História Só (não) siga o plano - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~xMommy

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Sehun, Suga, V
Tags Baekhyun, Chanyeol, Hoseok!top, Jimin!top, Jungkook! Bottom, Sehun, Sope, Vmin!friendship, Yoongi!bottom, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 161
Palavras 2.212
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Escolar, Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii SOLZINHOS, me perdoem o atraso desse capítulo. Sinceramente, eu não gosto de dar desculpas esfarrapadas porém é a mais pura verdade, que EU NÃO TIVE TEMPO AAAAA. Q ódio. Respirei, to bem.

Além de um bloqueio danado para esse capítulo, eu estou enrrolada com esse final de ano. Sabem como é, Final de ano em escola é aquela correria, trabalho aqui, trabalho ali, prova em uma semana. Estou pensando até em por um hiatus nessa fic, porque eu não estou conseguindo lidar com escola e fanfic, e outros projetos que eu quero/devo participar.

Eu não sei se essa capitulo ficou bom o suficiente, entretanto, espero mesmo assim que se divirtam e garanto um capítulo melhor no próximo capítulo.

xMommy:

Oiee, esse capítulo eu (@xMommy) que tive que postar, mas apenas fiz a betagem

Boa leitura

Capítulo 7 - Party Hard


      — Quem és tu, voz toda soberana, dos céus ou do inferno? — Recitei aquelas belas palavras inteligentes demais, que não se encaixavam nem um pouco com meu perfil desleixado, para aquela pessoa que me assustou com o foro bem dado em minha cara, mesmo eu nem tenha falado com ela.

       — Meu nome é Chanyeol, mas pode me chamar de Channie. — Falou um menino alto com uma franja posta para frente em um corte reto, seu rosto era praticamente coberto por um óculos grande e laranja, suas roupas e seu jeito eram de uma pessoa de estilo anos 80’s ou 90’s. Bem Tumblr ele, curti.

       — Channie… nome de prostituta. — Pensei e acabei falando um pouco alto demais, quando percebi que falei aquilo alto demais eu me virei para o rosto do garoto – que vale ressaltar, estava parecendo um cão chupando manga —, claro que minha querida e amada cavidade anal  trancou.

       — Olha só meu querido, esse nome é de total sentimentalismo e um nome lindo tá? Qual teu nome? Só o que me falta é teu nome ser Jardinei Pinto e ta zoando do meu. — Ele era viajado e esquetadinho, parecia o Hoseok, ótimo mais um louco na minha vida. 

    Ele me olhava com uma cara impaciente, eu não estava entendendo aquela criatura, eu sei que eu estou bonito, mas eu ainda não estou preparado para essas encaradas não.

        — O-O que foi? Por que está me olhando tanto a-assim? — Fiquei extremamente envergonhado, será que os efeitos de Min PomPom Yoongi estava dando certo? Hoseok era um deus mesmo, fazer um milagre comigo a esse nível é para bater os pés.

           — Você não vai dizer seu nome não, Ôh Jardinei? — Ele estava bastante impaciente, percebi que esse garoto não continha um temperamento muito fácil e um pouco divertido.

           — Meu n-nome? Min… Min… Yoonji… Min Yoongi. — Foi bem complicado eu me dirigir a ele, tive que me manter focado na mesa; já estava começando a sentir uma queimação indiferente e nada boa em meu peito.

           — Min Yoonji? Ta amarrado, Min Yoonji é uma atriz linda, maravilhosa e poderosa, e você… é você. — Além de não ter a cabeça no lugar, era irônico. Só pelo o jeito dele falar já desmontrava um tom de sarcasmo.

       Me aprensentei adequadamente para o indivíduo e assim que ele escutou melhor, acabou estendeu sua mão para me cumprimentar. Seria um ato amigável se sua cara não estivesse parecendo de um psicopata que achou sua próxima vítima para seus ataques, ou até mesmo parecido com aquelas bebês humanas, que devemos concordar, aquilo da mais medo do que palhaço em uma rua deserta.

          Olhei para ele com uma cara de medo estampada e nem um pouco disfarçada, porque meus amigos, uma coisa que eu não sei é atuar, principalmente atuar falsa simpatia. Ele percebendo meu desgosto aparentemente, simplesmente ignorou e sentou-se ao meu lado com suas batatas fritas em mãos, tentei usar minhas habilidades ninjas para roubar uma batatinha escondida, mas o filho da mãe tinha um reflexo muito bom e bateu em minha mão com um desdém aparente e sem tirar os olhos um minuto de onde olhava.

      — Jeon Jungkook, odeio aquele garoto, ele é aquele filho de vizinho que sua mãe chama e obrigatoriamente tem que engolir e tem que deixar tocar em seus brinquedos. — Ok, pode ser que eu tenha uma mente muito pevertida porém não evitei em pensar besteiras quando ele falou em brinquedinhos, que DEAN me purifique.

        — Acho que você é uma das raras pessoas que o odeia, e, felizmente, encontrou o clube dos odiadores do Jungkook, seja bem vindo, você foi aprovado com sucesso. — Pelo incrível que pareça, aquele ser me deu um conforto que não estava sentindo desde que Hoseok foi embora, me deixando sozinho em um aglomerado de pessoas esfomeadas.

       — Fico feliz de participar desse seu grupo que tem só uma pessoa, Min Yoonji. — Era incrível como mal começamos a nos falar e eu ja estava com raiva daquele deboche todo, eu posso ser debochado mas odeio que minha própria arma seja usada contra mim. 

       — Pensei que Min Yoonji era uma deusa para você e eu só um eu. — Cutuquei a onça, toma Jubileu, mas me ataca que eu ataco de volta, aqui é só no 'ataque da Jibóia’.

        — Você nem é tão feio assim, e tem incrivelmente uma cara de assasino que esconde uma arma dentro  de sua mochila, eu deveria fugir, pensando melhor… — Ele disse a primeira frase sussurrando e um pouco emburrado, terminando com o seu tom sarcástico que parecia viver com ele. Ok, deixa eu processar por um momento, ele me chamou de bonito? então quer dizer que a purpurina magica, mais conhecida por dinheiro vivo, do Jung deu certo?

         Eu não evitei me sentir um pouco corado com esse comportamento, e por um momento desejei que o meu acompanhante de cabelos coloridos vinhesse logo porque eu não estou preparado para elogios, isso não faz parte do plano. E como se fosse uma linda flor, que poderia ser comparada com um ser sobrenatural, já que só foi eu pensar nele que o infeliz brota, o Jung apareceu com nossos lindos hambúrgueres e batata fritas acompanhada com um refrigerante qualquer.

    — C-Channie, quanto tempo não é, meu amigo? Como você tá? — Dava para ser perceptível até por vocês, seres que vivem em meu cérebro – eu poderia dizer que isso é coisa de retardado, mas todos sabemos que essa é a realidade –, que Jung Hoseok não estava nem um pouco confortável com tudo isso, ele parecia estar tomando cuidado com as coisas que dizia, com medo de tocar em um filhote inofensivo e machucar, o que não parecia ser nada inofensivo comparado a cara que o garoto ruivo de cabelos bagunçados ao meu lado fazia.

    — Não haja como se estivesse tudo bem, Jung Hoseok, acho melhor você calar a boca antes que algo pior aconteça. — O ruivo tingido a tinta de farmácia, somente olhou de soslaio para o meu grande amigo. Parecia que tinha descoberto mais uma burrada do Jung.

     — Eu não acredito que o ratinho do Jungkook ta aqui? Yoongi é sua hora de brilhar menino. — Ele simplesmente ignorou a ameaça e começou a focar-se em mim, logo quando percebeu a presença do “rei” Jungkook. Eu somente fiz uma cara de desentendido, porque eu realmente não estava entendendo a cabeça da cabeleireira colorida, e pelo visto, nem o ruivo ao meu lado.

         — Não se faça de desentendido, seu Marshmallow queimado, você tem que mostrar quem você é. Você tem que se destacar, afinal, tem muitas pessoas bonitas no Campus, mas somente as que batem o peito em qualquer pessoa que as barrem que vão pra frente nesse lugar. Então, meu amigo, tá na hora de botar a sua unica barreira no lugarzinho dela e ganhar destaque. — Eu olhei incrédulo para ele, o que ele achava? Que estavamos fazendo parte do elenco de Gossiped Girl, isso daqui é a vida real, se eu enfrentasse Jungkook e irritá-lo é bem capaz que aqueles pãezinhos dele – mais conhecido como músculos – me ataquem e me lancem lá no Brasil.

     Por incrível que pareça eu nem precisei mexer um musculo, como um sobrenatural do mau sendo invocado por uma seita, a criatura apareceu na minha frente com sua gangue da pesada, Kim TaeHyung e Byun BaekHyun. 

         Eu percebia o seu ódio direcionado a minha face, que tenho certeza absoluta, estava com uma aparência boba  nesse momento, pelo simples fato de eu estava  admirando toda a beleza que aquele ser tinha. Não posso negar, ele era dez vezes mais bonito do que eu e isso era um dos motivos pelo o qual eu me sentia mal, eu nunca poderia ter uma beleza suficiente para ter Jimin. Suas pernas eram bem torneadas, seus lábios vermelhinhos que nem de um morango, olhos grandes e fofos – mas que agora só estavam sendo usados, com certeza, para me atacar visualmente, uma técnica dos ninjas –, tudo isso dava motivos para os outros gostarem dele.

          Enquanto ele me olhava com seus olhos grandes, pude ver Hoseok com uma cara debochada pronta para atacar, um Channie atento com suas batatas fritas em mãos e ajeitando seus óculos, e o Kim e Byun me lançando faíscas sem nem saber o mínimo motivo para isso.

     — Ora se não é Min Yoongi, sim, eu descobri quem você é. Foi bem difícil para achar algo relacionado a um ninguém como você. – Ele riu e BaekHyun o acompanhou, enquanto TaeHyung aparentava não gostar nem um pouco do que estava ouvindo.

     — Ora se não é a co-quer dizer, Jungkook. Se ele é um ninguém, porque esta conversando com ele mesmo? – Não se enganem, Hoseok podia estar me defendendo, mas o maior motivo disso tudo era porque ele gostava  de tretar, principalmente quando tem um tal de “ Jungkook” no meio.

       — Porque estou precisando mostrar pro Zé Ninguém seu devido lugar. – Foi então que Jungkook chegou usando todo a sua maldade em seu andar e chegou bem perto de mim, deixando nossos rostos colados somente sendo separados pela a mesa ao meio de nós.

         — Espero que tenha entendido o recado, mas eu traduzo para os burrinhos, não se meta aonde não deve.– Disse com a maior raiva do mundo antes de partir, deixando somente a mim e seus amigos para trás. O negrume de olhos azuis, quase brancos – provavelmente lente de contato, porque ninguém tem um olho daquele jeito. – logo correu atrás de Jungkook sem mais nem menos.

           — Não ligue para o Jeon, ele acha que tem algum poder aqui, mas não o substime, ele age assim porque as pessoas o botam nesse posto e entres outros motivos… — O acastanhado disse com um sorriso encantador nos lábios, eu juro que de primeira nao acreditaria que aquele ser poderia ser do lado negro da força, sua beleza e seu jeito de falar eram totalmente diferente dos outros.

           — TaeHyung-ah, você sabe que nós nunca iremos pensar que nem você. Afinal, nem você deveria pensar assim, com tudo que o Jeon te fez. — Hoseok se pronunciou, sem nem olhar para a cara do Kim, antes de me pegar pela a mão e me levar para alguns centímetros longe do acastanhado e do ruivo que continuou sentando.

               — Ei! Min Yoongi, que tal ir para a minha festa amanhã a noite? Só os mais legais da universidade vão, acho melhor você não perder. Hoseok, você também ta convidado — Ele praticamente gritou no meio do shopping, chamando a atenção de todos ao nosso redor. Me senti a Beyoncé pisando no palco, tirando o fato que as pessoas não estavam me admirando e sim revoltadas com o escândalo que o sorriso quadrado fez.

{ • } 

          Chegando no dormitório, Hoseok e eu nos jogamos na cama cansados, estava tarde e foi cansativo rodar o shopping inteiro a procura de algo interessante. Mas eu sentia que não era só cansaço que Hoseok sentia, ele estava pensativo, estava armando alguma coisa. Eu sabia só pelo o seu olhar.

       — Min Yoongi, você tem que ir nesta festa. — Hoseok falou de repente atraindoinha atenção. Ele estava louco, eu acho que ele esqueceu que eu sou anti-festa, anti social club.

        — Hoseok, você esqueceu que eu sou a pessoa mais anti social dessa universidade? Eu só tenho você com amigo. Tive até um ataque só em dar um oi para você. — Tive que relembrar a cabecinha fragil, tadinho, a demência está chegando mais cedo para ele. Mas não me surpreendo, do jeito que é velho de alma, não pode ir na padaria do lado da universidade – quando digo do lado é literalmente 2 centímetros de distância –, ou fica reclamando de tudo, até mesmo da planta que ta verde demais, já é de se esperar que ele começasse a chegar ao fim da vida mais cedo.

         — Por isso mesmo, você tem que se mostrar, como Jimin vai te notar se você não mostrar que você existe. Além de que, Jimin vai estar lá, você precisa mostrar para ele que é mais que o Jungkook, e é nessa festa que você tem que fazer isso. Você tem que mostrar que é melhor que o Jungkook. — Ele ja estava em pé me encarando fixamente, estava até dando medo.

           — Mas ele não deveria gostar de mim do jeito que eu sou? . — Perguntei desconfiado.

   — Errado, Marshmallow queimado, as pessoas gostam do que vêem e principalmente das sensações novas. Se você se mostrar uma pessoa doce, legal, popular, intrigante, sexy e outras coisas, você conquista a todos, até mesmo Jimin. Qual é, aqueles dois não sao alma gêmeas que ficam coladas que nem chiclete, uma hora o Jimin desencana, e vai ser você que vai fazer ele tomar tal ação. — Enquanto falava, Hobi escrevia algo no quadro verde-musgo com um giz de cera branco. Mesmo achando meio errado isso, eu não podia negar, Hope estava certo, as pessoas só gostam do que traz algo novo e interessante, e eu tenho que ser essa pessoa.

         — E assim vamos para o próximo passo: Seja O intrigante.—


Notas Finais


Bem, como podem ver, eu arrumei uma outra beta. Dêem boas vindas a @xMommy, ela é uma beta muito legal e tem me ajudo nessa fic.

PERGUNTAS:

1- Como vocês acham que vai ser essa festa? Tipo uma pool party, uma festa adolescente normal, uma festa a fantasia? Como vocês imaginam?

2- O que vocês acham da história do Byun com o Jungkook em?

3-Por que será que o TaeHyung é tão próximo do Jungkook agora?

4- O que vocês acham que vai resultar na história o aparecimento do Channie?

5- Quais estilo de fics vocês mais gostam?

xMommy:
Ficaria agradecida se vocês comentassem (NÃO ESTOU OBRIGANDO, OUVIU, SENHOR SPIRIT?)
Adoro ler comentários ^^

Escrito: @Tekashiescorpio
Betagem: @xMommy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...