História Só Mais Um Teste - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Tags Tododeku Todorokixdeku
Visualizações 32
Palavras 867
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Universo Alternativo
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Começo


6 Anos Atrás

     Midoriya estava correndo pelas escadas para poder pegar o seu caderno de anotações, que anteriormente fora explodido e em seguido jogado pela janela. Chegara no andar de baixo e viu seu pequeno caderno dentro da fonte, se aproximou vagarosamente do local e observou seu caderno:

-Não é comida seus peixes idiotas- Ele disse sentindo uma lagrima escorrer pelo seu olho. Pega o caderno encharcado e se senta ao lado da fonte

  Ele poderia se dar esse tempo? Um minuto para avaliar como sua vida era horrível e humilhante. Ele podia e ele fez. Ali mesmo deixou suas frustrações saírem através de gritos e lagrimas que transbordavam dos seus olhos. Ele se odiava, se odiava por ser fraco, por não ter uma maldita individualidade. Ele gostaria de desistir, todos a sua volta desistiram, até a sua própria mãe dissera que ele não tinha chance ... Como ele poderia acreditar em si mesmo se aquele que mais amava já havia lhe dito que era impossível? Midoriya se considerava deplorável, humilhante e por fim inútil. Um zé ninguém se poderes que tentava ser um herói. No primeiro minuto que entrasse me campo seria morto. O que um nerd como ele poderia fazer em tal situação além de desistir? Ele poderia ser qualquer outra coisa, dês que deixasse seu sonho se apagar. Midoriya ao longe via pessoas usando suas individualidades, ele por um momento se deixou vagar pela cena a sua frente. Como aquilo funcionava? Ninguém havia chegado a estudar profundamente em tal assunto, mas se ele descobrisse? Se ele descobrisse como tal ação estupenda que tanto lhe afetava e faltava funcionasse? Poderia ajudar todos! Todos aqueles que um dia foram jugados inútil ou fracos! Todos que nasceram sem tal poder... Ele poderia ate ... Ter esse poder ... Seria um herói! Não aquele com qual sonhara em que salva a mocinha que estava presa em um prédio em chamas ou que lutava contra vilões. Seria um herói da cadeira, não era algo incrível, mas... Para ele era a sua única oportunidade! Se levantou e limpou as lagrimas. Começou a correr de volta para casa. Toda animação que tinha perdido, voltara imediatamente.

    Quando seu sonho é destruído com a barreira da realidade, sonhe outro, um mais forte e realista. Um objetivo. Aquilo que lhe der determinação para continuar. Mesmo que isso .... Leve tudo que vos ama.

     Ao chegar em casa ignorou toda a presença de sua mãe e correu ate seu quarto trancando a porta do mesmo. A mãe confusa vai até o quarto e bate na porta com certa preocupação no olhar:

-Izumi querido?

-Estou ocupado- O mesmo fala animado enquanto era possível se ouvir sons de objetos sendo arrastados pelo local

-Não vai comer

-Ah depois

-Tem certeza? – Ele pergunta novamente, achando estranho a ação de seu filho. Midoriya abre a porta e olha para sua mãe seria

-Tenho mãe. Eu vou transformar meu sonho em realidade então eu estou bem não precisa se preocupar- Diz com um grande sorriso no rosto. A mais velha fica incrédula, mas sorrir e dá um beijo no topo da cabeça de seu filho

-Boa sorte

      Midoriya acena com a cabeça e fecha a porta. Ela continua parada sorrindo, sabia que seu filho tinha um sonho impossível e suicida de se torna algo que nunca será, isso que ela pensava. Mas ver ele sorrindo cheio de determinação, fazia com que ela tivesse vontade de torcer por ele.

   Midoriya empurrava os moveis do quarto enquanto jogava os brincados de All Might e arrancava posters do mesmo. Não que Midoriya não adorasse All Might, mas no momento seu sonho não era mais se torna como ele, sim algo maior que ele que pudesse ajudar a todos.

        O local já estava pronto tinha um grande espaço para seus experimentos e já havia começado a fazer algumas pesquisas que ocupavam os espaços dos posters. Estava cansado e ligou a TV em um canal de notícias aleatório. Pegou uma xicara de café quente e começou a assistir. Midoriya não era muito de bebe café, mas essa bebida relaxava e dava energia, algo que tomaria com mais frequência, ele sabia. Seu estomago roncava, mas ignorava para assistir a notícia. Quase cuspira o café ao ver Kacchan sendo engolido por um monstro lamacento. Por um momento quis que o que o monstro planejava acontecesse, mas ignorou esse pensamento psicopático. Mal sabia que muitos mais pensamentos do tipo o aguardavam. Virá a cena de All Might esmurrando a criatura e a transformando em musgo. Pensou o que poderia ter acontecido se estivesse presente:

-Provavelmente só iria atrapalhar- Disse tomando mais um gole da bebida escura

    Suspira com seu pensamento que sairá em voz alta. Foi ate a cozinha e preparou algo meio cansado e comeu. Olhou para o relógio que mostrava ser quatro e meia da manhã. Bochechou e caminhou ate o quarto e se sentou novamente a frente de seu computador. Sentiu seus olhos arderem. Provavelmente por estar tão repentinamente excessivamente na frente do computador. Por um momento acreditou que aquilo seria ate se acostumar, mas fora por tal coisa que começara a usar óculos. Ou caso não aceitasse uma dor de cabeça imensa o atingia.


Notas Finais


Espero que tenha gostado e não esqueça de comenta o que achou


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...