História Sobre perfumes e desacordos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Happy Sil Unnie Week, Olha As Hora De Postar
Visualizações 117
Palavras 740
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


alo alo essa não é hora de postar mas eu tenho aquela fita de ansiedade

Capítulo 1 - 2.1 você ou eu?


 Existe uma variedade de perfumes, certo?

 Cítrico, amadeirado, floral, frutal, oriental, herbal, especiado, gourmand, aquático, ozônico, aromático, couro, chipre, e muito mais.

 Por que justo doce, Yoongi? Por quê?

 — Mas amor, tem um cheirinho tão bom de baunilha, combina com seu cabelo! — Insistiu o homem, mais parecendo ter quinze anos no primeiro encontro com a namoradinha do que vinte e três.

 — Mas Yoongi, eu não quero cheirar a shampoo o corpo inteiro! — Retruquei com a mesma voz manhosa que ele, que cruzou os braços e fitou a fragrância colorida na prateleira com um suspiro — Além disso, isso tem mais cheiro que mousse de açúcar com uma pitada que baunilha que ao contrário — Completei, cruzando os braços igual a si que voltou a me encarar com uma das sobrancelhas arqueadas.

 — E por algum acaso você passa perfume no corpo inteiro? 

 Estalei a língua em reprovação, já cansada de discutir.

 Era sempre assim. Sempre a mesma coisa.

 “Vamos sair, oppa?”

 “Vamos.”

 Em direção ao centro de Hongdae onde existem inúmeras lojinhas cheias de bugigangas para nos fazer discutir sobre chapéus, brincos, bonés, colares, e qualquer coisa material que se possa achar e comprar naquele lugar, e sempre temos que entrar em desacordo porque se não, não somos nós.

 Daí vamos a sorveteria e queremos dividir algum sorvete porque é sempre muito bonitinho e dá umas fotos de casais 10/10.

 Mas o que acontece?

 “Amor, eu quero aquele milk-shake grandão.”

 “Ah não, olha aquela taça cheia de morangos que linda.

 “Ah, mas eu não gosto de morango no sorvete.”

 “Tu gosta de que no sorvete então?”

 “Ah, sei lá, vamos em outro lugar.”

 Agora a gente estava finalmente indo embora pra cessar as discussões, quando me interessei por uma loja de cosméticos pequena e cor-de-rosa na eu insisti em pararmos o carro para entrar só pra dar aquela olhadinha, mas como eu e Yoongi sempre temos que descordar até nas atitudes, adivinha quem adorou a fragrância de um perfume feminino tão doce que me dá ânsia, e não quer desistir de jeito nenhum da ideia de comprar pra mim?

 Min Yoongi, ele mesmo.

 — Ah não, Yoongi! — Bati o pé quando ele voltou a cheirar o papelzinho que nos deram com os aromas, parecendo se deliciar horrores com eles.

 A mulher que viera nos atender já desistira há minutos, e agora atendia outro casal que era o terceiro que entrava na loja e chegava em um consenso rápido de qual perfume comprar.

 Por que nós não podemos ser esse tipo de casal, em?

 — É doce demais! — Reforcei e ele franziu o cenho.

 — Poxa então de que tipo de fragrância você gosta? Leite azedo?

 Meneei a cabeça parecendo cogitar a possibilidade.

 — Talvez. Leite azedo me faria ter menos ânsia que esse negócio — Afirmei e ele suspirou.

 — Desisto de você — Disse de repente, deixando os papeizinhos cheirosos — menos o adocicado que era horrível de tão forte — sobre a prateleira, antes de se retirar da loja.

 — Yoongi! — O chamei assim que o vi acenar rapidamente para as atendentes antes de sair porta a fora.

 Ih, ala as treta.

 Me senti corar conforme era encarada de cima a baixo pelas mulheres confusas sobre o que tinha acabado de acontecer, mesmo assim as agradeci rapidamente antes de seguir meu namorado para fora do estabelecimento.

 A brisa fria típica de novembro me atingiu com força quando eu saí lá fora, e abracei meus ombros descobertos para seguir até o carro onde Yoongi já estava no banco do motorista.

 Entrei em silêncio no automóvel e permanecemos assim durante uns cinco minutos, parados no mesmo lugar e enquanto esperávamos quem ia xingar primeiro.

 — Você ou eu? — Perguntou.

 — Você.

 — Sua babaca — Disparou ao dar partida no carro, e eu não consegui segurar o riso — Te odeio — Completou agora rindo também.

 — Eu também te odeio — Afirmei, apanhando seu rosto com uma das mãos e o virando rapidamente pra mim para que plantasse um selinho rápido em seus lábios.

 — Minha jaqueta tá no banco de trás, pega ela — Disse quando percebeu que eu agora esfregava meus ombros para espantar a sensação fria que até dentro do carro persistia.

 Me enfiei entre o vão dos bancos da frente e apanhei a peça de roupa grossa, a jogando sobre meus ombros enquanto Yoongi saía da vaga onde estávamos estacionados.

 — Sorvete no frio? — Perguntou me olhando rapidamente enquanto dirigia e eu afirmei com a cabeça.

 — Sorvete no frio.

 E essa era a única coisa que a gente concordava.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...