História Sobrevivendo à Uzumaki Naruto - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha, Suigetsu Hozuki
Tags Ino, Inoita, Itachi, Itaino, Karinsui, Menma, Narusasu, Naruto, Sasuke, Sasunaru, Suika, Suikarin
Exibições 857
Palavras 1.710
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tia Nana, você não tinha dito que não postaria hoje?
SURPRESA :D
Kkkk eu não menti gente, tive mesmo estágio
Mas consegui escrever o capítulo inteiro no ônibus, metade na ida, metade na volta.
Kkkk
Caraca, vi agora pouco os comentários, nunca imaginei receber tantos em um único capítulo
Obrigada
Não tive como responder hoje cedo, mas vou responde-los agora :D

Capítulo 12 - Sobrevivendo ao medo


Fanfic / Fanfiction Sobrevivendo à Uzumaki Naruto - Capítulo 12 - Sobrevivendo ao medo

TIC TAC... TIC TAC...
Sasuke tentava se concentrar em qualquer outra coisa que não o som irritante dos segundos que pareciam ecoar em sua cabeça.
Por que Naruto demorava tanto a chegar?
Já era o terceiro dia seguido que o loiro seguia para casa de Sai após a faculdade.
Sai. Até o nome lhe causava ânsia. 
Como Naruto conseguia ficar tanto tempo perto daquele cara?
O moreno era estranho, pálido, inexpressivo.
Nenhuma pessoa em sã consciência deveria passar tanto tempo com alguém assim.
TIC TAC... TIC TAC...
Mas que merda de trabalho demorava três dias para ser feito?
Sasuke já havia apresentado diversos seminários em sua vida. Sempre conseguia os montar em uma simples tarde sozinho.
Sim, mesmo quando era solicitado grupo, Sasuke preferia trabalhar sozinho, apenas adicionando o nome dos outros integrantes ao final.
O Uchiha preferia assim, trabalho solo à ter que aturar pessoas irritantes dentro de sua casa.
TIC TAC... TIC TAC...
Por que o trabalho inteiro devia ser feito na casa de Sai? Por que não revesavam, um dia lá, outro em seu apartamento?
Aos olhos do Uchiha parecia fazer mais sentido. Ele era inteligente, um dos maiores destaques da universidade, se Naruto tivesse lhe explicado o tema poderiam fazer juntos em casa, apenas acrescentando o nome do branquelo esquisito no final.
TIC TAC... TIC TAC...
Onde raios Naruto estava?
Sasuke pegou o aparelho celular vendo a última hora que o mesmo estivera online. 14:45. Horário de aula.
Então o Uzumaki não via problema em ficar online durante a aula, mas na casa do esquisito parecia estar ocupado demais para pegar o celular.
TIC TAC... TIC TAC...
Aquilo era ridículo.
Se tivesse o equipamento necessário Sasuke trocaria a fechadura, só para ver Naruto batendo na porta, implorando por seu nome, enquanto ele pensaria se o deixaria entrar, ou o castigaria esperando até que sua garganta doesse de lhe chamar.
TIC TAC... TIC TAC...

"Itachi, você conhece algum chaveiro?"

Sasuke já havia escrito e estava prestes a enviar, quando viu a porta se aberta pelo loiro.
-Oi Sasuke. -Naruto disse feliz, fazendo Sasuke quase pular em seu pescoço e o estrangular.
"Oi Sasuke, porra nenhuma".
O Uchiha desviou o olhar, enquanto começava a apagar a quase futura mensagem para o irmão.
-Conseguiram terminar o trabalho? -O Uchiha perguntou tentando parecer desinteressado.
-Ah, sim. Terminamos ontem. -Naruto respondeu despreocupado.
-Ontem? -Sasuke perguntou o encarando fixamente, esquecendo toda a atuação de "Eu não estou me importando". -Então por que se encontram hoje?
-Fomos comemorar o sucesso do trabalho. -Respondeu feliz, sem reparar no olhar cerrado do Uchiha.
-Sucesso? Como podem saber se foi um sucesso se ainda não apresentaram? -Sasuke perguntou, fazendo o sorriso de Naruto se apagar.
-Como você é pessimista. -Naruto observou, se jogando no sofá. -Da próxima vez não lembro mais de você. -Avisou chateado, mostrando a embalagem com hambúrguer.
Sasuke apenas recebeu a embalagem sem saber o que falar.
"Eu já jantei." Ou "Não como essas porcarias" Pareciam péssimas formas de agradecer.
-Está frio. -Acabou dizendo por fim, vendo o pão já amolecido devido ao molho e a salada murcha pelo calor.
-Foi mal por isso. -Naruto coçou a cabeça sem graça. -Compramos na saída do cinema, mas quando estávamos indo pra saída vimos outro cartaz interessante e voltamos pro cine de novo. Mas o importante é lembrar, né?
-Foram ao cinema. -Sasuke repetiu incrédulo. -Jeito interessante de comemorar. -Falou sarcástico.
-Esqueci que você não gosta muito de filmes. -Naruto suspirou alto. -É uma pena, vivo procurando companhia para ir comigo, mas os filmes que Menma gosta... bem... não são do tipo que se passa no cinema. -O loiro corou constrangido ao dizer aquilo. 
-Eu não odeio filmes. -Sasuke se defendeu. -Só não costumo gostar de nenhum tipo em particular.
Naruto apenas arqueou uma sobrancelha. Podia jurar que há uma semana atrás o Uchiha tinha afirmado não gostar.
Deu um meio sorriso feliz, sua maratona de filmes havia surgido efeito.
-Vamos final de semana, se quiser ir com a gente. -Naruto o convidou animado.
-De novo. -Sasuke não acreditava. -Não viram dois filmes hoje?
-Amanhã é dia de estréia, então vai ter novos títulos final de semana. -Naruto revirou o olhar. Como o Uchiha não sabia aquilo? -Temos que aproveitar nosso tempo de universitários para pagar meia entrada. -Naruto abriu um largo sorriso.
-Finalmente achamos uma vantagem de você estar na faculdade. -Sasuke implicou, vendo o loiro desfazer o sorriso.
-Não precisa zuar. Se não está afim de ir, não vá. -Naruto respondeu revoltado.
-Eu não disse isso. -Sasuke informou. -Acho que não vou ter nada melhor para fazer, então. -Deu de ombros, como se o convite do loiro tenha sido aceito por falta de opções. -Aquele cara... Uh... 
-Sai. -Naruto o lembrou do nome, achando que o Uchiha tivesse esquecido.
-Esse. -Sasuke revirou o olhar. -Não é preciso chama-lo.
-Eu não o chamei. Ele que me convidou. -Naruto respondeu com naturalidade, fazendo Sasuke rosnar baixo.
"Aquele cretino queria se aproveitar de Naruto. Estava tão claro. Como ele não percebia?"
-Então está marcado. -Disse Naruto animado, pegando de volta o hambúrguer rejeitado. -Sabe se isso pode ir no microondas?

 

**************


Sasuke continuava ali deitado, olhando para o teto branco.
"Ir ao cinema?"
Por Kami, que ideia idiota havia sido aquela?
Naruto estava certo, não era fã de filmes. 
Na verdade havia visto poucos, os melhores do gênero animação.
Podia não gostar de filmes, mas odiava Sai duas vezes mais.
Não conseguia entender o que aquele cara queria, rondando atrás de Naruto como um lobo, vigiando a inocente ovelha.
Porque para Sasuke era aquilo que o loiro era, incrivelmente inocente para não perceber aquilo.
-Uh. -Suspirou alto massageando a própria têmpora.
Nunca se intrometeu nos relacionamentos do irmão, por que com Naruto parecia ser tão importante?
"Itachi nunca foi assediado por um depravado". Sua mente o lembrou, dando-lhe uma explicação racional para aquilo.
Sim, Naruto era seu companheiro de apartamento, era seu dever protege-lo.
-Ei... Sasuke... -Naruto entrou em seu quarto, esfregando os olhos, enquanto arrastava o travesseiro pela mão, como uma criança arrastando o ursinho preferido pelo braço.
-O que quer, usuratonkachi? -Sasuke perguntou estranhando a invasão de seu quarto.
-Está chovendo, acho que vai trovejar. -Naruto informou se aproximando da cama, fazendo Sasuke fechar o punho nervoso.
"Os malditos trovões"
-Vim dormir com você. -Naruto informou sonolento, fazendo Sasuke arregalar o olhar.
-O que? -O Uchiha perguntou surpreso.
-Não quero levantar no meio da noite para vim pra cá. -Naruto explicou. -Prefiro dormir logo aqui, do que ficar levantando.
Sasuke apenas entreabriu os lábios, sem saber o que responder.
Naruto se importava tanto assim consigo?
-Não precisa Naruto. -Falou, embora seu medo interno o tenha feito se arrepiar só com a probabilidade dos trovões começarem. -Vou dormir antes de começar.
-Vai acordar assustado com o barulho e por orgulho vai preferir ficar sozinho com medo do que ir pro meu quarto me chamar. -Naruto previu. 
Não deixaria Sasuke sozinho em uma tempestade. Aquilo era algo muito maior do que uma simples promessa que tinha feito a Itachi.
Olhou para cama do Uchiha segurando a respiração. O cheiro de Sasuke o desestabilizava.
Deitou-se o mais longe possível do Uchiha, torcendo para que ambos pegassem no sono antes do temporal começar.
Sasuke apenas continou na mesma posição, vendo Naruto se entregar ao sono.
Tentou imaginar como seria se Naruto começasse a namorar. Como seria se passasse a trocar sua cama pela de outra pessoa?
Balançou a cabeça tentando se livrar de tais pensamentos. 
Naruto não faria isso, certo?
Trocar a boa convivência que começavam a ter e adicionar um intruso em sua vida.
Deu um mísero sorrindo ao pensar na ironia da vida. A um mês atrás estava bolando os mais arquitetados planos para expulsa-lo de sua casa. Hoje fazia o mesmo, mas para mante-lo ao seu lado.
Culpava Sai por tudo que passava.
Quem ele achava que era para invadir sua vida e tentar tomar Naruto de si?
O que ele havia visto em Naruto para tentar conquista-los?
Sasuke apenas usou um dos dedos, para tirar uma curta mecha de cabelo loiro que tampava a curva dos olhos do Uzumaki.
Simplesmente não entendia aquela situação.
O que dois homens viam um no outro para se entregar aquilo? 
Um relacionamento de auto risco.
Se aproximou mais de Naruto, deixando que as perguntas o preenchessem a mente.
Valia a pena ser visto como errado? Ser apontando pela sociedade por causa de um caso? Passar por todo preconceito?
Passou a mão afagando a bochecha do loiro de maneira carinhosa.
Arriscar tudo por Naruto, valia a pena?
Aproximou sua boca do loiro. Deixando que seus lábios roçassem sobre os de Naruto em busca de respostas. 
Selou seus lábios aos do Uzumaki de maneira gentil, até se dar conta do que fazia e se afastar assustado.
Colocou a mão sobre o peito disparado, ainda não acreditando no que acabara de acontecer.
Desceu da cama com o rosto em choque, sem em nenhum segundo desviar o olhar para Naruto adormecido.
Saiu do quarto em fechando a porta em suas costas. 
Aquilo era errado. Estava errado. Nada fazia sentido.
-TRRWWwww. -O som alto do primeiro trovão soou, fazendo-o desabar ali mesmo, sentado no corredor com ambas as mãos nas orelhas.
Sentiu-se idiota, impotente, ao perceber que não tinha forças para sair dali e encarar Naruto de volta no quarto.
Correu em direção ao sofá, abafando a cabeça com uma almofada antes que o segundo som de trovão soasse.
Embora não acreditasse em divindades, pela primeira vez rezou, para que o maldito barulho finalmente se calasse.
Uma parte sua torcia para que Naruto acordasse e cumprisse a promessa de estar ao seu lado na tempestade, ou parte torcia para que o loiro sequer notasse sua ausência.
Sempre associou os trovões a morte, pelo acidente que ocorrerá com os pais. Hoje ele associava a punição por sua ação.
-TRWWWWww. -O som soou mais perto, fazendo-o apertar ainda mais a almofada, enquanto deixou as primeiras lágrimas rolarem.
-Sasuke. -Ouviu a voz de Naruto o chamar enquanto se aproximava. -Droga. -O ouviu praguejar, antes de correr atrás de uma coberta e lhe envolver.
Aceitou a contra gosto o abraço que lhe era oferecido por Naruto.
Já estava confuso demais. Não queria o Uzumaki. 
Precisava de Itachi.

 


Notas Finais


Tia Nana, em um capítulo vc faz o Sasuke mais sensível, no outro faz o Naruto... Quem vai ser o Seme e quem vai ser o Uke dessa história?

Kkkkk vou deixar a história mesmo mostrar kkkk

Gente, obrigado mesmo por todo carinho, desculpa a demora ao responder aos coments, mas estou respondendo tudinho.... obrigado mesmo gente *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...