História So Far Away - Min Yoongi - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Agust D, Bangtan Boys, Depressão, Drama, Fobia Social, Kpop, Min Yoongi, Problemas Psicológicos, Romance, Suga
Visualizações 178
Palavras 1.573
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AMORAAAS, TUDO BEM? COMIGO SIM!
EU FINALMENTE TERMINEI NO TRAILER DA FANFIC E ESTOU MUITO FELIIIZZ! Link nas notas finais.

Agora vamos as dedicações? Dedico esse capítulo a minha unnie maravilinda porque foi ela que fez meu banner (tá lindo, obrigada!), e para essas amoras lindas que comentaram no capítulo passado: @Yoongi_Leh ,
@MTaehyung, @jujuhipolito , @JkookieJuh, @AmandaILV , @elozZzZ e @TheHuangVenus
E ai vocês me perguntam: Vai ter recomendação para todos que comentarem? Sim, talvez ksksks Depende do meu humor!
Boa leitura sz

Capítulo 4 - 2 - Deixa eu cuidar de você?


Fanfic / Fanfiction So Far Away - Min Yoongi - Capítulo 4 - 2 - Deixa eu cuidar de você?

Toda manhã, eu tenho medo de abrir os meus olhos, de respirar

Meus amigos e família estão se distanciando, ao passar do tempo, eles se tornam mais impacientes

Meu sentimento de ficar sozinho, agora solidão, eu queria que desaparecesse, como um milagre

Eu queria que desaparecesse, eu queria que desaparecesse, 

Eu queria que o eu condenado desaparecesse

Assim, eu sou jogado do mundo, eu estou me distanciando do paraíso em um instante

Tão longe

Eu estou caindo

- So Far Away

********************

Três dias havia se passado, e eu continuava bebendo, triste e desempregado. Eu tentei procurar o emprego e também tentei guardar o dinheiro que Sook Mi havia me dado, mas isso não deu muito certo.

Depois daquilo eu não à vi mais e nem cruzei com a mesma - até porque eu mal sai de casa -, mas por Sook Mi morar ao meu lado, eu sabia que ela estava me evitando depois de eu ter tentado colocar medo nela.

Eu sabia que faltava apenas 4 dias para eu ser expulso e de uma forma eu me consolei com isso, tanto é que já comecei a arrumar minhas coisas. Mas eu precisava compartilhar isso com alguém, a hipótese de voltar a morar na rua não me agrada depois de tanto conforto que eu tive, na verdade, isso me aterroriza. Só Deus sabe o quanto foi ruim aquela época, é eu não quero voltar para lá...

Pego meu telefone e ligo para SeokJin, Namjoon e HoSeok, e peço para eles me encontrarem na cafeteria. Eles são meus melhores amigos e por mais que eu esteja distante deles, eles ainda sabem muito sobre mim e nunca me negaram ajuda. 
Visto um casaco e saio do prédio indo pra a cafeteria, em menos de cinco minutos eu chego lá e não demora muito pra eles chegarem também.

—  Nosso Agust D. Como vai? — Moon passa seus braços pelo meu ombro.

— Olá Yoongi! — Jin me cumprimenta e HoSeok faz o mesmo. Sentamos na mesa e começamos a conversar.

— Estamos afastados, né? Desculpe-me por isso. — Suspiro. Essa situação é chata, ficar longe dos seus amigos nunca é bom.

— Tá tudo bem. — Jin sorri fraco. — Mas como está sua saúde? Tem tomado seus remédios? Aquele desejo continua rondando sua mente?

Ele estava se referindo a minha anemia, aos remédios anti-depressivos que eu tomo e o desejo que ele falou é o que eu tenho de morrer.

— Eu não sei como está minha saúde, tomo os remédios quando lembro e sim, continuo querendo me matar. — Falo sério, fazendo os três abaixarem a cabeça, tristes.

— Yoongi, você tem que procurar uma motivação na sua vida. Desse jeito você não vai viver muito. — HoSeok morde os lábios, como se não quisesse falar aquilo, mas devesse.

— Eu acho difícil procurar motivação quando você só tem 4 dias pra pagar um aluguel atrasado por 3 meses se não você é expulso de onde mora. — Encaro eles, que arqueiam a sobrancelha.

— Você está passando por isso? Yoongi! Deveria ter nos contado! — Namjoon parece preocupado e decepcionado. Isso é o que eu mais sei fazer: preocupar e decepcionar.

— Eu sabia que vocês não iam ter dinheiro pra me emprestar e eu nunca iria conseguir paga-los. — Bebo meu café gelado e faço uma careta por estar super amargo.

— Mesmo assim. O que você irá fazer agora? — HoSeok pergunta.

— Esperar pelo pior?!

— Não, Yoongi! Isso não! — Moon revira os olhos — Você quer morar comigo?

— Agradeço de coração, mas não quero te dar trabalho. Você já tem preocupações demais. — Olho pra ele.

— Não iria me dar trabalho, Min Yoongi. Você é tão silencioso!

— Nem tanto quando eu estou alterado... E eu estou assim quase sempre.

— Então fique em minha casa pelo menos até você se estabilizar. — HoSeok sugere.

— Na sua casa não cabe nem você direito, e eu não vou me estabilizar tão cedo. — Suspiro — Valeu irmãos, mas só queria avisa-los sobre isso mesmo.

— Ah Yoongi... Me preocupo tanto com você! — Jin vai pro meu lado e me abraça. — Não quero te ver sofrendo mais do que está, muito menos te ver de volta as ruas.

Jin me encontrou na rua quando eu havia sido expulso de casa por conta de uma briga com meus pais. Ele me acolheu e me ajudou a me restaurar, mas eu sei que dessa vez não será a mesma coisa.

Fico sem saber o que falar para o Jin e apenas retribuo o abraço. HoSeok e Namjoon nos olham sorrindo e eu me sinto abraçado por eles também.

Mas me sinto desconfortável quando vejo uma voz feminina começar a fazer escândalo na cafeteria. Ela estava no celular e gritava com a pessoa do outro lado da linha.

— Já falei pra me deixar em paz! — Ela esbraveja e pega seu cappuccino do balcão, dá um gole no mesmo e volta a gritar — NEM OUSE!... NÃO, EU NÃO QUERO VOLTAR. CARA, VOCÊ É INSUPORTÁVEL!

Me separo do abraço e presto atenção nela. Ela estava de costas pra mim, mas eu conseguia ver seus cabelos coloridos apesar do boné e ela era igual a Lim Sook Mi de costas.

— Estou de saco cheio de você, não insista, você é muito pé no saco! — Ela fala isso e eu tenho certeza que é ela.

— Yoongi, para de escutar a conversa dos outros! — Jin me bronqueia.

— Espera ai, Jin. Está ficando interessante. — Faço sinal pra ele ficar quieto e continuo ouvindo ela.

— VOCÊ ESTÁ DE FRENTE AO MEU APARTAMENTO? FICOU LOUCO? — Ela arqueia a sobrancelha e vai para a saída da cafeteria. — Estou indo pra aí.

Ela sai do local e eu me levanto para segui-la, mas Namjoon segura em meu braço.

— Aonde vai, Agust D? — Ele me olha.

— Essa menina... Ela é minha vizinha! — Falo pra eles.

— Idai? Por causa disso você vai segui-la? — Jin arqueia a sobrancelha.

— Ela provavelmente estava falando com o ex namorado. Quando eu conversei com ela, a mesma me contou que ele fica no pé dela. Vai saber o que ele pode fazer? Quero estar lá para ver isso! — Me justifico.

— Barraqueeeiro! — HoSeok dá risada — Quer ver o circo pega fogo né?

— Mais é claro. — Sorrio pra eles e me despeço dos garotos — Depois falo com vocês, vou ir atrás dela!

  Saio da cafeteria e vou correndo para o apartamento. Quando chego ao prédio, corro pra o elevador, mas o mesmo estava demorando demais, então eu decido ir subindo pelas escadas (o que foi uma péssima ideia, porque eu moro no 10° andar). Chegando lá eu já estava muito ofegante, apoiei minhas mãos em meus joelhos para respirar mais normalmente e olho pra frente, vendo ela e o seu ex discutindo. Ele prensa ela na parede com força e a beija, a impedindo de se mexer. Sook não retribuiu o beijo, então ele deu um tapa no rosto dela e apertou a cintura da mesma, a beijando com mais agressividade e a obrigando a retribuir.

Sinto meu sangue ferver ao ver aquilo. Eu poderia ser um canalha, mas nunca iria machucar uma menina para ela retribuir um beijo. Agressividade só na cama e isso se a garota gostar.

Me aproximo deles e o separo dela, dando um soco no rosto do mesmo, o que o faz cair no chão por não estar esperando aquilo. Ele me olha sem entender e eu me aproximo da Sook Mi, que parecia estar assustada.

— Você está bem? — Toco em seu rosto vendo o local aonde ele bateu super vermelho e encaro o "moleque". — Não force a barra, seu otário. Existe outras por aí, porque insiste em infernizar a sua ex?

— Quem é você e por que está se metendo? — Ele se levanta e me empurra.

— Eu me meto aonde eu quiser, ainda mais depois de ver isso. — Eu o empurro de volta e ele dá um soco que acerta meu nariz, me machucando.

— Parem com isso! — Ela grita, mas eu não escuto e parto pra cima dele.

O jogo na parede, seguro em seu pescoço com uma mão e aperto, fazendo ele perder o ar, e com a outra eu soco sua barriga e sua região baixa, várias vezes. Ótimo, eu estava mesmo precisando bater em alguém.

— PARA! — Ela me puxa pela cintura e tenta me afastar dele, mas eu estava com tanta raiva que continuava o socando sem parar — Yoongi, você vai mata-lo!

Paro quando ouço isso e o solto. Ele já estava sem forças e meio molengo para continuar a briga. Sook suspira aliviada e larga minha cintura.

— Seungwon, vá embora agora e não volte mais! — Ela diz, autoritária.

— Eu volto, linda. Eu volto... — Ele dá um sorriso psicopata e praticamente se rasteja até o elevador. Ela passa a mão nos cabelos obviamente nervosa e eu mordo os lábios.

— Da onde você surgiu? — Ela me encara.

— Eu estava indo pra meu ap quando vi ele te agarrando contra sua vontade. Imaginei que fosse seu ex e quis separa-los. Fiz mal? — A encaro.

— Mais ou menos. Você me livrou dele, mas acabou entrando numa briga e piorou tudo. — Ela suspira e encara o chão.

— Foi mal.

— Tá né... Vou entrar. — Ela abre a porta e dessa vez eu que fico no batente a impedindo de fechar.

— Você tá machucada? Deixa eu cuidar de você. — Acabo não acreditando nisso que eu havia acabado de dizer, e parecia que ela havia se surpreendido também.

— Seu nariz está sangrando... Vem cá, eu que vou cuidar de você. — Ela me puxa pra dentro e fecha a porta.

》Continua...《


Notas Finais


Link do trailer: https://www.youtube.com/watch?v=TtwfJu5xaRg
Me digam o que acharam do capítulo e do trailer! Espero muito que tenham gostado!
O próximo capítulo será postado dia ??/08/2017 (animem-se crianças, teremos mais outros capítulos durante o mês!)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...