História Sobre a luz do luar. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Agni (Arshad), Alois Trancy, Bardroy "Bard", Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Elizabeth Midford, Finnian "Finny", Grell Sutcliff, Lau, Madame Red (Angelina Dalles), Mey-Rin, Personagens Originais, Pluto, Príncipe Soma Asman Kadar, Ran-Mao, Sebastian Michaelis, Sr. Tanaka, Undertaker
Tags Drama, Lemon, Mistério, Novela, Romance, Sebastian X Ciel, Shounen Ai, Suspense, Yaoi
Visualizações 244
Palavras 790
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Canibalismo, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa a demora!

Capítulo 6 - O pequeno e safado conde Phantomhive.


Fanfic / Fanfiction Sobre a luz do luar. - Capítulo 6 - O pequeno e safado conde Phantomhive.

CAPÍTULO 6

O pequeno e safado conde Phantomhive.

Mais uma manhã na imensa mansão Phantomhive. O conde Ciel Phantomhive dormia em sua grande cama, apenas ao vestir sua camisola branca até metade de suas coxas. O conde estava suado em suas cobertas e sua respiração acelerada. Ao lado de sua cama ao observar seu pequeno lorde, Sebastian o observava com aquela cara de angústia e dor enquanto era assombrado por seus pesadelos. Um sorriso psicótico apareceu no rosto do lindo mordomo que caminhou até as grandes cortinas ao esconderem os raios do sol. 

— Está na hora de acordar, Bocchan. — Sebastian disse delicadamente ao abrir as cortinas brancas e limpas para o pequeno conde Phantomhive. 
O menor começou a despertar assim que seu mordomo o chamou, era automático. Sebastian sorriu quando Ciel coçou seus olhos com a manga da camisola branca e limpou as pequenas lágrimas no canto de seus olhos, caminhou até o criado-mudo o observando... Ou melhor, o comendo com o olhar.

— Aquele pesadelo novamente, Bocchan? — Perguntou enquanto entregava uma xícara com um dos melhores chás de toda a mansão para o dia começar bem para o pequeno conde. Misteriosamente, Ciel sorriu.

— Bom dia, Sebastian. Sim. — O menor respondeu rapidamente e bebeu o líquido quente da xícara enquanto olhava nos olhos de seu mordomo, como se estivesse vendo sua alma e julgando-o por estar quase tendo uma ereção entre as pernas por querer comer ao seu jovem mestre.. 
Sebastian se afastou e se ajoelhou a frente no conde ao segurar delicadamente seu pequeno pé de criança em seu joelho. Alisou-o e em seguida começou a vestir o conde Phantomhive. Ciel sorriu.


Já vestido e pronto para o café da manhã, Ciel parou a frente da grande janela em seu quarto ao admirar o lindo jardim decorado e arrumado por um de seus servos, Finnian. Ciel olhou para Sebastian ao guardar seu pijama... Extremamente sexy... No guarda-roupas do conde. 
Sebastian percebendo o olhar sobre si, virou-se para o menor que teve um leve rubor em suas bochechas. Caminhou até seu lindo mordomo e esticou sua mão a ele, misteriosamente, Sebastian ajoelhou-se ao segura-la e lhe deu um delicado beijo em seu anel de herança da família Phantomhive, ambos esboçando um sorriso divertido. 

 

Na sala de jantar, os servos do conde Phantomhive já estavam agitados. Mey-Rin estava preparando a mesa com várias delícias para o conde Phantomhive, que obviamente foram feitas pelo melhor mordomo, Sebastian. Sorrateiramente, Bardroy estava tentando pegar algumas dessas delícias na mesa enquanto Finnian arrumava a alguns vasos de rosas na mesa. 
Ao entrar na sala de jantar e ver toda aquela bagunça, o conde Phantomhive levou sua mão em sua testa ao fazer uma expressão de raiva. Sebastian ao perceber, arrumou sua postura e obviamente gritou ao levar os três servos para fora. 
— Já que estão tendo tempo livre para ficar vadiando, por que não terem o dobro de trabalho hoje?! — Gritou o mordomo aos literalmente os chuta-los para fora. 
Sorrindo satisfeito, o conde Phantomhive sentou em seu lugar á mesa de jantar ao começar seu café sossegadamente. 
 — Sebastian. —
Chamou o conde enquanto saboreava o delicioso café da manhã. 

— Sim, Bocchan? — Perguntou inocentemente.
— Após o café, irei conferir alguns documentos em meu escritório, não quero incomodações. — Disse seriamente ao olha-lo de canto. 
— Como quiser, Bocchan. — Curvou-se diante do conde. 

— Mais duas coisas... Sebastian... — Disse o nome de seu mordomo do jeito mais manhoso que podia naquela situação. Aquilo pegou seu mordomo de surpresa...

— S-Sim...? —

— A tarde, chegará uma encomenda... Leve-a diretamente a meu quarto. E de jeito algum, pense em... Abrir! — Disse ficando com um leve rubor nas bochechas abaixo do tapa-olho.

— Sim, Bocchan...? —

E por último... — O conde desviou o olhar ainda envergonhado, por algum motivo.— Vá ao meu quarto a noite, isso é uma ordem... —

Seu mordomo assentiu, curiosamente... Oque o conde Phantomhive estava aprontando para aquela noite para o seu... Delicioso... Mordomo?

 

 

A tarde passou rapidamente na mansão Phantomhive, os servos de Ciel tiveram o dobro de trabalho como castigo pela bagunça naquela manhã. Já Ciel e Sebastian apenas conferiram milhares de documentos que haviam sidos esquecidos ali pelo conde Phantomhive por pura preguiça. E finalmente, a noite chegou.

Ciel já havia jantado e tomado um bom banho de espumas. Agora estava a frente do espelho ao se admirar... Quando um som na porta pode ser escutado. 
— Bocchan? Estou aqui, como mandou. — Era seu mordomo. 

Ótimo... Entre, Sebastian. —

Sebastian Michaelis adentrou ao quarto do conde Phantomhive sorrateiramente.
Ao ver a cena que acontecia no quarto, o mordomo paralisou completamente.
Ciel estava nada mais nada menos a frente de um espelho ao usar uma Babydoll preta e completamente sexy enquanto puxava um pouco da calcinha em sua bunda, ao empina-la em direção á seu mordomo.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...