História Sol e Plutão. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Overwatch
Personagens Genji, Hanzo, Junkrat, Mccree, Reaper, Soldado: 76, Tracer, Widowmaker, Winston
Tags Mchanzo
Visualizações 93
Palavras 470
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Fantasia, Fluffy, Musical (Songfic), Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meigo e fofinho, como meu amor por essa ship *-*
Vão ler!

Capítulo 1 - Viagem perdida - ou não.


O Sol, ou como todos os outros planetas o chama, Jesse. O Sol do sistema solar, aquele que traz luz, a vida. Jesse era um grande laranja no céu de Mercúrio, ou Tracer, aquela que lhe rodeava com rapidez em que Vênus – Emily – era apaixonada por ela, porém, Jesse sentia que Tracer era um tanto apaixonada pela Lua – Amélie – da Terra – Gerard. Logo vinha Marte, seu grande amigo Genji, aquele que sempre lhe dava companhia naquele vasto vazio.

 

Logo vinha o grande Júpiter, ou Jack, com temperamento forte e sagaz que por algum motivo tinha uma admiração – mesmo sem admitir – pela sua Lua Calisto, ou Gabriel. Depois Winston, ou Saturno, inteligente e formidavelmente calmo, até certo ponto. Após isso, Netuno e Urano, a dupla indisciplinada , Junkrat e Roadhog, Jesse sempre achou que eles eram um pouco estranhos, mas nada de anormal, quase nunca via eles, aparentemente sua luz não chegava tão longe quanto imaginava.

 

Porém, existia um planeta, o planeta mais frio, onde Jesse não alcançava de maneira alguma, o mais longe, o mais solitário, Plutão, ou Hanzo. Jesse sempre teve a curiosidade de chegar perto do planeta frio, mas, aparentemente, teria que passar por cima de seus companheiros para ir até Hanzo, afinal, seus raios não o alcançava, nem mesmo uma faísca de luz atingia o pequeno planeta e Jesse sentia que se não fizesse nada, o planeta iria para mais longe ainda, tão longe que nenhum outro planeta o veria novamente.

 

Os planetas, de vez em quando comentavam sobre Hanzo, coisas negativas eram faladas sobre ele. No entanto, apenas quando Jesse conseguia se enquadrar com Plutão é que podia ver alguma coisa e, meu Deus, o planeta frio e solitário era tão gelado, mas tão bonito, Jesse não esperava que aquele sentimento fosse o primeiro a lhe atingir após ver fagulhas do gelado planeta.

 

 

"Você quer ir embora de você
Como se você não lhe fosse
Todos os destinos possíveis "

 

 

Quando Jesse achava que finalmente iria conversar com Hanzo, Marte veio e disse – Você tem certeza?

 

O questionamento lhe trouxe irritação, não impedindo-o de tentar uma conversa com Plutão, o planeta gelado, frio e sem qualquer dúvida, bonito, lhe mostrou um lado seu que nenhum outro planeta tinha visto, Hanzo caiu de amores pelo grande e quente Sol, onde queria se aconchegar no caloroso coração de Jesse, no entanto, nunca capaz de chegar a ele e sempre via-o como um ponto brilhando no vasto vazio do sistema solar, porém, por esse motivo, a paixão veio e se contentava a ver apenas o ponto brilhante, mesmo sentindo que estava cada vez mais longe de vê-lo.

 

Mas, no próximo quadramento entre eles iriam se encontrar, distantes, mas cheios de amor.

 

 

"Você não sabe o que é se perder
E não encontra uma saída
Para um destino possível "


Notas Finais


Eu posso ter viajado, mas eu adorei escrever.
Espero que tenham gostado e qualquer erro me falem <3
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...