História Só Faltava Você! - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Backstreet Boys
Personagens AJ MacLean, Brian Littrell, Howie D, Kevin Richardson, Nick Carter, Personagens Originais
Tags Backstreet Boys, Comedia Romantica, Nick Carter, Romance
Visualizações 25
Palavras 3.875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ok, eu acabei de terminar e não fiz revisão, se encontrar erros, perdoem-me. Conserto depois.

Capítulo 23 - Michael já ligou?


Fanfic / Fanfiction Só Faltava Você! - Capítulo 23 - Michael já ligou?

No dia seguinte fui para o trabalho de bota, achei que ajudaria a estabilizar o tornozelo machucado. Era uma bota de cano curto sem salto e de cadarço, que eu fiz questão de apertar firme. Para a minha sorte, ou talvez eu já estivesse pensando nisso quando comprei meu carro, ele era automático, então não fiz esforço nenhum no tornozelo. O único porém era que ficaria sem pôr gelo no local até voltar para casa. Não queria ir para pronto-socorro nenhum, já tinha planos para o sábado e ficar de botinha ortopédica ia estragar tudo e de jeito nenhum eu iria para a Hell&Heaven com ela! Eu faria compressas e mais compressas de gelo e usaria minha bota mesmo até a sexta-feira, ou até sábado à tarde, talvez usasse até mesmo para ir para a boate! Como de costume, passei na Starbucks a caminho do trabalho e comprei meu mocaccino. Cheguei à agência e fui direto para minha mesa, Addy não estava sentado à mesa dele e fiquei me perguntando onde ele estaria, precisava contar para ele as novidades. De todas as minhas amigas, Addy sempre teve um pé atrás com a Vanessa, ele achava que ela sempre teve um ar de superioridade e que se achava linda demais, sempre achando que do nosso grupo ela sempre era a que atraia mais a atenção dos homens. Para Addy, Vanessa sempre pensou que ela era mais bonita até mesmo que Gisele Bündchen, e claro ele achava isso um absurdo, pois para Addy e o resto do mundo, Gisele é inalcançável no quesito beleza. Eu deixei minhas coisas na minha mesa e fui até o estúdio fotográfico ver se Ana estava lá, entrei na sala e ela estava arrumando as lentes da câmera, me aproximei dela ficando ao seu lado.
- Oi!
Ela se virou para mim.
- Oi, Mel! – me abraçou. – Como você está? E o tornozelo? – ela olhou para os meus pés. – Torceu mesmo?
- É, torci – olhei para as botas. – Por isso vim com essas botas, estou tentando estabilizar o tornozelo – olhei para ela. – Você falou com a Sarah ontem? Ou com a Vanessa? – perguntei cautelosa.
- Não, com nenhuma das duas – ela me olhou desconfiada. – Por que? Você descobriu porque a Sarah estava chateada com ela? – perguntou curiosa e disparou perguntas. – A Sarah te contou ontem como ela prometeu? As duas brigaram? Foi sério? O que a Vanessa fez?
- Você nem faz ideia! – disse suspirando, cansada.
A porta do estúdio abriu e Addy apareceu, na forma natural dele, totalmente gay.
- Sabia que você estaria aqui! – ele fechou a porta e foi até nós.
- Foi bom mesmo você ter aparecido aqui, assim eu conto para vocês dois de uma vez só – eu olhei para ele e para Ana.
- Contar o que? – perguntou Addy curioso.
- Contar que foi a Vanessa quem passou meus dados para a Gossip!
Addy e Ana ficaram boquiabertos, chocados.
- Eu sabia! – berrou Addy. – Aquela ali nunca me enganou!
- Eu não estou acreditando! – disse Ana pasma.
- Eu sempre falei para vocês duas, meu pezinho atrás nunca me enganou! – disse Addy agitado. – Quando o meu santo não bate meu amor, o babado é certo!
- Por isso a Sarah estava chateada com ela? – perguntou Ana ainda pasma.
- Estava não, ainda está. A Sarah perdeu um pouco da confiança nela.
- Eu já não tinha muita, agora que não tenho mais mesmo! – disse Addy rodando o braço e batendo na perna. – Se eu encontro com ela eu arranco aquele mega hair dela na mão!
- Ela não tem mega hair Addy! – disse rindo.
- Mas por que ela fez isso? Será que ela não pensou na consequência?
- A editora-chefe da Gossip, Samantha, ameaçou demiti-la se ela não falasse.
Contei a eles o que ela contou para mim e Sarah, mas Addy assim como Sarah estava desconfiado.
- Ah que isso, Melanie! – Addy estava inconformado. – Eu não acredito nela, nem um pouco! Se fosse comigo podia me ameaçar me jogar debaixo da ponte, mas eu não falava!
- A Sarah botou umas ideias na minha cabeça que estão me deixando de cabelo em pé.
- Que ideias? – perguntou Ana.
- De que a Vanessa pode ganhar alguma coisa passando informação para a Samantha.
- Não duvido disso também! – disse Addy.
- Ai, você também? – perguntei preocupada.
- Claro Melanie! Eu sempre te falei para você abrir seus olhos com a Vanessa, mas você prefere acreditar na amizade dela!
- Ela é minha amiga desde o primeiro semestre da universidade! Por que eu não acreditaria?
- Por causa das coisas que ela aprontou justamente nessa época!
- Ai Addy, por favor! Éramos mais novas, tão inconsequentes e muito menos maduras!
- Eu não me lembro de você me contar história nenhuma de você sendo inconsequente com ela! Você sabe muito bem o que eu penso dela! Ela sempre com aquele narizinho empinado, se achando superior á vocês quatro! – ele olhou apontando para mim e Ana e depois olhou para mim. – Eu sei muito bem por que ela fez isso! Ela está é ó... – ele dobrou o braço mostrando o cotovelo. – Com dor de cotovelo! Isso se chama é in-ve-ja! Você está saindo com Nick e ela deve estar possessa por que queria que fosse ela no seu lugar!
- Ai Addy não viaja! Ela nem deu em cima dele na Hell, ficou se insinuando e atrás de você a noite toda.
- Melanie essa sua ingenuidade e sua confiança demais nas pessoas às vezes me irrita! – disse irritado. – Ela só ficou atrás de mim a noite toda, por que primeiro que ela sabia que não teria chance com Nick com ele atrás de você a noite toda, ela nem se atreveria a receber um fora dele e segundo que eu estava me fazendo interessado em você! Ela não ia conseguir nada com ele e foi para o outro que estava interessado em você!
Eu olhei rindo para Ana que estava calada.
- O que o Addy está dizendo faz sentido – ela disse séria me olhando e eu parei de rir.
- É serio mesmo? Vocês acham que ela deu em cima do Addy por que ele fingiu interesse em mim a noite toda e não por outra razão? – perguntei achando a ideia um absurdo e rindo com deboche.
- Absoluta! – respondeu Addy convicto. – Ela não mudou desde o tempo da universidade e ela está morrendo de inveja de você!
- Vocês também não estão?
- Eu tenho inveja de saber que você vai beijá-lo e mais do que isso até, mas não te prejudicaria por conta disso e estou muito feliz por você estar saindo com ele! – disse Ana e Addy concordou.
- Por que somos seus amigos! A Vanessa é uma cobra e está só esperando o momento certo de dar o bote!
Eu olhei para Ana e ela me olhou com pesar.
- Por mais que eu até goste da Vanessa, essa atitude dela me decepcionou. Eu também não sei se confio mais nela!
Addy cruzou os braços e me olhou se sentindo orgulhoso por Ana concordar com ele. E se eu já estava preocupada com Sarah e Nick não confiando na Vanessa, agora que Ana e Addy também não confiavam, eu fiquei mais nervosa ainda. Será que era só eu mesmo que queria acreditar que ela era realmente minha amiga? Será que eu estava mesmo sendo ingênua com o arrependimento e lamentação da Vanessa?
- Se ela estiver mesmo esperando para dar o bote, ela já está em posição de ataque – disse aflita. – Eu contei tudo a ela!
Addy e Ana me olharam apreensivos.
- Tudo o que? – Addy perguntou tenso.
- Tudo, com exceção de você hétero, eu contei tudo a ela!
- A bolsa no carro dele?... – perguntou Ana levantando as sobrancelhas.
- Contei...
- Oh meu Deus, Melanie! – ela disse espantada.
- É isso, se prepara! – disse Addy apontando o dedo para mim. – Em breve você poderá estar na capa da Gossip!
Eu olhei para Addy e Ana alarmada! Queria mesmo acreditar que estava todo mundo errado sobre Vanessa, mas eu sabia, lá no fundo, que era eu quem estava errada sobre ela!

A segunda e a terça-feira passaram tranquilas, eu ainda usava a bota para o trabalho e até mesmo apenas o par esquerdo dentro de casa e fazia compressas de gelo quando chegava do trabalho e antes de dormir. Na quarta-feira nas primeiras horas do dia enquanto estava no trabalho Nick ligou por diversas vezes, sempre fazendo a mesma pergunta: Michael já ligou? As primeiras dez vezes eu achei graça, mas ele continuou ligando durante o resto do dia e eu já estava achando que ele não estava mais fazendo graça com isso. Assim que eu pisei os pés dentro de casa, ele ligou novamente.
- Nick, pela milésima vez! Ele não ligou! – disse assim que atendi a ligação.
- Ah, mas que droga! O que acontece com esse cara? Ele é idiota?
- Ainda é cedo para ele ligar, ele está esperando ela ligar!
- Ele já devia saber que ela não vai ligar, ela não ligou até agora!
- Eu ainda acho que você errou o dia, ele não vai ligar hoje!
- Não errei não!
- Você não desiste não é?
- Nunca!
- Tudo bem, melhor para mim que vou rir de você amanhã! – ri.
- Há-há, engraçadinha. Você não vai ter esse prazer não!
- Veremos!
- Está fazendo o que?
- Acabei de chegar em casa, vou pôr gelo no tornozelo.
- Você não foi ver esse tornozelo como falei, não é?
- Não.
- Mel! – ele disse repreendendo.
- Nick!
- Por quê?
- Eu não quero usar aquela bota! Não quero estragar nosso sábado!
- Isso é por causa da nossa saída para a Hell sábado? Melanie, eu não estou acreditando! A gente pode ir outro dia!
- Mas eu não quero ficar em casa no sábado!
- A gente faz outra coisa! Não me faça ir aí e te levar a força para ver esse tornozelo, Melanie Swanson!
- Está parecendo minha mãe falando! – ri alto.
- Melanie, é sério! – ele disse parecendo estar sério.
- Nick está tudo bem! Eu estou usando uma bota minha e fazendo compressa de gelo duas vezes ao dia! Nem está mais inchado!
- Não mesmo?
- Não! Eu nem sinto mais incomodar, estou pisando mais firme. Eu te disse que se não melhorasse eu iria, mas está melhorando.
- Está bem, vou acreditar em você.
- Pode acreditar.
- Ok. Preciso desligar agora. Ligo mais tarde!
- Está bem.
Nos despedimos e encerrei a chamada. Tirei as botas e coloquei o gelo no tornozelo sentada no sofá, vendo televisão e o celular tocou novamente.
- Não acredito que é o Nick de novo! – disse em voz alta e peguei o celular olhando para a tela. Meu coração começou a bater forte, era a Sarah ligando. – Ai meu Deus, ele ligou? – atendi o celular com o coração saindo pela boca. – Não me diga que ele ligou!
- Não – ela disse parecendo desapontada. – Ainda não... Mas não é por isso que estou te ligando... – ela disse e ficou calada, como se eu não fosse gostar do que ela ia me dizer. – Eu sei que você não quer saber essas coisas, mas você precisa saber disso!
- Ai Sarah, pelo amor de Deus! Eu não quero mesmo saber!
- Não, Mel... Me escuta, é sério! O TMZ noticiou todo o barraco da Hell&Heaven...
- E por que você acha que eu precisava saber disso Sarah!? Não me conta mais nada!
- Mel caramba, escuta! Quem estava na boate ao redor de vocês na hora, filmou tudo e eles mostraram os vídeos...
- Ai meu Deus! Eu não sei mesmo onde você pensou que eu queria saber disso! – disse nervosa.
- Caramba Melanie, eu vou aí fazer você ficar calada e me escutar! – ela disse impaciente. – O pessoal do TMZ acabou com ela! É claro que eles adoraram o barraco todo, mas disseram que ela estava descontrolada! O Harvey, chefão do TMZ disse que ela precisava aceitar o término e perguntou se já tinham descoberto a causa do rompimento. Ninguém sabe, mas obviamente estão todos curiosos querendo descobrir – ela fez uma pausa. – Agora vem a melhor parte... Uma pessoa da equipe mostrou a todos uma foto sua e uma dela, no tapete vermelho da Hell e adivinha só?! Todos preferem você! – ela disse orgulhosa e entusiasmada.
- Todos? – perguntei surpresa.
- Mel, foi unânime! E sua foto estava linda!
- Qual era a pose que eu estava fazendo? – perguntei para lembrar em que momento foi.
- Estava de frente com as pernas um pouco abertas e quebrando de lado com a mão na cintura e o outro braço colado ao corpo segurando a clutch, arrasadora apenas!
Só pude pensar que tinha sido a primeira.
- Tem um cara da equipe que é bem galinha, diria até babaca, ele é australiano, mas enfim, ele disse que... – ela riu lembrando. – Com certeza trairia a noiva dele com você! – riu ainda mais.
- Sarah! – ralhei. – Você ainda ri disso? Você sabe bem do que eu penso dessa história de acharem que eu separei os dois!
- Desculpa Mel, é que foi engraçado! – ela continuava rindo.
- Não, não tem graça nenhuma!
- Tem graça sim, todos do TMZ riram dele, inclusive o Harvey!
- Ai, ok, esquece. Vamos mudar de assunto. Não quero saber mais nada.
Eu e Sarah ficamos conversando por mais um tempo até que desliguei o celular e fui preparar algo para comer, estava fazendo uma omelete quando eu recebi uma notificação de mensagem no celular, peguei em cima do balcão e abri a mensagem: Ele já ligou? Eu ri lendo a mensagem de Nick e respondi: Você vai ficar maluco! Sossega, Carter!,  coloquei o celular em cima do balcão novamente e ele respondeu em seguida: Eu não consigo! Me avisa quando ele ligar! Eu estava achando muito engraçado Nick ansioso com a ligação de Michael para Sarah, até parece que era ele quem estava esperando a ligação e não a Sarah. Sabia que Nick era muito curioso, mas essa ansiedade toda com essa ligação era somente pela aposta. Sentei-me em um dos bancos do balcão da cozinha e comi a omelete me perguntando se eu queria que Michael ligasse hoje. Se eu queria beijar Nick? Lógico, mas também queria o jantar. Poderia ter os dois, se eu ganhasse com ele ligando na quinta, ou ele ligando na sexta e nós dois tendo que pagar a aposta igualmente. Terminei de comer e saí da cozinha indo tomar um banho, depois já de banho tomado me sentei confortavelmente no sofá da sala e fiquei vendo minhas séries favoritas: Friends, Big Bang Theory, Sex and The City, Supernatural e The Walking Dead. Às nove e meia eu levantei, desligando a TV e fui pegar o gelo para fazer a compressa antes de dormir e fui para o quarto, deitei na minha cama com o gelo no tornozelo ficando os vinte minutos de sempre e depois que coloquei o saco de gelo na pia do banheiro, voltei para a cama. Antes de dormir mandei mensagem para Nick: Estou indo dormir e ele ainda não ligou. Parece mesmo que você errou! Se ele milagrosamente ligar hoje só vou saber amanhã. Boa noite, Carter! Coloquei o celular no modo silencioso e pus em cima do criado-mudo ao lado da cama. Eu estava feliz por aumentar as minhas chances de ganhar a aposta, mas ao mesmo tempo desapontada.

Quando amanheceu e eu estava mais uma vez me arrumando para trabalhar eu peguei o celular e como eu suspeitava Nick tinha mandado várias mensagens na noite anterior, sorte a minha que eu deixei meu celular no silencioso ou ele não me deixaria dormir! A última mensagem dele foi: A aposta vale até depois da meia-noite, não é?, achei graça nisso. Não tinha nenhuma mensagem ou ligação da Sarah, então conclui que o Michael não havia mesmo ligado para ela ontem.
- É Nick, é oficial! Perdeu – eu ri.
Peguei minha bolsa colocando o celular dentro e desci as escadas, peguei as chaves no potinho do aparador da entrada e saí, tomaria meu mocaccino de sempre. A quinta-feira correu normalmente e hoje era eu quem estava ansiosa, o frio na barriga ia e voltava, resisti várias vezes a ligar para Sarah, curiosa. Ok, Nick, te entendi! Pensei enquanto organizava algumas pastas no computador do trabalho. Quando o expediente terminou, eu fui para casa e fiz a rotina habitual dos últimos dias. Tira a bota, põe gelo no tornozelo, deixa vinte minutos enquanto assiste TV, depois toma banho, come alguma coisa, assiste série e antes de dormir, mais gelo. Nick mandou mensagem várias vezes no dia ainda fazendo a mesma pergunta e eu respondendo a mesma coisa. Quando deu nove horas da noite, eu já estava achando que ele não ligaria mais e liguei para Sarah, que me disse que eu e Nick erramos e que o Michael era um completo idiota e que ele não ligaria, depois de falar com ela, mandei mensagem para Nick falando o que a Sarah me disse e ele me ligou logo depois.
- Esse Michael é um idiota!
-
Concordo absolutamente com você! A gente estava pensando que ele fosse como todos os outros, mas ele é pior do que eu esperava. E se ele ligar amanhã? Ou no sábado de ultima hora?
- Será que ele tem mesmo ainda o numero dela?
- Por que ele não teria?
- Sei lá, como ele não ia ligar mesmo, ele apagou.
- Se até amanhã ele não ligar vou ter que dizer para ela ligar e mudar de tática com ele.
- Eu falaria pra ela desencanar dele, ele é um completo imbecil! Um babaca e vai fazer ela sofrer.
- É, você tem razão.
- Se ele ligar amanhã ou não, aquilo que você disse no jogo ainda está de pé?
- Pagarmos a aposta igual? Está.
- Ok, vamos esperar até amanhã então!
- Espero que ele ligue – disse esperançosa.
- Eu também!
Despedi-me de Nick e fui dormir.

Na sexta-feira pela manhã, eu estava atrasada para o trabalho e saí às pressas, quando estava trancando a porta o telefone de casa tocou, deixei a secretária eletrônica atender, quando voltasse do trabalho eu ouviria o recado e se a pessoa que estava ligando tivesse o número do meu celular, ela ligaria. Andei depressa até o carro e entrei dando a partida e saindo as pressas. Assim que dobrei a esquina meu celular tocou dentro da bolsa, deixei tocar, quando chegasse ao trabalho eu veria quem ligou. Ele parou, mas logo voltou a tocar. Estiquei o braço para pegar a bolsa no banco do carro e meti a mão dentro procurando o celular, mas o trânsito não ajudava, eu teria que deixar o celular tocando, precisava das duas mãos no volante, o tráfego de Los Angeles é intenso a essa hora da manhã, um vacilo e eu bateria o carro. O celular parou novamente de tocar, mas logo voltou a chamar. Comecei a pensar que só poderia ser algo sério! Fiquei me perguntando quem estaria me ligando, estava muito curiosa. Seria a Sarah? A essa hora? E com essa insistência? Não, acho que não, pensei. A Vanessa, talvez, com alguma informação? Mas ela nem teria chegado ao trabalho ainda! Pensei em várias pessoas que pudessem estar tentando falar comigo por algo importante, estava curiosa demais. O celular parou de tocar de vez e eu me concentrei no trânsito. Quem quer que fosse eu veria quando chegasse ao trabalho e retornaria. Mas ao chegar à agência e deixar minhas coisas na minha mesa, Miranda, minha chefa, me chamou.
- Só um momento Miranda – pedi abrindo a bolsa.
- Nenhum segundo Melanie, agora! – ela disse firme.
- Sim, Senhora! – soltei a bolsa e a acompanhei até a sala de pré-seleção.
Ao entrar havia uma dúzia de pessoas ali sentadas, ela se virou para mim.
- Estão todos ocupados, e como você acabou de chegar e está livre você vai fazer o cadastro dessas pessoas. Esses são os novos modelos associados a nossa agência – ela se virou para sair. – Pode começar!
Maravilhoso! Eu ficaria ali a manhã inteira e longe do celular, eu estava morrendo de curiosidade para saber quem me ligou tão insistentemente logo de manhã. Eu teria que fotografar os novos modelos com uma Polaroid e preencher os dados de cada um manualmente, depois passar tudo para o computador. Comecei a fazer a tarefa para mim encarregada e só terminei a uma hora da tarde.
- Até que enfim! Terminei! – disse me recostando na cadeira em frente ao computador.
- É, hoje é um daqueles dias! – disse Addy também cansado. – Vou fazer uma pausa para almoço.
- Eu também! Vou com você – levantei-me e peguei minha bolsa. – Deixa só eu checar meu celular, me ligaram insistentemente hoje de manhã e nem consegui ver quem foi – abri minha bolsa e peguei meu celular.
Ao ver a quantidade de ligações perdidas e de quem eram as ligações eu fiquei aflita. As primeiras ligações eram da minha mãe, e as outras do meu irmão e da minha irmã.
- Minha mãe?! – perguntei para mim mesma. Meu coração começou a acelerar.
Senti um medo terrível tomar conta de mim, algo muito sério deveria ter acontecido. Tinha uma mensagem de áudio na caixa postal que eu rapidamente liguei para ouvir, nervosa. Você tem uma nova mensagem!  A gravação me avisou e a voz de minha mãe surgiu.
- Melanie, minha filha, você deve estar no trabalho, ocupada – a voz dela estava fraca. – Mas eu não tenho boas notícias para lhe dar! – a voz dela começou a falhar mais depois disso. – É o seu pai! – a cada palavra a voz dela piorava. – Ele sofreu um infarto – meu coração veio na boca e voltou. – Mel, minha filha... – agora ela estava soluçando, o que me fez pensar que ela chorava, as minhas pernas estavam fraquejando e eu já imaginava o que ela iria falar. – Seu pai... Ele faleceu – agora eu sabia mesmo que ela estava chorando. – O enterro será às cinco da tarde, se conseguir vir, venha. Beijos minha filha, te amo e se cuida! – senti todo o meu corpo fraquejar, sentei na cadeira atônita e baixei o braço, sem forças para segurar o celular que caiu no meu colo. Meu coração parecia ter sido esmagado por um rolo compressor e fiquei sem ar, as paredes da sala pareciam estar se fechando, ficando um espaço pequeno, Addy me olhou preocupado.
- Melanie, você está bem? O que houve? – ele se levantou quando eu não o olhei e nem respondi. – Mel! Fala comigo! – ele se aproximou de mim e olhei para ele com o olhar vago e em câmera lenta.
- Meu... Pai... Faleceu! – respondi pausadamente atônita.
Addy me olhou chocado e levou as mãos à boca.
- Oh meu Deus! Eu vou pegar água para você! – ele se virou saindo depressa.
Olhei ao redor e estava tudo rodando, estava com falta de ar, precisava sair dali o mais rápido possível. Levantei-me, peguei minha bolsa e saí depressa.


Notas Finais


Que semana para Melanie, não? Fortes emoções no próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...