História Sob a luz do luar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Maluma
Tags Drama, Romance
Visualizações 31
Palavras 1.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Famí­lia, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Sob a luz do luar - Capítulo 1 - Prólogo

Estou sentada olhando a Carol, escolhendo a minha roupa para uma balada que nem quero ir, será que eu não falei o bastante que não queria ir ,mais meus amigos não me escuta começa a toca Sia música  Elatic Heart. Uma das minhas músicas favoritas, sempre estou escutando, sabe quando você tem a sensação que foi feita para você, ou se encaixa na sua vida, que está acontecendo dentro de você, eu tenho esta sensações, em algumas das músicas dela, sou fá das músicas sofrencia, como fala a Carol, mais gosto de outros estilos, me considero uma pessoa eclética  

-Meu Deus, como uma mulher pode ser tão maravilhosa, amo de paixão.  _fala a Carol e beija o Dylan que ir, são loucos mais eu amo.

- Ela e deusa, a rasa, então você não vai si arrumar? Vai se veste mocinha.

 _Fala o Dylan como sempre me tratando como criança, dou um risinho sarcástico para ele,e entro no banheiro para ir para aquele lugar, cheio de pessoa bêbadas se esfregando umas nas outras, queria ficar em casa, assistindo minhas seres favoritas, mais não. Olho para aquele vestido, que não me caberia, respiro fundo e tento colocá-lo, fala sério para mim ficou apertado, parece que eu estou vestindo um tamanho infantil, mais tenho que admite o Dylan tem bom gosto, não gosto do meu corpo, mais ate que o vestido ficou bom, ele era preto,no meio da coxa, um pouco curto para meu gosto, sai do banheiro com todos me olhando, Dylan dando pulinhos de alegria. Vamos fala do meu corpo, não e tão magro mais também não sou tão gordinha, tenho algumas curvas sou morena, cabelos ondulados cacheados quando ele quer, ele tem vida própria, estou com eles escovados, por que a Carol achou que ia fica melhor, não sei por que.

- Você está uma gata. Vem que eu vou te maquiar para arrasar com os boy. _ Sento em uma cadeira, para meu melhor amigo me fazer de boneca, depois que todos estão prontos,  pegamos o carro e partimos para uma viajem de uma hora para chegar na boate, umas das melhores de São Paulo.

Estava cheia tantas pessoas muitas já bêbadas, não precisamos fica na fila Dylan conhecia o segurança, que deixo achem-te entra,  será que ele e o boy que o Dylan falou que tinha ficado, que não gostava de ser visto com outros homens, o lugar e ata agradável estava tocando a música do(Dj balven, bonita) sigo eles para o bar, sentamos na àqueles banquinhos que meu Deus por que tão altos o barmem  nos atende.

- Boa noite o que a senhoritas e o cavaleiro vão querer? _ pergunta ele secando a Carol,que da uma piscadinha para ele, como ela fala (se tem peixe no mar, vamos pesca,que hoje nem um escapa das minha rede) ela e muito bonita, cabelos loiros liso, quase nas costa, olhos castanhos, branquinha, ela chama muito atenção de garotos e garotas.

- Quatro doses de tequila, meu bem!

- Está aqui gatas! _   Fala o barmem , dando um sorrio para nos, que dizer para a Carol, a Ana da uma piscadela para o ele, e vejo  Carol fazer sua típica careta quando alguém da cima do cara, que ela caba de canta, pego meu copo de tequila e viro na hora, quero fica bêbada logo, quanto mais rápido eu ficar bêbada, vou pode mim diverte, sou um pouco tímida, então não consigo dançar na frente de pessoas estranhos.    

- Vamos que esta noite e nossa. _fala a Carol com seu copo na mão e virando a seguir.

- Vai com calma pequena. _ Dylan e como um irmão mais velho, que sempre que me proteger das pessoas má  do mundo, amo este dois como todo meu coração ,não sei se foi o gole de tequila, mais já estava com vontade de fala as verdade ,me declara.

-Fala sério Dylan, vocês não me forcarão a vim, então vamos beber.

-HUUU.... Então vamos beber, até não lembramos nossos nome._ fala Ana que já está virando seu terceiro copo de tequila ,viro o meu ardência me corrói , já estava me sentindo mas leve, vamos para a pista de dança, se não as pessoas ia aja que íamos a acabar com a bebida, estava acompanhando o ritmo da musica, com a batida do ragatangga.

Vejo um cara auto que chega na Ana, nem vi o rosto dele direito, só vejo os dois conversando e ela dando risos e passando a mão nele, volto a dançar com o Dylan e a Carol, não vejo mais a Ana e o cara alto, sei que e minha decima dose de tequila, eles não me deixa beber muito, se não quem vai levá-los para casa, se não for cada um para seu lado,  eu como sempre ficando de vela para um deles, que seja o Dylan, que me deixa comer tudo que eu tenho direito, sei que pareço uma criança, tenho que me  suborna com comida, quando estava terminando de concluir meus pensamentos, sinto alguém me puxando para fora da boate, quando eu vejo e Ana que está me colocando dentro de um carro,  como eu fui para ali tão rápido, o carro era do cara alto, como foi nossa viajem, Ana e o cara se agarrando, eu prefiro olha para a paisagem da nossa selva de pedra, que estava linda naquela noite, paramos em um hotel de luxo, quem era a àquele cara, um dos amigos deles estava com nós, subimos o elevado com os dois se pegando, será que não faltava ar ali não, entramos em luxuoso quarto de hotel ou apartamento. 

- Por que vocês dois não fica_ falo Ana rido, apontando para me o amigo da àquele cara, serio que ela vai fazer brincadeira, deveria ter deixado ela vim sozinha, e ter ficado com o Dylan e Carol que era melhor, mais como não sou má pessoa, tive que vim, vai saber que tipo de pessoa são, mais ate que o amigo do cara alto, não e feio.

- Se não para de graça deixo você aqui. _ falo sentando em um sofá que tinha, parece mais um apartamento que um quarto de hotel.

- Brincadeira estressada me espere aqui, te amo. _ Fala ela me dando um  beijo na Buchecha, os dois some no corredor ,olho para o amigo do cara e aponto para o controle de tv ele parece que entendeu, balança a cabeça,como sim.

- Que jogar, isso vai demora._ Fala ele apontado para a porta ,concordo e do risada ele retribui.

- Meu nome e Emily. nós não fomos apresentados formal mente. _Ele ir,ele e bonito para caramba, ele e branco não tão auto quanto o amigo , mais e maior que eu, cabelos pretos curto e com um sorriso fofo.

-Pipe, eles estão ocupados de mais para apresentações. _ do um sorriso e começamos a joga.

- Posso ter perguntar uma coisa? _ Ele assente com a cabeça.

- Por que você não está com uma garota? _ Ele ri,nossa que e isso moço.

- Humm, só não queria fica com ninguém, queria só Curt a noite. E você por que não está acompanhada?

- Mesma coisa só Curt a noite .

- Por que você veio com ela? _pergunta ele intrigado por está ali.

-  Código de garotas, nunca deixe sua amiga sozinha com mais de um garoto. _  Rimos, continuamos a conversa e joga, depois de um tempo colocamos um filme, rimos e brigamos com a mocinha, ele acaba pegado no sono no meio do filme.


Notas Finais


Espero que gostem,minha primeira fanfic com o maluma,então boa leitura .
beijos amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...