História Social phobia - taekook - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jungkook, Romance, Taehyung, Taekook
Visualizações 56
Palavras 700
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Onze


Fanfic / Fanfiction Social phobia - taekook - Capítulo 11 - Onze

por mais que quisesse, não deixaria que fosse.

peguei a mão de taehyung e suspirei, tentando me segurar porque não queria desabar em sua frente. seria desastroso e vergonhoso.

não queria escrever mais, apenas me deitar e observar a noite por minha janela. taehyung estava agachado na minha frente e acariciava minhas mãos.

— se você não conseguir sair de casa, eu espero — ele sorriu e suspirou cansado. — posso dormir com você?

meus olhos que estavam quase se fechando se abriram rapidamente e meu coração parecia estar dando uma festa com minhas entranhas.

por um segundo acabei esquecendo de minha preocupação e tive vontade de gritar. bem alto.

havia um nó em minha garganta e taehyung me observava silencioso, com um sorriso leve em seus lábios. parte de seu rosto estava sendo iluminado pela lua e eu conseguia o encarar em seus olhos, sem ter a necessidade de desviar.

sorri e murmurei um sim quase inaudível. não sabia o que fazer depois disso, então me levantei e fui até o banheiro. estava envergonhado demais e sentia tudo queimar.

peguei uma escova para taehyung e voltei para o quarto a entregando e acenando para que fosse ao banheiro.

depois que a porta se fechou me joguei na cama, apertando o travesseiro e fechando meus olhos com força.

fiquei um tempo assim até sentir suas mãos geladas em meu rosto, ao abrir meus olhos senti meu coração se acelerar ao o ver perto. bem perto.

me sentei, dando espaço para que se sentasse.

— quantos anos tem, kookie? — sorri ao ouvir o novo apelido.

— 16 — respondi gaguejando um pouco, com a voz trêmula e baixa.

— não tem vontade de ir à escola? seria seu penúltimo ano — ele informou e pude sentir seu olhos curiosos sobre mim, mas não conseguia tirar meus olhos do papel de parede azul.

— não — menti. é claro que tinha, adoraria sair, conhecer pessoas, me divertir.

— eu adoro ouvir sua voz — ele sorriu e senti vontade de me jogar para trás. minhas bochechas estavam claramente vermelhas.

taehyung se deitou e me puxou delicadamente, não estava com sono mas se pudesse ficar perto assim dele, dormiria o resto de minha vida.

observava cada detalhe seu, não me envergonhando por estar o encarando descaradamente.

haviam quatro piercings em uma de suas orelhas, um parecia infeccionado e pela quantidade, parecia difícil de se cuidar. mas era lindo.

os roxos em seu rosto eram intensos, era horrível vê-lo machucado e mais horrível não sabe o motivo.

suas mãos estavam em minha cintura e seus olhos varriam todo meu rosto. gostaria de saber em que estava pensando e se eram coisas boas.

porque sempre que pensava em taehyung, eram apenas coisas boas. não conseguia mais o imaginar me fazendo mal ou me machucando.

eu gostava de taehyung e estava feliz por tudo que imaginei estar se tornando realidade. não de forma exata, mas ainda sim.

seus olhos estavam se fechando aos poucos, parecia exausto. não queria o deixar dormir com roupas apertadas e desconfortáveis.

me levantei rapidamente e fui até meu guarda-roupa. oferecer um pijama a taehyung parecia uma boa ideia, até eu ver meus pijamas e como pareciam bobos.

bufei e peguei um da sailor moon, era meu preferido. minhas bochechas estavam vermelhas e ao ver seu sorriso quando viu o pijama, tive vontade de me esconder.

— gosta de sailor moon? — ele riu levemente e assenti, envergonhado demais para olhar em seus olhos.

taehyung foi até o banheiro se trocar e enquanto isso, arrumei melhor minha cama, pegando mais travesseiros e cobertas. queria que ficasse o mais confortável possível.

ao ver taehyung com meu pijama senti vontade de rir. estava pequeno para ele mas ainda parecia confortável.

—  eu também gosto de sailor moon — ele sorriu animado e se jogou na cama. — você vem?

ele me deu espaço e me deitei ao seu lado, sentindo seus braços me apertarem.

— boa noite, jeonggukie — ele murmurou e sorri. — acho que você seria a sailor mercury, você parece ser muito inteligente.

— sailor mars — foi apenas o que saiu de uma frase inteira e acho que ele entendeu, porque me apertou mais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...