu estava mais parecia que ainda estava dormindo. Eu pego meu celular e olho a hora, vendo que tenho pouco tempo pra me arrumar e ir ao encontro das meninas que já deviam estar me esperado. Eu levanto e vou pro banheiro, tiro minha roupa e tomo um banho rápido, sai do box en coloco meu uniforme, passo babyliss numa velocidade Master. Termino de me ajeitar e desço as escadas, não encontr o meus pais, então quer dizer que eles não voltaram de viagem , quem surpresa.

 

Pego meus patins e saio de casa patinando em direção a casa  Ámbar. Assim que chego lá eu freio bruscamente e percebo elas me encarando com uma cara de poucos amigos. 

 

Luna:Foi mal meninas, eu dormi demais essa noite. Eu estava com muito sono, culpem os sonhos que eu tive esses dias.

 

Nina:Tudo bem, vamos logo por que não podemos nos atrasar pra escola. 

 

Elas colocam os patins e vamos até o tal hospital que a Nina tinha falado. Assim que chegamos lá, nós tiramos nossos patins, os guardamos e entramos no estabelecimento. Nina vai até a recepicionista e começa a falar algumas coisas com ela que eu não consigo entender pois estávamos um pouco longe delas. Ficamos na sala de espera esperando sermos chamadas, e depois de alguns minutos ouvimos nossos nomes serem chamados e nos dirigimos até a sala, e nos sentamos a frente do doutor.

 

Doutor:Bom qual de vocês vai fazer os teste de DNA ?

 

Nina:Vão ser essas duas. -Diz apontando pra nós.

 

Doutor:Bom vocês podem se sentar nessas cadeiras que eu já vou coletar o sangue de vocês. - Ele aponta pra umas cadeira do outro lado e nós nos sentamos lá. 

 

O médico coleta nosso sangue e depois de fazer o curativo onde ele tinha tirado nós voltamos a nos sentar onde estavamos. 

 

Ámbar:Quanto tempo vai demorar para o resultado sair ? 

 

Doutor:Depende, pode demorar semanas, meses e alguns casos demora anos. Mas que acho que esse será rápido. Então podem ficar calmas que não vai demorar muito.

 

Nina:Bom, estamos um pouco atrasadas, já podemos ir ? 

 

Doutor:Claro.

 

Ámbar/Luna/Nina:Tchau.

 

Doutor:Tchau.

 

Saímos da sala e a Nina se despede da recepcionista quando passamos por lá. Uma vez que estamos do lado de fora do hospital, nós colocamos os patins e vamos pro Blake, com sorte chegaríamos uns minutos antes do sinal bater. Quando já estamos dentro do Blake nós nos dirigimos até os meninos, que se encontravam perto das pilastras. 

 

Gastón:Demoraram tanto. Foram fazer o exame ? -Pergunta passando a mão pelo pescoço da Nina.

 

Nina:Sim fomos. Mas os resultados vão demorar um pouco pra sair.

 

Percebo que Matteo e Simón não estavam entendendo nada sobre o tal exame.

 

Luna:Vem mauricinho, eu te explico. -Digo puxando ele até o andar de cima onde poderíamos ter mais privacidade.

 

Entramos na sala de aula, e dessa vez somente pra conversar, ou não, claro que vamos só conversar. Estou muito safada. 

 

Luna:Bom, mo exame do qual falou o Gastón é que hoje Nina nos levou para fazer um exame de DNA. 

 

Matteo:Ainda estou sem entender. E seria pra comprovar o que ? 

 

Luna:A probabilidade de que eu possa ser meia irmã da Ámbar. -Digo e ele arregala os olhos.

 

Matteo:Sério ? -Pergunta surpreso.

 

Luna:Sim. E esse teste é pra tirarmos essa dúvida.

 

Matteo:Era isso que você não quis me contar ontem ? -Pergunta e novamente me vem o medo de que ele fique bravo por eu não ter contado.

 

Luna:Sim. Eu queria te contar mas isso tudo ainda me assusta e eu fiquei com medo. Me desculpa... -Sou interrompida por ele.

 

Matteo:Desculpa pelo que ? Meu amor você não precisa se sentir culpada e nem me pedir desculpas por algo que você tinha direito de escolher se me contava ou não.

 

Luna:Então isso quer dizer que não esta bravo comigo ?  -Falo em um tom de voz baixo.

 

Matteo:Claro que não. Olha não quero que você pense que eu vou ficar bravo com você por algo desse tipo. Também é meio impossível ficar bravo com uma coisa tão fofa assim. -Diz me pegando no colo e me girando.

 

Luna:Me bota no chão. -Digo em tom divertido e ente risadas enquanto mexia minhas pernas no ar.- É sério me bota no chão Matt. -Digo no mesmo tom.

 

Matteo:Tá bom , mas só por que eu estou cansando.

 

Luna:Eu tô com fome. -Assim que eu falo o Matt me encara tipo "e o que eu posso fazer ?"- Faça algo.

 

Matteo:Não tenho comida comigo. Só posso lhe oferecer beijos.

 

Luna:Por agora serve. -Falo "metida".

 

Matteo:Então tá.  -Diz e gruda nossos lábios um no outro e ali começa um beijo quente, e quando ele ia descer os beijos o sinal bate.- Sempre o sinal.

 

Luna:Droga,  tinha que tocar justo agora que ia rolar.

 

Matteo:Tudo bem. Podemos continuar depois. -Diz e eu sorrio.

 

Nos sentamos em nossos lugares e eu pego espelho pra ajeitar meu batom, e depois limpo o batom que tinha ficado na boca do Matt, e os alunos começam a entrar.

 

Pov Ámbar

 

Gastón:Esses dois não param

 

Nina:Deixa de se safado. Eles só foram conversar, só isso.

 

Gastón:Aham sei. -Diz com cara de metido.

 

Ámbar:Isso veremos quando entrarmos na sala. 

 

Nina:Ave, vocês são tão maliciosos.

 

Simón:Eu sou um anjo não me inclua nisso. 

 

Ámbar:Com certeza, ele é super inocente. -Digo safada.

 

Simón:Eu sou e você sabe. -Fala se aproximando de mim e roçando nossos lábios.

 

Ámbar:Não foi o que me pareceu naquele hotel em Madrid. -Sussurro só pra ele escutar. 

 

Ele inicia um quente, mas que logo temos que parar pois estávamos em público, e é proibido no colégio.

 

Nos afastamos, eu olho pro lado e percebo que Nina e Gastón não estavam mais lá.  Pego na mão do Simón e vamos pra sala.

 

Simón:Aliás, o que era aquele tal exame ? 

 

Ámbar:É que eu e a Luna desconfiamos que somos irmãs, então fizemos um exame de DNA. 

 

Simón:Você e a Luna irmãs ? Como vocês chegaram a isso ? 

 

Ámbar:Com as informações que conseguimos ao pesquisar sobre alguma coisa do passado.

 

Simón:Uou, isso sim é forte. -Diz e solta uma risadinha no final.

 

Chegamos na sala e eu me sento atrás da Nina, e ele do Gastón.

 

Pov Nina

Eu e o loirinho estávamos de vela do casal Simbar, então resolvemos sair dali, odeio ficar de vela. Nós nos sentamos no banco do andar de cima.

 

Gastón:A gente poderia dar uns amassos também né ? -Pergunta se aproximando.

 

Nina:Não Gastón. Beijos no colégio são proibidos. 

 

Gastón:Só um. -Tenta se aproximar e eu me afasto.

 

Nina:Aquí não. La fora dou quantos quiser.

 

Gastón:Eu vou cobrar viu ? 

 

Nina:Tudo bem. -Escutamos o sinal.

 

Vamos pra sala e depois de um tempo entram Ámbar e Simón.

 

Pov Ámbar

 

Na hora do intervalo nós vamos pro refeitório e pegamos a fila pro lanche, vi que era minha vez na fila, então peguei um hambúrguer também e um refrigerante. Me sento na mesma mesa do pessoal em começo a comer. Sem querer na hora de me virar minha bandeja bate no braço dela.

 

Luna:CÊ TÁ CEGA ? LOUCA ? Isso dói. -Grita.

 

Ámbar:Desculpa. Calma nem dói tanto assim.

 

Luna:Eu tirei sangue nesse braço. -Diz emburrada e com cara de nene e rimos.

 

Matteo:Toda um bebê ela né ? Tadinha. -Diz a abraçando e à zoando.

 

Ámbar:Eu também tirei sangue ué, e tô aqui viva.

 

Luna:Mas você é forte, eu sou uma bebê. -Diz com voz de criança e todos gargalhamos.

 

Gastón:Tadinha dela , tirou sangue, cuida da bebêzinha. 

 

Simón:Quer um pirulito por ter sido uma boa menina e tirado sangue bem comportada ? -o garotos brincam com ela, que fica cada vez mais emburrada.

 

Luna:A vão se fuder. -Diz e mostra o dedo do meio pros garotos.

 

Nina:Olha a boca. Coisa feia mostrar o dedo bebê, quem te ensinou isso ? 

 

Luna:Cansei de vocês, posso nem comer em paz. -Diz se levantando, mas o Matt a puxa de volta fazendo ela cair sentada no colo do dele.

 

Matteo:Calma aí amor, era, só brincadeira. -Diz a abraçando de lado de beijando sua bochecha, enquanto ela estava com bico. 

 

Luna:Tudo bem. -Diz voltando a comer e todos rimos.

 

Pov Luna 

 

Assim que as aulas acabam, eu vou pra casa, tomo um banho, troco de roupa e vou pro Roller. Eu chego e vou direto pra pista 8 de estavam os outros, e então começamos a ensaiar. O dia hoje estava indo muito rápido. Não teve nem Daniela pra encher o saco. Quando me dei conta já era de noite e estávamos todos sentados em uma mesa do Roller.

 

Matteo:Pessoal eu tava pensando da gente ir em um parque diversões amanhã, já que é sábado, não tem aula.

 

Ámbar:Tá aí, amei a ideia. 

 

Simón:Eu também. O que acham meninos ? 

 

Pedro:Eu vou sair com a Delfi.

 

Nico:E eu vou apresentar a Jim ao meus pais.

 

Yam:Esse relacionamento avançou rápido hein. Meus parabéns Jim, desencalhou de vez. -Fala e rimos.

 

Jim:Tão engraçada minha amiga. -Diz sarcástica. 

 

Delfi:Bom, cinco a menos pra ir já que a Jazmín vai pra um spa amanhã, o dia todo, e não vai voltar tão cedo, vaidosa como é.  -Rimos.

 

Gastón:Bom eu topo, falou em sair aqui estou eu. -Rimos e Nina empurra ele em modo de desaprovação, mas ri.

 

Nina:Eu também vou.

 

Simón:Como eu já disse eu vou,  mas depende do horário, não pode ser muito cedo, tem que ser depois de eu fechar o Roller.

 

Luna:Bom marcamos o horário amanhã então. Fui eu que pensei nisso então lógico que eu vou.

 

Matteo:Eu também.

 

Yam:Bom, não tenho nada pra fazer, então eu vou.

 

Ramiro:Podem conta comigo.

 

Luna:Ok então. -Olho as horas.- Bom tenho que ir, já tá tarde.

 

Matteo:Eu te levo. 

 

Luna:Ok.

 

Luna/Matteo:Tchau pessoal.

 

Todos:Tchau.

 

Vamos até minha minha casa, e quando chegamos lá paramos em frente a porta.

 

Luna:Boa noite Matt.

 

Matteo:Boa noite baixinha. -Diz me puxando para um beijo, mas no separamos pela falta de ar. 

 

Luna:Te amo. -O abraço. 

 

Matteo:Eu também.

 

Nos despedimos com um selinho e eu entro em casa. Eu tomo mais um banho, faço um sanduíche, atualizo as séries e vou dormir.

 

Pov Gastón 

 

A mãe da Nina ainda não tinha chegado em casa, então eu aproveitei pra cobrar ela sobre o que ela me disse hoje de manhã.

 

Gastón Bom Nina, lembra de hoje de manhã ? Quantos Beijos eu quisesse.

 

Nina:Jurei que você tinha esquecido.

 

Gastón:Pois eu não me esqueci, e quero meus Beijos.

 

Nina:Tudo bem né, quem sou eu pra recusar. -Diz dando de ombros e me beija. 

 

Bom ficamos assim até que a mãe dela chega e temos que nos separar, eu me despeço e vou embora.

 

Pov Ámbar 

 

Assim que eu chego em casa e vou para meu quarto, mas antes de entrar eu escuto minha mãe falando no telefone e eu paro e resolvo escutar a conversa, já que ela estava bem alterada.

 

Lily:Temo que tentar fazer algo. Além de tudo ela é minha filha. É lógico que eu a amo. Eu quero uma solução agora. Pode falar com ele e com os advogados dele também. Eju tenho plena certeza disso, não posso perder mais tempo do que eu já perdi. Ok, tchau. 

 

Depois de perceber que ela tinha parado de falar eu vou direto pro meu quarto e me sento na minha cama. Isso só confirma cada vez mais que somos irmãs. Mas, por que ? Eu só quero entender essa história toda. Não vejo a hora do resultado desse exame sair pra podermos confirmar e tirar a limpo essa história.

 

Eu me levanto, tomo eu banho, desço e janto, subo de volta, escovo meus dentes, me deito, e não demora muito para que o sono me pegue de jeito e eu acabe dormindo.


Notas Finais


Então pessoal, eu espero que vocês tenham gostado. O próximo capitulo eu vou fazer bem amorzinho entre os nossos casais e algumas outras coisinhas. Não esqueçam de deixar ai nos comentários o que vocês acharam do capitulo. Bye, até o próximo capitulo e beijos <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...