História Soap Bubbles - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Colegial, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Romance, Tae, Yoongi
Exibições 22
Palavras 1.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


SEM PALAVRAS PARA DESCREVER ESSE CAPITULO...


AVISOS NAS NOTAS FINAIS.

Capítulo 27 - Suas regras


Seu toque na minha mão me fez despertar para a realidade, a fixa ainda não tinha caído por completo, o que iria acontecer se ele não tivesse me salvado? O que o Mark seria capaz de fazer? Sinto um frio na barriga só de pensar nessa possibilidade, claro que ele não me faria mal, afinal nem nos falamos direito.

-Isa você está bem?- Diz tocando no meu ombro, o encaro procurando algum conforto, as lágrimas acumuladas começam a encharcar os meus olhos, não queria mostrar tamanha fraqueza na sua frente, mas é isso que eu faço sempre deixo transparecer as minhas fraquezas.

-E-eu não sei. - Pisco deixando as lágrimas quentes descer pelo meu rosto.

-E se você não tivesse aparecido, o que ele seria capaz de fazer? - Respondo em sussurro, limpando algumas lágrimas que ainda insistiam em cair.

-Ei ei, olha pra mim.- Falou erguendo o meu queixo para encara-lo - Eu sempre vou estar aqui para te salvar, entendeu?

Assenti com a cabeça corando fortemente desviando o olhar para o gramado verdinho que ali tinha, acabou ficando com um silêncio, mas dessa vez um silêncio bom. Tomei coragem para encara-lo e percebo que o mesmo já está me encarando, sem perceber me perco no seu olhar, isso já está virando costume meu, um costume que eu não quero acabar nunca. Subo o olhar para as suas madeixas cor de menta, que estão balançando levemente com a brisa, e um desejo incontrolável de querer senti-las com os dedos me corroe, mas somos interrompidos por um grupo de estudantes barulhentos. O vejo suspirando alto, ri e me levantei arrumando a minha saia. Estendi a mão para ajuda-lo, mas o mesmo negou, dei meia volta para pegar a minha mochila no chão.

Olhei pra trás e pude perceber que o Yoongi estava andando de um jeito estranho, ele está mancando! Por que não me contou antes? Peguei as nossas mochilas, indo em sua direção.

-Por que não me disse que estava machucado? - Falei alto com as mãos na cintura.

-Eu não estou machucado! Estou na minha melhor forma.- Disse numa tentativa falha de me convencer, eu sei que ele está machucado, só é muito orgulhoso para admitir em voz alta. Ri arqueando as sobrancelhas como se não fosse óbvio.

-O sério? Então porque não carrega a sua bolsa? - Disse le entregando a bolsa, o mesmo faz uma cara de ofendido e pega a mochila. Saio andando na frente de propósito, só para ver até onde vai o seu "orgulho de ouro".

-Vamos Yoongi, até uma tartaruga deficiente está mais rápida que você. - Falei rindo, recebendo um olhar de desespero da sua parte, aquilo vez o meu coração derreter, desisto da brincadeira e vou ajuda-lo.

-Vem, eu vou te levar para a enfermaria. - Falo, já o puxando em direção ao corredor que leva à enfermaria.

-Eu já disse que estou bem! E a enfermeira não vai com a minha cara! - Diz fazendo birra, suspiro alto já cansada de tanta enrolação.

-Olha, nem tente mentir pra mim que eu sei que você está mancando, e por que não cala essa boca e me deixa ajudar? - Falo e ele se cala na hora, suspiro e continuo o caminho até a enfermaria que fica do lado do pátio principal.

É uma típica enfermaria padrão, paredes brancas, três macas e um armário de remédios. Olho para todos os lugares observando todo o local, não era tão grande, mas também não era minúscula. Uma enfermeira que aparentava estar na facha dos cinquenta veio nos atender, olhava feio para o Yoongi, o que me fez prender o riso.

-Por que não me surpreendo, em senhor Min?- Fala como se já estivesse cansada de ve-lo.

-Eu falei que ela não ia com a minha cara. - Disse ele no meu ouvido, ri baixo, posso sentir a sua respiração batendo no meu pescoço me fazendo arrepiar.

-Fique aí que eu vou pegar um remédio. - Disse e saiu, sem falar mais nada.

-Vem é melhor você se sentar. - Falei aprontando para uma das poltronas, o mesmo se senta sem reclamar.

-Desculpa, você está assim por minha culpa. - Disse olhando para os meus dedos, tentando olhar para qualquer coisa, a não ser os seus olhos.

-O que seria dos heróis sem as donzelas indefesas?- Disse com o seu sorriso gengival, ri.

-Você deveria sorrir mais. - Falei rápido demais para perceber o que tinha dito, vejo suas bochechas ganharem pequenos tons vermelhos. Escuto uma tosse forçada,

-Bem eu cheguei e espero que não fiquem de paquera na minha frente. - Falou a enfermeira entregando um remédio na mão do Yoongi e um copo de água saindo em seguida.
Corei fortemente mais uma vez e o Yoongi me olhou em seguida dando o seu famoso e charmoso sorriso no canto dos lábios. Gostaria de saber o que se passa em sua cabeça em uma hora como essas.

Percebi que estava olhando demais para ele, para sua boca para ser mais específica então desviei o olhar para a janela que estava aberta com um vaso de flores.

-Bem está tarde e amanhã temos aula precisamos dormir. - Falei tentando acabar com aquele silêncio devastador.

-Mas está de dia Isa . - Falou o Yoongi e uma expressão de confusão se formou no seu rosto.

-Eu sei mas vai ser bom para você descansar! -Falei rápido pegando rapidamente a sua mão e o levantando da poltrona.
O puxei tão rápido que ele sai cambaleando e quase caiu em cima de mim, mas por sorte não caiu. Nossos corpos se aproximaram com o impacto e percebi qua ainda estava segurando a sua mão então a soltei pensando em seguida nossas bolsas.

-Vamos... - Falei o olhando de relance e uma face triste e perdedora se formou no rosto do Yoongi.

Saí a passos largos da enfermaria abrindo a porta deixando o Yoongi para trás, mas antes que eu pudesse girar a maçaneta da porta senti meu pulso sendo puxado novamente mas dessa vez era um toque calmo e delicado.

Meu corpo se juntou ao do Yoongi o os nossos olhares se encontraram a mão do Yoongi que estava no meu pulso agora estava entrelaçada com a minha fazendo com que várias correntes elétricas pecorressem por todo o meu corpo.

Nossos rostos estavam próximos e estávamos sentindo a respiração quente um do outro.

-Já disse que você faz as suas próprias regras. -Falou o Yoongi em seguida selando nossos lábios.

Continua...

Notas Finais


Aii meu Deus que fofis... Esse capítulo foi meu e da Joon, e precisamos avisar algo mas não se preocupe não é algo do tipo " A fanfic está chegando ao fim" A Fanfic ainda tem muito pela frente rsrsrs mas o aviso é

A Joon está estudando para uma prova muito importante e não vai ter como postaremos diariamente então teremos que postar nos fins de semana mas como eu tenho alguns dias de semana livres tentarei postar provavelmente tentarei postar outro hoje a noite porque eu não estou conseguindo me segurar para o próximo.

Era só isso mesmo o aviso.

Comentários são bem vindos e até o próximo

Kissus de açúcar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...