História Sol e Tormenta - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 8
Palavras 457
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é a primeira vez que posto uma fanfic
Dá medo ~_~
Me inspirei em várias músicas e livros pra fazer isso, e escrevi tudo num horário no qual eu NÃO deveria estar acordada, mas ok.
Essa historinha é One Shot, e não tem universo próprio, digo, não é de um anime/jogo epecífico. Apenas imagine que se passa à alguns séculos atrás.
Boa Leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


Ele desenhava algo, com traços finos e leves. Um esboço, escuro, quase como a sombra de alguém. Quando ela entrou no quarto, silenciosa como um felino, ele pode sentir sua presença. Ela emanava uma tipo de calor que só ele sentia, uma luz que só ele via. O silencio entre os dois o sufocava. Os traços que ele fazia agora deslisavam pelo papel. Traços longos e deslizantes, como uma cascata. Cabelo cinzento de graffiti, jorrando do topo de uma cabeça ainda sem rosto. Ele fechou o caderno quando sentiu que ela se aproximava.
-Sabe que não precisa se esconder de mim -Ela disse, com voz serena, enquanto espiava por cima dos ombros dele.
 -Não estava pronto -Ele respondeu.
-Não me referia ao desenho -Rebateu, enquanto se dirigia e se sentava no sofá da soleira da janela. O sol estava forte, e refletia nas folhas no jardim, assim como fazia o cabelo da moça brilhar, de preto profundo à cinza escuro. Assim como no desenho, pensou o homem. Ela observava o jardim calada. O  coque na cabeça se desmanchava- Me referia ao fato de você se esconder de mim aqui, nesse quarto triste.
-Por que me esconderia de você?
-Eu é que esperava uma resposta...

Ele, silenciosamente, levantou-se da escrivaninha de onde estava e se sentou ao lado dela. Colocou uma das mãos sobre o delicado rosto da moça. Ela tinha corpo e mente de bailarina: frágil e delicada de longe, mas não deixava de ser forte. Ela colocou uma das mãos sobre a dele e a outra sob seu peito. Ele a puxou pra perto e ela prendeu a respiração, inconscientemente, esperando pelo que vinha depois. Fechou os olhos e esperou. Sentiu a testa dele na dela, e então seus lábios se pressionando. Ela não sabia se era um beijo delicado, de boas vindas, ou um beijo desesperado, de despedida. Ela sabia que logo ele partiria. Mas isso pouco importava naquele instante. Ela retribuiu o beijo, docilmente. 

Sentia como se pudesse se fundir com aquele homem apenas para passar o resto de sua vida com ele. Para que não tivesse que se despedir. Pensou que essa seria a última vez que sentiria a língua dele entre seus dentes, os lábios macios nos dela e os braços fortes a envolvendo. Suas respirações em perfeita sincronia.

Ainda próximos, pararam. Abriram os olhos e ela suspirou. Encarou os olhos castanhos maio âmbar pelo sol forte. A luz o deixava mais angelical do que ele já era em sua mente. Pela última vez, pensou, estaria encarando verdadeira e profundamente os olhos mais lindos que já vira, que, mesmo já os conhecendo  de cor, ela sentia que guardavam segredos a cada olhar. Segredos que ela nunca entenderia, a deixando numa eterna tormenta.


Notas Finais


Espero que tenha gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...