História Sobre JongDae e Chanyeol. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, Chen, Sehun
Tags Chanchen, Chanyeol, Chenyeol, Fluffy, Jongdae, Jongdaefest, Romance, Yaoi
Visualizações 58
Palavras 2.792
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, pessoas. Finalmente resolvi postar isso aqui, o prazo vai acabar logo, ela só vai ter 3 capítulos, vou postar o outro amanhã (acho) e o último sábado ou domingo. Eu gostei de escrever isso aqui, é uma ótima idéia, parabéns pra quem criou o plot e eu adorei. Se você que criou o plot estiver por aqui, me desculpe se não foi como você queria.
Bom, boa leitura, e me desculpem os erros, revisei, dei pras betas lerem, mas vai saber se deixei passar.

Capítulo 1 - 1


[...] O maior passou seus braços fortes envolta da cintura do menor, e o puxando contra seu corpo, beijou delicadamente o pescoço do mesmo. JaeJoong pendeu a cabeça para o lado, dando mais espaço para YooChun abusar de seu pescoço branco.   

 —Senti muito a sua falta, sabia? —YooChun sussurrou pra ele, descendo e subindo a mão na cintura e barriga do outro. 

—Sim, eu sabia. Também senti de você...— JaeJoong sorriu e se virou pro maior, passando os braços pelo pescoço do mesmo, se pondo na ponta dos pés, e tocando levemente os lábios do outro com os seus.  

Saudade, falta, era pouco pra definir o que verdadeiramente sentiram um pelo outro.
JaeJoong queria se fundir ao maior para nunca ficarem mais que 1 metro de distância longe. Ele amava o Park e não mais aceitaria ficar minimamente longe dele, mas o menor não sabia o que ainda estava por vir.   
YooChun aprofundou o toque, e beijou seu garoto como se fosse a última vez. E ele não duvidava que pudesse ser. 

FIM.

 

JongDae se sentia cansado. Seus dedos doíam, e seus olhos pesavam. Já eram 02 da manhã e ele estava ali postando último capítulo de fanfic. Ele supostamente deveria acordar cedo na manhã desse mesmo dia. 

Ele se levantou da cadeira e foi ao banheiro para finalmente dormir. Não tinha animação pra ir pra aula amanhã. Ele provavelmente ouviria Chanyeol, seu melhor amigo, falando sobre meninas. Não deveria ser um problema para ele, mas infelizmente era. 

JongDae suspirou, e se jogou na cama. Gostar do próprio amigo. Era o tipo de coisa que só ele mesmo podia fazer. Tanta gente no mundo, e ele se apaixona por alguém que o vê como melhor amigo. Quanta dificuldade ele ainda arrumaria pra sua vida? 

Ele gostaria que Chanyeol olhasse pra ele e visse mais do que seu melhor amigo, mas nem tudo que queremos acontece, então JongDae se conformava em ter a amizade do maior. Era o máximo de onde ele poderia chegar.

...

Chanyeol ostentava aquele sorriso que fazia as pessoas o acompanharem. Sempre alegre, brincalhão. Com sua alegria de sempre que contagiava as pessoas. JongDae andava ao lado do amigo, olhando pra ele enquanto o mesmo falava sobre a vizinha que pediu pra ficar com ele. 

— Você aceitou? — JongDae não queria realmente saber, mas perguntou.

— O que? Você acha mesmo que eu teria aceitado? — Chanyeol olhou com estranheza o melhor amigo. 

JongDae se sentiu mal sob o olhar do outro. Aliás ele se sentia todo mal ultimamente. 

— Ué, não era o que você queria?

— O que você tem hoje? Está estranho. — O maior olhava com mais estranheza ainda para o menor. 

JongDae suspirou. 

— Não é nada, cara. Fiquei acordado até tarde. — Respondeu ele. 

— Por que você fica acordado até tarde sabendo que vai levantar cedo? — Chanyeol se sentia confuso. 

— Atoa. — Seu amigo não sabia que ele escrevia fanfics. Ainda mais de casais gay. 

Chanyeol não conseguia entender seu parceiro de jogos. Obviamente se você vai acordar cedo, você deveria dormir cedo, pra estar apto no outro dia. Mas, seu amigo simplesmente desafiava a lógica. 

Eles chegaram na sala de aula, e se sentaram nos lugares costumeiros. JongDae na penúltima cadeira da fila, e o outro na última. O menor se virou pra trás como de costume, e Chanyeol iniciou uma conversa sobre os últimos episódios de One Piece que foram lançados, mas JongDae não havia visto, ocupado finalizando uma das suas muitas fanfics. 

JongDae sabia que não devia, mas gostaria de escrever sobre ele e Chanyeol. Ele sentia esse desejo, e poderia divagar em como seria ouvir que o outro o amava de volta, em como seria ser tocado por ele. O menor não se iludia que pudesse vir a acontecer, afinal, Chanyeol era Chanyeol, Nerd? Sim. Do tipo que gosta de Stars Wars e usa referências como “O lado negro da força”? Com certeza, mas, um nerd gostoso e desejado por muitas garotas, para a tristeza do mais baixo.  

Não sabia quando havia começado a gostar do outro, mas uma coisa era verdade, ele passara a cada vez mais desejar estar sempre com o amigo. Gostava de o observar falando, de como sorria. O sorriso de Chanyeol era realmente a coisa mais linda e espontânea do mundo. Gostava do cabelo dele que no momento estava rosa, mas já foi vermelho, loiro. Ah, ele de vermelho era a coisa mais linda. Além de que, apesar de ser muito alto e ter uma voz grave, era um menino extremamente fofo. 

JongDae babava muito em Chanyeol. Ele gostava demais do maior. Ele queria muito ser conformado com o fato de serem melhores amigos, e não querer mais, acabando por estragar o que eles tinham. Mas ele realmente não conseguia evitar sorrir apaixonado para o outro, não conseguia evitar que seus olhos o atraíssem para aquela criança grande. JongDae não podia evitar ter como último pensamento do dia Park Chanyeol.  

Isso era irritante. Mas, ele decidiu que escreveria realmente uma nova fanfic sobre os dois, como forma de consolo. Mas, só depois de ver os últimos episódios de One Piece, porque pelo que o outro disse, estavam muito bons. 

...

Chanyeol e JongDae estavam na rua depois da escola, indo pra casa do menor.  Eles haviam passado numa sorveteria, e estavam tomando seus sorvetes de boa. O problema era que Chanyeol só sabia passar vergonha. E numa de suas brincadeiras atrapalhadas ele fez o outro sujar o cabelo atualmente loiro, e a própria camiseta de uniforme com sorvete de uva. Chanyeol começou a rir e zoar JongDae, que jogou o sorvete da mão do amigo no cabelo rosa do mesmo. Agora o menor que ria da cara do mais alto. 

— Meu cabelo não, infeliz!

JongDae riu mais ainda e Chanyeol o acompanhou. 

— As pessoas estão olhando pra gente, idiota. — O Kim percebeu rindo. 

— Deixa elas olharem. — O outro passou o braço pelo ombro de JongDae, e eles foram embora assim, com as pessoas realmente olhando os dois garotos que riam alto. 

Já na casa de JongDae, Chanyeol foi o primeiro a tomar banho. Como ele já era de casa, as roupas do mesmo ficavam juntas das de seu amigo, e as vezes ele procurava suas roupas em casa e não achava. Estavam na casa de JongDae. 

O menor abriu sua conta no site de fanfics e foi responder os comentários dos seus leitores. 

— JongDae! Vem aqui um pouquinho! — Ouviu sua mãe chamar lá de baixo. 

Ele se levantou e saiu do quarto, deixando tudo aberto no computador. 

Assim que ele saiu pela porta, a porta do banheiro se abriu. De lá saiu um Chanyeol com uma toalha amarrada na cintura. 

Ele viu ninguém no quarto e o computador ligado. Curioso como era, ele se sentou em frente ao computador e leu alguns dos comentários de JongDae. Ele entendeu nada, e subiu a página até o topo.   

História Eternity Capítulo 22 

Escrita por ~ChenDae78

Chanyeol clicou no nome do autor e foi direto no perfil de JongDae. 

~ChenDae78
Nome: Kim JongDae
Sexo: Masculino
Localização: Indisponível 
Aniversário: 21 de Setembro  
Cadastro: 27/06/2012 04:50 

 

Isso era um perfil obviamente, e do JongDae ainda por cima, mas o que era esse site? Chanyeol pensou em pornografia, mas JongDae não era esse tipo de garoto. 

O nome do site era Social Spirit. Ele guardou esse nome na memória, e procuraria depois em casa. E o nome de JongDae nele era “ChenDae78”, agora porque JongDae nunca havia dito isso pra ele, ele não sabia. Eles costumavam contar tudo um pro outro. Tudo. Até a roupa que vestiram no final de semana. 

Ele voltou a página anterior que estava e vestiu sua roupa. Ele voltou para o banheiro, e esperou até ouvir JongDae voltar.   

Então, Chanyeol saiu do banheiro, e JongDae levou seu olhar a ele. O maior sorriu para o menor, e ele retribuiu se sentindo bem. Okay, JongDae tinha um pequeno surto interno quando Chanyeol sorria pra ele. 

... 

A noite já na hora de dormir, JongDae estava desconfiado de Chanyeol. Ele tinha agido estranho a tarde inteira. Ficava olhando pra ele direto e nem desviava o olhar. Até quando os dois estavam jogando. O maior havia deitado a cabeça no colo do menor, oferecendo um dos seus melhores sorrisos a ele, fazendo JongDae olhar um pouco abobado para o outro. Ele se sentia constrangido. 

Além disso ficava falando do quanto eles eram melhores amigos, deixando JongDae cabisbaixo, sorria muito e se encostava bastante no menor. Sempre tiveram uma relação de boa, em que até se viam sem roupa, se abraçavam, dormiam juntos, mas agora estava estranho. Tinha um clima diferente pairando.  

JongDae sentia que ia entrar em combustão. Ele não costumava ser do tipo que se iludia fácil, mas a perspectiva de Chanyeol olhar pra ele de outra maneira o alegrava e ele se enchia de esperança. 

O maior, na verdade estava tentando fazer seu parceiro de jogos se abrir com ele. Estava tentando mostrar que era amigo dele de verdade e que o outro poderia contar com ele. Infelizmente, ele estava fazendo da forma errada, porque o pobre JongDae sentia que não ia aguentar ficar mais tão perto assim do Park. 

O Kim estava deitado na cama com seu celular na mão, tentando evitar olhar para Chanyeol, que estava deitado num colchão no chão. O maior, alheio ao que seu amigo estava sentido, se levantou e se deitou ao lado do garoto. JongDae se sentou por impulso, e tentou disfarçar a surpresa. 

— Sua cama não é aqui não, idiota! — Reclamou.

— Mas Dae, eu sou seu melhor amigo. — Chanyeol olhou para o amigo fazendo um bico e com os olhos tristes.  

Ele já era fofo, fazer isso matava o menor. O maior fez JongDae deitar novamente, e fazendo o coração do outro dar um salto, ele se deitou no peito do mesmo enquanto colocava metade do seu corpo por cima do corpo do amigo. O único Kim ali sentia que ia morrer de verdade agora. Chanyeol com certeza estava escutando o coração do menor, porque ele batia como se fosse quebrar as costelas do mesmo. 

O maior esticou a mão até a parede e apagou a luz.

Logo JongDae sentiu o outro colocar a coberta em cima deles, e ficar deitado de modo que respirava direto no pescoço do menor. 

Okay, JongDae podia morrer agora. 

Ele sentiu quando Chanyeol dormiu. O corpo do mesmo relaxou totalmente e ele também sentiu quando a boca do garoto encostou levemente no pescoço dele. JongDae tinha agora, além de um coração querendo sair do peito e sensações arrebatadoras, uma série de sentimentos em si. Esperança, excitação, alegria, desespero, vontade de beijar Chanyeol, abraçar o maior e se entregar totalmente pra ele que foi o que sempre quis fazer, e tristeza. 

Tristeza porque Chanyeol achava isso coisa de amigos. 

Tristeza porque o Park nunca olharia pra ele de modo diferente. 

… 

JongDae e Chanyeol tinham acabado de sair da escola, o primeiro achava que o outro iria pra sua casa de novo, mas o mesmo disse que tinha algo importante pra fazer. Como ele não especificou, JongDae também não perguntou. 

Okay, o menor se sentia um pouco magoado. 

Depois de ontem ele achava que… 

Ele quis dar um soco em si mesmo. 

Qual era seu problema?! Os dois só tinham dormido, repito, DORMIDO, juntos e ele ficava querendo cobrar algo de seu melhor amigo. O quão problemático ele era? 

JongDae se jogou na própria cama suspirando triste. Ele se lembrava da sensação de ter Chanyeol em cima de si ontem. 

Um sorriso bobo nasceu nos lábios do garoto, enquanto as borboletas começavam sua dança no estômago dele. 

A boca de Chanyeol no seu pescoço…

A respiração calma dele... 

Os lábios dele quando formavam um biquinho…
 

Os olhos dele quando ele sorria... 

JongDae era realmente um maldito apaixonado. Ele suspirou dando um soco no colchão por ser ridículo desse tanto. Logo ele se levantou e foi pro seu computador ver os novos episódios que ele perdeu de One Piece. 

 

Na casa de Chanyeol, o garoto piscava os olhos grandes com uma cara de confusão. O que era aquilo que ele tinha acabado de ver? Ou melhor, tinha acabado de ler? 

Aquele perfil era mesmo de JongDae? Aquele site era mesmo pra isso? O Park continuava piscando sem entender nada. 

Ao chegar em casa hoje, a primeira coisa que fez foi procurar pelo site que viu ontem na casa de seu amigo. 

Ele estava corroído de curiosidade. Foi naquela história que tinha visto "Eternity", direto no primeiro capítulo. 

Qual foi a surpresa dele ao descobrir que era um romance entre dois garotos! 

Dois garotos! 

Kim JaeJoong e Park YooChun. 

Eles eram idols? Chanyeol se lembrava de ouvir falar de um grupo com essas pessoas. Logo depois ele foi pra outra história escrita por JongDae. 

Não eram idols dessa vez, mas tinha uma pessoa que ele achou muito parecido com ele. Era incrível como seu amigo escrevia bem, e conseguia descrever as características das pessoas, e fazê-lo imaginar como elas eram. 

O pior para Chanyeol foi achar uma fanfic de JongDae com o nome "Rodízio". Ele entrou no primeiro capítulo na maior inocência, e quando foi lendo, ficou traumatizado. Era uma fanfic totalmente focada no sexo/lemon entre os personagens e se passava numa boate. 

Quando ele mudou pros próximos capítulos ele já pedia o perdão divino, porque ler aquilo estava fazendo algo que não deveria, subir. 

Chanyeol se sentia estranho. Ele estava lendo uma história de garotos se pegando. Não apenas isso, uma história escrita pelo seu melhor e único amigo. 

E pior, estava gostando. 

Okay, talvez ele estivesse ficando louco. Claro, só podia ser isso. 

O rapaz deitou na própria cama e tentou dormir pra ver se recuperava seu juízo perfeito. 

De repente veio na cabeça dele a última parte que ele leu de Eternity. Não havia chegado nem no capítulo 10.

Chanyeol abriu os olhos. 

Ele precisava saber se YooChun ficaria com JaeJoong. 

Chanyeol havia faltado à aula naquele dia. 

JongDae estava preocupado. Ele não havia avisado o menor de nada sobre faltar, eles costumavam combinar, pra faltarem e passarem o dia juntos jogando ou vendo animes. Ele foi na casa do maior, saber o que tinha acontecido e se o mesmo precisava dele. 

Quando seu melhor amigo atendeu a porta, JongDae achou ter visto um fantasma. 

Chanyeol estava com os cabelos róseos bagunçados, meio pálido, olheiras debaixo dos olhos, e uma expressão cansada. Carregava uma xícara, onde ele bebia café. 

— O que aconteceu com você, Chanyeol? — Perguntou o mais baixo olhando surpreso para o Park. 

— Passei a noite acordado. — Respondeu, a voz grossa mais rouca que o normal.  

JongDae tinha que confessar que ele se arrepiou todo com essa voz. Ele entrou na casa, e logo os dois subiram pro quarto do dono da casa. 

— Porque passou a noite acordado? Vivia me criticando por causa disso. — O menor se sentou na cama do maior. 

Chanyeol ficou olhando para JongDae como se o visse pela primeira vez. Ele passara o restante da tarde de ontem, e a noite inteira lendo todas as fanfics que o amigo tinha. E ele ainda não tinha lido todas, eram 180, faltavam mais de 100 pra ele ler ainda.

Era uma variedade tão grande. 

Ele sorriu com os fluffy's, ficou aflito com os angst, ficou excitado com os pwp's, traumatizado com os BDSM, feliz pelos finais bonitos, triste pelas mortes e finais tristes, com raiva dos vilões, com raiva quando o casal não ficava junto e feliz de novo por ver o menor falar dele nas notas iniciais. 

Mas, Chanyeol se sentia traído. 

Seu melhor amigo, aquele que ele contava até que cueca estava vestindo hoje, não havia lhe dito que era gay e escrevia esse tipo de história. 

Sim, JongDae havia dito numa nota e respondido um comentário dizendo que sim, era gay. O mais alto se sentia um pouco magoado. Ele confessava que havia chorado com uma das fanfics do outro, mas não choraria por seu amigo ter traído ele. 

— Porque não me contou? — Ele não foi tão direto. 

O mais baixo sentiu seu coração pular e suas mãos suarem. Mal de quem tem culpa no cartório. Ele engoliu em seco, tentando disfarçar a aflição. 

— O que eu não te contei?

— Que você escreve fanfic gay, yaoi, tanto faz. — Ele revirou os olhos, olhando sério para o outro logo depois. 

Ah, Chanyeol sério tirava JongDae dos eixos. 

Mas, ele tinha que parar de divagar, porque seu amigo parecia bastante irritado. O menor se levantou, sem olhar pro outro e saiu correndo do quarto do mais alto. Chanyeol não podia estar vendo isso. 

Seu melhor e único amigo acabou de sair correndo feito um ladrão fugindo da polícia por pura covardia?  

Ah, ele não merecia isso. 

 


Notas Finais


Obrigado por lerem até aqui, até o próximo, favoritem se gostarem, comentem se quiserem. 😘💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...