História Sob Pressão - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Jade, Kentin, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Professor Faraize, Rosalya
Tags Armin, Castiel, Kentin, Lucy, Lysandre, Nathaniel, Romance
Exibições 11
Palavras 1.008
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capítulo para vocês :3
Esperamos que gostem, desculpe se houver erros, e boa leitura ^^/

Capítulo 8 - Caindo Em Prantos


Após o fim da aula sou uma das últimas pessoas a sair da sala, tento sair o mais rápido possível afinal preciso encontrar o Castiel e esclarecer tudo de uma vez, sinto um enorme frio na barriga ( Aleb : imagina o cagaço que a garota tá /Dani : como diria Gaby Amarantos : treme treme treme ��).

Por sorte ele ainda está no pátio, deve estar à espera do Lysandre, ou à mim? Não se iluda, Lucy, apenas respire fundo, e diga o que têm para dizer.

-Oi, Castiel. -Falo meio sem jeito.

-Oi? - Diz normalmente ( Aleb: Avá é memo /Dani : é ).

-É…eu queria falar com você sobre… o b-beijo.- Disse pausadamente e com um ou outro tropeço nas palavras devido à vergonha.

-O quê? Não me diga que você quer outro! - Responde com sarcasmo e um pouco de malícia. Ótimo, agora não sei onde enfio a cara -Olha, foi só um beijo, nada demais, não leve tão a sério! - Para ele é fácil falar, eu engoli em seco, acho que seria bem possível sentir a tensão sobre mim.

-É claro, foi só um beijo, nada mais, eu só queria esclarecer isso...-Falo com um sorriso amarelo - Bom, eu já vou indo, até amanhã então !- Me despedi do mesmo e segui, porém ele puxou meu braço.

-Não me diga que achou que eu estava gostando de você ? - Ele ficou mais sério do que o habitual. Eu não respondi, Castiel parece ter ficado mais bravo ainda. - Você precisa deixar de ser tão ingênua ! Só porque um garoto lhe beijou não significa que ele goste de você ! Apenas tive vontade…- ele soltou meu braço ao ver que lágrimas apareceram em meus olhos, foi instantâneo, não consegui evitar, quando finalmente conheci alguém legal, isso acontece.

Tudo aconteceu em câmera lenta, me afastei enquanto Lysandre se aproximava, com certeza ele viu as lágrimas caindo por toda minha face.

-O que você fez ?! - Pude ouvir ele perguntar ao ruivo enquanto eu saía dali rapidamente. Eu estou me sentido patética, uma garotinha boba, que raiva estou de mim mesma, o que eu estava pensando? Chego em casa e vou direto para o quarto, me deitando na cama em seguida.

As lágrimas caiam descontroladamente enquanto eu sentia uma indescritível angústia no peito, então, isso é uma decepção amorosa? Realmente, as pessoas não exageram quando dizem que o efeito interno é devastador.

Escuto alguém bater na porta, tento melhorar minha cara de choro, o que não parece ter adiantado muito. Quando abro a porta acabo fico surpresa.

-Lysandre? - Digo por impulso - Está tudo bem?

Acabei me sentindo um pouco aflita com tal visita repentina, como ele sabia onde eu morava ? Por acaso havia me seguido ?

-A questão não é se eu estou bem, mas sim se você está bem! - Ele respondeu, posso sentir a preocupação em sua voz, não consigo impedir algumas lágrimas de caírem, com os olhos fechados por causa do choro, acabo me surpreendendo com o calor de dois braços que me envolviam passando segurança, era um abraço tão aconchegante, confortável e protetor, eu me sentia segura.

-Ele realmente não gosta de mim ? - Meus olhos reluziam toda minha desilusão.

Lysandre respondeu calmamente :

-Sinto dizer. Não.

Aquilo foi a gota d’água, um rio de lágrimas jorrava por meus olhos, mas ele apenas continuou ali, me ninando até que me acalmasse.

-Obrigada…

-Eu preciso ir, mas...fique bem ! Descanse, coma doces, assista algo que goste ! Está bem ? - Ele se levantou, se despedindo.

-Sim, até. - Nisso, ele acenou e saiu pela porta, eu realmente precisava me acalmar e não sabia o que fazer.

Como pode ser tão difícil superar algo tão simples ?

Talvez porque eu dei muita importância. Mas eu vou seguir o conselho do Lysandre , vou assistir alguns episódios de anime (Aleb: Dramatical murder !!!!! Shuashia /Dani : Todo anime tem aquele personagem que sempre se “fode”, né, Aoba ?)

Agora me encontro deitada, comendo algumas porcarias e assistindo Ao Haru Ride, sempre fui fã do gênero shoujo, o trágico é que não é bem assim na vida real. Depois de um tempo assistindo eu deveria me sentir um pouco melhor, porém por conta do gênero do que fui assistir, permaneci estável ( Aleb: Também olha o que a criatura vai assistir / Lucy: me erra vai, e também o povo tá querendo ler e vocês ficam atrapalhando ai / Aleb: Que tom de voz é esse comigo, cuidado comigo senão faço o Dragon morder seu rabo -_-/ Dani : se tiver briga avisa para mim gravar/ Aleb/Lucy: Menos Dani -_- )

-Lucy?! - Minha tia entrou pela porta repentinamente, o que deu nas pessoas para ficarem entrando aqui do nada ? Meu Deus. ( Dani : deixou a porta aberta tá querendo o quê /Aleb :menina o Peter Pan entra é pela janela)

-O que houve ? - Perguntei, ela estava com roupas coloridas de ficar em casa, as mechas rosa de seus cabelos estavam desbotadas, mas ela continuava bonita.

-Eu te avisei, não ? Cuidado com as tentações, aquele garoto não presta, ao menos não para você ! - Ela se aproximou e apertou minha mãos.

Agatha havia me avisado, contudo eu não lhe dei ouvidos, e acabei nessa situação.

-Vou superar logo…

-Isso, não desanime ! O garoto certo ainda irá aparecer para você ! - Ela sorriu de orelha à orelha.

“O garoto certo”, ela tem razão, eu deveria me aproximar de alguém mais…correto !

Eu não posso ficar abalada por causa disso, passou, acontece com todo mundo de dar errado na primeira tentativa, a próxima será melhor, tenho certeza. Agradeci à minha tia, que me abraçou fortemente antes de reclamar sobre as besteiras que eu estava comendo e seguidamente ir embora.

Vou tomar um banho, amanhã preciso ir para a escola com uma aparência aceitável ao menos, ficar para baixo não resolve nada, apenas iria preocupar meus amigos, e não quero isso.


Notas Finais


Aeeeeee e então ? *-* o que acharam ? :3 adoraríamos saber
Até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...