História Só uma garota inocente - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Bruxa de Blair, A Garota da Capa Vermelha, A Hospedeira, Among the Sleep, Corpse Party, Fran Bow, Jeff The Killer, Lucius, Slender (Slender Man)
Personagens Jeff, Lucius, Mr. Midnight, Personagens Originais
Tags Pessoas Boas Nesse Mundo
Visualizações 18
Palavras 782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Capítulo 3


No dia seguinte eu não consegui dormir direito, só fiquei sentada na cadeira em frente a janela, pensando em um jeito de sair daqui com a Maria. Me pergunto como ela veio parar aqui.

A porta se abre e Jason entra com uma bandeja de bolo nas mãos, ele a coloca em cima da penteadeira e pega a bandeja com pão e água, antes dele sair o pergunto se tem algo no bolo que ele trouxe.

- Você é bem esperta criança - ele para na porta. - Não tem nada no bolo, eu juro.

- Não confio em você Jason - respondo sem olhar para ele.

- Maria contou meu nome ? - pergunta.

- Se ela dissesse ?

- Não a problema com você, mas sim com ela.

- Não ouse se aproximar dela Jason - levanto da cadeira ainda de costas para ele.

- Você é bem confiante criança.

- Não mude de assunto.

- Ok, não me aproximo.

Ele sai do quarto e viro para a Maria que ainda dormia na cama abraçada com um ursinho de pelúcia que estava na cama. Respiro fundo e volto para a cadeira onde estava sentada.

------------------------

- Meninas, eu vou sair, se comportem - ele disse entre a porta e ouço seus passos se distanciando.

Levanto da cadeira e procuro algo afiado para me defender, abro o guarda-roupa e vejo pregos fundados na madeira da porta, tento tirar o prego mas o faço sem sucesso, lembro que ele deixou uma colher de aço no prato do bolo, pego e tento tirar o prego que agora começa a sair.

- O que está fazendo ? - Maria pergunta.

- Tirando o prego do guarda-roupa - respondo.

- O que vai fazer com um prego ?

- Me defender quando ele se aproximar de mim, ai nós escapamos - ela volta a dormir tranquilamente.

Fiquei horas tentando tirar mas só afroxei o prego um pouco.

Ouço passos vindo e fecho a porta com delicadeza e volto para a cadeira em frente a janela, ele abre a porta e a fecha entrando no quarto.

- Se comportaram ? - ele pergunta para nós.

Fico quieta e a Maria faz o mesmo.

- Maria… se comportaram ? - ele olha para a Maria que se segurava com força.

- Não ! A moça estava tirando um prego para se defender de você Jason - ele disse rápido e apontando para mim, e logo ela sussurra um Desculpa.

Jason se aproxima de mim e me agarra no braço me puxando para fora do quarto, comecei a me debater para me soltar mas ele me dá um soco no rosto e sinto algo escorrer da minha boca, olho para chão e era algo vermelho. Ele abre uma porta e me joga na cama com tudo, o quarto era bem melhor do que estava antes.

É bem iluminado, com cama de casal, janelas trancadas com barricadas também e tapete felpudo.

- O que vai fazer comigo ? - sento na cama.

Ele não responde e só tranca a porta atrás dele, se aproxima de mim e recuo saindo de cima da cama e encostando na parede, ele para quando nossos corpo se colam, a única coisa que dava para ouvir era nossa respiração e seus olhos ficam verdes florescentes.

- Max… - ele diz meu nome.

- Como… - ele me interrompe colocando o dedo indicador entre meus lábios.

Logo depois ele cela nossas bocas com um beijo lento e viciante, arregalo os olhos e o empurro fazendo ele tropeçar e quase cair no chão de madeira. Tampo minha boca com as costas da mão e lindo o sangue que escorria da minha boca.

Ele se levanta e limpa o sangue da boca, porque eu tinha mordido sua boca com força.

- Você é bem agressiva, eu gosto disso - ele abre um sorriso.

- Seu louco… - sussurro.

- Enquanto não se comportar, você fica comigo.

Fico brava por ele dizer isso e por ele ter me beijando a força.

- Fica fofa brava.

Ignoro o que ele disse e viro a minha cabeça para o lado, ele sai do quarto e começo a escorregar as minhas costas na parede sentado no chão.

Começo a surtar, bater na parede, no chão, chuto a cama fazendo empurra-lá, depois choro jogada no chão.

-------------------

Tempo se passou e eu ainda estou jogada no chão olhando para o teto de madeira, respiro fundo e solto o ar lentamente.

*Por que ele me beijou ? Por que ele me prendeu aqui ? O que será que ele vai fazer comigo ? Eu não vou ficar aqui para descobrir !

Sento no chão e procuro algo afiado ou pontudo para me defender, novamente acho um prego no canto do quarto e o escondo quando Jason abre a porta.

- Está melhor ? - ele pergunta se aproximando de mim.

Confirmo com a cabeça.

- Que bom…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...