História Sociedade Creepypasta: A Dimensão Verdadeira - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~MarahMonster

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Tags Creepypasta
Exibições 13
Palavras 1.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


Olaaa criançasss~~~ q
Mais um capítulo pra vcs~~
The sad
The nude
The q
The oi
The tchau
Boa Leitura e espero que gostem~~

Capítulo 6 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Sociedade Creepypasta: A Dimensão Verdadeira - Capítulo 6 - Capítulo 5

-Você está tentando fazer barulho para eu acordar?-Nossa não sabia que pesos mortas falavam.
-Ahm? Não,eu só ia sair do quarto!-Falei com uma cara de “Sério isso?“.
-Não pedi justificativa,só saia rápido!-Quem ele pensa que é para falar comigo assim?
-Não! Agora eu vou ficar aqui! Aqui é o MEU quarto!-Eu voltei para cama,ela sim me possui.
-Para me pertubar? Saí logo daquí!-O pavió curto vai gritar é?
-Os incomodados que se retirem!-Fiz a típica cena dramática de braços cruzados e cabeça virada para o lado.
-Arhm não enche!-Tá nervosinho querido?
-Fica na sua aí que eu fico na minha aqui!-Enfim levantei e abri a janela,parece que eu errei feio enquanto tentar diversão.
-Ahh fecha essa merda!-Ele falou,sério não preciso nem falar,né?
-Hm...Não!-Encostei na janela e fiquei olhando a visão.
-Affs...-Reclama aí.
·Alguns minutos de silêncio·
-Tá acho que começamos com a perna esquerda,Foxy!-É Foxy,né? Não me dou bem com nomes.
-O que quer?-Ser gentil.
-Educação quem sabe? Mas falando sério agora,não que antes não seja sério mas..enfim..Você é o quê?-Franzi as sobrancelhas e o olhei.
-Como assim?-Agora que eu percebi que ele tem olhos amarelos.
-Seus amigos são ursos,coelho e..sei lá,um pássaro? Uma galinha? E você é o que? Um lobo? Cachorro?-Voltei a sentar na cama ainda o olhando.
-Eu sou uma raposa...E a Chica é uma galinha.-Essa frase saiu tão ofenciva,mas ela realmente era uma galinha.
-Ah sim uma raposa...Existe mais de vocês?-Eu juro que eu não sou curiosa.
-Sim...Existe o que era pra ser nossas réplicas..-A cada palavra seu tom abaixava.
-Ah entendo..eu acho..-Parei para pensar um pouco...Como que eu sobrevivi 4 dias sem me alimentar? Quando eu pensei isso meu estômago roncou.-Então,Foxy eu vou indo,parece que meu estômago precisa se encher.-Ele apenas assentiu e virou a cara pra parede,e assim eu saí do quarto.
Esses dias eu estou querendo mudar o visual,quem sabe cortar o cabelo,pinta-lo de outra cor,trocar o estilo...Realmente eu preciso de mais amigos assim não vou fazer tudo sozinha,se Stephany estivesse aqui ela me ajudaria...Mas ela morreu e mortos não voltam a vida.
A caminho da cozinha estou,será que meu sentido é bom? Eu estou o seguindo.
·20 Minutos Depois·
‘Tá eu admito que meus sentidos não são confiáveis,eu andei para um lado e para o outro e nada,achei até uma sala de tortura,mas a cozinha não.Finalmente avisto Katy e vou correndo para a mesma.
-Katy?-Ela estava um pouco concentrada,mas imediatamente olhou para mim.
-Sim?-Vi uma prancheta onde obtinha papeis que aparentava ser fichas.
-Onde fica a cozinha?-Ela novamente me olhou só que com uma cara pensativa.
-Hm...Vem comigo que eu te mostro.-Sorriu e andou na frente,eu fui a seguindo.
Chegamos em um espaço grande com coisas de cozinhas,eu não acredito que era tão próximo passei umas 30 vezes na frente dessa abertura sem porta.
-É aqui,C-1 é a cozinha,okay? É que dentro dessas mansão os cômodos multiplicam,fica difícil achar sem essas tipo de plaquina.-E novamente ela sorriu e seguiu caminha a frente,sumindo da minha vista.
-Tá bom...Vamos ver o que tem aqui...-Cheguei perto da enorme geladeira e a abri,mano vocês não sabem o que tinha lá dentro,eu estou surpresa com a boca entreaberta e tudo.-Ai Meu Deus...Não acredito.-O que tinha naquela geladeira era nada mais nada menos do que muitos frios,chocolates e tudo de bom que existe,é o paraíso.
Fechei a geladeira e pensei no que iria comer,após altas pensadas eu resolvi comer um sanduíche com aqueles frios.
·Quebra De Tempo·
Hoje eu ouvi umas coisas muito estranhas,pareciam murmurações femininas.Acho que sou esquizofrenica para ouvir isso.
Voltei para o quarto e o senhor Foxy não estava lá,acho que ele foi fazer aquelas coisas,eu ainda quero perguntar como ele não tem chifres ainda.
Queria saber o porque que eu não usei o celular até agora,ficar dando sopa aí não é a melhor coisa a se fazer.
Peguei o aparelho de comunicação e o liguei,coloquei a senha e liguei o 3G,pelo menos isso eu tenho.Demorou uns segundos até abrir o Facebook,as notificações estavam cheias e as mensagens avisava que uma pessoa se comunicou comigo,quando coloco no ícone de mensagem vejo que era de Stephany.
Step:Se prepare porque não vai mais ser um simples lanche.
Step:Ganhei dinheiro extra e vou gastar tudo em comida e roupa.
Step:Pizza e os caraios a 4 vai ter,peça o que quiser,amrzn.
Step:Vou te esperar <3
·Enviado por Messenger· 28/04/2015 às 19:34h Visualizado
Uma lágrima escapou dos meus olhos,a vontade era chorar até soluçar e morrer,ela era tão otimista e carinhosa,por que teve que ir? Porque eu fui egoísta de deixa-lá sozinha?
Ver aquelas mensagens,tanto antigas como “novas“ me deixava triste,fazendo as lágrimas saírem mais forte,deixando meu rosto encharcado por causa das mesmas,saber que mesmo se eu responder ela nunca vai ver e responder como antes só aumentavam o fluxo.
Quando as lágrimas finalmente acabaram eu tive coragem para olhar para o celular novamente,decidi não responder,fuí no ícone de Timeline e vi várias e várias notícias da morte de moradores da cidade que vivia,será que isso foi tudo por minha culpa?
As estatísticas eram que o assassino seria eu,já que não tinha prova alguma que eu estava morta e que ligando os pontos todos que morreram me conheciam,mas o caso continuava com o assassino desconhecido,foragido.
Fiquei nervosa com isso,as autoridades estão a minha procura,se eles me encontrarem o que acontece? Será que essa creepypasta iria deixar eles chegarem aqui? 
Desliguei automaticamente o celular e fui tomar banho para me acalmar.Durante o banho eu soltei o resto das lágrimas que tinha e repeti para mim mesma que daqui em diante as coisas serão diferente.
Terminei o banho e coloquei outra roupa,peguei a roupas mais diferente do meu estilo que tinha,ela era uma roupa que Stephany gostava que eu usasse,pentei meu cabelo que é longo e soltei um suspiro,eu preciso de ajuda emocional e agora!
Estava com um pequeno medo de pegar o celular e começar a chorar novamente,então tentei me alegrar um pouco pegando um jogo bem antigo que minha vó me deu...Infelizmente não tinha um par para jogar estão desisti,além de não estar me aceitando fisicamente agora estou me rejeitando psicológicamente,como disse antes,preciso de ajuda urgente!


Notas Finais


Foi isso
A protagonista tá tipo eu,sozinha skshskjsj ;_;
Cm vcs sabem estou alone,então eu quero o apoio de vcs,okay? Brigadiz~<3
Prosseguindo,
Não revisei o capítulo,não sei oq escrevi,queria mais detalhes e uma leitura melhor para vcs,e eu vou evoluindo aos poucos,tá?
Bjin
~$weet


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...