História Soft - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Cara Delevingne, Dove Cameron, Magcon
Personagens Cameron Dallas, Cara Delevingne, Dove Cameron
Tags Cameron Dallas, Romance
Exibições 29
Palavras 268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Capitulo 17


Fanfic / Fanfiction Soft - Capítulo 17 - Capitulo 17

— Para começar, você é uma boa amiga. Dove Cameron precisa de você.

— Golpe baixo.

— Vou usar todas as armas do meu arsenal.

— Por quê?

— Por que, o quê?

— Por que você se importa tanto que eu esteja ou não na sua festa?

Era uma boa pergunta. Ele não tinha uma resposta na ponta da língua e acabou confessando a verdade.

— Eu estou cansado de estar cercado de vacas de presépio. Preciso de alguém que saiba como orçar um veleiro.

— Orçar o quê?
— Não existem freios em um veleiro. A única maneira de diminuir a velocidade é manejar as velas. Isso quer dizer: controlar a testa ou luff da vela grande e aproximar a proa da embarcação da linha do vento, para que este a atinja obliquamente.

— Em outras palavras, eu sou um freio?

— Bem, você sabe que tem mania de regras, de etiqueta, de comportamentos adequados e tudo mais. — disse ele, sacudindo a mão.

— Foi um balde de água fria.

— Eu não disse isso.

— Uma estraga-prazer.

—  Eu também não disse isso
        — Por que você iria querer um freio na sua festa? Espera-se que as festas sejam animadas, sem barreiras. Você deveria querer um acelerador, não um freio.

— Não fique ofendida com o comentário sofre o freio. Um freio é algo bom. — disse Cameron. — É extremamente necessário. Um freio nos mantêm seguros.

— Como uma mãe?

Cameron passou a mão na cabeça.

— Isso não está indo bem, está?

— Nem um pouco. — Cara Delevingne cruzou os braços, mas o sorriso reapareceu e, desta vez, durou alguns segundos a mais.

— Venha orçar minhas velas, Cara Delevingne.

Ela hesitou. Há! Ele a apanhara.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...