História Só não desista de nós - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 30
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Demorei mas postei hahahahah. Boa leitura!!

Capítulo 13 - Você não sabia que iria acontecer


Alicia Morgan- ON

Eu e as meninas estavamos sentadas bebendo tudo que elas compraram para me animar.

- Eu não vou ficar bem! - Afirmei terminando de beber a segunda garrafa de Bourbon.

- Por que? - Perguntou Hope me encarando.

- O Chris me perguntou se eu ainda gosto do Troy. - Falei sem olhar para nenhuma delas.

- E o que você respondeu? - Perguntou Angel tentando se levantar do chão.

- Nada - Falei abrindo a terceira garrafa de Bourbon - Eu não sabia o que dizer...

- Você sabia sim, só não disse com medo de magoar os sentimentos dele! - Exclamou Josephine que estava totalmente bêbada.

- Talvez - Falei virando o copo de uma vez - Vou dormir, estou podre...

- Fica amiga. - Pediu Esther puxando meu pé.

- Boa noite! - Consegui me soltar e subi para o quarto aonde eu iria passar à noite.

Acordei na manhã seguinte com uma mensagem no meu celular: "Saudades princesa, te vejo na empresa - Chris". Ele era realmente fofo e eu amava isso, uma coisa que o Troy não conseguia ter sempre era essa fofura.

A casa está muito quieta para várias garotas acordando de uma resaca horrível. Me levantei e fui ver se as meninas estavam bem, mas nem vi sinal delas naquela casa.

- Vadias me deixaram aqui sozinha! - Exclamei depois de ter chamado elas por toda a casa.

Subi em direção ao banheiro e fui tomar meu banho. Sai do banheiro e vesti a roupa que eu tinha trazido para cá: Uma regata clara; uma calça jeans; um salto básico; e um óculos de Sol para combinar. Passei apenas um reboco na cara e depois eu fui para a empresa, caminhei bem devagar para não chegar adiantada.

   Christopher Campbell- ON

Cheguei na empresa e não vi nenhum sinal da Alicia, as amigas dela já tinham chegado e já estavam trabalhando. Me aproximei de uma menina dos cabelos castanhos-escuro que usava um perfume super delicioso, e perguntei:

- Você viu a Alicia?

- Olá Christopher - Ela se levantou e me comprimentou com dois beijinhos, eu retribui - Quando eu e as meninas saímos da casa da Angel, ela nem sequer havia aberto os olhos!

- Vocês beberam tanto assim? - Cruzei os braços e abri um sorriso.

- Ela bebeu uma garrafa de Bourbon sozinha - A tal garota jogou os cabelos para o lado e voltou a se sentar - Daqui à pouco ela chega.

- Obrigado...

- Alexia. - Completou ela abrindo um sorriso tenso.

- Obrigado Alexia! - Me virei e caminhei até minha mesa.

      Troy Walker- ON

Eu estava evitando a Karen para poder fazer uma surpresa para ela. Quando coloquei os pés dentro da empresa e todos estavam lá, menos Alicia que ainda não tinha chegado. Me aproximei dos meninos que estavam acenando para mim.

- Vou pedir ela hoje cara! - Afirmei batendo às mãos.

- Ela quem? - Perguntou Andrew.

- A Karen. - Falou o Christopher em um tom irônico.

Revirei os olhos e quando me virei vi que a Alicia tinha chegado, e ela não estava sozinha, estava acompanhada de Karen.

   Karen Martin- ON

Cheguei ao mesmo tempo que Alicia e vinhemos fofocando um pouco no caminho. Assim que chegamos na nossa área de serviço me despedi dela e fui caminhando até Troy que veio correndo para perto de mim.

Parei e fiquei observando-o para ver o que iria fazer. Ele se aproximou, se ajoelhou pegou na minha mão e começou à dizer:

- Eu conheci uma garota linda nessa semana e eu me apaixonei. Por mas incrível que pareça o que sinto por você Karen Martin, é amor - Todos estavam olhando para mim e o Troy, a empresa basicamente ficou em silêncio para ouvir tudo - Você aceita namorar comigo?

    Alicia Morgan- ON

Aquilo não foi uma surpresa pra mim e nem para ninguém, no fundo todos sabiam que iria acontecer cedo ou tarde. Eu não estava nem aí para o Troy, mas tinha algo nele que ainda me atraia. Parei de pensar nele quando o vi colocando aquela aliança em um dos dedos de Karen que chorava de felicidade, e quem iria chorar depois era eu. Peguei minha bolsa e caminhei o mais rápido possível até a saída da empresa.

- Alicia... - Alguém me chamou, DROGA - Aonde você vai?

Respirei e segurei as lágrimas antes de me virar, já sabia que era a Karen.

- Estou com dor de cabeça. - Tentei abrir meu melhor sorriso.

- A sim - Ela cruzou os braços - Qualquer coisa pode me avisar. Se quiser...

- Pode deixar - Não deixei ela terminar de falar - Parabéns pelo namoro!

- Obrigado. - Agradeceu ela abrindo um sorriso e olhando sua mão.

Me virei e sai o mais rápido possível antes que qualquer pessoa me parasse. Hoje o dia estava nublado, o vento fazia meus cabelos voarem e ficarem na minha cara. Avistei um banco vazio perto de umas crianças que brincavam de pique-esconde, me aproximei e sentei-me para vê-las se divertindo.

Minhas mãos se encontravam quentes, meus olhos se enchiam de água e às lágrimas escorriam pelas minhas bochechas. Aquilo estava acabando comigo, aquilo iria acabar comigo mais ainda e então eu precisava evitar tudo. A Karen não tinha culpa de nada do que havia acontecido, mas o Troy tinha, na verdade ele era culpado por tudo. Alguém se senta do meu lado e fica me olhando por bastante tempo, sabia que o Chris iria vir atrás de mim...

    Christopher Campbell- ON

Alicia estava chorando muito. Às lágrimas estavam rolando soltas quando eu me sentei e observei-a, ela sofria.

- Eu gosto dele ainda - As palavras falharam um pouco, mas eu consegui intender - Não sei porque eu ainda gosto dele, só sei que gosto.

- Está achando que eu vou te criticar? - Perguntei me virando e olhando-a.

- Deveria - Ela se virou e vi nos seus olhos pura tristeza que não iria parar tão cedo - Ele me tratou como lixo, e mesmo assim ainda o amo...

- E você está achando que isso é um erro?

- E não é? - Perguntou ela enxugando às lágrimas.

- Não! - Afirmei cruzando os braços.

- É o que então? - Perguntou ela se ajeitando no banco.

- Você não sabia que ele iria ser assim - Passei a mão em seus cabelos - Nem mesmo que começaria outro namoro...

- Sempre houve indícios disso...

- Alicia - Coloquei as mãos em seu rosto e fiz ela me olhar - Você não tem culpa de nada, você não podia prever isso. Você não sabia o que iria acontecer!

- Já aconteceu com você né? - Ela colocou suas mãos em cima das minhas - Você já sofreu por alguém, não foi?

- Já sofri sim - Afirmei desviando o olhar - E estava me sentindo culpado igual à você, mas eu descobri que isso não iria mudar nada. Então parei de pensar nela, parei de me sentir um idiota, parei com tudo!

- Está achando essa atitude idiota? - Perguntou ela me olhando.

- Não sei - Fiz uma cara tensa - Você acha que essa atitude é idiota?

- Não sei - Ela ficou olhando para as crianças novamente - Não quero mais falar sobre isso.

- Okay - Ela se deitou no meu colo e eu passei a mão em seus cabelos - Vamos falar sobre outra coisa.


Notas Finais


O que acharam do capítulo? Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...