História Sobreviva! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Assassinos, Homicidio, Medo, Perseguição, Revelaçoes, Segredos, Sobrevivencia, Traição
Visualizações 4
Palavras 943
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - O Surto


Ainda ouvia os gritos de Samantha. Eu não tive coragem para ver o que estava sendo feito. Anna veio até mim. Insistia com a proposta de fugirmos com o carro dos assassinos.

- Precisamos fazer o plano.

- Podemos morrer, Anna!

- Não se fizermos direito. Você e Rachel podem distrair os dois, eu e Hannah ajudamos Samantha. Pegamos o carro e vocês duas.

- Porque eu e Rachel devemos arriscar nossas vidas assim? E se vocês forem embora sem nós? 

- Eu não vou deixar ninguém pra trás. Eu prometo.

-Anna, a última coisa que eu preciso nesse momento, é promessa. Nossa amiga está sendo torturada lá embaixo, estamos sem energia, sem celular. O aquecedor da casa está desligado e logo isso aqui se tornará um freezer. Por que você quer ir pegar o carro? Será que você vai resgatar a Samantha que nessas alturas já deve estar muito machucada e não vai demorar para perder a consciência? 

- Ow Ow. O que quer dizer com isso? Está suspeitando que estou com esses caras? 

- Se o que eles dizem é verdade, então não devemos confiar em ninguém. Se quiser sair daqui, vai sair com todas juntas. Ninguém vai se separar. - Fui andando até a porta do quarto e senti uma pancada na cabeça. Cai inconsciente no chão.

- Você não vai atrapalhar o meu plano. - Disse Anna segurando um objeto oval e metálico. Estava no criado-mudo como decoração.

- Isa, a Hannah sumiu! - Rachel gritou ao me ver caída no chão por ter sido acertada por Anna.

- O QUE! Aquela vadia foi onde? - Perguntou irritada e surpresa.

- O que você fez? Você matou a Isa. - Rachel colocou as mãos na cabeça em desespero.

- Ela apenas apagou, não morreu. Ela tentou estragar o meu plano.

- Plano? Que plano?

- De sair daqui. Eu queria que você e ela despistassem os assassinos. Eu e Hannah iríamos levar Samantha até o carro e dá o fora daqui.

- E deixar eu e a Isa morrer? 

- Nós voltaríamos para buscar vocês.

- Você é doente! Aquele cara tem uma arma, ele pode atirar na gente. Eu...eu to enlouquecendo. - Anna deu um tapa no rosto de Rachel que parecia voltar a si.

- Fica com a Isa, eu vou atrás da Hannah.

Anna procurava atentamente por Hannah. Os cômodos estavam escuros e dificultava a procura. Os gritos de Samantha ainda perpetuavam o local. Anna ouviu um barulho vindo do sótão. Ela puxou uma corda no teto e uma escada surgiu para subir até em cima. Ela viu Hannah mexer em um cofre que estava no meio da bagunça. Hannah havia encontrado velas, então o local estava um pouco iluminado.

- O que faz aqui?

- Você sabia que os pais da Isa tem cheques aqui dentro?

- Sabia! 

- O que? Você sabia?

- Sim, todo mundo sabe.

- Não, ninguém sabe. A Isa nunca falou sobre isso, muito menos os pais dela.

- Por que estava mexendo no cofre? Parece que você está muito interessada.

- Estou tentando encontrar um motivo do que está acontecendo aqui. Eles não estão aqui apenas para matar, estão aqui porque sabem do cofre. E você também sabe. Isso não é estranho? 

- Pare de duvidar de mim, Hannah. Como soube que dentro do cofre tem cheques?

- Achei um bilhete no guarda-roupa da Isa. Estava dentro do diário dela. E dizia que o pai dela tem um tesouro escondido.

- Não é tão simples assim. Parece que você não entende sobre cheques não é?! Se o cheque for roubado, os pais da Isa podem bloquear e quem roubou não usará. O cheque está no nome do pai dela e só ele poderá tirar o dinheiro. 

- Parece que você entende muito bem esses assuntos.

- É claro que eu entendo. Sou mais velha do que você. Moro sozinha, eu entendo de finanças. Agora vamos voltar e esperar a Isa acordar.

-Acordar? - Hannah perguntou sem entender. Ela olhou para o objeto que Anna carregava na mão, isso bastou para ela entender a situação. - Você machucou ela? E a sua preocupação em ajudar todas nós a sair daqui? Você não vai sair daqui.

Hannah estava armada com uma faca de cozinha. Anna se assustou. Rachel correu até a janela do quarto onde estava com Isabella, ela viu o Jeffrey carregar a arma. Josef estava ao lado dele. 

- Ah meu Deus! Não...

Um tiro na cabeça de Samantha. Rachel começou a chorar. Hannah aproveitou que Anna estava distraída por causa do barulho e lhe deu uma faca na perna.

- Sua filha da puta! - Anna gemia de dor e viu que Hannah correu para fora do sótão e trancou a escada para que ela não tentasse fugir. 

- Rachel, o que foi isso? - Perguntou às pressas.

- Eles mataram a Samantha.

- Droga!

- Isso é sangue? - Rachel viu a faca ensanguentada.

- É da Anna. Eu acho que ela tá com esses caras.

- Ela morreu? 

- Não. Eu tranquei ela no sótão. Ela sabia que os pais da Isa tinham cheques no cofre lá em cima. Não confio nela.

- Ela acertou a Isa na cabeça.

- Eu sei. - Hannah olhava o corpo de Isabella deitado na cama e se sentou no chão para esperar ela acordar. 

Um barulho surgiu vindo da sala. Rachel olhou na janela e não viu ninguém do lado de fora. Os assassinos entraram na casa. Passos foram ouvidos subindo a escada.

- Precisamos de um novo relógio. - Disse Jeffrey na porta apontando uma arma para nós. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...