História Sobrenatural - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Girls' Generation, Jessica Jung, MBLAQ, Super Junior
Tags Sobrenatural
Exibições 6
Palavras 1.922
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Historia?


O dia de voltar as aulas finalmente chegou.

Se a situação não fosse tão estranha e constrangedora, eu poderia dizer que ter vários garotos me paquerando seria legal, mas definitivamente não era.

Kai, Suho, Yifan, Tao, Luhan e D.O, estavam fazendo praticamente tudo pra chamar minha atenção, o que não estava funcionando.

-Eles vão se matar – disse Teuk, enquanto os 6 garotos seguiam um pouco mais a frente

-Então você acha que eu devo escolher o Suho? – perguntei encarando as costas dos meninos.

  -Na maioria das suas vidas, voce nascia menino, então só precisava escolher o príncipe, e enfim – disse Teuk com um suspiro

-Do meu ponto de vista isso é estranho – falei sentindo minhas bochechas formigarem – Teuk, eu não lembro das minhas vidas como garoto

-O que quer dizer? – perguntou ele

-Quando tenho flashes das minhas antigas vidas...em todas elas eles se referem a mim como princesa, em nenhum momento como príncipe...aposto que foi em uma dessas vidas como garota que dei os apelidos a eles – falei

-Sim, você como menino é muito engraçado – disse ele rindo

-Porque? – perguntei

-Você sempre fala “ jamais vou dormir com um garoto isso é nojento” – disse ele tentando fazer uma voz de garota – E claro você sempre bate no Yifan

-Porque eu bato nele? – perguntei

-Ninguém sabe – disse ele – Eu tenho uma teoria mas é meio idiota – disse ele

-Pode ir falando – pedi

-Bem, a primeira vez que você nasceu como garota foi a uns 100 anos atrás você já tinha vindo como menino 3 vezes...e nessa vez muitas coisas não estavam muito bem, era a era das trevas, e bem você pode imaginar como era – disse Teuk perdido em pensamentos – Alguns meses depois de você ter escolhido o Suho, e de termos vencidos os vampiros...Yifan te encontrou morta – disse ele

-Como eu morri? – perguntei

-Quando chegamos a vocês, Yifan estava segurando você e havia uma enorme mancha de sangue no seu peito...e seu coração não estava la – disse ele

-Que jeito horrível de morrer – sussurrei

-A coisa mais estranha disso tudo, era que sua expressão era tranquila, serena...eu diria até feliz...e desde aquele dia sempre que você renascia como garota batia em Yifan, e quando você nascia como menino sempre brigava com ele, eu acho que aconteceu algo naquele dia, que só você e ele sabem – disse Teuk

 -Entendo – falei com um suspiro

-Yeah, não fique assim – disse Teuk

-Tudo bem – falei parando na entrada da escola, vendo os garotos praticamente abrirem espaço entre a multidão a medida que adentravam a escola.

-Isso que eu chamo de entrada triunfante – disse Teuk cruzando os braços – Mas numa escala de 0 a 10 eu daria -10, por eles terem te deixado pra tras

-Quem liga – sussurrei me encolhendo dentro do casaco e seguindo por entre os alunos, podendo ouvir alguns murmúrios

-Ignore eles – sussurrou Teuk e eu respirei fundo.

Segui direto pra sala, e me sentei no meu lugar, me debruçando sobre a mesa, podendo ouvir os murmúrios de todos.

-Princesa – disse alguém colocando a mão em meu ombro, olhei pra trás dando de cara com Tao

-Hum? – perguntei baixo

-Não precisa ficar triste por causa deles – disse Tao num tom baixo

-Ainda dói – falei

-Eles não iam querer que voce ficasse triste...e não precisa se importar com o que eles digam esta bem – sorriu ele

-Não olhem agora, mas Jessica esta olhando pra vocês – disse Teuk, Tao e eu olhamos na direção da porta e vimos Jessica nos olhando com um olhar mortal

-TaoZi, querido não precisa consolar essa órfã...aposto que ela matou os pais pra se ver livre deles – disse Jessica se aproximando de nós

-Ela não deveria ter dito isso – disse Teuk visivelmente irritado, enquanto eu encarava a loira estática, ela não podia ter dito agora.

-Agora deixa essa órfã ai, ou você vai acabar morrendo como Teuk...e os pais dela – disse ela com um sorriso convencido.

De repente tudo pareceu acontecer em câmera lenta, minha mão contra o rosto de Jessica que me olhou com puro ódio.

-Isso deve ter doido – ouvi Teuk falar

-Como voce se atreve – disse ela massageando a bochecha que começava a tomar um tom avermelhado

-Como eu me atrevo? – perguntei incrédula – Quem você pensa que é pra falar isso de mim, ou sobre minha família? – eu podia sentir o nó se formar em minha garganta

-Isso não vai ficar assim – disse ela levantando a mão na minha direção

-Jessica já chega desse show – disse Yifan segurando o punho da loira em pleno voo

-Yifan? – disse ela incrédula

-Tao, leve a Byun daqui, o show já acabou – disse Yifan encarando a loira com desprezo

-Vem Byun – disse Tao segurando minha mão e me puxando pra fora da sala.

 

 

 

 

 

_________________________________________xxx______________________________________

 

-Cara eu esperei por esse momento a minha vida toda – disse Teuk empolgado – Cara voce é minha heroína – disse ele feliz

-Teuk não é hora pra isso – disse Tao me estendendo um copo com agua – Esta melhor?

-Não – falei segurando o copo – Como ela pode dizer aquelas coisas Tao...como eu a odeio – falei entredentes

-Voce não deve odiar as pessoas – disse ele – Você é melhor que ela, em alguns anos tudo isso não vai passar de uma lembrança e ela estará velha e gorda, e você em seu reino governado a todos

-ZiTao – repreendeu Teuk

-Como assim reino? – perguntei encarando ZiTao que desviou o olhar – Teuk?

-Aish ZiTao, tinha que abrir o bocão –disse Teuk me ignorando

-Espera que mintamos pra ela a vida toda? – perguntou ZiTao

-Não, mas não precisava falar agora – disse Teuk

-Da pra um dos dois me explicarem? – perguntei confusa

-Quando o dia chegar, e você escolher um de nós...nós voltaremos pra nossa terra natal, um mundo paralelo ao dos humanos – disse ZiTao.

 

 

 

 

“ -Você é o fogo que nos aquece – sorri

-Eu sou um mostro, princesa – disse um garoto com expressão triste

-Você não é um mostro Chanyeol – sorri

-Eu mereço a morte – disse ele ficando de costas pra mim, e pude sentir o  ar ficar mais pesado e quente

-Chanyeol – o chamei, mas ele me ignorou, eu podia sentir o suor em minha pele

-Eu não deveria ter nascido – eu podia ver a raiva em suas palavras – Voce precisa ficar longe de mim – disse ele

-Chanyeol – falei abraçando – o por tras –Eu estou aqui

-Eu não quero machuca –la princesa – disse ele e senti sua mão quente tocando a minha

-Então pare – pedi baixo

-Eu não sou um de vocês – disse ele e de repente tudo estava em chamas”

 

 

-Chanyeol – falei segurando o ar.

-Byun – escutei vozes preocupadas, só então percebi que estava deitada na cama na enfermaria.

-Chanyeol – chamei olhando em volta, eu precisava acha –lo

-Byun – disse Teuk me chamando, e eu pisquei algumas vezes, vendo os meninos pela primeira vez

-O que aconteceu? – perguntei

-Voce desmaiou de repente – disse Tao – E começou a ficar quente

-Desculpa preocupa –los – sorri sem graça, passando minha mão na testa limpando um pouco do suor – Quem é Chanyeol? – perguntei

-Chanyeol? – perguntou Suho

-Sim – suspirei – Ele é um de vocês, ele entra em combustão instantânea

-A fênix – disse Luhan

-Fenix? – perguntei confusa

-Channie, é o pássaro de fogo...não o vemos desde... – Tao parecia pensativo

-Desde que a Byun morreu a 100 anos atrás – disse Teuk

-Ele não reencarnou como vocês? – perguntei

-Bem – disse Yifan pensativo

-Fala logo – o olhei sério

-Tirando eu, eles nunca morrem – disse Teuk, recebendo um olhar sério de todos – Não era pra pararmos de mentir pra ela? – perguntou ele

-Aish – disseram Suho e Yifan

-Estou confusa sobre isso – falei cruzando os braços

-Bem...nós somos os mesmo lobos de muitos séculos atrás quando a primeira oferenda foi oferecida a nos...diferente do que cotam nos livros não nos eram ofertado apenas garotas – disse Yifan

-Algumas vezes nos eram oferecidos garotos...os humanos queriam que nós protegemos eles contra ameaças como demônios e vampiros, um dia eles nos ofereceram um garoto – disse Suho

-Não costumávamos aceitar as ofertas deles, não éramos seus cães pra nos oferecerem um pedaço de carne e fazermos o que nos era ordenado – disse Yifan

-E  o que mudou quando conheceram meu ancestral e aonde o Chanyeol entra nessa história? – perguntei

-Conhecemos sua ancestral pouco tempo antes do que os humanos conhecem como diluvio, aonde os “monstros” reinavam...e nessa época existiam muitas crenças e uma delas era o sacrifício humano – disse Teuk – Seu ancestral, digamos foi diferente da maioria dos humanos

-Como assim? – perguntei confusa, aquilo tudo era informação demais

-Diferente dos outros da sua espécie, ele tinha um cheiro diferente, ele não sentia medo...ele era especial por assim dizer – disse Luhan – Nos o assustamos, queríamos testar sua mente, mas ele resistiu  bravamente, então nós o soltamos e deixamos ir – disse Luhan

-Mas ele não queria voltar, ele disse “Se meu povo me trata como um mostro, talvez eu deva ser um deles” – disse JongIn –Então o acolhemos...e descobrimos que ele não era um humano comum

-Ele tinha poderes – disse Tao – Ele conseguia invadir nossas mentes, e persuadir algumas criaturas...ele se dava muito bem com os animais.

-A medida que o tempo foi passando outras seres começaram a mostrar interesses por ele – disse D.O –Todos desejavam ter aquele humano para si...e claro com o passar do tempo descobrimos que ele nos deixava mais forte, e isso despertou ainda mais o interesses dos outros, ninguém queria lobos que podem se misturar aos humanos com um humano que poderia deixa –los ainda mais forte, então levamos seu ancestral pra nossa terra natal – disse D.O

   -Entendo – suspirei

-Quanto ao Channie – disse Suho – Ele era o único de nós que realmente podia morrer, por isso voce o chamava de Fênix, o pássaro que renascia das sombras, seus poderes sempre foram instáveis – disse ele

-Nem mesmo eu que manipulo o fogo – disse Yifan fazendo uma pequena chama aparecer em sua mão –Fui capaz de para –lo, ele foi temperamental e seus poderes pareciam aumentar a medida que sua raiva ou desejo o consumiam – disse Yifan fechando a mão fazendo a chama sumir

-Sempre que você renascia como menina, você ficava mais próxima ao Channie – disse Suho – Voce dizia que sabia a formula pra acalma –lo – disse ele com um pequeno sorriso

-No dia em que você morreu – disse Yifan – Ouve um grande incêndio , quando eu cheguei ao jardim, você e Chanyeol estavam no meio do fogo, quando ele me viu se transformou em fênix e sumiu, quando eu consegui atravessar o fogo e chegar a voce...

-Eu estava sem o coração – falei

-Não exatamente – disse Yifan

-Como assim? – perguntei

-Voce me pediu pra arrancar seu coração disse ele –fazendo todos o olharem com surpresa e raiva

-Eu sabia – disse Teuk – Por isso ela sempre te batia

-Porque você me matou Kris? – perguntei fazendo – o me encarar

-Você disse, que não queria mais renascer como garota, e que pra isso acontecer, a pessoa de quem você mais gostava deveria arrancar seu coração – disse Yifan –Mesmo estando casada com Suho, você sempre acabava se apaixonando pelo Channie...e como eu era um semelhante a ele em poder você pediu que eu arrancasse seu coração – disse ele – Por eu estar sempre próximo a você, eu acabei descobrindo o seu romance secreto com o Channie – disse ele

-Isso explica tanta coisa – disse Teuk

-Ta isso é informação demais pra mim – falei baixo

-Byun – disse Suho

-Eu quero ficar sozinha – falei

-Tudo bem – disseram eles saindo da enfermaria

Eram realmente tantas coisas, e eu me sentia uma idiota por tudo o que estava acontecendo...eu deveria simplesmente me afastar de todos por um tempo, pensar sobre tudo o que estava acontecendo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...