História Só Mais Uma Adolescente - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Sexo, Violencia
Visualizações 22
Palavras 1.562
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Luta, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Reescrevi pq sim :v
Leiam as notas finais
Boa história
Bjs♥

Capítulo 6 - ¤6¤


Eu paro o abraço e olho para meu irmão. Como senti saudades... porém eu sei que vou dar muito trabalho para ele se continuar a ser esta baleia. 


Derrepente assumo uma face preocupada...



-Por que você está tão pensativa?



Diz tocando minha face. 



-O trabalho que você vai ter.. não vale apena...



-Eu e você vamos descobrir isso juntos. Esse mês você e eu vamos treinar, você vai ir para a escola normalmente somente eu que não vou trabalhar porque tirarei férias e pedirei para o vice presidente tomar conta de tudo. Como essa primeira semana você vai ter que ficar com muleta até se recuperar dos ferimentos começaremos semana que vem.



-Ok



Após aquela conversa Erick volta a sua atenção para seu trabalho. Eu fico ouvindo música no meu celular até meu irmão se levantar e abrir a porta. Olho por cima dos ombros dele para ver quem estava ali.... e ... e .... 



-AKIRA?-dou um grito que assusta os dois- O que você está fazendo aqui? 



-Luana, eu vim perguntar para seu irmão o porque de você ter sumido, quando ele ia me falar vc acabou me gritando. E vim também te chamar para sair comigo e com uns amigos meus. 



Erick ficou com uma cara tão engraçada que foi quase impossível não rir.



-Que amigos são esses? Dependendo de quem são ela não vai.. Ahh e ela ta com uma perna machucada, como vc vai levar ela?



-Sua irmã tem direito de escolher, cala a boca e deixa ela falar o que quer-diz enfrentando Erick. 



-Ela é minha responsabilidade. 



-Realmente, mad isso não quer dizer que você vai trancar ela num quarto para que ninguém consiga se comunicar com ela... então abaixa a bola e pergunta para ela o que ela quer. 



Erick está furioso, mas mesmo assim ele anda até mim e pergunta:



-O que queres? Ir passear com ele, ou descansar lá em casa?



-Eu quero ir... mas eu quero tomar banho primeiro- digo abaixando minha cabeça- e eu também não tenho uma roupa confortável e bonita para ir, até pq é meio difícil achar uma roupa pra mim...-digo ainda de cabeça baixa, enquanto deixo uma lágrima solitária descer pelo meu rosto.



Erick percebendo que era importante para mim me olha com cautela e diz:



-Eu compro agora para você. Mas só se realmente você quiser ir


Eu mal acreditava no que estava ouvindo. Não entendia o porquê dele querer me ajudar.... até porque a segundos atrás ele era totalmente contra esta idéia... 


Estou começando a achar que ele se importa demais com meu bem-estar e acaba perdendo o controle das ações que ele toma 


Eu olhei dentro dos olhos dele e disse:


-Você faria isso por mim? Mesmo?


Erick deu um longo suspiro, passou as mãos nas têmporas, olhou nos meus olhos e disse:


-Sim Faria, mil vezes se fosse preciso! Eu não posso te  prender... Infelizmente você tem que tomar suas decisões sozinha.   E eu tenho que entender que se você acha que o correto é ir com ele- suspira-então você vai-diz forçando um sorriso- até porque eu não posso te prender.... você vai mas eu quero saber quanto tempo vai levar-eu o olho intrigada-pois eu não vou ficar te esperando a madrugada toda-Akira ia falar algo mas foi interrompido com a continuação da frase de Erick- e não adianta nem discutir falando que eu não precisa, sou irmão e tenho minhas preocupações-diz olhando para ele- acho melhor vocês dois conversarem a sós vou dar um tempo e daqui a pouco eu volto-Akira deu um sorriso de orelha à orelha- Ah e senhor Akira não tome nenhuma conclusão precipitada se não você pode acabar sem o seu amiguinho!

Tento segurar a risada, mas não consigo e acabo passando mal de tanto rir,enquanto meu irmão fecha a porta eu busco ar e continuo rindo, no meio da risada sinto mãos fortes segurando minha cintura, tomo um susto pois penso que vou cair (Até porque eu estava sentada no sofá e do nada algo me puxa para cima é óbvio que eu ia cair E acertar o chão em cheio) me preparo para sentir o impacto com chão quando sinto braços envolverem meu corpo me apertando contra si. 


Olho para cima e vejo que ele está com um sorriso lindo, ele olha para mim diz:


-Esse dia vai ser especial! não tente fugir!


Diz ele olhando para os meus lábios. 


-Ok, mas eu tenho muletas agora, então já pode me soltar-digo tentando me soltar de seus braços- s-sério Akira!- quanto mais me debatia mais ele me apertava.


-Só solto se você me der um beijo- diz no meu ouvido- Um único beijo e eu te solto para sairmos- fala e mordisca meu lóbulo. 


Eu realmente não queria me apaixonar novamente... mas eu não consigo fugir dele! É como se algo me ligasse a ele... eu só não sei o que é. 


-O-ok mas vai ser somente um! -tenho certeza que o coringa ficou com ciúmes dele!


Ele me pôs sentada no sofá e se sentou ao meu lado. 


-Vem cá- ele deu duas batidas sua coxa- vem logo, ou você quer prolongar o momento? 


Eu fico meio apreensiva, mas vou. 


Estendo meu braço em sua direção e ele me puxa.


Ele põe uma perna de cada lado e acaricia minha coxas por debaixo da saia. 

-V-você disse que seria um beijo-Digo tampando meu rosto. 


-Ansiosa? 


-S-SÓ FAZ LOGO ANTES QUE EU DESISTA-Grito e ele gruda seu corpo ao meu. 

Akira põe sua mão entre meus cabelos e os puxa.

-Pra quê tanta pressa? Eu acho que temos muito tempo...Mas se você insiste...

-N-n-não é na...uhmmm- ele nem me deixa terminar de falar e me beija....

Eu tento resistir, porém não consigo e acabo me entregando ao beijo. Após alguns segundos lembro que estamos no escritório de meu irmão e corto o beijo olhando em todas as direções. 

-Meu Deus, aonde eu estava com a cabeça? Ele podia ter nos visto-digo pondo a mão no peito tentando regularizar a respiração.

Olho nos olhos de Akira e vejo um brilho, como se ele estivesse esperando por isso à muito tempo. Dou um sorriso, que logo se desmancha ao lembrar que estou em seu colo.

-P-p-pronto seu idiota, agora me tire daqui! 

Akira dá uma risada divertida e me põe sentada ao seu lado.

-Vamos, acho que seu irmão ja comprou sua roupa- diz pegando as muletas e me entregando. 

Faço apenas um "sim" com a cabeça enquanto fico de pé. 

Me apoio nas muletas e começo a andar, atraz de Akira que estava com a minha mochila. Enquanto ele anda eu reparo em sua bela bunda e como eu gostaria de... PERA QUE?LUANA PARE JÁ COM ISSO! 

-Luh? Querida? - ouço a voz de Erick e olho em sua direção- você está bem? Por que está vermelha? Comeu abóbora de novo? 

(N/A: eu realmente sou alérgica a abóboras. ~~NNINGUÉM LIGA-.- ~~sorry '-')

-Que? Não... é que Não tomei o remédio da asma.. e meio que esqueci a bombinha em casa- cosso a nuca rrezando para que ele engula essa história.

-Sabia disso, e eu ainda te avisei, ssó não esquece a ccabeça porque esta grudada no pescoço! Eu ssó estou com a minha aqui, vc vai usar essa mesmo- diz ele revirando sua mochila- aqui, você vai tomar 2 doses, ok?

-Ta ta.

(N/A: essa é a bombinha S.O.S. que vc  abre põe a cápsula aperta o botão e usa, efim quem é asmático vai entender o que eu digo)

Uso a bombinha e entrego em sua mão. Ele pega a mesma e a Guarda. Ele anda em direção ao balcão e pega o embrulho que provavelmente era a roupa e diz:

-Agora vocês podem ir, o seu motorista vai levar vocês ou vou ter que chamar o meu? - Arf eErick não perde uma -.-

-Não será necessário, o meu vai nos levar até a sua casa para ela se trocar, e depois vamos à minha para eu fazer o mesmo.

-Ok, ela vai dormir lá? Ou ela volta pra casa?

-Mas que pergunta Erick- falo irritada- é óbvio que eu volto! Euem que ideia! -bufo e cruso os braços. 

-Calma minha querida irmãzinha, eu não sei o que vocês pretendem fazer,  vai que..- nem o deixo terminar de falar e taco a primeira coisa que vejo em sua direção-Eita- ele desvia e o copo pega na parede, perto da mesa da secretaria-Desculpe-diz pra ela e volta sua atuação a mim- tá doida ou o que?

-Arf vamos logo.

*Quebra de tempo*

Abro a prota do apartamento e entro srguida por Akira.  Ele joga minha mochila no sofá e deita no mesmo.

-Folgado! 

-Ué? As normas de como se receber uma visita diz que devemos falar "sinta-se em casa", eu só adiantei o que tu diria.

Giro os olhos e falo.

-Vou me trocar, NÃO tente NADA! Entendeu?

-Ok Ok, sim senhora-diz com as mãos pro Alto- Posso ver seu quarto?

-Pode sim, vc pode ficar lá, já que eu vou estar no banheiro com a porta bem trancada.

Ele ri e me segue. 

-Este é o meu quarto, não ligue pros detalhes, Erick foi exagerado de mais. Enfim eu vou pegar as roupas e vou pro banho, você não ouse mexer em nada que não seja os livros e a tv- digo indo em direção ao carrinho de toalhas.

Ele afirma enquanto lê, uma página, do livro "meu romeu".

Pego as roupas e ponho no carrinho, vou pro armário e tento me abaixar pra abrir a gaveta das calcinhas, abro e pego um conjunto normal, novamente ponho tudo no carrinho e vou pro banheiro.

.

.

.











Notas Finais


Oi oi genteee
Oia quem apareu aqui
Hehe
Como vcs estão?
Eu to bem^^
Efim
Amanhã eu lanço um capítulo explicando algumas coisas
Ok?
Ok!
Bjs da tia luzy^^♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...