História Só o tempo poderá dizer - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandre Nero, Giovana Antonelli
Personagens Alexandre Nero, Giovana Antonelli
Exibições 77
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então será que rola ?

Capítulo 5 - Reunião


Os dias passaram arrastados para os dois, nesse meio tempo Alexandre acertou o papel com Amora, a novela já estava bem mais encaminhada, os atores já iam fazer as mudanças necessárias no visual. E no dia de hoje haveria uma reunião dos quatro atores do núcleo principal com João Emanuel e Amora.

Alexandre acordou animado tinha planos e eles envolviam a morena. Giovanna acordou nervosa, não se reconhecia, parecia uma adolescente, precisava desabafar com alguém. Foi em direção ao espelho e falou consigo mesma.

G- acorda Giovanna, para com isso, tá ficando louca mulher ?

Então a morena decidiu ligar para Amora, precisava de ajuda pra manter os nervos no lugar durante a reunião, e ninguém melhor do que a loira que a conhecia tão bem.

G- Alô, Deusa ?

Am- alô rainha, esqueceu de novo do horário da reunião mulher ?- falou descontraída como sempre- é só de tarde musa!

G- Não Amora, não é isso, eu preciso conversar contigo, mas não pode ser por telefone, tem como você vir aqui em casa ?

Amora sentiu a tensão na voz da amiga e resolveu ajudar.

Am- Já sei deusa, a gente pode fazer assim, eu passo aí na tua casa mais cedo para te buscar pra ir pra a reunião e a gente vai conversando no caminho, aí você me conta o que tá acontecendo direitinho.

G- Fica combinado assim então deusa, beijos!!

Já era fim de tarde quando Amora passou no apartamento de Giovanna, as duas já estavam a caminho do projac quando a loira resolve quebrar o silêncio.

Am- Bora Deusa, me diz o que tá acontecendo contigo!

G- Amora, vou ser direta, você sabe que eu gosto das coisas assim! O Alexandre me beijou, é isso .

Am- Alexandre o boyzinho que vai fazer o papel?- falou boquiaberta- Tá comendo bem em Antonelli, n sei porque o desespero.

G-.Amora para, como é que eu vou fazer essa novela com o pai do meu filho, que por acaso é o cara que eu mais amei na vida, meu ex, e o carinha que me beijou faz poucos dias.

Am- Ex???- Amora quase gritou essa palavra- tú não tá esquecendo de me contar nenhum pequeno grande detalhe não Giovanna Antonelli?

G- É deusa, o Giane terminou comigo, disse que eu não tô entregue ao nosso relacionamento, Alexandre me viu chorando no estacionamento e resolveu me ajudar, ele me levou até em casa e acabou acontecendo- deixou escapar um leve sorriso quando falou de Alexandre

Am- Quem diria que Alexandre Nero era esse príncipe capaz de mexer tanto com você!

G- Tá maluca Amora ? Fora da casinha você mesmo!!

Am- Você pode continuar se enganando mas comigo não cola, você sabe que não.

Alexandre já tinha chegado no projac a algum tempo, esperava a morena em um banco na frente da sala onde seria a reunião. O moreno vestia uma blusa azul de mangas compridas colada ao corpo, um calça de lavagem clara e um tênis nos pés. Estava nervoso, as mãos geladas e isso só piorou quando viu Giovanna se aproximando junto com Amora, de pronto ele se levantou para cumprimentá-las.

Al- Boa tarde meninas!- falou com o sorriso como sempre encantador

Giovanna sorriu de volta para ele. Aquele sorriso aberto, que a deixa de olhos apertados que só ela sabe dar, e naquele momento Nero podia jurar que era o mais bonito que já viu na vida.

Am- bem, ainda falta um tempinho pra reunião começa então eu vou ali tomar um café.

Giovanna olhou feio pra Amora, que lhe lançou um sorrisinho sapeca de volta.

Al- Isso tudo é medo de mim, Senhorita Antonelli?

G- eu? Medo de você? Tenho motivos para isso ?

Al- espero que não.. nervosa para reunião?

G- Por que estaria ?

Al- Não, nada. Giovanna, eu vou direto ao ponto!

G- goxxxto disso Nerinho- falou encostando no seu ouvido quase sussurrando as últimas palavras.

Al- Eu, você, jantar depois da reunião- falou aproximando o rosto do da morena- Aah, e não é um pedido, é um ultimato

G- Alexandre, n sei, eu tinha que voltar pra casa, eu nem vim tão arrumada...

Al- você é linda de qualquer jeito, saiba disso- depositou uma mão em sua cintura e um beijo calmo no seu pescoço.

De longe Reynaldo assistia tudo, ficou um pouco enciumado mas decidiu se aproximar amigavelmente do que lhe parecia um casal.

R- Oi Gio- falou sorrindo largamente

G- Oi, é, Reynaldo- ficou visivelmente incomodada- esse aqui é o Alexandre Nero, ele vai contracenar com a gente, e Alexandre, como você já deve saber esse aqui é meu amigo, Reynaldo Gianecchini

R- prazer Alexandre- falou estendendo a mão em direção ao moreno

Al- O prazer é todo meu, cara.

Giovanna foi salva da saia justa por Amora Mautner que se aproximou da roda e chamou todos para começar a reunião, ela explicara que Murilo e Jec iam se atrasar um pouco e que por isso iria adiantando um pouco as coisas. A reunião continuou calma, vez ou outra Alexandre lançava um olhar profundo para Giovanna que mudava de cor sempre que ele o fazia.

Jec- Bem, então é isso, estão todos dispensados.

Giovanna se levantou indo cumprimentar o autor e depois voltou para seu lugar e começou a guardar de volta dentro da bolsa as coisas que havia usado para fazer algumas anotações. Alexandre se aproximou sem que ela percebesse, encostou o corpo por trás dela, depositou um beijo em sua nuca e aproximou-se do seu ouvido.

Al- No meu carro ou no seu, senhorita Antonelli ?

A cena deixou Giane Claramente incomodado e Murilo cheio de raiva. Eles já não tinham ido muito com a cara de Alexandre e agora muito menos. Amora que observava atenta todas as reações rumou em direção ao casal.

Am- Deusa, ainda vai precisar da minha carona ?- falou com o sorriso cínico típico dela

G- Não, Amora, eu não vou precisar dos seus serviços hoje.

Alexandre sorriu vitorioso, estendeu a mão para morena que entralaçou os dedos com os dele, e foram em direção ao estacionamento onde estava o carro de Nero. Os dois passeando de mãos dadas chamou a atenção de muitas pessoas o que fez Giovanna corar sempre que isso acontecia.

Al- você é bonita de mais Giovanna


Notas Finais


Sugestões para os próximos capítulos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...