História Sobrevivendo à Uzumaki Naruto - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha, Suigetsu Hozuki
Tags Ino, Inoita, Itachi, Itaino, Karinsui, Menma, Narusasu, Naruto, Sasuke, Sasunaru, Suika, Suikarin
Exibições 860
Palavras 3.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não consegui encontrar nenhuma imagem legal para o cap... por enquanto fiquem com essa kkk

Capítulo 13 - Sobrevivendo à dor


Fanfic / Fanfiction Sobrevivendo à Uzumaki Naruto - Capítulo 13 - Sobrevivendo à dor

Batia o pé incansavelmente enquanto esperava. 
Olhou para os pequenos desenhos nas paredes brancas tentando se concentrar em algo.
Não entendia o motivo para estar ali.
Não precisava de um médico. Menos ainda se esse fosse psiquiatra.
-Então agora eu estou maluco? -Sasuke riu com desgosto da situação.
Itachi apenas lhe olhou de lado. Se não estivesse tão preocupado soltaria uma piada sem graça só para aliviar a tensão.
Os surtos de Sasuke haviam novamente piorado. 
De acordo com o relato de Naruto sobre a noite passada, o irmão não pregara o olho durante um segundo, enquanto tremia como um filhote assustado nos braços do Uzumaki.
-Obrigada por ter me acompanhado. -Sasuke agradeceu desviando o olhar. Não aguentaria se fosse Naruto e não o irmão ali.
-Uchiha Sasuke. -A recepcionista chamou, fazendo-o dar um longo e pesado suspiro.
-Quer que eu entre com você? -Itachi se ofereceu. 
-Não precisa. Isso já será humilhante o bastante sozinho. -Riu da própria desgraça entrando no cômodo.
O Uchiha achava que não precisava de ajuda de um desconhecido. Como estava enganado.

 

 

-Então, adquiriu medo de trovões? -O grisalho perguntou, fazendo Sasuke resmungar.
-Já sabe que sim.-O Uchiha respondeu irritado.
Já havia explicado toda a história à Kakashi. Havia dito como seus pais morreram em um acidente durante uma tempestade e de como ficara preso no veículo durante mais de duas horas ouvindo os terríveis trovões enquanto os bombeiros não o libertavam do veículo caído.
-Se lembra deles quando escuta os barulhos? -O mais velho perguntou interessado, fazendo Sasuke se remexer na cadeira.
-Não lembro deles com isso, só do fato de não estarem mais aqui. -Sasuke informou com um suspiro.
-Entendo. -Kakashi concluiu. -Isso não parece ser tudo. Tem algo a mais lhe incomodando. -O Hatake pode perceber.
-Não quero falar sobre isso. -Sasuke respondeu ríspido.
Preferia assumir ao mundo inteiro seu medo de trovões do que contar à uma única pessoa sua confusão em relação à Naruto.
-Vamos, não pode ser tão ruim assim. Não pior do que seu trauma. -Kakashi o incentivava. -Sou como um padre em uma confissão. Seu segredo morrerá aqui. -Prometeu, fazendo Sasuke o olhar descrente. -Além disso, você já pagou a sessão. Qual é o seu problema?
-Não tenho problema. -Sasuke informou ríspido. -Só... uma leve curiosidade.
-Curiosidade? -Kakashi levantou um sobrancelha.
-É... é só que... -Sasuke buscava as palavras. -O que leva dois homens a ficarem juntos?
-Como? -Kakashi se surpreendeu com a pergunta inesperada.
-Você me entendeu. -Sasuke disse sério e desconfortável. -Dois homens juntos, não entendo isso.
-Uh... -Kakashi colocou a mão sobre o queixo, escondido por uma máscara, enquanto pensava no melhor modo de responder aquilo. -Há várias respostas, nenhuma 100% certa ou errada.
-Em outras palavras. Você não sabe. -Sasuke cruzou os braços revoltado. Foi ingênuo ao achar que o homem poderia ajudar.
-Tem razão. Eu não sei. -Kakashi respondeu. -Pois não há uma simples resposta. Me responda algo, o que leva um homem e uma mulher à ficarem juntos?
-Amor. -Sasuke chutou revirando o olhar. -Desejo, interesse, carência. -Já havia ficado com meninas com todos os perfis citados.
-Exato. -Kakashi concordou. -Não há uma resposta só. Assim como para sua pergunta. 
-Tsc. -Sasuke resmungou ainda insatisfeito com a resposta. -Eu só não entendo. Por que arriscar sua reputação por algo assim? Quem escolheria isso, mesmo sabendo por todo o ódio e preconceito que iria passar?
Sasuke desviou o olhar envergonhado, não por perguntar aquilo, mas por ser fraco. Naruto encarava aquela situação a anos enquanto ele fazia uma tempestade de copo d'agua com medo do que diriam se soubessem do seu beijo com o Uzumaki.
Uma vez ele próprio havia mandado Naruto levantar a cabeça e ser forte sobre aquilo, hoje essa mesma voz não conseguia convencer a si mesmo.
-Vou formular um exemplo. Não é o melhor, mas acho que lhe fará ter uma leve compreensão. -Kakashi se inclinou pensando em como começar. -Imagine alguém com uma religião, não as padrões que estamos acostumados, mas uma diferente, incompreendida pela maior parte da população. Essa pessoa passaria por maus bocados, seria apontada e taxada de anormal, seria expulsa da maioria de igrejas que soubessem sobre sua crença, poderia até ser vítima de agressão por aqueles que não a compreendessem.
-Acho que você não está ajudando. -Sasuke informou, não feliz com o que escutava. 
-Só estou dizendo que ela teria que escolher, passar por tudo isso e brigar pelo que acredita ou calar sua crença e viver infeliz fingindo ser adepta a algo que não lhe conforta verdadeiramente. -Kakashi concluiu.
-A diferença é que essa pessoa poderia seguir sua crença escondida, pois aquilo só diria respeito a ela, não a outra pessoa. -Sasuke revidou. -No caso de uma relação envolve obrigatoriamente duas pessoas, sem contar amigos e familiares.
-E já imaginou como seria isso? Viver a vida sem poder usar um artigo ou dizer uma frase que entregue sua verdadeira identidade. Ter suas idéias e conceitos abafados. Fingir concordar com aquilo que lhe é dito, embora tenha opinião diferente? -Kakashi suspirou alto. -Ambos os casos são parecidos. Preconceito é preconceito independente do caso. Não pense que uma situação é mais importante do que outra, um simples Bullying à uma pessoa negra ou com sobrepeso pode ser o bastante para desestabiliza-lo por uma vida inteira.
-Então o que está dizendo é que não vale a pena? -Sasuke perguntou confuso com aquilo.
-Estou dizendo que a pessoa deve estar preparado para o que vai enfrentar. -Explicou, pegando a prancheta e começando a anotar. -Mesmo com toda a desvantagem, saiba, a sensação de dever cumprido, por ter arriscado correr atrás de sua felicidade, é isso que deve se lembrar no seu último suspiro de vida e não das palavras ofensivas que foram ouvidas, essas, não irão mais importar.
Sasuke se calou durante aquele discurso, olhando para o Hatake enquanto assimilava aquilo que foi dito.
-O que você tanto anota? Não está escrevendo essa conversa, está? -Perguntou curioso e desconfortável.
Kakashi se limitou a dar um sorriso por baixo da máscara.
-Aqui. -O grisalho estendeu o papel que escrevia o entregando à Sasuke. -São tranquilizantes. -Informou vendo a cara confusa do jovem. -Vão lhe ajudar um pouco com seu problema com os trovões. Agora sim, acabou a sessão.
Sasuke apenas pegou a receita nas mãos, saindo do consultório pensativo sobre tudo que escutara.
-Então irmãozinho, o que o médico disse? -Itachi perguntou curioso devido a expressão que o mais novo apresentava.
-Resumidamente? -Sasuke falou ainda meio aéreo. -Que eu estou fodido.


*************

 

Final de semana chegara antes mesmo Sasuke percebesse.
"Correr atrás da felicidade"
Sasuke se odiava por ter ouvido as palavras daquele maldito mascarado. Era isso que explicava o fato de estar agora frente ao cinema com cara desinteressada.
Estava claro que aquele não era seu ambiente.
-Vamos sem ele. -Falou autoritário, vendo Naruto olhando constantemente pro relógio.
-Ele já deve estar chegando. -O Uzumaki informou, olhando para os lado.
Sasuke apenas revirou o olhar. 
Por que não podiam simplesmente entrar logo para ver a porcaria do filme ao invés de estar esperando o branquelo desenhista?
-Dessa vez vou concordar com o Uchiha. -Menma informou entediado. -Não podemos entrar logo? -Perguntou suspirando alto. 
Cinema também não era seu habitat natural.
Sasuke e Menma trocaram um olhar cúmplice, como se implorassem para que a tortura finalmente acabasse.
-Boa tarde Naruto-kun. -Uma voz cortou o silêncio fazendo o trio se virar.
-Naruto-kun? -Menma perguntou com uma sobrancelha arqueada, estranhando a forma descontraída que Sai o chamara.
Sasuke teve vontade de fazer a mesma pergunta.
-Não importa. -Menma acabou por fim dando de ombros. -Está atrasado.
Se o Uchiha tinha qualquer coisa contra Menma, essa foi perdida. O Uzumaki havia se tornado um ótimo aliado.
-Desculpe por isso, estava comprando chocolate. Os que vendem aqui são realmente caros. -Sai informou com um sorriso. -Chocolate ao leite para o Naruto-kun e chocolate branco para Menma. É o seu preferido, não é? 
Toda revolta de Menma foi convertida em agradecimentos e elogios quando recebeu o presente.
Esqueça a história de aliado. Menma continuava o mesmo interesseiro de sempre.
-Eu não sabia de qual gostava, Uchiha. -Sai falou de maneira tão calma que fez Sasuke se segurar para não soca-lo. -Não trouxe nada para você por isso, desculpe por isso.
-Não gosto de doces. -Falou sério, vendo o rosto inexpressivo do Sai.
-Então acertei em não trazer. -Sai respondeu com um pequeno sorriso, fazendo Sasuke rosnar revoltado.
Odiava. Odiava aquela cara.
-Já escolheram o filme? -O moreno perguntou os olhando despreocupado.
-Não esperamos você chegar. -Naruto comunicou com um sorriso largo.
Sasuke já começava a sentir que o loiro fazia isso para irrita-lo.
-Vamos de comédia, por favor. -Menma implorou. Era o único gênero que não o faria dormir.
-Acho que não é uma boa ideia. -Naruto discordou. Conhecia bem o senso de humor tanto de Sai como de Sasuke.
-Que tal terror? -Sai perguntou.
-Também não sei se é uma boa. -Naruto discordou sabendo do medo de Menma, sem falar do trágico dia que vira Invocação do Mal com Sasuke. 
-Já disse q não tive medo do filme. -Sasuke informou como se lesse seus pensamentos. -O que me assustou foram os malditos trovões. -Falou antes mesmo que pudesse notar.
-Tem medo de trovões? -Sai perguntou sério, fazendo Menma rir de se acabar.
-Não está grandinho demais para isso Sasuke? -Menma perguntou, limpando as lágrimas que nasciam em seus olhos.
Naruto apenas olhou de um para outro com o rosto aflito, enquanto via Sasuke desviar o olhar desconfortável com aquilo.
"Era oficial. Não deveria estar ali"
-Vamos ver desenho então. -Menma disse divertido. -Sei que Sasuke gosta. -Implicou com o Uchiha.
-Não está muito velho para isso? -Foi a vez de Sai falar, fazendo Sasuke se virar revoltado pronto para ir embora.
"Sua cota de humilhação por um dia já tinha estourado"
-Animação também é meu gênero favorito. -Naruto informou sério, fazendo Menma revirar o olhar enquanto Sai fechou o sorriso numa feição inexpressiva.
Sasuke deve que se segurar para não gargalhar com a cara do desenhista.
Que comece o placar:
Sasuke 01 X Sai 00

Demoraram um pouco na fila do ingresso, mas um pouco antes do filme começar já estavam prontos, com as devidas pipocas na mão.
-Quer ajuda para carregar? -Sai perguntou educado, fazendo Sasuke ter vontade de vomitar.
-Não precisa, posso carregar sozinho. -Naruto informou, fazendo o sorriso se Sasuke se reacender. -Droga, não to achando minha carteira da faculdade. -Informou tentando procurar na mochila com apenas uma mão livre. -Sasuke, pode ajudar? -Perguntou estendendo o pacote de pipoca para o Uchiha segurar.
Tinha recusado a ajuda de Sai, mas pedia por livre e espontânea vontade a do Uchiha.
Sasuke 02 x Sai 00

Ao entrar na sala, procuram seus lugares. Quatro acentos marcados lado a lado.
Sai foi o primeiro a se sentar, fazendo Sasuke com custo se postar de frente a Naruto para atrasa-lo, fazendo Menma sentar ao lado de Sai.
Naruto foi o terceiro a seguir para a fileira, sentando-se entre Menma e Sasuke.
O branquelo esquisito estava longe de Naruto, enquanto Sasuke sentava-se ao seu lado. 
Aquilo deveria render no mínimo uns cinco pontos extras no placar.
Sasuke estava tão entretido na companhia do loiro, que sequer percebia a garota sentada ao seu lado, lançando mais olhares para si do que para tela do cinema.
O Uchiha só tomou conhecimento da garota quando a sentiu de maneira tímida encostar em seu braço, fazendo-o desviar o olhar em sua direção.
Antes que pudesse afasta-la, observou a expressão descrente de Naruto, vendo desconcentrado derrubar o pacote de pipoca inteiramente no chão.
Quase riu quando viu o loiro tentando inutilmente resgatar algo no pacote, sem querer conseguir disfarçar que o encarava.
Não. Tinha que quer impressão sua. 
Naruto estava com ciúmes?
Sasuke não acreditava.
O Uchiha resolveu fazer o teste, mexendo seu braço de maneira suave, dando mais liberdade para menina lhe tocar.
Pela cara de surpresa de Naruto, Sasuke conseguiu sua resposta com uma sensação de alívio correndo por seu corpo. 
Naruto realmente sentia ciúmes de si.
Já possuindo sua resposta, virou-se para afastar a menina, surpreendendo-se ao sentir seu rosto ser gentilmente segurando, enquanto seus lábios eram roubados.
Ficou sem reação alguns poucos segundos, antes afasta-la de si, informando com a expressão séria o seu desinteresse pela mesma.
Virou-se para o lado, esperando ver Naruto, mas tudo que encontrou foram duas poltronas vazias. Uma onde Naruto, outra onde Menma sentara. 
Havia sido abandonado, junto com o branco esquisito.


Se o filme estava sendo bom ou não? Sasuke sequer reparara.
Toda sua atenção havia sido roubada quando Naruto e Menma retornaram a sala, carregando um novo pacote de pipoca nas mãos.
Sasuke suspirou aliviado, notando que não havia sido abandonado como havia previsto.
Sua expressão aliviada morreu, quando viu Menma e Naruto trocarem de lugar. 
O loiro agora estava afastado de si, sentado próximo ao Sai.
Observou a expressão mortal que Menma lhe lançava, como se cogitasse a possibilidade de enforca-lo ali mesmo, com o escuro da sala acobertando seu crime.
Sasuke engoliu em seco, vendo Naruto oferendo a pipoca a Sai, enquanto ria de alguma piada que o moreno parecia ter contado.
Sasuke quase pós as mãos de Menma em seu próprio pescoço, o incentivando a mata-lo e terminar com aquilo.
Preferia morrer ao ver o placar virar e Sai ganhar a atenção de Naruto como agora acontecia.

 

-Até que não foi tão ruim assim. -Sai informou sobre o filme. Havia realmente gostado.
Reparou ser o único a chegar à aquela conclusão, vendo a cara de velório de Naruto e Sasuke, além da expressão homicida de Menma.
"Mas o que havia acontecido?"
-Ah... -O rosto de Menma mudou, se transformando numa criança animada. -Milk shake. -Falou animado correndo pra fila. Vamos comprar. Vamos. -Pediu a Naruto.
O loiro apenas suspirou alto. O seguindo, deixando Sasuke e Sai sozinhos.
-Quatro por favor. -Menma disse animado escolhendo os sabores. -Qual é o melhor? -Pediu opinião da atendente.
-Todos são bons. -A moça se vangloriou. -Mas estamos com um lançamento, banana com canela.
-Adoro banana. -Disse pervertido, segurando a gargalhada ao ver o rosto corado da jovem. -Pode ser quatro desses.
-Não acho uma boa ideia. -Naruto informou. -Sasuke não gosta de canela. -Se lembrou, ficando irritado em seguida. 
Por que ainda fazia os gostos do Uchiha?
-Quer saber, esquece. Pode ser quatro desse mesmo. Capricha na canela. -Pediu, fazendo Menma revirar o olhar mas se divertir com a pequena vingança do irmão.
Depois do que fizera, Sasuke não tinha nada que querer.
"Tomara que tenha uma dor de estômago" Naruto desejou. 
Aquilo seria menos dolorido do que o Uchiha o fizera sentir.
Voltaram, vendo a mesma expressão vazia nos rostos dos dois morenos.
Sasuke aceitou a contra gosto a bebida oferecida. Fazendo uma careta involuntária ao tomar o primeiro gole.
Realmente odiava doces.
Tomou até o último gole, sentido que aquela era sua punição por Naruto.

 

************

Demoraram um pouco para chegar em casa.
Sasuke fez algumas paradas no trajeto. A casa de Sai e o apartamento de Menma.
Terminaram o restante da viagem sem que nenhuma palavra fosse trocada.
Naruto entrou em casa, migrando em direção ao quarto.
Estava visivelmente irritado.
Sentindo que deveria dizer algo, Sasuke o parou, segurando em seu punho com força.
Sua cabeça não estava boa, talvez por isso estivesse fazendo aquilo.
-Ah... Naruto. -Começou a dizer com o peito apertado, o ar parecia não chegar aos seus pulmões doloridos.
-Eu tô meio cansado. -O loiro informou sério. -Pode me soltar.
Sasuke apenas entreabriu os lábios, sem saber como responder aquilo.
-A garota... -Começou a tentar explicar, mas sua frase morreu. 
Droga, sentia a garganta se fechar, impedindo que mais palavras fosse ditas.
-Não precisa explicar isso. -Naruto deu um sorriso largo, embora estivesse completamente quebrado por dentro. -Você viu uma garota bonita e aproveitou. Isso é normal Sasuke. Se fosse um cara interessante ao meu lado eu faria o mesmo. -Mentiu. 
Sasuke apenas arregalou o olhar.
"Se fosse um cara interessante ao seu lado?" 
"Porra, era ele quem estava ao seu lado. Então não era interessante?"
Sentiu o estômago revirar violentamente ao pensar naquilo.
Deveria estar feliz, certo? Por Naruto não ter interesse algum em si. Aquilo tornava a convivência dentro de casa mais fácil.
Então por que se sentia tão incomodado?
Por que sentia que deveria explicar aquilo? 
"Por causa desses malditos olhos azuis" Acabou por concluir.
Perceber a ausência do brilho em meio aquele azul o incomodava de uma forma que não conseguia explicar.
Soltou a punho de Naruto, o levando ao próprio peito dolorido. 
Aquela dor era insuportável.
-Não precisa explicar Sasuke. Somos apenas amigos, talvez menos que isso. -Naruto disse ríspido, se lembrando da frase que o próprio Uchiha dizera à Menma quando falara de si.
Quase riu ao ver a expressão de surpresa no rosto do Uchiha.
"Vingança perfeita" 
Concluiu com um meio sorriso, antes de senti-lo sumir ao ver Sasuke se apoiar na parede com semblante de dor.
Será que havia sido tão cruel assim?
Antes que dissesse qualquer coisa, viu o corpo do Uchiha deslizar pela parede até se sentar ao chão.
-Sasuke. -Naruto disse se abaixando ao nível do Uchiha. 
Sasuke arfava alto, inutilmente brigando com o corpo para respirar.
-Isso não é uma brincadeira, né? -Naruto perguntou preocupado. -Se for eu juro que nunca vou te perdoar. -Prometeu levando a mão ao rosto do Uchiha.
Naruto apenas entreabriu os lábios apavorado, Sasuke estava incrivelmente gelado.
Perdido, levou a mão trêmula ao bolso, ligando para o primeiro número que veio a mente.
-Alô. -Ouviu a voz feminina atender.
-Ino, me ajuda. O Sasuke está estranho. -Começou a dizer desesperado.
-Naruto, ele já nasceu estranho. -A loira riu do outro lado linha.
-Não, Ino você não está entendendo. -Naruto tentava explicar.
-Naruto, é sério eu tô meio ocupada, se não for nada sério você...
-Eu acho que ele tá morrendo. -Naruto foi direto ao ponto, ouvindo a loira se calar.
-Do que está falando Naruto? -A loira perguntou também ficando preocupada.
-Ele tá frio, não respira direito...
-Sabe se ele comeu canela? -Ino perguntou firme, fazendo Naruto arregalar o olhar.
-Não deveria? -Perguntou com o peito apertado já prevendo a resposta.
-Naruto leva ele pro hospital, AGORA. -Gritou autoritária. -Ele é alérgico. -Informou fazendo um frio subir pela espinha de Naruto.
Virou o rosto para encarar Sasuke, notando já não haver consciência no Uchiha.

 


Notas Finais


Tia Nana, de onde você tirou que o Sasuke é alérgico?
Capítulo 6 da fanfic, aposto que ninguém lembra disso kkk


Tia Nana, por que o o Sasuke que se ferra nessa história?
Porque quero que ele pague por tudo que fez o Naruto passar no anime. Kkkk brincadeira... porque achei que ficaria interessante Naruto cuidando dele e não o contrário como sempre acontece, quero ver o Uchiha assumir com todas as letras que precisa do Naruto, vcs não?
Afinal o nome da fic é Sobrevivendo à Uzumaki Naruto, não há Uchiha Sasuke kkkkkk

Obrigada de verdade pelo carinho gente *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...